„Os animais foram
imperfeitos,
compridos de rabo, tristes
de cabeça.
Pouco a pouco foram se
compondo,
fazendo-se paisagem,
adquirindo manchas, graça, voo.
O gato
só gato
apareceu completo
e orgulhoso
nasceu completamente terminado,
caminha sozinho e sabe o que quer.

O homem quer ser peixe e pássaro,
a serpente queria ter asas,
o cachorro é um leão desorientado,
o engenheiro quer ser poeta,
a mosca estuda para ser andorinha,
o poeta tenta imitar a mosca,
mas o gato só quer ser gato
e todo gato é gato
do bigode até o rabo,
do pressentimento ao rato vivo,
da noite até seus olhos de ouro.

Não existe unidade
como ele,
nem têm a lua nem a flor
tal contextura:
é uma coisa só
como o sol ou o topázio,
e a elástica linhade seu contorno
firme e sutil é como
a linha da proa de uma nave.
Seus olhos amarelos
deixaram uma só
ranhura
para pôr as moedas da noite.

Ó pequeno imperador sem orbe,
conquistador sem pátria,
mínimo tigre de salão, nupcial
sultão do céu
das telhas eróticas,
o vento do amor
na intempérie
reclamas
quando passas
e pousas
quatro pés delicados
no solo,
farejando,
desconfiado
de tudo que é terrestre,
porque tudo
é imundo
para o imaculado pé do gato.

Ó fera independente
da casa, arrogante
vestígio da noite,
preguiçoso,
ginástico,
e alheio,
profundíssimo gato,
polícia secreta
das moradas,
talvez não sejas mistério,
todo mundo sabe-te e pertences
ao habitante menos misterioso,
talvez todos o creiam,
todos se creiam donos,
proprietários, tios
de gatos, companheiros,
colegas,
discípulos ou amigos
de seu gato.

Eu não.
Eu não concordo.
Eu não conheço o gato.
Tudo sei, a vida e seu arquipélago,
o mar e a cidade incalculável,
a botânica,
o gineceu com seus extravios,
o mais e o menos da matemática,
os funis vilcânicos do mundo,
a casca irreal do crocodilo,
a bondade ignorada do bombeiro, o atavismo azul do sacerdote,
mas não posso decifrar um gato.
Minha razão resvalou em sua indiferença,
seus olhos têm números de ouro.“

Navegaciones y Regresos

Última atualização 10 de Novembro de 2021. História

Citações relacionadas

Pablo Neruda photo
Deng Xiaoping photo

„Gato amarelo, gato preto, contanto que pegue ratos, é um gato bom.“

—  Deng Xiaoping 1904 - 1997

em 1962, num discurso em uma reunião do Secretariado; na verdade é um provérbio Sichuan.
Mal atribuídas

Mark Twain photo
Mark Twain photo
Jean Cocteau photo
Louis Wain photo

„A inteligência no gato é menosprezada.“

—  Louis Wain 1860 - 1939

Intelligence in the cat is underrated
The Quotable Feline‎, de Jim Dratfield - Chronicle Books Llc, 1997, ISBN 0811818187, 9780811818186

Victor Hugo photo
Hippolyte Taine photo

„Eu conheci muitos pensadores e muitos gatos, mas a sabedoria de gatos é infinitamente superior.“

—  Hippolyte Taine crítico e historiador francês, membro da Academia francesa (cadeira 25: 1878-1893) 1828 - 1893

J'ai étudié beaucoup de philosophes et plusieurs chats ; la sagesse des chats est infiniment supérieure
Hippolyte Taine citado em "Zooléo‎" - núms. 20-29, Página 176, de Société de botanique et de zoologie congolaises

Machado de Assis photo
Carl van Vechten photo

„O gato nunca é comum.“

—  Carl van Vechten 1880 - 1964

A cat is never vulgar.
The Tiger in the House - página 177, Por Carl Van Vechten, Edition: illustrated, Publicado por A.A. Knopf, 1921, 367 páginas

Gillian Flynn photo
Sri Aurobindo photo

„Vida é vida - seja de um gato, ou de um cão ou de um homem. Não há diferença entre um gato e um homem. A ideia de diferença é a concepção humana para a vantagem do homem.“

—  Sri Aurobindo Nacionalista indiano, lutador da liberdade, filósofo, iogue, guru e poeta. 1872 - 1950

Life is life - whether in a cat, or dog or man. There is no difference there between a cat or a man. The idea of difference is a human conception for man's own advantage.
citado em "Facilitator's Manual for the Class of Nonviolence" - Página 152 http://books.google.com.br/books?id=mueBUNAxQxUC&pg=PA152, Susan Ives - peaceCENTER, 2007, ISBN 0979876621, 9780979876622 - 156 páginas

Karl Marx photo
Pelham Grenville Wodehouse photo

„A dificuldade com gatos é que eles não têm nenhum tato.“

—  Pelham Grenville Wodehouse 1881 - 1975

The trouble with cats [...] is that they've got no tact.
A Wodehouse Bestiary‎ - Página 212, de P. G. Wodehouse, Donald R. Bensen - publicado por Houghton Mifflin Harcourt, 1999, ISBN 0618001867, 97806180018661999 - 329 páginas

Tópicos relacionados