Frases sobre casa

Uma coleção de frases e citações sobre o tema da viagem, casa, vida, vida.

Melhores frases sobre casa

  • Não há nada como ficar em casa para o real conforto. – Jane Austen
  • Na casa de um rico não há lugar para se cuspir, a não ser em sua cara. – Diógenes de Sinope
  • Quem dá expansão ao seu ódio, destrói a sua própria casa. – Frases Judaicas
  • O circo não deixa de ser uma casa brasileira, né? – Elis Regina
  • Nunca houve uma boa dona de casa que não tivesse muito que fazer. – Salazar
  • É preferível morrer pelo fogo, em combate, que em casa, pela fome. – Jean Paul Sartre
  • Quê que eu vou dizer lá em casa? – Silvio Luiz
  • Tá com pena dele? Leva pra sua casa e põe pra dormir na sua cama. – Luiz Carlos Alborghetti
  • Minha casa era muito feminina e fui, desde garoto, intuitivamente feminista. – Caetano Veloso
  • Sou uma ótima dona de casa: sempre que me divorcio, eu fico com a casa. – Zsa Zsa Gabor

Todas frases sobre casa

Total 945 citações casa, filtro:

John Green photo

„Tenho medo de fantasmas, Gordo. E minha casa está cheia deles.“
Tenho medo de fantasmas, Gordo. E minha casa está cheia deles.

—  John Green Escritor, empresário e vlogger norte-americano 1977

Alasca Young, p.82
Quem é Você, Alasca? (2005)

Francis Scott Fitzgerald photo

„Não há beleza sem dor, sem o sentimento de que estão a desaparecer homens, nomes, livros, casas - destinadas ao pó, mortais…“
Não há beleza sem dor, sem o sentimento de que estão a desaparecer homens, nomes, livros, casas - destinadas ao pó, mortais…

—  Francis Scott Fitzgerald, livro Belos e Malditos

The Beautiful and Damned

Mia Couto photo

„Os fantasmas que serviam na minha infância reproduziam esse velho engano de que estamos mais seguros em ambientes que reconhecemos. Os meus anjos da guarda tinham a ingenuidade de acreditar que eu estaria mais protegido apenas por não me aventurar para além da fronteira da minha língua, da minha cultura, do meu território. O medo foi, afinal, o mestre que mais me fez desaprender. Quando deixei a minha casa natal, uma invisível mão roubava-me a coragem de viver e a audácia de ser eu mesmo. No horizonte vislumbravam-se mais muros do que estradas. Nessa altura, algo me sugeria o seguinte: que há neste mundo mais medo de coisas más do que coisas más propriamente ditas.“
Os fantasmas que serviam na minha infância reproduziam esse velho engano de que estamos mais seguros em ambientes que reconhecemos. Os meus anjos da guarda tinham a ingenuidade de acreditar que eu estaria mais protegido apenas por não me aventurar para além da fronteira da minha língua, da minha cultura, do meu território. O medo foi, afinal, o mestre que mais me fez desaprender. Quando deixei a minha casa natal, uma invisível mão roubava-me a coragem de viver e a audácia de ser eu mesmo. No horizonte vislumbravam-se mais muros do que estradas. Nessa altura, algo me sugeria o seguinte: que há neste mundo mais medo de coisas más do que coisas más propriamente ditas.

—  Mia Couto 1955

Clementina de Jesus photo

„Eu sou a mesma Clementina, moro na mesma casa em que sempre morei e sou felicíssima, está bem? Sucesso para mim só trouxe coisas boas. Inclusive amigos. Muitos amigos bons mesmo, amigos mesmo de fé.“
Eu sou a mesma Clementina, moro na mesma casa em que sempre morei e sou felicíssima, está bem? Sucesso para mim só trouxe coisas boas. Inclusive amigos. Muitos amigos bons mesmo, amigos mesmo de fé.

—  Clementina de Jesus cantora brasileira 1901 - 1987

Em entrevista ao jornal O Pasquim, em maio de 1972

Lygia Fagundes Telles photo

„E inclusive mulheres velhas! [risos] É deprimente essa vontade de se exibir. Até mulheres grávidas gostam de mostrar a barriga de nove meses… por que tenho de ver a barriga dela? São coisas íntimas. Eu gosto da privacidade. Uma vez vi aqui perto de casa um casal transando na rua. Passei perto e ainda tive de ouvir: “Nunca viu, tia?”. Respondi: “Assim na esquina é a primeira vez” [risos]. Você não acha que há uma vulgaridade excessiva em nosso tempo?“
E inclusive mulheres velhas! [risos] É deprimente essa vontade de se exibir. Até mulheres grávidas gostam de mostrar a barriga de nove meses… por que tenho de ver a barriga dela? São coisas íntimas. Eu gosto da privacidade. Uma vez vi aqui perto de casa um casal transando na rua. Passei perto e ainda tive de ouvir: “Nunca viu, tia?”. Respondi: “Assim na esquina é a primeira vez” [risos]. Você não acha que há uma vulgaridade excessiva em nosso tempo?

