Frases sobre paciência

Uma coleção de frases e citações sobre o tema da paciência, ser, vida, deus.

Melhores frases sobre paciência

Anne Frank photo
Immanuel Kant photo
Jean Jacques Rousseau photo

„A paciência é amarga, mas seu fruto é doce.“

—  Jean Jacques Rousseau, livro Julie, or the New Heloise

La patience est amere, mais son fruit est doux
La nouvelle Héloïse‎ - Tome Premier, Página 460 http://books.google.com.br/books?id=yXQTAAAAQAAJ&pg=PA460, de Jean-Jacques Rousseau - 1788
La nouvelle Héloïse

Raduan Nassar photo
Daisaku Ikeda photo

„Com amor e paciência, nada é impossível.“

—  Daisaku Ikeda 1928

With love and patience, nothing is impossible.
Daisaku Ikeda como citado in: Daisaku Ikeda and Africa: reflections by Kenyan writers - Página 42, Nairobi University Press, 2001, ISBN 9966846492, 9789966846495, 159 páginas
Atribuídas

Homero photo
Augusto Cury photo
Luís Vaz de Camões photo

„Não se pode ter paciência com quem quer que lhe façam o que não faz.“

—  Luís Vaz de Camões poeta português 1524 - 1580

Obras de Luiz de Camões: precedidas de um ensaio biographico, se relatam alguns factos não conhecidos da sua vida‎ - Página 229 http://books.google.com.br/books?id=OxI2AAAAIAAJ&pg=PA229, Luís de Camões, João Antonio de Lemos Pereira de Lacerda Juromenha (Visconde de), Francesco Petrarca - Imprensa nacional, 1866
Cartas

Ralph Waldo Emerson photo

„Adote o ritmo da natureza: seu segredo é a paciência.“

—  Ralph Waldo Emerson 1803 - 1882

Adopt the pace of nature: her secret is patience
Lectures and Biographical Sketches‎ (1884) - Página 80, de Ralph Waldo Emerson - Publicado por Kessinger Publishing, 2004 ISBN 0766189198, 9780766189195 - 252 páginas

Todas frases sobre paciência

Total 218 citações paciência, filtro:

William Shakespeare photo
William Shakespeare photo
Vincent Van Gogh photo

„Cooperar


…todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, […] que são chamados segundo o seu propósito. v.28


Minha mulher faz um cozido de legumes e carne incrível para o jantar. Ela põe carne crua, batatas comuns e batatas-doces em fatias, aipo, cogumelos, cenouras e cebolas na panela elétrica Slow Cooker (cozimento lento). Seis ou sete horas depois, o aroma enche a casa e o sabor é delicioso. É sempre vantajoso esperar até que os ingredientes na panela cooperem para atingir algo que não conseguiriam individualmente.

Quando Paulo usou a frase “cooperar” no contexto do sofrimento, ele usou a palavra da qual provém a nossa palavra sinergia. Ele escreveu: “Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito” (Romanos 8:28). Ele queria que os romanos soubessem que Deus, que não causou o sofrimento deles, faria com que todas as circunstâncias cooperassem com o Seu plano divino — para o bem deles. O bem a que Paulo se referia não eram as bênçãos temporais de saúde, riqueza, admiração ou sucesso, mas “…para serem conformes à imagem de seu Filho [de Deus]” (v.29).

Que possamos esperar com paciência e confiança porque o nosso Pai celestial está permitindo que todo o sofrimento, toda a angústia e todo o mal, cooperem para a Sua glória e para o nosso bem espiritual. Ele deseja nos tornar semelhantes a Jesus.

O crescimento que temos por esperar em Deus 
é maior do que a resposta ou o resultado que desejamos. Marvin Williams“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Embalada em consolo

Como alguém a quem sua mãe consola, assim eu vos consolarei; e […] sereis consolados. v.13

Minha amiga me deu o privilégio de segurar a sua preciosa filha de apenas quatro dias. Logo depois que a tomei nos braços, ela começou a se mexer. Eu a abracei mais forte, meu rosto pressionado contra a sua cabeça, e comecei a embalar num ritmo suave para acalmá-la. Apesar destas tentativas e minha experiência de uma década, não consegui acalmá-la. Ela ficou cada vez mais agitada até que a coloquei novamente nos braços ansiosos de sua mamãe. A paz caiu sobre ela quase instantaneamente; seus gritos diminuíram e seu corpo recém-nascido relaxou na segurança que já conhecia. Minha amiga sabia exatamente como devia segurar e embalar sua filha para aliviar sua angústia.

