Citações de guerra

Uma coleção de frases e citações sobre o tema da guerra.

Tópicos relacionados

Total 665 citações de guerra, filtro:


„Nos bastidores

…foram ouvidas as tuas palavras; e, por causa das tuas palavras, é que eu vim. v.12

Minha filha enviou uma mensagem a um amigo, esperando receber logo a resposta. O telefone mostrava que a mensagem fora lida, e ela esperou ansiosa. Momentos depois, frustrada, gemeu de irritação pela demora. A irritação virou preocupação, e ela se questionou se isso significava que havia um problema entre ambos. A resposta veio e ela se sentiu aliviada ao ver que tudo estava bem. O amigo simplesmente levara algum tempo verificando os detalhes necessários.

O profeta Daniel também aguardou ansiosamente por uma resposta. Após receber a visão assustadora de grande guerra, Daniel jejuou e buscou a Deus em humilde oração (10:3,12). Durante três semanas, ficou sem resposta (vv.2,13). Finalmente, um anjo assegurou a Daniel de que suas preces tinham sido ouvidas “desde o primeiro dia”. Nesse meio tempo, o anjo estava lutando em defesa dessas orações. Embora Daniel não soubesse no início, Deus estava agindo durante cada um dos 21 dias que decorreram entre a primeira oração e a vinda do anjo.

Confiar que Deus ouve as nossas orações (Salmo 40:1) pode nos tornar ansiosos quando a resposta divina não vem quando a desejamos. Tendemos a questionar se o Senhor se importa. No entanto, a experiência de Daniel nos lembra de que Deus está agindo em favor dos que ama, mesmo se isso não nos parecer óbvio.

Deus está sempre pronto a agir em favor do Seu povo. Kirsten Holmberg“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

Eric Hobsbawm photo
Karl von Clausewitz photo

„A guerra nada mais é que a continuação da política por outros meios.“

—  Karl von Clausewitz 1780 - 1831

Der Krieg ist eine bloße Fortsetzung der Politik mit anderen Mitteln.
Leben des generals Carl von Clausewitz und der Frau Marie von Clausewitz geb. gräfin von Brühl: Volumes 1-2 - página 494, Karl Schwartz - F. Dümmler, 1878

Winston Churchill photo
Friedrich Nietzsche photo
Sun Tzu photo

„O verdadeiro objetivo da guerra é a paz.“

—  Sun Tzu antigo general militar, estratega e filósofo chinês da Dinastia Zhou -543 - -495 a.C.

Heródoto photo

„Na paz os filhos enterram seus pais, na guerra os pais enterram seus filhos.“

—  Heródoto -484 - -425 a.C.

Heródoto citado in: A marinha d'outr'ora: (Subsidios para a historia). - Página 413, Affonso Celso de Assis Figueiredo Ouro Preto (Visconde de) - D. de Magalhães, 1894

Tupac Shakur photo

„Eles conseguem dinheiro para a guerra, mas não conseguem acabar com a pobreza.“

—  Tupac Shakur Rapper americano 1971 - 1996

They got money for wars, but can't feed the poor/Say there ain't no hope for the youth and the truth is
na música "Keep Ya Head Up"

Sun Tzu photo

„A suprema arte da guerra consiste em vencer o inimigo sem ter que enfrentá-lo.“

—  Sun Tzu antigo general militar, estratega e filósofo chinês da Dinastia Zhou -543 - -495 a.C.

Variante: A suprema arte da guerra é derrotar o inimigo sem lutar.

George Orwell photo

„Não é uma questão de se a guerra é real ou não é. A vitória não é possível. A guerra não é destinada para ser ganha. É destinada para ser contínua. Uma grande sociedade arcaica só é possível às custas da pobreza e da ignorância.“

—  George Orwell escritor e jornalista britânico 1903 - 1950

That's not a matter if wether the war it's not real of if it is. Victory it's not possible. The war it's not meant to be won. It's meant to be continuous. A high archical society is only possible on the basis of poverty and ignorance.

Help us translate English quotes

Discover interesting quotes and translate them.