—  Lygia Fagundes Telles escritora e advogada brasileira 1923

Frases

Amy Winehouse photo

„Gosto de me vestir como uma adolescente dos anos 60 ou como uma dona-de-casa daquela época. Eu própria escolho as peças, faço a minha maquilhagem e os meus penteados.“
Gosto de me vestir como uma adolescente dos anos 60 ou como uma dona-de-casa daquela época. Eu própria escolho as peças, faço a minha maquilhagem e os meus penteados.

—  Amy Winehouse Foi uma cantora e compositora de jazz e soul da Inglaterra 1983 - 2011

Amália Rodrigues photo

„Achavam que eu era melhor toalha que tinham em casa mas nunca me ajudaram a ser a Amália Rodrigues.“
Achavam que eu era melhor toalha que tinham em casa mas nunca me ajudaram a ser a Amália Rodrigues.

—  Amália Rodrigues fadista portuguesa 1920 - 1999

Nicole Krauss photo

„Era uma vez um rapaz. Vivia numa aldeia que já não existe, numa casa que já não existe, na orla de um campo que já não existe, lugar de todas as descobertas e onde tudo era possível. Um pau podia ser uma espada. Uma pedra podia ser um diamante. Uma árvore um castelo.
Era uma vez um rapaz que vivia numa casa do outro lado do campo onde vivia uma rapariga que já não existe. Inventavam mil jogos. Ela era a Rainha e ele o Rei. Na luz do Outono, o cabelo dela brilhava como uma coroa. Bebiam o mundo em pequenas mãos-cheias. Quando o céu escurecia, apartavam-se com folhas nos cabelos.“

Era uma vez um rapaz. Vivia numa aldeia que já não existe, numa casa que já não existe, na orla de um campo que já não existe, lugar de todas as descobertas e onde tudo era possível. Um pau podia ser uma espada. Uma pedra podia ser um diamante. Uma árvore um castelo. Era uma vez um rapaz que vivia numa casa do outro lado do campo onde vivia uma rapariga que já não existe. Inventavam mil jogos. Ela era a Rainha e ele o Rei. Na luz do Outono, o cabelo dela brilhava como uma coroa. Bebiam o mundo em pequenas mãos-cheias. Quando o céu escurecia, apartavam-se com folhas nos cabelos.

—  Nicole Krauss, The History of Love

The History of Love

Lao Tsé photo

„Sem passar da porta de casa,
é possível saber o que acontece no mundo…
Quanto mais longe se busca o saber,
menos se aprende.“

Sem passar da porta de casa, é possível saber o que acontece no mundo… Quanto mais longe se busca o saber, menos se aprende.

—  Lao Tsé -604

Gerson De Rodrigues photo

„Poema – Tudo que eu preciso fazer agora é dormir

Acordei as seis horas da manhã
com um vazio em meu peito
que me faz desejar um câncer em meu cérebro

Preciso devolver um livro na biblioteca
ando pela rua como um homem doente
passei tanto tempo sozinho
que eu já não sei mais conviver em sociedade

Chego até a biblioteca
o local está repleto de gente
todos eles me olham com cara de nojo

Como se eu fosse algum tipo de monstro
não posso culpá-los
talvez eu realmente seja

Na minha mente
estão todos mortos
e o diabo dança sobre os seus cadáveres

Caminho em direção a balconista
e as minhas pernas começam a falhar
sem que eu perceba caio em meio a uma pilha de livros

As pessoas correm ao meu redor
e me apontam os seus dedos sujos

Levanto-me em desespero,
e volto correndo para casa

Tranco-me em meu quarto
como quem procura se esconder das estrelas
e novamente eu sou um lobo solitário
abandonado em um ninho de ratos

As paredes do meu quarto
jorram o sangue de um suicídio inevitável

Todos os dias eu me pergunto;

O que diabos eu estou fazendo aqui?
quando foi que eu me perdi?

Rasguei as entranhas da minha própria Mãe
e a amaldiçoei com a minha vida

Eu afastei todos aqueles
que se aproximaram de mim

Como uma barata
que rasteja em meio aos vermes
sinto-me repugnante

Sozinho no mundo
um escravo da minha própria insanidade
o Cristo do meu próprio testamento

As fotos velhas na minha estante
me lembram os dias em que eu fui feliz

Sinto-me culpado por existir
e a cada segundo eu me odeio cada vez mais

Volto para o meu quarto,
tudo que eu preciso fazer agora é dormir;

Acordei as seis horas da manhã
com um vazio em meu peito
que me faz desejar um câncer em meu cérebro

Vou até o espelho e me pergunto;
por quantos anos eu ainda irei suportar
essa rotina de sofrimento?

