Frases sobre o coração

Uma coleção de frases e citações sobre o tema da coração, amor, amor, vida.

Melhores frases sobre o coração

Anne Frank photo

„Do fundo do coração, sei que nunca mais terei minha inocência outra vez.“

—  Anne Frank 1929 - 1945

Anne Frank, jovem judia morta aos 15 anos num campo de concentração nazista, em um dos relatos escritos em seu diário sobre os horrores presenciados durante o holocausto; como citado em Revista Veja http://veja.abril.com.br/especiais/seculo20/vejaessa.html, 2000 Especial

Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Claude Monet photo
Charlie Chaplin photo

„A vida me ensinou… A dizer adeus às pessoas que amo, sem tira-las do meu coração“

—  Charlie Chaplin Comediante, ator e cineasta britânico 1889 - 1977

Variante: A vida me ensinou a dizer adeus às pessoas que amo, sem tirá-las do meu coração.

William Shakespeare photo
William Shakespeare photo
Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Eleanor Roosevelt photo
Immanuel Kant photo
William Shakespeare photo

„O amor não se ver com os olhos, mas sim com o coração.“

—  William Shakespeare dramaturgo e poeta inglês 1564 - 1616

Variante: O amor não se vê com os olhos mas com o coração.

Cora Coralina photo
William Shakespeare photo

„A dor que não fala, geme no coração até que o parte.“

—  William Shakespeare dramaturgo e poeta inglês 1564 - 1616

Variante: Dai a palavra à dor: a dor que não fala, geme no coração até que o parte.

Todas frases sobre o coração

Total 2023 citações coração, filtro:

Rabindranath Tagore photo
Machado de Assis photo
Machado de Assis photo

„O coração é o relógio da vida. Quem não o consulta, anda naturalmente fora do tempo.“

—  Machado de Assis escritor brasileiro 1839 - 1908

A mão e a luva - Página 100, Machado de Assis - 1922
Outros

Carlos Ruiz Zafón photo
Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Judy Garland photo
Leonardo Da Vinci photo
Victor Hugo photo

„De quem tem o coração morto, nunca os olhos choram.“

—  Victor Hugo, livro Os Miseráveis

Os Miseráveis
Fonte: "Os Miseráveis" - Tomo I, Parte Primeira, Livro Primeiro, Cap. VII (O Âmago da Desesperação)

Liev Tolstói photo
Carlos Ruiz Zafón photo
Jorge Amado photo
Cecília Meireles photo
Clarice Lispector photo
Francois Fénelon photo
Francois Fénelon photo
Francois Fénelon photo
Francois Fénelon photo
Voltaire photo
Max Lucado photo
Max Lucado photo
George Orwell photo
George Orwell photo
George Orwell photo
George Orwell photo
George Orwell photo
Francesco Petrarca photo
Greta Garbo photo
Cora Coralina photo
Henry David Thoreau photo
Serafim de Sarov photo
Kito Aya photo
Josemaría Escrivá de Balaguer photo
Carlos Drummond de Andrade photo

„O bonde passa cheio de pernas: / pernas brancas pretas amarelas. Para que tanta perna, meu Deus, pergunta meu coração. / Porém meus olhos / não perguntam nada“

—  Carlos Drummond de Andrade Poeta brasileiro 1902 - 1987

Poesia até agora: capa de Santa Rosa - página 9, Carlos Drummond de Andrade - J. Olympio, 1948 - 257 páginas

Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Anne Frank photo
Cícero photo
Arthur Schopenhauer photo
Anne Frank photo
Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
John Steinbeck photo
Mort Walker photo

„O riso é a escova que varre as teias de aranha do coração.“

—  Mort Walker 1923 - 2018

Laughter is the brush that sweeps away the cobwebs of the heart.
King Features; citado em "Stolen years: in my little corner of the world‎" - Página 108, Maita Floyd, Gerry Benninger - Eskualdun, 1996, ISBN 0962059943, 9780962059940 - 243 páginas

Carl Gustav Jung photo
Carl Gustav Jung photo
Carlos Bernardo Gonzalez Pecotche photo
Jorge Amado photo
Rodrigo Faro photo

„Moça, estou perdido, pode me ajudar? Qual o caminho mais fácil para o seu coração?“

—  Rodrigo Faro Apresentador de televisão, ator e cantor brasileiro 1973

No programa O Melhor do Brasil

Jorge Amado photo

„Porque - eu vos digo - temos olhos de ver e olhos de não ver, depende do estado do coração de cada um.“

—  Jorge Amado, livro O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá

O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá: Uma História de Amor

Rabindranath Tagore photo
Rabindranath Tagore photo
Rabindranath Tagore photo
Ovidio photo
Henrik Ibsen photo

„Não seja leviano com o coração dos outros. Não ature gente de coração leviano.“

—  Pedro Bial Apresentador de TV, jornalista, escritor, cineasta e poeta brasileiro 1958

Ernst Jünger photo
Eleanor Roosevelt photo
Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Franz Liszt photo
Guy De Maupassant photo
Michael Jackson photo

