Frases sobre o mar

Uma coleção de frases e citações sobre o tema da mar.

Tópicos relacionados

Total 354 citações mar, filtro:


William Shakespeare photo

„Ser ou não ser, eis a questão. O que é mais nobre para a alma? Sofrer as pedradas e as setas da fortuna ultrajosa ou tomar armas contra um mar de tribulações e, fazendo-lhes rosto, dar-lhes fim? Morrer… dormir… mais nada. Dizer que, por meio de um sono, acabamos com as angústias e com os mil embates naturais de que é herdeira a carne é um desfecho que se deve ardentemente desejar. Morrer… dormir… dormir! Sonhar talvez! Ah! Aqui é que está o embaraço. Pois que sonhos podem sobrevir naquele sono da morte depois de nos termos libertado deste bulício mortal? Eis o que nos obriga a fazer pausa; eis a reflexão de que procede a calamidade de uma vida tão longa. Com efeito, quem suportaria os açoites e os escárnios desta época, a injustiça do opressor, a contumélia do orgulhoso, os tormentos do amor desprezado, as dilações da lei, a insolência do poder e os maus tratos que o mérito paciente recebe de criaturas indignas, podendo com um simples punhal outorgar a si mesmo tranquilidade? Quem quereria sopesar o fardo, gemer e suar debaixo de uma vida pesadíssima, se o temor dalguma coisa depois da morte - o desconhecido país de cujas raias nenhum viajante ainda voltou - não enleasse a vontade e não fizesse antes padecer os males que temos, do que voar para outros que ignoramos? Assim, a consciência torna-nos a todos covardes; assim o fulgor natural da resolução é amortecido pelo pálido clarão do pensamento; e, assim, empresas enérgicas e de grande alcance torcem o caminho, e perdem o nome de ação.“

—  William Shakespeare dramaturgo e poeta inglês 1564 - 1616
Hamlet

Emil Mihai Cioran photo
Publicidade
Mia Couto photo
Hunter S. Thompson photo
Friedrich Nietzsche photo
Gilbert Keith Chesterton photo
Helena Blavatsky photo
Paulo Leminski photo
Marco Aurelio photo

Help us translate English quotes

Discover interesting quotes and translate them.

Start translating
Bob Marley photo
 Horacio photo

„Esponjas pequenas

Você deve ensiná-los a seus filhos. . . quando você se deita e quando você se levanta. - Deuteronômio 11:19

A maioria das esponjas domésticas que usamos hoje são sintéticas, mas muitas pessoas ficam surpresas ao saber que esponjas reais já foram animais marinhos vivos. Quando uma esponja viva é removida do mar e sua matéria viva é limpa, ela se torna útil para propósitos domésticos. O esqueleto que permanece, com sua estrutura de células abertas, pode absorver e absorver líquidos.

As crianças são como esponjas. Eles absorvem atitudes e idéias com as quais entram em contato. Devemos ter muito cuidado, portanto, sobre o que é permitido preencher suas mentes.

Quais são seus filhos absorvendo em sua casa? O que eles estão recebendo da televisão e das revistas? Enquanto escutam suas conversas, que tipo de palavras e atitudes estão sendo tomadas? Você está dando um bom exemplo de amor ao Senhor e preocupação com os outros? Existe uma ênfase espiritual calorosa em sua casa? Você está fazendo o que pode para encher seus corações com a Palavra de Deus?

Quando as crianças se tornarem adultas, elas darão o que receberam durante seus anos formativos e impressionáveis. Vamos nos certificar de que essas pequenas “esponjas” em nossas casas absorvam o que é puro, saudável e edificante.

Nossos filhos precisam de um lar onde o amor
ofereça segurança,
Onde o que ensinamos não é confuso
Pelo que eles ouvem e vêem. —Sesper

Os valores que as crianças absorvem agora certamente fluirão mais tarde. Richard DeHaan“

—  ministério_pão_diário

Friedrich Nietzsche photo
Pablo Neruda photo

„Os animais foram
imperfeitos,
compridos de rabo, tristes
de cabeça.
Pouco a pouco foram se
compondo,
fazendo-se paisagem,
adquirindo manchas, graça, voo.
O gato
só gato
apareceu completo
e orgulhoso
nasceu completamente terminado,
caminha sozinho e sabe o que quer.

O homem quer ser peixe e pássaro,
a serpente queria ter asas,
o cachorro é um leão desorientado,
o engenheiro quer ser poeta,
a mosca estuda para ser andorinha,
o poeta tenta imitar a mosca,
mas o gato só quer ser gato
e todo gato é gato
do bigode até o rabo,
do pressentimento ao rato vivo,
da noite até seus olhos de ouro.

Não existe unidade
como ele,
nem têm a lua nem a flor
tal contextura:
é uma coisa só
como o sol ou o topázio,
e a elástica linhade seu contorno
firme e sutil é como
a linha da proa de uma nave.
Seus olhos amarelos
deixaram uma só
ranhura
para pôr as moedas da noite.

Ó pequeno imperador sem orbe,
conquistador sem pátria,
mínimo tigre de salão, nupcial
sultão do céu
das telhas eróticas,
o vento do amor
na intempérie
reclamas
quando passas
e pousas
quatro pés delicados
no solo,
farejando,
desconfiado
de tudo que é terrestre,
porque tudo
é imundo
para o imaculado pé do gato.

Ó fera independente
da casa, arrogante
vestígio da noite,
preguiçoso,
ginástico,
e alheio,
profundíssimo gato,
polícia secreta
das moradas,
talvez não sejas mistério,
todo mundo sabe-te e pertences
ao habitante menos misterioso,
talvez todos o creiam,
todos se creiam donos,
proprietários, tios
de gatos, companheiros,
colegas,
discípulos ou amigos
de seu gato.

Eu não.
Eu não concordo.
Eu não conheço o gato.
Tudo sei, a vida e seu arquipélago,
o mar e a cidade incalculável,
a botânica,
o gineceu com seus extravios,
o mais e o menos da matemática,
os funis vilcânicos do mundo,
a casca irreal do crocodilo,
a bondade ignorada do bombeiro, o atavismo azul do sacerdote,
mas não posso decifrar um gato.
Minha razão resvalou em sua indiferença,
seus olhos têm números de ouro.“

—  Pablo Neruda 1904 - 1973
Navegaciones y Regresos

„Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Etiam egestas wisi a erat. Morbi imperdiet, mauris ac auctor dictum.“