Deus estende o Seu conforto aos Seus filhos como uma mãe: com carinho, confiança e paciência em seus esforços para acalmar seu filho. Quando estamos cansados ou chateados, Ele nos leva carinhosamente em Seus braços. Como nosso Pai e Criador, Ele nos conhece intimamente. “Tu, Senhor, conservarás em perfeita paz aquele cujo propósito é firme; porque ele confia em ti” (Isaías 26:3).

Quando os problemas deste mundo pesam sobre o nosso coração, podemos encontrar conforto no conhecimento de que Ele nos protege e luta por nós, Seus filhos, como um dedicado pai o faria.

O consolo de Deus nos acalma perfeitamente. Kirsten Holmberg“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Ame o outro primeiro

Nós amamos porque ele nos amou primeiro. v.19

Com paciência ajudamos o nosso filho a se adaptar à nova vida em nossa família. O trauma de seus primeiros dias num orfanato se refletia em alguns comportamentos negativos. Apesar da compaixão pelas dificuldades que ele experimentara antes, senti que me afastava dele emocionalmente por causa desses comportamentos. Envergonhada, compartilhei minha luta com a terapeuta dele. Sua resposta gentil veio ao meu encontro: “Ele precisa que você o alcance primeiro, para mostrar que ele é digno de amor antes que possa agir como alguém amado.”

João conduz os leitores de sua carta a um amor de incrível profundidade e cita o amor de Deus como fonte e motivo para amarmos uns aos outros (1 João 4:7,11). Admito que muitas vezes não demonstro esse amor a outros, sejam eles estranhos, amigos ou meus filhos. No entanto, essas palavras despertam em mim o desejo renovado e a capacidade de fazê-lo: Deus foi primeiro. Ele enviou Seu Filho para demonstrar a plenitude do Seu amor para cada um de nós. Sou grata porque Ele não responde como nós somos propensos a fazer, afastando-se.

Embora as nossas ações pecaminosas não atraiam o amor divino, Deus é inabalável em oferecê-lo a nós (Romanos 5:8). Seu amor foi “primeiro” e isso nos compele a amar uns aos outros em resposta e como reflexo desse amor.

Deus nos amou primeiro para que possamos amar os outros. Kirsten Holmberg“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Hora de florescer


…Senhor, deixa-a ainda este ano, até que eu escave ao redor dela e lhe ponha estrume. v.8


Na primavera passada, decidi derrubar a roseira perto da nossa porta dos fundos. Nos três anos em que morávamos em nossa casa, não havia produzido muitas flores, e seus feios e infrutíferos ramos estavam agora se espalhando em todas as direções.

Mas andei muito ocupado, e meu plano de jardinagem foi adiado. Foi melhor assim, pois apenas algumas semanas mais tarde, a roseira explodiu em flores como eu nunca tinha visto antes. Centenas de flores brancas, grandes e ricas em perfume, pendiam sobre a porta dos fundos, fluíam para o nosso quintal e se espalhavam no chão com belas pétalas.

O renascimento da minha roseira me lembrou a parábola de Jesus sobre a figueira em Lucas 13:6-9. Em Israel, era costume dar três anos para as figueiras produzirem frutos. Se não dessem, eram cortadas para que o solo pudesse ser melhor utilizado. Nessa parábola de Jesus, um jardineiro pede ao seu patrão que dê a uma árvore em particular um quarto ano para produzir. No contexto (vv.1-5), a parábola implica isso: os israelitas não tinham vivido como deveriam, e Deus poderia julgá-los justamente. Mas Deus é paciente e concedera tempo extra para que eles se voltassem a Ele, fossem perdoados e florescessem.

Deus quer que todas as pessoas floresçam e tem-lhes dado tempo extra para que isso ocorra. Se ainda estamos caminhando em direção à fé ou orando por família e amigos incrédulos, Sua paciência é uma boa notícia para todos nós.