Uma lágrima sincera escorre pelo meu rosto
volto até o meu quarto
decidido a acabar com tudo
sátiros dançam ao redor da minha cama

Pego as minhas roupas e tampo todas as
saídas de ar da minha casa
vou até a cozinha e ligo o gás

Tudo que eu preciso fazer agora
é dormir…“

Poema – Tudo que eu preciso fazer agora é dormir Acordei as seis horas da manhã com um vazio em meu peito que me faz desejar um câncer em meu cérebro Preciso devolver um livro na biblioteca ando pela rua como um homem doente passei tanto tempo sozinho que eu já não sei mais conviver em sociedade Chego até a biblioteca o local está repleto de gente todos eles me olham com cara de nojo Como se eu fosse algum tipo de monstro não posso culpá-los talvez eu realmente seja Na minha mente estão todos mortos e o diabo dança sobre os seus cadáveres Caminho em direção a balconista e as minhas pernas começam a falhar sem que eu perceba caio em meio a uma pilha de livros As pessoas correm ao meu redor e me apontam os seus dedos sujos Levanto-me em desespero, e volto correndo para casa Tranco-me em meu quarto como quem procura se esconder das estrelas e novamente eu sou um lobo solitário abandonado em um ninho de ratos As paredes do meu quarto jorram o sangue de um suicídio inevitável Todos os dias eu me pergunto; O que diabos eu estou fazendo aqui? quando foi que eu me perdi? Rasguei as entranhas da minha própria Mãe e a amaldiçoei com a minha vida Eu afastei todos aqueles que se aproximaram de mim Como uma barata que rasteja em meio aos vermes sinto-me repugnante Sozinho no mundo um escravo da minha própria insanidade o Cristo do meu próprio testamento As fotos velhas na minha estante me lembram os dias em que eu fui feliz Sinto-me culpado por existir e a cada segundo eu me odeio cada vez mais Volto para o meu quarto, tudo que eu preciso fazer agora é dormir; Acordei as seis horas da manhã com um vazio em meu peito que me faz desejar um câncer em meu cérebro Vou até o espelho e me pergunto; por quantos anos eu ainda irei suportar essa rotina de sofrimento? Uma lágrima sincera escorre pelo meu rosto volto até o meu quarto decidido a acabar com tudo sátiros dançam ao redor da minha cama Pego as minhas roupas e tampo todas as saídas de ar da minha casa vou até a cozinha e ligo o gás Tudo que eu preciso fazer agora é dormir…

—  Gerson De Rodrigues poeta, escritor e anarquista Brasileiro 1995

Fonte: Solidão Deuses Ateísmo Niilismo

Gerson De Rodrigues photo

„Muitos pseudo intelectuais ao redor do mundo vem ‘’ Propagando o Niilismo’’ e o tratando como depressão – e isso é de uma estupidez sem tamanho.

Existe uma linha tênue que separa a depressão do niilismo; e comparar os dois é um risco a saúde pública e ao intelectualismo.

Niilismo basicamente é a rejeição de todos os princípios religiosos e morais, tendo como base uma linha de pensamento filosófica de que a vida não tem sentido

Um Niilista nada mais é do que um intelectual, que através da leitura, da música ou da arte chegou a conclusão filosófica ou pessoal de que a vida e seus valores não tem sentido.

O Niilismo é uma escolha do homem – muito diferente da depressão.

A Depressão não envolve a rejeição de princípios morais ou religiosos. Você pode ser profundamente devoto e deprimido ao mesmo tempo – A Depressão é uma doença comum e grave que afeta negativamente como você se sente, a forma como você pensa e como você age. E ela pode levar a uma variedade de problemas físicos e emocionais e pode diminuir a capacidade de uma pessoa para funcionar no trabalho e em casa – podendo também levar ao suicídio.

A Depressão não é um traço de intelectualidade, e nem algo a ser almejado. É uma doença e precisa ser tratada – não a confunda com Niilismo.

