Frases de Luís Vaz de Camões

Luís Vaz de Camões photo
77   34

Luís Vaz de Camões

Data de nascimento: 1524
Data de falecimento: 10. Junho 1580

Luís Vaz de Camões foi um poeta nacional de Portugal, considerado uma das maiores figuras da literatura lusófona e um dos grandes poetas da tradição ocidental.

Pouco se sabe com certeza sobre a sua vida. Aparentemente nasceu em Lisboa, de uma família da pequena nobreza. Sobre a sua infância tudo é conjetura mas, ainda jovem, terá recebido uma sólida educação nos moldes clássicos, dominando o latim e conhecendo a literatura e a história antigas e modernas. Pode ter estudado na Universidade de Coimbra, mas a sua passagem pela escola não é documentada. Frequentou a corte de D. João III, iniciou a sua carreira como poeta lírico e envolveu-se, como narra a tradição, em amores com damas da nobreza e possivelmente plebeias, além de levar uma vida boémia e turbulenta. Diz-se que, por conta de um amor frustrado, autoexilou-se em África, alistado como militar, onde perdeu um olho em batalha. Voltando a Portugal, feriu um servo do Paço e foi preso. Perdoado, partiu para o Oriente. Passando lá vários anos, enfrentou uma série de adversidades, foi preso várias vezes, combateu ao lado das forças portuguesas e escreveu a sua obra mais conhecida, a epopeia nacionalista Os Lusíadas. De volta à pátria, publicou Os Lusíadas e recebeu uma pequena pensão do rei D. Sebastião pelos serviços prestados à Coroa, mas nos seus anos finais parece ter enfrentado dificuldades para se manter.

Logo após a sua morte a sua obra lírica foi reunida na coletânea Rimas, tendo deixado também três obras de teatro cómico. Enquanto viveu queixou-se várias vezes de alegadas injustiças que sofrera, e da escassa atenção que a sua obra recebia, mas pouco depois de falecer a sua poesia começou a ser reconhecida como valiosa e de alto padrão estético por vários nomes importantes da literatura europeia, ganhando prestígio sempre crescente entre o público e os conhecedores e influenciando gerações de poetas em vários países. Camões foi um renovador da língua portuguesa e fixou-lhe um duradouro cânone; tornou-se um dos mais fortes símbolos de identidade da sua pátria e é uma referência para toda a comunidade lusófona internacional. Hoje a sua fama está solidamente estabelecida e é considerado um dos grandes vultos literários da tradição ocidental, sendo traduzido para várias línguas e tornando-se objeto de uma vasta quantidade de estudos críticos.

Obras

Os Lusíadas
Luís Vaz de Camões

„Contra uma dama, ó peitos carniceiros,
Feros vos amostrais, e cavaleiros?“

—  Luís Vaz de Camões, Os Lusíadas

Os Lusíadas (1572)
Fonte: Os Lusíadas, canto III
(Episódio: Morte de Inês de Castro)

„Não se pode ter paciência com quem quer que lhe façam o que não faz.“

—  Luís Vaz de Camões

Obras de Luiz de Camões: precedidas de um ensaio biographico, se relatam alguns factos não conhecidos da sua vida‎ - Página 229 http://books.google.com.br/books?id=OxI2AAAAIAAJ&pg=PA229, Luís de Camões, João Antonio de Lemos Pereira de Lacerda Juromenha (Visconde de), Francesco Petrarca - Imprensa nacional, 1866
Cartas

„Transforma-se o amador na coisa amada
Por virtude de muito imaginar,
Não tenho, logo, mais que desejar,
Pois em mim tenho a parte desejada.“

—  Luís Vaz de Camões

Variante: Transforma-se o amador na cousa amada,
Por virtude do muito imaginar;
Não tenho, logo, mais que desejar,
Pois em mim tenho a parte desejada.

Help us translate English quotes

Discover interesting quotes and translate them.

Start translating

„Os bons vi sempre passar
No mundo graves tormentos;
E para mais me espantar
Os maus vi sempre nadar
Em mar de contentamentos.“

—  Luís Vaz de Camões

poesia "Esparsa ao desconcerto do mundo"
Lírica
Variante: Os bons vi sempre passar
No mundo graves tormentos;
E para mais me espantar,
Os maus vi sempre nadar
Em mar de contentamentos.

„Coisas impossíveis, é melhor esquecê-las que desejá-las.“

—  Luís Vaz de Camões

Carta Segunda, in: "Obras de Luiz de Camões: precedidas de um ensaio biographico, no qual se relatam alguns factos não conhecidos da sua vida" - Volume 5, página 224 http://books.google.com.br/books?id=OxI2AAAAIAAJ&pg=PA224, Por Luís de Camões, João Antonio de Lemos Pereira de Lacerda Juromenha, Francesco Petrarca, Publicado por Imprensa nacional, 1866
Cartas

Autores parecidos

John Donne photo
John Donne8
Poeta
William Shakespeare photo
William Shakespeare552
dramaturgo e poeta inglês
Nicolau Maquiavel photo
Nicolau Maquiavel117
filósofo, historiador, poeta, diplomata e músico
Aniversários de hoje
John Locke photo
John Locke43
Filósofo e médico inglês. pai do liberalismo clássico. 1632 - 1704
Jigoro Kano photo
Jigoro Kano41
1860 - 1938
Erasmo de Rotterdam photo
Erasmo de Rotterdam50
1466 - 1536
Bill Gates photo
Bill Gates28
1955
Outros 47 aniversários hoje
Autores parecidos
John Donne photo
John Donne8
Poeta
William Shakespeare photo
William Shakespeare552
dramaturgo e poeta inglês
Nicolau Maquiavel photo
Nicolau Maquiavel117
filósofo, historiador, poeta, diplomata e músico