Deus deu ao mundo um tempo extra 
para que respondam a Sua oferta de perdão. Sheridan Voysey“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Compartilhando o conforto

…como sois participantes dos sofrimentos, assim o sereis da consolação. v.7

Uma amiga me enviou algumas de suas cerâmicas artesanais, porém esses preciosos objetos danificaram-se durante a viagem. Uma das xícaras tinha quebrado em partes grandes, era um emaranhado de cacos e cerâmica em pó. Depois que o meu marido colou as peças quebradas, coloquei a xícara belamente restaurada numa prateleira. Como uma cerâmica restaurada, tenho cicatrizes que provam que ainda posso me manter firme depois dos tempos difíceis que Deus me permitiu passar. Essa peça me lembra de compartilhar como o Senhor trabalhou em minha vida e por meio dela posso ajudar outros em seus momentos de sofrimento.

O apóstolo Paulo louva a Deus porque Ele é o “…Pai de misericórdias e Deus de toda consolação…” (v.3). O Senhor usa as nossas provações e sofrimentos para nos tornar mais semelhantes a Ele. O Seu conforto em nossas dificuldades nos prepara para encorajar os outros, enquanto compartilhamos o que Ele fez por nós em nosso tempo de necessidades (v.4).

Ao refletirmos sobre o sofrimento de Cristo, podemos ser inspirados a perseverar em meio a nossa própria dor, confiando que Deus usa nossas experiências para nos fortalecer e também aos outros na prática da paciência (vv.5-7). Como Paulo, podemos ser consolados sabendo que o Senhor usa as nossas provações para a Sua glória. Podemos compartilhar o Seu conforto e trazer esperança reconfortante para os feridos.

Deus conforta os outros quando compartilhamos como Ele nos confortou quando estávamos sofrendo. Xochitl Dixon“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Razão para sorrir


Consolai-vos, pois, uns aos outros e edificai-vos reciprocamente, como também estais fazendo. v.11


No local de trabalho, as palavras de encorajamento são importantes. Como os funcionários conversam entre si influencia na satisfação do cliente, nos lucros da empresa e na valorização dos colegas de trabalho. Estudos mostram que os membros dos grupos de trabalho mais eficazes afirmam um ao outro seis vezes mais do que desaprovam, discordam ou são sarcásticos. Equipes menos produtivas tendem a usar quase três comentários negativos para cada palavra útil.

Paulo aprendeu na prática o valor das palavras na formação de relacionamentos e resultados. Antes de encontrar Cristo no caminho de Damasco, suas palavras e ações aterrorizavam os seguidores de Jesus. Mas ao escrever aos tessalonicenses, ele já tinha se tornado um grande encorajador devido à obra de Deus em seu coração. Com seu exemplo, exortou seus leitores a animar uns aos outros. Embora tenha sido cuidadoso em evitar a lisonja, mostrou como apoiar os outros e refletir o Espírito de Cristo.

Paulo os lembrou de onde vem o encorajamento. Ele viu que confiar-nos a Deus, que nos amou o suficiente para morrer por nós, nos dá razão para confortar, perdoar, inspirar e desafiar amorosamente uns aos outros (1 Tessalonicenses 5:10,11).

Paulo nos mostra que encorajar uns aos outros é uma forma de ajudar a provar a paciência e a bondade de Deus.

O que poderia ser melhor do que trabalhar 
para despertar o melhor das pessoas? Mart De Haan“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Tudo o que precisamos


…pelo seu divino poder, nos têm sido doadas todas as coisas que conduzem à vida e à piedade… v.3


Muitas vezes me sinto inadequado para as tarefas que tenho. Quer seja ensinar na Escola Dominical, aconselhar um amigo ou escrever artigos para esta publicação. O desafio parece ser maior do que minha capacidade. Como Pedro, tenho muito a aprender.

O Novo Testamento revela as falhas de Pedro enquanto tentava seguir o Senhor. Ao caminhar sobre as águas até Jesus, ele começou a afundar (Mateus 14:25-31). Quando Jesus foi preso, Pedro o negou (Marcos 14:66-72). Porém o encontro com o Cristo ressuscitado e o poder do Espírito Santo transformaram a vida dele.

Pedro entendeu que pelo “divino poder, nos têm sido doadas todas as coisas que conduzem à vida e à piedade, pelo conhecimento completo daquele que nos chamou para a sua própria glória e virtude” (2 Pedro 1:3). Surpreende-nos que esta declaração veio de um homem com muitas falhas!

Deus tem nos doado: “…as suas preciosas e mui grandes promessas, para que por elas [nos tornemos] coparticipantes da natureza divina, livrando-vos da corrupção…” (v.4).