É Claro que existem depressivos que são Niilistas e Niilistas que são depressivos – Mas as duas linhas vivem em caminhos diferentes, e o fato de ocasionalmente elas se cruzarem não quer dizer que são a mesma coisa.“

Muitos pseudo intelectuais ao redor do mundo vem ‘’ Propagando o Niilismo’’ e o tratando como depressão – e isso é de uma estupidez sem tamanho. Existe uma linha tênue que separa a depressão do niilismo; e comparar os dois é um risco a saúde pública e ao intelectualismo. Niilismo basicamente é a rejeição de todos os princípios religiosos e morais, tendo como base uma linha de pensamento filosófica de que a vida não tem sentido Um Niilista nada mais é do que um intelectual, que através da leitura, da música ou da arte chegou a conclusão filosófica ou pessoal de que a vida e seus valores não tem sentido. O Niilismo é uma escolha do homem – muito diferente da depressão. A Depressão não envolve a rejeição de princípios morais ou religiosos. Você pode ser profundamente devoto e deprimido ao mesmo tempo – A Depressão é uma doença comum e grave que afeta negativamente como você se sente, a forma como você pensa e como você age. E ela pode levar a uma variedade de problemas físicos e emocionais e pode diminuir a capacidade de uma pessoa para funcionar no trabalho e em casa – podendo também levar ao suicídio. A Depressão não é um traço de intelectualidade, e nem algo a ser almejado. É uma doença e precisa ser tratada – não a confunda com Niilismo. É Claro que existem depressivos que são Niilistas e Niilistas que são depressivos – Mas as duas linhas vivem em caminhos diferentes, e o fato de ocasionalmente elas se cruzarem não quer dizer que são a mesma coisa.

—  Gerson De Rodrigues poeta, escritor e anarquista Brasileiro 1995

Gerson De Rodrigues photo

„Poema – Metáforas e Maldições

Quantas vezes eu não desejei que a morte
batesse em minha porta?
quantas vezes eu não sofri angustias
que martirizavam todo o meu ser?
sou um homem maldito,
e a minha maldição é viver

E das vezes em que eu odiei a minha vida,
invejei Jesus pela fé e pela dor
queria eu morrer em um pedaço de madeira
e ainda ser chamado de senhor

Sagrado para mim somente o amor
o amor que eu nunca senti
o amor que eu nunca sentirei
pois eu só sinto dor,
e um ódio que eu mesmo alimentei

Eu não odeio as pessoas
tampouco odeio os deuses
odeio somente as feridas que se abrem em meu corpo
e fazem a minha alma sangrar

Nas vísceras da dor e da angustia
eu me afoguei nas mágoas do silencio
e me enforquei nas cordas banhadas com o sangue
da minha própria dor

A miséria do meu ser,
se alastra por todos os cantos da casa
e a solidão é a companhia muda
desta alma cansada

Nas estrelas eu encontrei a minha própria morada
minhas paixões são os livros e o próprio nada

Todas as vezes que eu chorei
sangrei poesias
e das minhas lágrimas
nasceram dores tão sublimes
capazes de fazer até mesmo as estrelas chorarem

– Gerson De Rodrigues“

Poema – Metáforas e Maldições Quantas vezes eu não desejei que a morte batesse em minha porta? quantas vezes eu não sofri angustias que martirizavam todo o meu ser? sou um homem maldito, e a minha maldição é viver E das vezes em que eu odiei a minha vida, invejei Jesus pela fé e pela dor queria eu morrer em um pedaço de madeira e ainda ser chamado de senhor Sagrado para mim somente o amor o amor que eu nunca senti o amor que eu nunca sentirei pois eu só sinto dor, e um ódio que eu mesmo alimentei Eu não odeio as pessoas tampouco odeio os deuses odeio somente as feridas que se abrem em meu corpo e fazem a minha alma sangrar Nas vísceras da dor e da angustia eu me afoguei nas mágoas do silencio e me enforquei nas cordas banhadas com o sangue da minha própria dor A miséria do meu ser, se alastra por todos os cantos da casa e a solidão é a companhia muda desta alma cansada Nas estrelas eu encontrei a minha própria morada minhas paixões são os livros e o próprio nada Todas as vezes que eu chorei sangrei poesias e das minhas lágrimas nasceram dores tão sublimes capazes de fazer até mesmo as estrelas chorarem – Gerson De Rodrigues

—  Gerson De Rodrigues poeta, escritor e anarquista Brasileiro 1995

Morte Niilismo Nietzsche Suicídio Vida Amor

„Deixe o mundo inteiro ouvir!

Vá a todo o mundo e pregue o evangelho a toda criatura. - Escritura de hoje : Atos 1: 1-8

Fritz Kreisler (1875-1962), o violinista mundialmente famoso, ganhou uma fortuna com seus shows e composições, mas generosamente deu a maior parte dele. Então, quando ele descobriu um violino requintado em uma de suas viagens, ele não foi capaz de comprá-lo.

