Frases sobre cores

Uma coleção de frases e citações sobre o tema da cor, todo, vida, vida.

Melhores frases sobre cores

Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Claude Monet photo
Frederick Douglas photo

„O correto não tem sexo - a verdade não tem cor.“

—  Frederick Douglas, Narrative of the Life of Frederick Douglass, an American Slave

Parte do lema de seu jornal, The North Star
Original: Right is of no sex — Truth is of no color
Fonte: Narrative of the Life of Frederick Douglass, an American Slave: An American Slave - Página xxv, de Frederick Douglass, Deborah E. McDowell - Publicado por Oxford University Press, 1999, ISBN 0192832506, 9780192832504 - 129 páginas

Paulo de Tarso photo
Bono Vox photo

„A cor é a música dos olhos.“

—  Johann Goethe

Variante: A cor é a música dos olhos

Wassily Kandinsky photo
Virgilio photo

„Não creias demais nas cores das coisas.“

—  Virgilio poeta romano clássico, autor de três grandes obras da literatura latina -70 - -19 a.C.

Millôr Fernandes photo

„O poder é um camaleão ao contrário - todos tomam a sua cor.“

—  Millôr Fernandes cartunista, humorista e dramaturgo brasileiro. 1923 - 2012

Millôr Definitivo - A Bíblia do Caos, p. 369

Mano Brown photo

„No Brasil você não vê gente da minha cor fazendo comercial.“

—  Mano Brown Cantor brasileiro de Rap 1970

na entrevista para a Rolling Stone, pág. 88
Fonte: Segundo ele, a cor parda (a sua) não serve nem para "senhor ou escravo", e é considerada pela população como lixo.

Todas frases sobre cores

Total 302 citações cor, filtro:

Pablo Neruda photo
Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Vincent Van Gogh photo
Adolf Hitler photo

„Tomando atalhos


…Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, dia a dia tome a sua cruz e siga-me. v.23


Sorvendo o chá, Nancy olhou para fora da janela da amiga e suspirou. As chuvas da primavera e a luz do sol estimulavam as cores exuberantes dos lírios, flores de íris, phlox e prímulas.

“Eu quero essa vista”, disse com melancolia, “sem todo o trabalho.”

Alguns atalhos são bons e até práticos. Outros, curto-circuitam o nosso espírito e nos enfraquecem. Queremos o romance sem as dificuldades de nos comprometermos com alguém tão diferente de nós mesmos. Queremos “grandeza” sem os riscos e fracassos necessários na aventura da vida real. Desejamos agradar a Deus, apenas quando isso não nos incomoda.

Jesus deixou claro aos Seus seguidores que não há atalho que evite a difícil escolha de entregarmos a nossa vida a Ele. E advertiu um futuro discípulo: “…Ninguém que, tendo posto a mão no arado, olha para trás é apto para o reino de Deus” (Lucas 9:62). Seguir a Cristo exige uma alteração radical de nossas lealdades.

Quando nos voltamos em fé a Jesus, o trabalho apenas começa. Mas isso vale muito a pena, pois Ele também nos disse que quem se sacrificar “…por amor de mim e por amor do evangelho…” receberá “…já no presente, o cêntuplo […] e no mundo por vir, a vida eterna” (Marcos 10:29,30). O seguir a Cristo é um desafio, mas Ele nos concedeu o Seu Espírito e a recompensa é a vida plena e alegre agora e para sempre.

A maioria das coisas 
que vale a pena fazer são difíceis. Tim Gustafson“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Flores para sempre


…seca-se a erva, e cai a sua flor, mas a palavra de nosso Deus permanece eternamente. v.8


Quando criança, meu filho Xavier gostava de me dar flores. Eu gostava de cada flor recém-colhida ou comprada por ele e seu pai, e a apreciava até a flor murchar e ser jogada fora.

Um dia, Xavier me deu um belo buquê de flores artificiais, e sorriu ao arranjar o lírio de seda branco, o girassol amarelo e a hortênsia roxa no vaso. E disse: “Olhe, mamãe, vão durar para sempre. Isso é o quanto eu te amo.”

Desde então, ele cresceu e agora é jovem. As pétalas de seda se desgastaram, as cores desapareceram. Ainda assim, as flores “para sempre” me lembram desse amor, e me trazem algo mais à mente — algo que realmente permanece para sempre: o amor ilimitado e duradouro de Deus, revelado em Sua Palavra infalível e duradoura (v.8).