O nosso relacionamento com o Senhor Jesus Cristo é a fonte da sabedoria, paciência e poder que precisamos para honrar a Deus, ajudar os outros e enfrentar os desafios de hoje. Por meio dele, podemos superar as nossas hesitações e sentimentos de inadequação.

Em cada situação, Ele nos concedeu tudo o que precisamos para servir e honrá-lo.

Deus promete nos conceder tudo o que precisamos 
para honrá-lo com a nossa vida. David C. McCasland“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Tendo bons frutos


Ele é como árvore plantada junto a corrente de águas, que, no devido tempo, dá o seu fruto… v.3


A vista da minha janela do avião era marcante: uma fita estreita de campos de trigo maduros e pomares entre duas montanhas áridas. Um rio atravessava o vale. Água gerando vida, sem a qual não haveria qualquer fruto.

Assim como uma colheita abundante depende de uma fonte de água limpa, a qualidade do “fruto” em minha vida, as minhas palavras, ações e atitudes dependem do meu alimento espiritual. O salmista descreve isso no Salmo 1: A pessoa “…cujo prazer está na lei do Senhor […]. É como a árvore plantada junto a corrente de águas, que no devido tempo, dá o seu fruto…” (vv.1-3). E Paulo escreve em Gálatas 5 que aqueles que andam em sintonia com o Espírito são marcados por “amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio…” (vv.22,23).

Às vezes, a minha perspectiva sobre as minhas circunstâncias azeda, ou minhas ações e palavras tornam-se persistentemente indelicadas. Não há bons frutos, e percebo que não investi tempo em quietude diante da Palavra de Deus. Mas quando o ritmo dos meus dias está enraizado na confiança em Deus, produzo bons frutos. A paciência e a gentileza caracterizam as minhas interações com os outros; e é mais fácil escolher a gratidão do que murmurar.

O Deus que se revelou a nós é a nossa fonte de força, sabedoria, alegria, compreensão e paz (Salmo 119:28,98,111,144,165). Ao fortalecermos a nossa alma nas palavras que nos levam a Ele, a obra do Espírito de Deus se tornará clara em nossa vida.

O Espírito de Deus habita em Seu povo, 
a fim de trabalhar por meio deles. Peter Chin“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

Maomé photo
Charlie Chaplin photo
Graciliano Ramos photo

„Elogiado e Corrigido

Você perseverou e tem paciência. . . . No entanto, tenho isso contra você. -
Escritura de hoje : Apocalipse 2: 1-7

Imagine Danny, de 8 anos, chegando a bater três vezes em um jogo da Little League. Ele ataca duas vezes e escolhe uma vez. Após o jogo, um famoso jogador da liga principal se aproxima dele. “Danny”, ele diz, “gostei do jeito que você bateu naquele single e apressou-se para primeiro. Você vai ser um bom jogador de bola algum dia. ”

Danny irradia. Ele é receptivo e ansioso para melhorar. Então ele é todo ouvidos quando o profissional acrescenta: “Mas Danny, você tende a superar a bola. Você tem que mudar sua postura e o jeito que você segura o bastão. Deixe-me dar algumas dicas. ”O conselho é atendido porque combina elogios com correção.

Muitas pessoas vêem Deus como um severo disciplinador que emite advertências e ameaças sem elogios. Mas essa não é a imagem que temos na leitura bíblica de hoje. A igreja de Éfeso havia abandonado seu primeiro amor (Apoc. 2: 4) e precisava renovar o brilho cálido que já teve ou deixaria de existir (v.5). Jesus deu aos Efésios uma severa advertência, mas ao chamá-los a se arrependerem, Ele também reconheceu tudo o que era bom na igreja (vv.2-3,6).

É assim que Deus nos motiva. Ele afirma nossa fidelidade a Cristo e nos lembra do que podemos nos tornar. Mas Ele também aponta onde ficamos aquém. Podemos ser gratos que Deus não apenas nos corrige, mas também nos recomenda.

Refletir e Orar
Para Estudo Adicional
Leia Apocalipse 2 e 3. Sete vezes Jesus disse:
“Eu conheço as tuas obras.” Por que Ele recomendou as
sete igrejas? Pois o que Ele corrigiu?