Mais tarde, tendo levantado dinheiro suficiente para atender ao preço pedido, ele retornou ao vendedor, na esperança de comprar aquele belo instrumento. Mas, para sua grande consternação, fora vendido a um colecionador. Kreisler foi até a casa do novo dono e se ofereceu para comprar o violino. O colecionador disse que se tornou seu bem mais valioso e ele não o venderia. Muito decepcionado, Kreisler estava prestes a sair quando teve uma ideia. “Eu poderia tocar o instrumento mais uma vez antes que ele seja consignado ao silêncio?” Ele perguntou. A permissão foi concedida, e o grande virtuoso encheu a sala com uma música tão comovente que as emoções do colecionador foram profundamente agitadas. "Eu não tenho o direito de manter isso para mim", ele exclamou. “É seu, Sr. Kreisler. Leve isso para o mundo e deixe as pessoas ouvirem isso ”.

Para os pecadores salvos pela graça, o evangelho é como as harmonias arrebatadoras do céu. Não temos o direito de guardar para nós mesmos. Jesus nos diz para levá-lo ao mundo e deixá-lo ser ouvido.

Refletir e Orar
Alguém te contou sobre Cristo. Você contou a alguém ultimamente? Vernon Grounds“

Deixe o mundo inteiro ouvir! Vá a todo o mundo e pregue o evangelho a toda criatura. - Escritura de hoje : Atos 1: 1-8 Fritz Kreisler (1875-1962), o violinista mundialmente famoso, ganhou uma fortuna com seus shows e composições, mas generosamente deu a maior parte dele. Então, quando ele descobriu um violino requintado em uma de suas viagens, ele não foi capaz de comprá-lo. Mais tarde, tendo levantado dinheiro suficiente para atender ao preço pedido, ele retornou ao vendedor, na esperança de comprar aquele belo instrumento. Mas, para sua grande consternação, fora vendido a um colecionador. Kreisler foi até a casa do novo dono e se ofereceu para comprar o violino. O colecionador disse que se tornou seu bem mais valioso e ele não o venderia. Muito decepcionado, Kreisler estava prestes a sair quando teve uma ideia. “Eu poderia tocar o instrumento mais uma vez antes que ele seja consignado ao silêncio?” Ele perguntou. A permissão foi concedida, e o grande virtuoso encheu a sala com uma música tão comovente que as emoções do colecionador foram profundamente agitadas. "Eu não tenho o direito de manter isso para mim", ele exclamou. “É seu, Sr. Kreisler. Leve isso para o mundo e deixe as pessoas ouvirem isso ”. Para os pecadores salvos pela graça, o evangelho é como as harmonias arrebatadoras do céu. Não temos o direito de guardar para nós mesmos. Jesus nos diz para levá-lo ao mundo e deixá-lo ser ouvido. Refletir e Orar Alguém te contou sobre Cristo. Você contou a alguém ultimamente? Vernon Grounds

—  ministério_pão_diário

Diógenes de Sinope photo

„Na casa de um rico não há lugar para se cuspir, a não ser em sua cara.“
Na casa de um rico não há lugar para se cuspir, a não ser em sua cara.

—  Diógenes de Sinope -404 - -322 a.C.

In the rich man's house the only place to spit is in his face.
como citado in: Art in America - Volume 82 - Página 25, Frederic Fairchild Sherman - Brandt Art Publications, 1939
Atribuídas

Khalil Gibran photo

„Seus filhos não são seus filhos. São os filhos e filhas da Vida desejando a si mesma. Eles vêm através de vocês mas não de vocês. E embora estejam com vocês, não lhes pertencem. Vocês podem lhes dar amor, mas não seus pensamentos, Pois eles têm seus próprios pensamentos. Vocês podem abrigar seus corpos mas não suas almas, Pois suas almas vivem na casa do amanhã, que vocês não podem visitar, nem mesmo em seus sonhos. Vocês podem lutar para ser como eles, mas não procurem torná-los iguais a vocês. Pois a vida não volta para trás, nem espera pelo passado. Vocês são o arco de onde seus filhos são lançados como flechas vivas. O arqueiro vê o alvo no caminho do infinito, e Ele curva vocês com Seu poder, para que suas flechas possam ir longe e rápido. Deixem que o seu curvar-se na mão do arqueiro seja pela alegria: Pois mesmo enquanto ama a flecha que voa, Ele também ama o arco que é firme.“
Seus filhos não são seus filhos. São os filhos e filhas da Vida desejando a si mesma. Eles vêm através de vocês mas não de vocês. E embora estejam com vocês, não lhes pertencem. Vocês podem lhes dar amor, mas não seus pensamentos, Pois eles têm seus próprios pensamentos. Vocês podem abrigar seus corpos mas não suas almas, Pois suas almas vivem na casa do amanhã, que vocês não podem visitar, nem mesmo em seus sonhos. Vocês podem lutar para ser como eles, mas não procurem torná-los iguais a vocês. Pois a vida não volta para trás, nem espera pelo passado. Vocês são o arco de onde seus filhos são lançados como flechas vivas. O arqueiro vê o alvo no caminho do infinito, e Ele curva vocês com Seu poder, para que suas flechas possam ir longe e rápido. Deixem que o seu curvar-se na mão do arqueiro seja pela alegria: Pois mesmo enquanto ama a flecha que voa, Ele também ama o arco que é firme.

