Frases de José Saramago

José Saramago photo
303   611

José Saramago

Data de nascimento: 16. Novembro 1922
Data de falecimento: 18. Junho 2010

José de Sousa Saramago ComSE • GColSE foi um escritor português. Galardoado com o Nobel de Literatura de 1998. Também ganhou, em 1995, o Prémio Camões, o mais importante prémio literário da língua portuguesa. Saramago foi considerado o responsável pelo efetivo reconhecimento internacional da prosa em língua portuguesa. A 24 de Agosto de 1985 foi agraciado com o grau de Comendador da Antiga, Nobilíssima e Esclarecida Ordem Militar de Sant'Iago da Espada, do Mérito Científico, Literário e Artístico e a 3 de Dezembro de 1998 foi elevado a Grande-Colar da mesma Ordem, uma honra geralmente reservada apenas a Chefes de Estado.O seu livro Ensaio sobre a Cegueira foi adaptado para o cinema e lançado em 2008, produzido no Japão, Brasil, Uruguai e Canadá, dirigido por Fernando Meirelles . Em 2010 o realizador português António Ferreira adapta um conto retirado do livro Objecto Quase, conto esse que viria dar nome ao filme Embargo, uma produção portuguesa em co-produção com o Brasil e Espanha. Também foi adaptado para o cinema o livro O Homem Duplicado, no filme de 2014 dirigido por Denis Villeneuve e estrelado por Jake Gyllenhaal.

O Memorial do Convento foi adaptado num ópera de Azio Corghi, Blimunda, criada na Scala de Milão em 1990

Nasceu na Golegã, Azinhaga, no dia 16 de Novembro, embora o registo oficial apresente o dia 18 como o do seu nascimento. Saramago, conhecido pelo seu ateísmo e iberismo, foi membro do Partido Comunista Português e foi director-adjunto do Diário de Notícias. Juntamente com Luiz Francisco Rebello, Armindo Magalhães, Manuel da Fonseca e Urbano Tavares Rodrigues foi, em 1992, um dos fundadores da Frente Nacional para a Defesa da Cultura . Casado, em segundas núpcias, com a espanhola Pilar del Río, Saramago viveu na ilha espanhola de Lanzarote, nas Ilhas Canárias.

A 29 de Junho de 2007 constitui a Fundação José Saramago para a defesa e difusão da Declaração Universal dos Direitos Humanos e dos problemas do meio ambiente. Em 2012 a Fundação José Saramago abre as suas portas ao público na Casa dos Bicos em Lisboa, presidida pela sua esposa Pilar del Río.



Wikipedia

Obras

A Caverna
A Caverna
José Saramago
Memorial do Convento
Memorial do Convento
José Saramago
A Jangada de Pedra
A Jangada de Pedra
José Saramago
A Viagem do Elefante
A Viagem do Elefante
José Saramago
O Homem Duplicado
José Saramago
Viagem a Portugal
Viagem a Portugal
José Saramago
Cadernos de Lanzarote
Cadernos de Lanzarote
José Saramago
Todos os Nomes
Todos os Nomes
José Saramago
A Noite
A Noite
José Saramago

„Dentro de nós há uma coisa que não tem nome, essa coisa é o que somos.“

—  José Saramago, livro Ensaio sobre a Cegueira

Ensaio sobre a Cegueira
Variante: Dentro de nós há uma coisa que não tem nome, essa coisa é o que somos.

„Se podes olhar, vê. Se podes ver, repara.“

—  José Saramago, livro Ensaio sobre a Cegueira

Ensaio sobre a Cegueira

„Se não formos capazes de viver inteiramente como pessoas, ao menos, façamos tudo para não viver inteiramente como animais.“

—  José Saramago, livro Ensaio sobre a Cegueira

Ensaio sobre a Cegueira
Variante: Se não formos capazes de viver inteiramente como pessoas, ao menos façamos tudo para não viver inteiramente como animais.