O elogio de Deus nos encoraja; A correção de Deus nos dá esperança. Dennis J. DeHaan“

—  ministério_pão_diário

Maomé photo
Simone de Beauvoir photo
Allan Kardec photo
Leonardo Da Vinci photo

„A paciência faz contra as ofensas o mesmo que as roupas fazem contra o frio; pois, se vestires mais roupas conforme o inverno aumenta, tal frio não te poderá afetar. De modo semelhante, a paciência deve crescer em relação às grandes ofensas; tais injúrias não poderão afetar a tua mente.“

—  Leonardo Da Vinci pintor renascentista 1452 - 1519

Variante: A paciência faz contra as ofensas o mesmo que as roupas fazem contra o frio; pois, se vestires mais roupas conforme o inverno aumenta, tal frio não te poderá afectar. De modo semelhante, a paciência deve crescer em relação às grandes ofensas; tais injúrias não poderão afectar a tua mente.

Martinho Lutero photo
Fernando Henrique Cardoso photo

„Isso é outra coisa que precisa acabar no Brasil, essa mentalidade atrasada de que o presidente vai passear. Tenha paciência.“

—  Fernando Henrique Cardoso Sociólogo e político brasileiro, ex-presidente do Brasil 1931

Revista IstoÉ Edição 1635
Na Ásia, sobre a sua viagem;

Santos Dumont photo
Carlos Bernardo Gonzalez Pecotche photo
Friedrich Schiller photo

„Só aqueles que têm paciência para fazer coisas simples com perfeição é que irão adquirir habilidade para fazer coisas difíceis com facilidade.“

—  Friedrich Schiller 1759 - 1805

Only those who have to do simple things perfectly will acquire the skill to do difficult things easily
Johann Christoph Friedrich von Schiller citado em "The art of the pianist: technic and poetry in piano playing, for teacher and student" - página 65, Harriette Moore Brower, Editora C. Fischer, 1911, 207 páginas
Atribuídas

Tertuliano photo
Ludwig Van Beethoven photo
Thomas Alva Edison photo

„O gênio é aquele que tem uma grande paciência.“

—  Thomas Alva Edison inventor, cientista e empresário dos Estados Unidos 1847 - 1931

Amyr Klink photo
Gustave Flaubert photo
Marco Aurelio photo
Pablo Neruda photo
Clarice Lispector photo
Rimbaud photo
Julia Quinn photo
John Quincy Adams photo

„Paciência e perseverança tem o efeito mágico de fazer as dificuldades desaparecerem e os obstáculos sumirem“

—  John Quincy Adams político estadunidense, 6° presidente dos Estados Unidos da América 1767 - 1848

Patience and perseverance have a magical effect before which difficulties disappear and obstacles vanish
John Quincy Adams citado em "A Second Chicken Soup for the Woman's Soul: 101 More Stories to Open the Hearts and Rekindle the Spirits of Women" - Página 250 http://books.google.com.br/books?id=OhDPN_-oeNsC&pg=PA250, Jack Canfield, Jennifer Read Hawthorne, Marci Shimoff - HCI, 1998, ISBN 1558746226, 9781558746220 - 407 páginas
Atribuídas

„Por conhecer as árvores, compreendo o sentido da paciência. Por conhecer a grama, dou valor à persistência.“

—  Harold Glen Borland 1900 - 1978

Knowing trees, I understand the meaning of patience. Knowing grass, I can appreciate persistence.
Countryman: A Summary of Belief‎ - Página 99, de Hal Borland - Publicado por Lippincott, 1965 - 160 páginas

Ruy Barbosa photo
Witness Lee photo

„Paciência não é passividade; é vigor sem ansiedade.“

—  Witness Lee 1905 - 1997

Caráter - Pág. 12, de Witness Lee - Publicado por Editora Árvore da Vida, 2003, ISBN 8573041609

Robert Lee Frost photo

„Educação é a habilidade de escutar quase tudo sem perder o humor ou sua auto-confiança.“

—  Robert Lee Frost 1874 - 1963

Variante: Educação é a capacidade de escutar quase tudo sem perder sua têmpera ou sua autoconfiança.