—  Khalil Gibran, livro O Profeta (livro)

The Prophet (Nova York: Alfred A. Knopf, 1951), págs. 17-18.
The Prophet

„Cooperar


…todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, […] que são chamados segundo o seu propósito. v.28


Minha mulher faz um cozido de legumes e carne incrível para o jantar. Ela põe carne crua, batatas comuns e batatas-doces em fatias, aipo, cogumelos, cenouras e cebolas na panela elétrica Slow Cooker (cozimento lento). Seis ou sete horas depois, o aroma enche a casa e o sabor é delicioso. É sempre vantajoso esperar até que os ingredientes na panela cooperem para atingir algo que não conseguiriam individualmente.

Quando Paulo usou a frase “cooperar” no contexto do sofrimento, ele usou a palavra da qual provém a nossa palavra sinergia. Ele escreveu: “Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito” (Romanos 8:28). Ele queria que os romanos soubessem que Deus, que não causou o sofrimento deles, faria com que todas as circunstâncias cooperassem com o Seu plano divino — para o bem deles. O bem a que Paulo se referia não eram as bênçãos temporais de saúde, riqueza, admiração ou sucesso, mas “…para serem conformes à imagem de seu Filho [de Deus]” (v.29).

Que possamos esperar com paciência e confiança porque o nosso Pai celestial está permitindo que todo o sofrimento, toda a angústia e todo o mal, cooperem para a Sua glória e para o nosso bem espiritual. Ele deseja nos tornar semelhantes a Jesus.

O crescimento que temos por esperar em Deus 
é maior do que a resposta ou o resultado que desejamos. Marvin Williams“

Cooperar
 …todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, […] que são chamados segundo o seu propósito. v.28
 Minha mulher faz um cozido de legumes e carne incrível para o jantar. Ela põe carne crua, batatas comuns e batatas-doces em fatias, aipo, cogumelos, cenouras e cebolas na panela elétrica Slow Cooker (cozimento lento). Seis ou sete horas depois, o aroma enche a casa e o sabor é delicioso. É sempre vantajoso esperar até que os ingredientes na panela cooperem para atingir algo que não conseguiriam individualmente. Quando Paulo usou a frase “cooperar” no contexto do sofrimento, ele usou a palavra da qual provém a nossa palavra sinergia. Ele escreveu: “Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito” (Romanos 8:28). Ele queria que os romanos soubessem que Deus, que não causou o sofrimento deles, faria com que todas as circunstâncias cooperassem com o Seu plano divino — para o bem deles. O bem a que Paulo se referia não eram as bênçãos temporais de saúde, riqueza, admiração ou sucesso, mas “…para serem conformes à imagem de seu Filho [de Deus]” (v.29). Que possamos esperar com paciência e confiança porque o nosso Pai celestial está permitindo que todo o sofrimento, toda a angústia e todo o mal, cooperem para a Sua glória e para o nosso bem espiritual. Ele deseja nos tornar semelhantes a Jesus. O crescimento que temos por esperar em Deus 
é maior do que a resposta ou o resultado que desejamos. Marvin Williams

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

Arthur Schopenhauer photo

„A veneração que a grande massa culta reserva ao gênio é da mesma espécie da que os crentes dedicam aos seus santos, ou seja, degenera facilmente num culto pueril às relíquias. A casa de Petrarca em Arquà, a suposta prisão de Tasso em Ferrara, a casa de Shakespeare em Stratford com sua cadeira, a casa de Goethe em Weimar com sua mobília, o velho chapéu de Kant, bem como os respectivos autógrafos, são fitados com atenção e respeito por muitos que nunca leram suas obras, do mesmo modo como milhares de cristãos veneram as relíquias de um santo cuja vida e doutrina não chegaram a conhecer, e como a religião de milhares de budistas consiste muito mais na veneração a Dahtu (dente sagrado), até mesmo a Dagoba (Stupa), que o encerra, ou ao sagrado Patra (gamela), ou ainda à pegada petrificada, à árvore sagrada que Buda semeou, do que no conhecimento profundo e no exercício fiel da sua sublime doutrina. De fato, tais pessoas não são capazes de outra coisa a não ser ficar boquiabertas.“
A veneração que a grande massa culta reserva ao gênio é da mesma espécie da que os crentes dedicam aos seus santos, ou seja, degenera facilmente num culto pueril às relíquias. A casa de Petrarca em Arquà, a suposta prisão de Tasso em Ferrara, a casa de Shakespeare em Stratford com sua cadeira, a casa de Goethe em Weimar com sua mobília, o velho chapéu de Kant, bem como os respectivos autógrafos, são fitados com atenção e respeito por muitos que nunca leram suas obras, do mesmo modo como milhares de cristãos veneram as relíquias de um santo cuja vida e doutrina não chegaram a conhecer, e como a religião de milhares de budistas consiste muito mais na veneração a Dahtu (dente sagrado), até mesmo a Dagoba (Stupa), que o encerra, ou ao sagrado Patra (gamela), ou ainda à pegada petrificada, à árvore sagrada que Buda semeou, do que no conhecimento profundo e no exercício fiel da sua sublime doutrina. De fato, tais pessoas não são capazes de outra coisa a não ser ficar boquiabertas.