Quando os israelitas enfrentaram provações, Isaías os confortou com confiança nas palavras consoladoras de Deus (v.1). Proclamou que Deus pagara a dívida causada pelo pecado deles (v.2), garantindo sua esperança no próximo Messias (vv.3-5). Eles confiaram no profeta porque o foco dele permanecia em Deus, não nas circunstâncias que os envolviam.

Neste mundo de incertezas e aflições, nossas opiniões e sentimentos estão sempre mudando e são tão limitados quanto a nossa mortalidade (vv.6,7). Ainda assim, podemos confiar no amor e no caráter imutável de Deus, revelado em Sua Palavra constante e eternamente verdadeira.

Deus assegura o Seu amor em Sua Palavra imutável, 
hoje e eternamente. Xochitl Dixon“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

José de Alencar photo
Carlos Drummond de Andrade photo
Martin Luther King Junior photo

„Eu tenho o sonho de ver um dia meus 4 filhos vivendo numa nação em que não sejam julgados pela cor de sua pele, mas sim pelo seu caráter.“

—  Martin Luther King Junior líder do movimento dos direitos civis dos negros nos Estados Unidos 1929 - 1968

{Discurso: I have a dream}
Variante: Eu tenho um sonho de que um dia meus quatro filhos vivam em uma nação onde não sejam julgados pela cor de sua pele, mas pelo seu caráter.

Sathya Sai Baba photo
Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Charles Bukowski photo
Mark Twain photo
Friedrich Nietzsche photo

„(…) não existe, talvez, nada mais assustador e mais sinistro em toda a pré-história do homem que a sua técnica para se lembrar das coisas.” Alguma coisa é impressa, para que permaneça na memória: apenas o que dói incessantemente é recordado” – este é uma proposição central da mais antiga (e, infelizmente, também a mais duradoura) filosofia na Terra. Uma pessoa pode até sentir-se tentada a dizer que algo deste horror – através da qual em tempos se fizeram promessas por toda a Terra e foram dadas garantias e empenhamentos -, algo disto ainda sobrevive sempre que a solenidade, seriedade, secretismo e cores sombrias se encontram na vida dos homens e das nações: o passado, o passado mais longo, mais profundo e mais desagradável, respira sobre nós e brota em nós sempre que nos tornamos “sérios”. As coisas nunca avançaram sem sangue, tortura e vítimas, quando o homem achou necessário forjar uma memória de si próprio. Os sacrifícios e as oferendas mais horrendos (…), as mutilações mais repulsivas (…), os rituais mais cruéis de todos os cultos religiosos ( e todas as religiões são, nas suas fundações mais profundas, sistemas de crueldade) - todas estas coisas tem origem naquele instinto que adivinhou que a mais poderosa ajuda da memória era a dor.
Num certo sentido, todo o ascetismo faz parte disto: algumas ideias tem de tornar-se inextinguíveis, omnipresentes, inesquecíveis, “fixas” – com o objectivo de hipnotizar todo o sistema nervoso e intelecto através destas “ideias fixas” – e os procedimentos e formas de vida ascéticos são o meio de libertar essas ideias da competição com todas as outras ideias, para torna-las “inesquecíveis”. Quanto maior era a memoria da humanidade, mais assustadores parecem ser os seus costumes; a dureza dos códigos de punição, em particular, dá uma medida da quantidade de esforço que é necessária para triunfar sobre o esquecimento e tornar estes escravos efémeros da emoção e do desejo atentos a alguns requisitos primitivos de coabitação social. (…) Para dominar (…) recorreram a meios assustadores (…) de apedrejamento, (…), a empalação na estaca, a dilaceração ou o espezinhamento por cavalos, (…), queimar o criminoso em azeite (…), a prática popular de esfolamento, (…) cobrir o criminoso de mel e deixá-lo às moscas num sol abrasador. Com a ajuda deste tipo de imagens e procedimentos, a pessoa acaba por memorizar cinco ou seis “Não farei”, fazendo assim a promessa em troca das vantagens oferecidas pela sociedade. E de facto! com a ajuda deste tipo de memória, a pessoa acaba por “ver a razão”! Ah, razão, seriedade, domínio das emoções, todo o caso sombrio que dá pelo nome de pensamento, todos esses privilégios e exemplos do homem: que preço elevado que foi pago por eles! Quanto sangue e horror está no fundo de todas as “coisas boas”!“