Pablo Neruda photo
Fabrício Carpinejar photo
Lance Armstrong photo
Baltasar Gracián photo
José Saramago photo
Pitágoras photo
Nicholas Sparks photo
Machado de Assis photo
Jair Bolsonaro photo
Dalai Lama photo
Tokugawa Ieyasu photo

„Trazer paciência é a base da paz duradoura. A raiva é o nosso pior inimigo.“

—  Tokugawa Ieyasu 1543 - 1616

Portare pazienza sta alla base di una pace duratura. L'ira è il nostro peggior nemico.
como citado in: AA.VV., Osamu Tezuka: Una biografia manga, vol. 1, traduzione di Marta Fogato, Coconino press, Bologna, 2000, p. 33. ISBN 888806303X

Miguel de Cervantes photo
Stanisław Jerzy Lec photo

„Você tem que ter muita paciência para aprender a ter paciência.“

—  Stanisław Jerzy Lec escritor polonês 1909 - 1966

Trzeba mieć dużo cierpliwości, by się jej nauczyć.
Myśli nieuczesane - página 47, Stanisław Jerzy Lec - Wydawnictwo Literackie, 1974 - 216 páginas

Thomas Carlyle photo

„Tolerância é paciência concentrada.“

—  Thomas Carlyle 1795 - 1881

Endurance is patience concentrated.
Thomas Carlyle citado em "Hout in alle tijden: Bossen, bomen en hout van thans; ontbossing en herbebossing; bomen en hout voor bijzondere doeleinden" - página 377, W. Boerhave Beekman - Æ.E. Kluwer, 1955

William Shakespeare photo

„Sem ser provada, a paciência dura.“

—  William Shakespeare dramaturgo e poeta inglês 1564 - 1616

Ato II - Cena I: Adriana
A Comédia dos Erros (1592-1593)

Isaac Newton photo

„Se fiz descobertas valiosas, foi mais por ter paciência do que qualquer outro talento.“

—  Isaac Newton físico e filósofo inglês 1643 - 1727

If I have ever made any valuable discoveries, it has been owing more to patient attention, than to any other talent.
citado em "The Quarterly Magazine of the Independent Order of Odd-Fellows, Manchester Unity‎" - Página 146 http://books.google.com.br/books?id=mrEEAAAAQAAJ&pg=RA1-PA146, de Independent Order of Odd Fellows Manchester Unity - Publicado por Published by the G.M. and Board of Directors, 1862, 260 páginas

Diane De Poitiers photo
Gisele Bündchen photo
Clarice Lispector photo
Joseph Addison photo
Joseph Joubert photo
Frédéric Chopin photo
Alfred De Musset photo
René Char photo
Liev Tolstói photo
Dalai Lama photo
Padre Antônio Vieira photo
Helen Keller photo
Albert Camus photo
Adélia Prado photo
Gustave Flaubert photo
Pablo Neruda photo
Jean De La Fontaine photo
Joseph Joubert photo
Andrew Marr photo

„Em Wittenberg, o pensamento de Lutero relativo ao pecado e à redenção desafiou muito do ensino tradicional. Os académicos continuam a debater o verdadeiro grau de radicalidade da sua teologia – decerto não era única. A essência do problema era esta. A mais antiga tradição escolástica medieval insistia que o Deus do amor condenava a humanidade pecadora ao Inferno com base em leis tão estritas e ferozes que não podiam ser cumpridas à letra. A perspectiva de Lutero concluía que a humanidade era totalmente pecaminosa, corrupta, decadente e não podia ser transformada numa criatura que merecesse o Paraíso pela simples repetição de orações ou realização de obras caridosas.
Como podia então alguém aceder à salvação? Num mundo tão intensamente religioso, tratava-se de uma questão urgente.
Lutero resolveu-a quando concluiu que Deus ignorava os pecados daqueles que tinham verdadeira fé – aqueles que eram salvos, os eleitos. O pecado era demasiado poderoso para ser derrotado pela acção humana. Só um milagre de amor divino poderia vencê-lo. O sacrifício de Cristo, ao tomar sobre si mesmo as consequências da tendência para o pecado da humanidade, foi o meio pelo qual se realizou esse milagre. Para se ser salvo, apenas era necessária verdadeira fé nisto. O problema óbvio da conceção de Lutero é que implicava que o comportamento pecaminoso não importava necessariamente. Tenter vencer o pecado no quotidiano era inútil. A fé era tudo o que contava. A resposta de Lutero a uma tal objecção foi que os que obtivessem a salvação sentir-se-iam tão gratos que não quereriam pecar. (Isto, como concluiriam muitas gerações de protestantes, era um bocadinho fácil de mais): a sátira do escritor escocês James Hogg, Confissões de um Pecador Justificado, zurzia a facilidade com que hipócritas podiam conseguir o seu bolo pecaminoso e comê-lo).
O pensamento de Lutero era o de um intelectual cristão que acabara a censurar o pensamento grego clássico, cerebral e sofisticado, de Platão e Aristóteles, sobre o qual se sustentava a teologia tradicional da Igreja. O seu principal impulso, quando chegou à sua conclusão sobre o pecado, foi emocional e pessoal, um sentimento premente de libertação e alegria que exigia ser comunicado – e que nada tinha a ver com a hierarquia ou as liturgias da Igreja. Descreveu-se a si mesmo como sentindo-se «de novo nascido», uma experiência que se encontra ainda no âmago do actual protestantismo evangélico.
Isto teria sempre empurrado um homem como Lutero, uma estranha combinação de brutamontes e sonhador, para uma desavença com as autoridades eclesiásticas. Contudo, foi a prática do comércio de indulgências que o levou a perder a paciência.“