—  Arthur Schopenhauer filósofo alemão 1788 - 1860

„O amor é a vela
o coração é a casa
então abra seu coração
e deixe a vela acessa
e feche rapidamente
pois os ventos
podem tenta-lo apagar“

O amor é a vela o coração é a casa então abra seu coração e deixe a vela acessa e feche rapidamente pois os ventos podem tenta-lo apagar

—  Felipe Covinhas

Yukio Mishima photo

„Os fantasmas do mar, dos navios e das viagens oceânicas existiam apenas nessa gota verde brilhante. Mas, por cada dia que passava, mais os odores abomináveis da vida em terra se colavam ao marinheiro: o cheiro da família, o cheiro dos vizinhos, o cheiro da paz, do peixe frito, das piadas e das mobílias sempre imóveis, o cheiro dos livros de contas da casa e dos passeios de fim-de-semana… todos os cheiros pútridos que os homens de terra deitam, o fedor da morte.“
Os fantasmas do mar, dos navios e das viagens oceânicas existiam apenas nessa gota verde brilhante. Mas, por cada dia que passava, mais os odores abomináveis da vida em terra se colavam ao marinheiro: o cheiro da família, o cheiro dos vizinhos, o cheiro da paz, do peixe frito, das piadas e das mobílias sempre imóveis, o cheiro dos livros de contas da casa e dos passeios de fim-de-semana… todos os cheiros pútridos que os homens de terra deitam, o fedor da morte.

—  Yukio Mishima 1925 - 1970

São Basílio photo

„Pertence aquele que tem fome o pão que tu guardas; àquele que está nu a capa que tu conservas nos teus guarda-vestidos; àquele que está descalço, os sapatos que apodrecem em tua casa; ao pobre o dinheiro que tu tens guardado. Assim tu cometes tantas injustiças quantas as pessoas às quais poderias dar.“
Pertence aquele que tem fome o pão que tu guardas; àquele que está nu a capa que tu conservas nos teus guarda-vestidos; àquele que está descalço, os sapatos que apodrecem em tua casa; ao pobre o dinheiro que tu tens guardado. Assim tu cometes tantas injustiças quantas as pessoas às quais poderias dar.

—  São Basílio santo 329 - 379

Virginia Woolf photo

„Libertado da angústia do amor rechaçado, da vaidade recriminada e de todos os outros ferrões e espinhos com que as urtigas da vida o haviam ferido quando ambicionava a fama, mas que não podiam molestar quem desdenhava da glória, ele abriu os olhos, que tinham se mantido abertos o tempo todo mas só haviam visto pensamentos, e avistou sua casa, aninhada lá embaixo no vale.“
Libertado da angústia do amor rechaçado, da vaidade recriminada e de todos os outros ferrões e espinhos com que as urtigas da vida o haviam ferido quando ambicionava a fama, mas que não podiam molestar quem desdenhava da glória, ele abriu os olhos, que tinham se mantido abertos o tempo todo mas só haviam visto pensamentos, e avistou sua casa, aninhada lá embaixo no vale.

—  Virginia Woolf, livro Orlando: A Biography

Orlando

Diane De Poitiers photo

„Casa-se por falta de juízo; Divorcia-se por falta de paciência e casa-se de novo por falta de memória.“
Casa-se por falta de juízo; Divorcia-se por falta de paciência e casa-se de novo por falta de memória.