—  Friedrich Nietzsche filósofo alemão do século XIX 1844 - 1900

On the Genealogy of Morals

Jean Jacques Rousseau photo
António Lobo Antunes photo
Bob Marley photo

„As guerras seguirão enquanto a cor da pele tiver maior significado que a cor dos olhos“

—  Bob Marley foi um cantor, guitarrista (raggae) e compositor jamaicano famoso por popularizar o gênero 1945 - 1981

Until the color of a man's skin is of no more significance than the color of his eyes, me say war.
Bob Marley, citado em "Souls: a critical journal of Black politics, culture, and society: Volume 4" - página 6, Columbia University. Institute for Research in African-American Studies - Westview Press, 2002

Mahátma Gándhí photo
Manuel Maria Barbosa du Bocage photo
Albert Schweitzer photo
Frida Kahlo photo
Mia Couto photo

„O senhor não tem cor, Doutor. As pessoas não têm cores. Ou têm cores que não têm nome.“

—  Mia Couto 1955

Venenos de Deus, Remédios do Diabo

Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Tupac Shakur photo
Antoine de Saint-Exupéry photo
Tupac Shakur photo
Demócrito photo

„Por definição há cor, / Por definição há doce, / Por definição há amargo, / Mas na realidade há átomos e espaço.“

—  Demócrito

citado em "Ancilla to the Pre-Socratic Philosophers: A Complete Translation of the Fragments in Diels" - página 142 http://books.google.com/books?id=ASijqFryr5IC&pg=PA142, item 9., Kathleen Freeman, Forgotten Books, 1948, ISBN 1606802569, 9781606802564
Física e epistemologia

Érico Veríssimo photo
Carlos Drummond de Andrade photo
Max Weber photo
Anaxagorás photo
Billie Joe Armstrong photo
Coco Chanel photo

„O conforto possui formas. O amor cores. Uma saia é feita para se cruzar as pernas e uma manga para se cruzar os braços.“

—  Coco Chanel 1883 - 1971

reflexões de "Coco Chanel" publicadas em “L'Album du Figaro", dezembro de 1950 e reproduzida no livro "Le Temps Chanel", de Edmonde Charles-Roux, Editions Grasset, 1980

Frida Kahlo photo
Frida Kahlo photo
Henry Ford photo

„O cliente pode ter um carro pintado com a cor que desejar, contanto que seja preto.“

—  Henry Ford 1863 - 1947

Any customer can have a car painted any colour that he wants so long as it is black.
Observação sobre o Modelo T, em 1909, publicado em sua autobiografia Minha Vida e de Trabalho [My Life and Work] (1922) Capítulo IV, p. 71

Tony Tornado photo

„Quando duas mãos se encontram (de quaisquer etnia que sejam), as sombras que se projetam no chão são de mesma cor.“

—  Tony Tornado ator e cantor brasileiro 1930

Frase dita durante sua participação em programa de televisão que foi ao ar no dia 25 de novembro de 2006.

José de Alencar photo
Luiza Brunet photo
Candido Portinari photo

„Quando comecei a pintar, senti que devia fazer minha gente (…) Depois desviaram-me e comecei a tatear e a pintar tudo de cor.“

—  Candido Portinari Pintor brasileiro 1903 - 1962

"Portinari, o menino de Brodósqui‎" - Página 24, Cândido Portinari - Livroarte Editora, 1979 - 117 páginas

Pablo Neruda photo
Stephen Vincent Benét photo
Virginia Woolf photo
Tim Maia photo
Wassily Kandinsky photo
Fernando Anitelli photo
Vergílio Ferreira photo
João Guimarães Rosa photo
Luís Vaz de Camões photo
Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Malcolm X photo
Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Frantz Fanon photo
Miguel de Cervantes photo
Nicole Kidman photo
Simone Weil photo
Frank Sinatra photo

„Laranja é a cor mais feliz.“

—  Frank Sinatra Cantor, ator e produtor estadunidense 1915 - 1998

Atribuídas

George Carlin photo
Jon Stewart photo

„Ai, não quero a vassoura cor-de-rosa, dê-me a azul que é de homem!“

—  José Castelo Branco 1962

no programa de televisão Circo das Celebridades

Simone Bittencourt de Oliveira photo
Wanessa photo

„O amor não tem sexo, não tem cor. O amor simplesmente te arrebata.“

—  Wanessa cantora e compositora brasileira 1982

sobre ser a favor o casamento homossexual"
Fonte: Revista IstoÉ Gente. http://www.terra.com.br/istoegente/edicoes/543/artigo161546-3.htm.