—  Andrew Marr jornalista britânico 1959

História do Mundo

Policarpo de Esmirna photo

„A vida é um aprendizado permanente. Se não exercitar a paciência e o entendimento, se briga por bobagem.“

—  Paulo Goulart ator brasileiro 1933 - 2014

Fonte: CARAS Online http://caras.uol.com.br/mobilesite/noticia/paulo-goulart-e-nicette-bruno+&cd=26&hl=pt-BR&ct=clnk&gl=br

Jean De La Fontaine photo

„Paciência e tempo dão mais resultado que força e raiva.“

—  Jean De La Fontaine, livro La Fontaine's Fables

Patience et longueur de temps font plus que force ni que rage
O Leão e o Rato, em "Fables de La Fontaine‎" - Página 75 http://books.google.com.br/books?id=wQdMAAAAMAAJ&pg=PA75, de Jean de La Fontaine, D. S. - Publicado por A. Mame et fils, 1866 - 396 páginas

Joseph Heller photo
Machado de Assis photo
Machado de Assis photo

„Suporta-se com paciência a cólica do próximo.“

—  Machado de Assis, livro Memórias Póstumas de Brás Cubas

"Memórias Póstumas de Brás Cubas", capítulo CXIX; veja (wikisource)
Romances, Memórias Póstumas de Brás Cubas
Variante: Suporta-se com muita paciência a dor no fígado alheio.

Rainer Maria Rilke photo

„O senhor é tão jovem, tem diante de si todo começo, e eu gostaria de lhe pedir da melhor maneira que posso, meu caro, para ter paciência em relação a tudo que não está resolvido em seu coração. Peço-lhe que tente ter amor pelas próprias perguntas, como quartos fechados e como livros escritos em uma língua estrangeira. Não investigue agora as respostas que não lhe podem ser dadas, porque não poderia vivê-las. E é disto que se trata, de viver tudo. Viva agora as perguntas. Talvez passe, gradativamente, em um belo dia, sem perceber, a viver as respostas. Talvez o senhor já traga consigo a possibilidade de construir e formar, como um modo de viver especialmente afortunado e puro; eduque-se para isso. Mas aceite com grande confiança o que vier, e se vier apenas de sua vontade, se for proveniente de qualquer necessidade de seu íntimo, aceite-o e não o odeie. A carne é um fardo, verdade. Mas é difícil a nossa incubência, quase tudo o que é sério é difícil, e tudo é sério. Se o senhor reconhecer apenas isso e chegar a conquistar, a partir de si, de sua disposição e de seu modo de ser, de sua experiência e infância, uma relação inteiramente própria (não dominada pela convenção e pelo hábito) com a carne, então o senhor não precisa mais ter receio de se perder e se tornar indigno de sua melhor posse.“

—  Rainer Maria Rilke 1875 - 1926

Fonte: RILKE, Rainer Maria. Cartas a um Jovem Poeta. Trad. Paulo Rónai. 10. ed. Porto Alegre: Editora Globo, 1980

Thomas Fuller photo

„Paciência abusada vira fúria.“

—  Thomas Fuller 1608 - 1661

Patience provok'd turns to Fury
Gnomologia: Adagies and Proverbs; Wise Sentences and Witty Sayings, Ancient and Modern, Foreign and British‎ - item 3859 Página 164 http://books.google.com.br/books?id=3y8JAAAAQAAJ&pg=PP164, de Thomas Fuller, Pre-1801 Imprint Collection (Library of Congress) - Publicado por Printed for B. Barker, 1732 - 297 páginas
Adágios e provérbios