Start translating
Pablo Neruda photo
Haile Selassie photo
Luís Vaz de Camões photo
Gerson De Rodrigues photo

„Poema – Memórias póstumas

Quando eu disser
que me cansei de todas as coisas
não tentem me salvar

Deixem-me cortar os meus punhos
e sangrar até a luz do meio dia

Quando perceberem
que já estou morto

Transformem este dia
em um feriado santo

Batizem os seus filhos
em meu sangue

Exibam o meu corpo
em um altar de glória e poder

Profiram mentiras em meu nome
lembrem-se de memórias das quais
eu nunca vivi

E tampouco
gostaria de tê-las vivido

Coloquem flores
sobre o meu tumulo

Gritem por todos os cantos
o quanto sentem a minha falta

Digam
‘’Amo-te mais do que todas
as coisas’’

Enquanto olham as minhas velhas
fotografias de momentos dos quais
poderiam ter me dito tais palavras doces

Sim! Ascendam velas
em meu nome

Digam aos meus parentes e amigos
que sentem a minha falta

Mas por favor
esqueçam das vezes
das quais eu estava ao seu lado

Esqueçam de uma vez por todas
todos os passos frios que dei por
estas ruas vazias e cheias de ódio

Não lembrem-se das minhas
unhas arranhando estas paredes sujas
enquanto clamava por ajuda

Fechem os olhos e tampem os ouvidos
tal como fizeram das vezes
que supliquei em lágrimas

Lembrem-se das poucas
vezes em que eu fui capaz de sorrir

Ah (…)
quando eu caminhar
em direção aos vales distantes

Não culparei nenhum de vocês
por não compreenderem os meus demônios

Apenas deixarei que lembrem-se
das vezes que os transformei em canções poéticas
para os seus ouvidos surdos!

Não se preocupem com as lágrimas
ou com as dores do meu ato final

Continuem rezando
para os seus deuses de mentira

Vivendo suas vidas vazias
e cheias de fortuna

Continuem!
suplico que continuem!
em suas guerras ideológicas

Esqueçam aqueles que como eu
morreram abraçando suas próprias pernas

Esqueçam-me de uma vez por todas
enquanto lembram-se
do homem que eu nunca fui…“

—  Gerson De Rodrigues poeta, escritor e anarquista Brasileiro 1995

Niilismo Morte Deus Existencialismo Vida Nietzsche

Gerson De Rodrigues photo
Agatha Christie photo

„Ganhar uma guerra é tão desastroso quanto perdê-la.“

—  Agatha Christie escritora, romancista, contista, dramaturga e poetisa britânica 1890 - 1976

António Lobo Antunes photo

„Depois do 25 de Abril, por exemplo, tornámo-nos todos democratas. Não nos tornámos democratas por acreditar-mos na democracia, por odiarmos a guerra colonial, a polícia política, a censura, a simples proibição de raciocinar: tornámo-nos democratas por medo, medos dos doentes, do pessoal menor, dos enfermeiros, medo do nosso estatuto de carrascos, e até ao fim da Revolução, até 76, fomos indefectíveis democratas, fomos socialistas, diminuímos o tempo de espera nas consultas, chegámos a horas, conversámos atenciosamente com as famílias, preocupámo-nos com os internados, protestamos contra a alimentação, os percevejos, a humidade, os sanitários, a falta de higiene. Fomos democratas, Joana, por cobardia, pensou ele vendo um bando de rolas poisar num olival, agitar a tranquilidade do olival com o rebuliço do seu voo, tínhamos pânico de que nos acusassem como os pides, nos prendessem, nos apontassem na rua, pusessem os nossos nomes no jornal. E demorámos a entender que mesmo em 74, em 75, em 76, as pessoas continuavam a respeitar-nos como respeitam os abades nas aldeias, continuavam a ver em nós o único auxílio possível contra a solidão. E sossegámos. E passámos a trazer dobrados no sovaco jornais de direita. E sorríamos de sarcasmo ao escutar a palavra socialismo, a palavra democracia, a palavra povo. Sorríamos de sarcasmo, Joana, porque haviam abolido a guilhotina“

—  António Lobo Antunes 1942

Knowledge of Hell

Albert Einstein photo

„Mao não pode prevenir e preparar-se para a guerra ao mesmo tempo.“

—  Albert Einstein 1879 - 1955

Mao kann nicht gleichzeitig den Krieg vorbereiten und ihn verhindern.
Westermann's - Parte 2 - Página 7, Magazinpresse, 1983
Atribuídas