„A veneração que a grande massa culta reserva ao gênio é da mesma espécie da que os crentes dedicam aos seus santos, ou seja, degenera facilmente num culto pueril às relíquias. A casa de Petrarca em Arquà, a suposta prisão de Tasso em Ferrara, a casa de Shakespeare em Stratford com sua cadeira, a casa de Goethe em Weimar com sua mobília, o velho chapéu de Kant, bem como os respectivos autógrafos, são fitados com atenção e respeito por muitos que nunca leram suas obras, do mesmo modo como milhares de cristãos veneram as relíquias de um santo cuja vida e doutrina não chegaram a conhecer, e como a religião de milhares de budistas consiste muito mais na veneração a Dahtu (dente sagrado), até mesmo a Dagoba (Stupa), que o encerra, ou ao sagrado Patra (gamela), ou ainda à pegada petrificada, à árvore sagrada que Buda semeou, do que no conhecimento profundo e no exercício fiel da sua sublime doutrina. De fato, tais pessoas não são capazes de outra coisa a não ser ficar boquiabertas.“

Publicidade

Citações relacionadas

Isaac Asimov photo
Luís Vaz de Camões photo
Publicidade
Euclides da Cunha photo
Fernando Pessoa photo
Oscar Wilde photo

„Só as coisas sagradas merecem ser tocadas.“

—  Oscar Wilde 1854 - 1900
The Picture of Dorian Gray

Albert Einstein photo

„O que eu não tinha em casa encontrava nos outros, na rua. Afeto, atenção, um olhar. Naquela casa ninguém me via — a não ser para condenar por qualquer coisa.“

—  Martha Rocha 1936
Martha Rocha, uma biografia‎ - Página 31 (O Maior Desejo de Qualquer Mulher), Martha Rocha, Isa Pessôa - Editora Objetiva, 1993 - 197 páginas

„As dívidas são sagradas!“

—  Seu Madruga ator mexicano 1923 - 1988

Helen Rowland photo
Félix de Athayde photo
Paulo Coelho photo
Oscar Wilde photo
Heloísa Helena photo

„Não acredito que o poder tenha mudado as pessoas, que tenham se metamorfoseado ao tocarem os tapetes supostamente sagrados dos palácios. O poder não muda as pessoas, ele as revela.“

—  Heloísa Helena 1962
Em entrevista ao Jornal do Brasil http://jbonline.terra.com.br/jb/papel/cadernob/2005/07/02/jorcab20050702005a.html, 03 de julho de 2005.

„Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Etiam egestas wisi a erat. Morbi imperdiet, mauris ac auctor dictum.“