Tim Burton photo
Arthur Schnitzler photo

„Estar de prontidão é bom, ter paciência é melhor, porém saber esperar pelo momento certo é tudo.“

—  Arthur Schnitzler 1862 - 1931

Bereit sein ist viel, warten können ist mehr, doch erst: den rechten Augenblick nützen ist alles.
Aphorismen und Notate: Gedanken über Leben und Kunst - página 184, Arthur Schnitzler - Gustav Kiepenheuer Verlag, 1985 - 209 páginas

Virginia Woolf photo

„Vou até a prateleira. Se escolho, leio meio página de qualquer coisa. Não preciso falar. Mas escuto. Estou maravilhosamente alerta. Certamente não se pode ler sem esforço esse poema. Muitas vezes a página está decomposta e manchada de lama, rasgada e grudada por folhas fanadas, fragmentos de verbena ou gerânio. Para ler esse poema é preciso ter miríades de olhos, como um daqueles faróis que giram sobre as águas agitadas do Atlântico à meia-noite, quando talvez somente uma réstia de algas marinhas fende a superfície, ou subitamente as ondas se escancaram e delas emerge algum monstro. É preciso pôr de lado antipatias e ciúmes, e não interromper. É preciso ter paciência e infinito cuidado e deixar também que se desdobre o tênue som, seja o das delicadas patas de uma aranha sobre uma folha, seja o da risadinha das águas em alguma insignificante torneira. Nada deve ser rejeitado por medo ou horror. O poeta que escreveu essa página (que leio em meio a pessoas falando) desviou-se. Não há vírgula nem ponto-e-vírgula. Os versos não seguem a extensão adequada. Muita coisa é puro contra-senso. É preciso ser cético, mas lançar ao vento a prudência, e, quando a porta se abrir, aceitar resolutamente. Também, por vezes, chorar; também cortar implacavelmente com um talho de lâmina a fuligem, a casca e duras excreções de toda a sorte. E assim (enquanto falam) baixar nossa rede mais e mais fundo, e mergulhá-la docemente e trazer à superfície o que ele disse e o que ela disse, e fazer poesia.“

—  Virginia Woolf, livro The Waves

As Ondas

Cícero photo

„Até quando, enfim, ó Catilina, abusarás da nossa paciência?“
Quosque tandem abutere, Catilina, patientia nostra?

—  Cícero orador e político romano -106 - -43 a.C.

Edmund Burke photo

„Nossa paciência conquistará mais do que nossa força.“

—  Edmund Burke, livro Reflections on the Revolution in France

Our patience will achieve more than our force.
"The Works of the Right Hon. Edmund Burke: With a Biographical and Critical Introduction, and Portrait After Sir Joshua Reynolds" - Página 444; de Edmund Burke - Publicado por Holdsworth and Ball, 1834
"Reflections on the Revolution in France"; de Edmund Burke, Frank Miller Turner, Darrin M. McMahon - Publicado por Yale University Press, 2003 ISBN 0300099797, 9780300099799 - 322 páginas; Página 143
Variante: Nossa paciência alcançará mais que nossa força.

Carlos Bernardo Gonzalez Pecotche photo
Carlos Bernardo Gonzalez Pecotche photo
Carlos Bernardo Gonzalez Pecotche photo
Francisco de Sales photo
Cameron Diaz photo

„O meu temperamento explosivo é totalmente latino, muito parecido com o do meu pai. E a minha falta de paciência também.“

—  Cameron Diaz atriz e modelo americana 1972

Cameron Diaz, atriz, que nasceu nos Estados Unidos, mas o pai é cubano, em entrevista à Elle
Fonte: evista Isto É Gente, de 19/12/2005

Marquês de Vauvenargues photo

„A paciência é a arte da esperança.“

—  Marquês de Vauvenargues 1715 - 1747

La patience est l'art d'espérer.
Vauvenargues: Oeuvres de Vanvenargues - Página 121 http://books.google.com.br/books?id=TG3IP9bAThcC&pg=PA121, Vauvenargues, A. Belin, 1818 - 238 páginas (Máximes, 251)

George Granville photo

„A paciência é a virtude de um asno, que trota sob sua carga, e fica quieto.“

—  George Granville 1666 - 1735

Fonte: Chalita, Mansour. Os mais belos pensamentos de todos os tempos. 4 Edição. Rio de Janeiro: Assoc. Cultural Internac. Gibran. pág. 47