„Vocês não estão sozinhas. Vocês estão em nossos corações, em nossos pensamentos e em nossas“

—  Michael Jackson cantautor, compositor e intérprete americano 1958 - 2009

Atribuídas

Michael Jackson photo

„Eu fui forçado a me submeter a um exame humilhante e desumano feito pelos departamentos de polícia de Los Angeles e Santa Barbara no início desta semana. Eles me apresentaram um mandado de busca que lhes dava permissão de ver e fotografar meu corpo, incluindo meu pênis, minhas nádegas, a parte de baixo do meu torso, as minhas coxas e qualquer outras áreas que eles quisessem. O mandado também me dizia para cooperar em qualquer exame do meu corpo pelos médicos deles para determinar a condição da minha pele, incluindo se eu tenho vitiligo ou qualquer problema de pele. […]Foi a experiência mais hulmilhante que já passei na minha vida. […] Foi um pesadelo. Pesadelo horrível. Mas se é isso que eu devo enfrentar para provar minha inocência. MINHA TOTAL INOCÊNCIA. Então que seja… Durante minha vida toda, eu só tentei ajudar milhares e milhares de crianças pra que elas tenham vidas felizes. Me traz lágrimas aos olhos quando vejo uma criança sofrendo. Não sou culpado dessas alegações. E se sou culpado de qualquer coisa, é de dar tudo o que podia para ajudar crianças, do mundo inteiro. É de amar crianças de todas as idade e raças. É de ganhar felicidade e alegria, ao ver crianças com suas inocências e rostos sorridentes. É de aproveitar através deles a infância que eu perdi. E se sou culpado de qualquer coisa é de acreditar no que Deus diz sobre as crianças. "Crianças que sofram, venham até mim. E não as proíbam no Reino de Deus.“

—  Michael Jackson cantautor, compositor e intérprete americano 1958 - 2009

De jeito nenhum eu afirmo que sou Deus. Mas tento sim ser como Deus no coração.[...]"
Descrevendo o humilhante exame ao qual foi imposto pela polícia norte-americana.
Atribuídas

Mário Quintana photo
Nitiren Daishonin photo
Nitiren Daishonin photo
Nitiren Daishonin photo
Sathya Sai Baba photo

„Há uma só religião, a religião do amor. Há uma só linguagem, a linguagem do coração. Há uma só raça, a raça da humanidade. Há um só Deus, e Ele é onipresente.“

—  Sathya Sai Baba 1926 - 2011

citado em "Manual Completo de AscensÃo" - Página 148, JOSHUA DAVID STONE, Editora Pensamento, ISBN 8531510880, 9788531510885 - 280 páginas

Mia Couto photo

„As pálpebras limpam os olhos de poeiras. Que pálpebras limpam as poeiras do coração?“

—  Mia Couto 1955

Na Berma de Nenhuma Estrada e Outros Contos

John Green photo

„Eu sempre amaria Alasca Young, minha vizinha pervertida, com todo o meu pervertido coração.“

—  John Green Escritor, empresário e vlogger norte-americano 1977

Gordo, p.224
Quem é Você, Alasca? (2005)

Salazar photo
Josemaría Escrivá de Balaguer photo
Julia Quinn photo
Blaise Pascal photo
Blaise Pascal photo

„É o coração que sente Deus e não a razão. Eis o que é a fé: Deus sensível ao coração.“

—  Blaise Pascal 1623 - 1662

C'est le cœur qui sent Dieu , et non la raison. Voilà ce que c'est que la foi parfaite : Dieu sensible au cœur.
Œuvres de Blaise Pascal, Volume 2‎ - Página 390 http://books.google.com.br/books?id=bMIwKYuIy00C&pg=PA390 - item LXII, Blaise Pascal - Lefèvre, 1819

Blaise Pascal photo
Emil Mihai Cioran photo
Emil Mihai Cioran photo
Will Smith photo
Patrick Rothfuss photo

„Meu coração é feito de material mais forte do que o vidro.“

—  Patrick Rothfuss, livro O Nome do Vento

The Name of the Wind

Jorge Amado photo
Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Peter Steele photo
Liev Tolstói photo

„É no coração do homem que reside o princípio e o fim de todas as coisas.“

—  Liev Tolstói escritor russo 1828 - 1910

Atribuídas
Variante: No coração do homem é que reside o princípio e o fim de tudo.

Clive Barker photo
Clive Staples Lewis photo
William Shakespeare photo

„A verdade é que não te amo com os meus olhos que veem em ti mil defeitos; Mas com o meu coração que ama o que os olhos desprezam.“

—  William Shakespeare dramaturgo e poeta inglês 1564 - 1616

Variante: A verdade é que não te amo com meus olhos que descobrem em ti mil defeitos, mas com meu coração, que ama o que os olhos desprezam.