—  Diane De Poitiers 1499 - 1566

Johnny Depp photo

„Eu amo a nossa casa no país (França). Posso andar pela aldeia vizinha e tomar um café e ninguém noticiar isso. Eu sou apenas mais um pai comum. O tempo que eu passei em França com Vanessa tem solidificado a minha convicção de que eu posso manter uma grande distância de Hollywood e ainda manter-me no jogo. Agindo é a minha vida, mas eu não quero viver isso. Viver em França é a primeira vez que posso dizer honestamente que me sinto em casa.“
Eu amo a nossa casa no país (França). Posso andar pela aldeia vizinha e tomar um café e ninguém noticiar isso. Eu sou apenas mais um pai comum. O tempo que eu passei em França com Vanessa tem solidificado a minha convicção de que eu posso manter uma grande distância de Hollywood e ainda manter-me no jogo. Agindo é a minha vida, mas eu não quero viver isso. Viver em França é a primeira vez que posso dizer honestamente que me sinto em casa.

—  Johnny Depp ator, músico, produtor de cinema e diretor americano 1963

Jair Bolsonaro photo

„Quando homem está cansado de ser feliz, procura uma mulher, casa-se com ela para ser mais feliz ainda.“
Quando homem está cansado de ser feliz, procura uma mulher, casa-se com ela para ser mais feliz ainda.

—  Jair Bolsonaro 38º Presidente do Brasil 1955

Década de 2010, 2019, Maio

Ruy Barbosa photo

„O povo não tem representante porque as maiorias partidárias, reunidas nas duas casas do Congresso, distribuem a seu bel-prazer as cadeiras de uma e de outra casa, conforme os interesses das facções a que pertencem. O povo sabe que não tem justiça; o povo tem certeza de que não pode contar com os tribunais; o povo vê que todas as leis lhe falham como abrigo no momento em que delas precise, porque os governos seduzem os magistrados, os governos os corrompem, e, quando não podem dominar e seduzir, os desrespeitam, zombam das suas sentenças, e as mandam declarar inaplicáveis, constituindo-se desta arte no juiz supremo, no tribunal da última instância, na última corte de revisão das decisões da justiça brasileira.“
O povo não tem representante porque as maiorias partidárias, reunidas nas duas casas do Congresso, distribuem a seu bel-prazer as cadeiras de uma e de outra casa, conforme os interesses das facções a que pertencem. O povo sabe que não tem justiça; o povo tem certeza de que não pode contar com os tribunais; o povo vê que todas as leis lhe falham como abrigo no momento em que delas precise, porque os governos seduzem os magistrados, os governos os corrompem, e, quando não podem dominar e seduzir, os desrespeitam, zombam das suas sentenças, e as mandam declarar inaplicáveis, constituindo-se desta arte no juiz supremo, no tribunal da última instância, na última corte de revisão das decisões da justiça brasileira.

—  Ruy Barbosa político, escritor e jurista brasileiro 1849 - 1923

Obras completas - Página 81, de Ruy Barbosa - Publicado por Ministério da Educação e Saúde, 1942

„Quando em seu coração reina a paz, da menor casa um palácio se faz.“
Quando em seu coração reina a paz, da menor casa um palácio se faz.

—  Ditados Populares

Jennifer Lopez photo

„Se você quer saber, eu gostaria de ser a primeira mulher presidente dos EUA, seria legal. A primeira coisa que eu faria seria mudar a decoração da Casa Branca.“
Se você quer saber, eu gostaria de ser a primeira mulher presidente dos EUA, seria legal. A primeira coisa que eu faria seria mudar a decoração da Casa Branca.

—  Jennifer Lopez cantora 1969

citado em Revista Veja http://veja.abril.com.br/110505/vejaessa.html, Edição 1904 . 11 de maio de 2005

Martha Rocha photo

„O que eu não tinha em casa encontrava nos outros, na rua. Afeto, atenção, um olhar. Naquela casa ninguém me via — a não ser para condenar por qualquer coisa.“
O que eu não tinha em casa encontrava nos outros, na rua. Afeto, atenção, um olhar. Naquela casa ninguém me via — a não ser para condenar por qualquer coisa.

—  Martha Rocha 1936

Martha Rocha, uma biografia‎ - Página 31 (O Maior Desejo de Qualquer Mulher), Martha Rocha, Isa Pessôa - Editora Objetiva, 1993 - 197 páginas

George Moore photo

„Um homem viaja o mundo à procura do que ele precisa e volta para casa para encontrar.“
Um homem viaja o mundo à procura do que ele precisa e volta para casa para encontrar.

—  George Moore 1852 - 1933

Epiteto photo

„Um adulador parece-se com um amigo, como um lobo se parece com um cão. Cuida, pois, em não admitir inadvertidamente, na tua casa, lobos famintos em vez de cães de guarda.“
Um adulador parece-se com um amigo, como um lobo se parece com um cão. Cuida, pois, em não admitir inadvertidamente, na tua casa, lobos famintos em vez de cães de guarda.

—  Epiteto 50 - 138