Aécio Neves photo
Ramón De Campoamor Y Campoosorio photo
Clarice Lispector photo
Pierre Cardin photo
Carlos Drummond de Andrade photo
Ambrose Bierce photo
Aldous Huxley photo
Millôr Fernandes photo

„Diplomata é um indivíduo cuja cor predileta é o arco-íris.“

—  Millôr Fernandes cartunista, humorista e dramaturgo brasileiro. 1923 - 2012

Giovanni Boccaccio photo
Oscar Wilde photo
Susan Sontag photo
Fernando Pessoa photo
Jair Bolsonaro photo
Haile Selassie photo
John Green photo

„Isso sempre me pareceu tão ridículo, que as pessoas pudessem querer ficar com alguém só por causa da beleza. É como escolher o cereal de manhã pela cor, e não pelo sabor.“

—  John Green Escritor, empresário e vlogger norte-americano 1977

Margo Roth Spiegelman, p.47
Quem é Você, Alasca? (2005), Cidades de Papel (2008)

Darcy Ribeiro photo
Aldous Huxley photo
Alexis De Tocqueville photo

„Despotismo pode governar sem fé, mas liberdade não pode. Religião é muito mais necessária nas repúblicas que se estabeleceram em cores brilhantes, que na monarquia que eles atacam, e é mais necessária nas repúblicas democráticas do que em qualquer outra. Como será possível aquela sociedade escapar da destruição, se o nó moral não é fortalecido em proporção ao quanto o nó política é relaxado? E o que pode ser feito com pessoas cujos próprios mestres são, ou se eles não são, submissos à Divindade?“

—  Alexis De Tocqueville político francês 1805 - 1859

Despotism may govern without faith, but liberty cannot. Religion is much more necessary in the republics which they set forth in glowing colors, than in the morarchy which they attack; and it is more needed in democratic republics than in any others. How is it possible that society should escape destruction if the moral tie is not strengthened in proportion as the political tie is relaxed? And what can be done with a people who are their own masters if they are not submissive to the Divinity?
Democracy in America - página 288 http://books.google.com.br/books?id=DUAvAAAAYAAJ&pg=PA288, Alexis de Tocqueville, Henry Reeve, Edição 2, G. Adlard, 1838, 464 páginas

Joseph Addison photo

„As cores falam todas as línguas.“

—  Joseph Addison 1672 - 1719

Colors speak all languages.
"The Spectator", n. 416, 27 de junho de 1712; "The Works of Joseph Addison: Complete in Three Volumes : Embracing the Whole of the "Spectator," "&c; Por Joseph Addison; Publicado por Harper & Brothers, 1837 books.google http://books.google.com/books?id=vKQ3AAAAIAAJ&pg=PA145&dq=Colors+speak+all+languages.+Joseph+Addison

Leo Buscaglia photo
Marcel Proust photo
Marcel Proust photo
Oscar Wilde photo
Antoine de Saint-Exupéry photo
Varg Vikernes photo
Walter Benjamin photo

„O tédio é um tecido cinzento e quente, forrado por dentro com a seda das cores mais variadas e vibrantes. Nele nós nos enrolamos quando sonhamos.“

—  Walter Benjamin 1892 - 1940

Atribuídas
Fonte: Revista Caras http://www.caras.com.br, Edição 676.

Bob Marley photo

„Enquanto a cor da pele dos homens valer mais do que o brilho dos olhos, sempre haverá guerra.“

—  Bob Marley foi um cantor, guitarrista (raggae) e compositor jamaicano famoso por popularizar o gênero 1945 - 1981

Until the color of a man's skin is of no more significance than the color of his eyes me say war.
Bob Marley, na música " War http://letras.terra.com.br/bob-marley/24571/traducao.html"

Clarice Lispector photo
Cornelia Funke photo
Fernando Pessoa photo

„Sento-me à porta e embebo meus olhos e ouvidos nas cores e nos sons da paisagem, e canto lento, para mim só, vagos cantos que componho enquanto espero.“

—  Fernando Pessoa poeta português 1888 - 1935

Livro do Desassossego, por Bernardo Soares; Autobiografia sem Factos - Página 42; Fernando Pessoa. Organizacão Richard Zenith - Cia das Letras, São Paulo, 2010.
Autobiografia sem Factos

Francesco Petrarca photo