Josemaría Escrivá de Balaguer photo
Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Marco Aurelio photo
Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Erik Satie photo
Padre Antônio Vieira photo
Tennessee Williams photo
Gerson De Rodrigues photo

„Poema – Daforin

Eu sou um parasita
Para aqueles que me amam
Desgracei as suas vidas
Com o meu nascimento

Agora vos entrego o meu suicídio
Para que vocês possam sorrir por um dia;

Não veem que estou
Destruindo suas vidas?

Me enforquem
Para que eu possa faze-los viver!

Há uma assombração
Que caminha ao meu lado
Desde os primórdios da minha infância

Todas as vezes que eu tento ser feliz
Ela começa a chorar

Suas lágrimas transformam-se em
Maldições que transformam o meu
Sorriso em gritos de dor

Gritando como um lunático
Eu suplico para que todos
Vocês vão embora

Eu só quero ficar sozinho
Com o diabo e ouvi-lo chorar

Sentindo a sujeira do mundo
Corroer a minha pele

Não entendo como vocês
Podem amar um monstro como eu;

Há uma assombração
Que caminha ao meu lado
Desde os primórdios da minha infância

Todas as vezes que eu tento
Levantar da cama

Ela se deita em meu lugar
Me prendendo a este quarto
Um escravo das suas paranoias

Escutei os sussurros de
Uma criança maldita
Lamentando o seu nascimento

Como a morte pré-matura
De estrelas incandescentes

Desejamos a escuridão do nada
E o martírio de todas as coisas

Me usem!
Como um porco
Pronto ao abate!

Me odeiem!
Como o diabo odeia
O crucifixo!

Eu sou as trevas
Nos olhos daqueles
Que perderam as suas esperanças

Nas minhas poesias
Há metáforas que escondem
A data do meu suicídio

Mas vocês só se importam
Com o poeta

E não com o sangue
Jorrado dos meus punhos;

Há uma assombração
Que caminha ao meu lado
Desde os primórdios da minha infância

E ela faz todos que eu amo sofrer
Todas as vezes que eu tento abrir
O meu coração

Ela me transforma em um monstro
Capaz de corroer as suas entranhas
E sugar a sua felicidade

Eu sou um parasita
Para aqueles que me amam
Desgracei as suas vidas
Com o meu nascimento

Agora vos entrego o meu suicídio
Para que vocês possam sorrir por um dia…
- Gerson De Rodrigues“

—  Gerson De Rodrigues poeta, escritor e anarquista Brasileiro 1995

Niilismo Morte Deus Existencialismo Vida Nietzsche

Gerson De Rodrigues photo

„Poema - Os Pássaros na minha janela

Em meu peito vive uma angustia
que transborda pelos meus olhos

Respiro ofegante
sentindo um aperto em meu coração

O desespero toma conta do meu corpo
com as mãos tremendo
entro no banheiro aos prantos

Sem pensar nas consequências
eu me enforco no chuveiro

O meu corpo se debate em agonia
as minhas mãos tremulas tentam
se agarrar nos azulejos

O chuveiro estoura
sou arremessado ao chão de joelhos
e as minhas lágrimas fundem-se com a água

Chorando sem saber o que fazer
eu deito na cama abraçado a solidão

Passaram-se três dias
e eu ainda não me levantei

Vejo o meu corpo
definhar-se com a fome
os meus ossos secarem com a tristeza

As baratas no meu quarto
são as únicas testemunhas
do meu fim decadente

Lá fora há um pássaro
que canta em harmonia
eu poderia morrer agora
e seus sussurros me fariam sorrir

Com o corpo fraco
sentindo todo o peso do mundo
nas minhas costas

Em passos leves
eu tento caminhar até a janela

Ao abri-la
me deparo com um mundo
sombrio e repleto de dor

Sou arremessado de joelhos
nas chamas escaldantes
do meu próprio inferno

Caminhando descalço
em meio as chamas

Eu me vejo enforcado
gritando o meu próprio nome

Cristo se arrasta
ao meu lado de joelhos
enquanto a minha alma chicoteia
as suas costas
só para vê-lo sangrar

Ao fundo
eu vejo a morte
dilacerando almas confusas
com um sorriso em seu rosto

Um diabo terrível
se esgueira sobre os meus pés

E em seus olhos
eu vejo a figura de um homem triste

Deitado na cama
definhando-se com a fome
enquanto as suas angustias
corroem os seus sonhos
e o mata aos poucos

Aquela criatura decadente
definhando-se em seu próprio abismo
era tudo que eu fui
e tudo que eu sou

Aqueles eram os meus sentimentos
minhas dores
e minhas angustias

Os ratos se alimentavam
dos meus restos podres
e as baratas faziam ninhos nas minhas entranhas

Tal como cristo que sorriu
pela ultima vez
quando foi abandonado pelo seu próprio pai

Ou como as estrelas órfãs
a vagar na escuridão

Somente morto eu poderia sorrir
para os pássaros na minha janela…

- Gerson De Rodrigues“

—  Gerson De Rodrigues poeta, escritor e anarquista Brasileiro 1995

Morte Niilismo Nietzsche Suicídio Vida

Elon Musk photo
Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Rainer Maria Rilke photo
Jorge Amado photo