„Com as palavras todo cuidado é pouco, mudam de opinião como as pessoas.“

—  José Saramago, livro As Intermitências da Morte

[...] "Porque as palavras, se não o sabe, movem-se muito, mudam de um dia para o outro, são instáveis como sombras, sombras elas mesmas, que tanto estão como deixaram de estar, bolas de sabão, conchas de que mal se sente a respiração, troncos cortados."
As Intermitências da Morte

„uma vaca se perdeu nos campos com a sua cria de leite, e se viu rodeada de lobos durante doze dias e doze noites, e foi obrigada a defender-se e a defender o filho, uma longuíssima batalha, a agonia de viver no limiar da morte, um círculo de dentes, de goelas abertas, as arremetidas bruscas, as cornadas que não podiam falhar, de ter de lutar por si mesma e por um animalzinho que ainda não se podia valer, e também aqueles momentos em que o vitelo procurava as tetas da mãe, e sugava lentamente, enquanto os lobos se aproximavam, de espinhaço raso e orelhas aguçadas. Subhro respirou fundo e prosseguiu, ao fim dos doze dias a vaca foi encontrada e salva, mais o vitelo, e foram levados em triunfo para a aldeia, porém o conto não vai acabar aqui, continuou por mais dois dias, ao fim dos quais, porque se tinha tornado brava, porque aprendera a defender-se, porque ninguém podia já dominá-la ou sequer aproximar-se dela, a vaca foi morta, mataram-na, não os lobos que em doze dias vencera, mas os mesmos homens que a haviam salvo, talvez o próprio dono, incapaz de compreender que, tendo aprendido a lutar, aquele antes conformado e pacífico animal não poderia parar nunca mais. (…) o primeiro a falar foi o soldado que sabia muito de lobos, a tua história é bonita, disse (…), a vaca não poderia resistir a um ataque concertado de três ou quatro lobos, já não digo doze dias, mas uma única hora, Então, na história da vaca lutadora é tudo mentira, Não, mentira são só os exageros, os arrebiques de linguagem, as meias verdades que querem passar por verdades inteiras, Que crês tu então que se passou, (…), Creio que a vaca realmente se perdeu, que foi atacada por um lobo, que lutou com ele e o obrigou a fugir talvez mal ferido, e depois se deixou ficar por ali pastando e dando de mamar ao vitelo, até ser encontrada, E não pode ter sucedido que viesse outro lobo, Sim, mas isso já seria muito imaginar, para justificar a medalha ao valor e ao mérito um lobo já é bastante. A assistência aplaudiu pensando que, bem vistas as coisas, a vaca merecia a verdade tanto quanto a medalha.“

—  José Saramago, livro A Viagem do Elefante

A Viagem do Elefante

„Aqui, cada um com seu desgosto e todos com a mesma pena.“

—  José Saramago, livro Ensaio sobre a Lucidez

Ensaio sobre a Lucidez

„Se começássemos a dizer claramente que a democracia é uma piada, um engano, uma fachada, uma falácia e uma mentira, talvez pudéssemos nos entender melhor.“

—  José Saramago

Revista Veja http://veja.abril.com.br/250204/vejaessa.html, Edição 1842 . 25 de fevereiro de 2004

Autores parecidos

Saul Bellow photo
Saul Bellow13
escritor canadense
Ivo Andrič photo
Ivo Andrič2
romancista e escritor jugoslavo
Milton Friedman photo
Milton Friedman29
Economista, estatístico e escritor norte-americano
Orhan Pamuk photo
Orhan Pamuk18
escritor turco, vencedor do Prêmio Nobel de literatura de 2…
Aniversários de hoje
Martin Luther King Junior photo
Martin Luther King Junior101
líder do movimento dos direitos civis dos negros nos Estado… 1929 - 1968
Reginaldo Rodrigues photo
Reginaldo Rodrigues37
Consultor, Professor, Palestrante, Articulista, Comunicador 1971
João Baptista de Oliveira Figueiredo photo
João Baptista de Oliveira Figueiredo23
militar e político brasileiro, 30º presidente do Brasil 1918 - 1999
Rosa Luxemburgo photo
Rosa Luxemburgo9
filósofa marxista polaco-alemã 1871 - 1919
Outros 37 aniversários hoje
Autores parecidos
Fernando Pessoa photo
Fernando Pessoa931
poeta português
Saul Bellow photo
Saul Bellow13
escritor canadense
Ivo Andrič photo
Ivo Andrič2
romancista e escritor jugoslavo