Citações de infidelidade

Uma coleção de frases e citações sobre o tema da família, amor, parceria, calibre.

Melhores citações de infidelidade

Dorothy L. Sayers photo
Ambrose Bierce photo

„Citação: ato de repetir de modo errado as palavras alheias.“

—  Ambrose Bierce 1842 - 1914

Variante: Citação: ato de repetir de maneira errada as palavras alheias.

„Ame ao próximo como ama a ti mesmo.“

—  Rabi Aquiva

Levítico, 19:18; citação próxima à de Jesus (Marcos 12, 31)
Mal atribuídas

Barão de Itararé photo
Ninon De Lenclos photo
Márcio Garcia photo

„É preciso se esforçar para não cair na tentação da infidelidade.“

—  Márcio Garcia 1970

quando estava prestes a se casar
Revista ISTO É, Edição 1736

Todas citações de infidelidade

Total 27 citações de infidelidade, filtro:

Dan Barker photo
Walter Benjamin photo
Isabel Allende photo
Bertrand Russell photo

„As pessoas dirão que, sem os consolos da religião, elas seriam intoleravelmente infelizes. Tanto quanto este argumento é verdadeiro, também é covarde. Ninguém senão um covarde escolheria conscientemente viver no paraíso dos tolos. Quando um homem suspeita da infidelidade de sua esposa, não lhe dizem que é melhor fechar os olhos à evidência. Não consigo ver a razão pela qual ignorar as evidências deveria ser desprezível em um caso e admirável no outro.“

—  Bertrand Russell 1872 - 1970

People will tell us that without the consolations of religion they would be intolerably unhappy. So far as this is true, it is a coward's argument. Nobody but a coward would consciously choose to live in a fool's paradise. When a man suspects his wife of infidelity, he is not thought the better of for shutting his eyes to the evidence. And I cannot see why ignoring evidence should be contemptible in one case and admirable in the other.
Last philosophical testament: 1943-68 - Volume 11, Página 546 http://books.google.com.br/books?id=r1jBN5iehKsC&pg=PA546, Bertrand Russell, John G. Slater, Peter Köllner - Routledge, 1997, ISBN 0415094097, 9780415094092 - 878 páginas

Stendhal photo
Oscar Wilde photo

„Os jovens querem ser fiéis e não podem. Os velhos querem ser infiéis e não podem.“

—  Oscar Wilde Escritor, poeta e dramaturgo britânico de origem irlandesa 1854 - 1900

Young men want to be faithful, and are not; old men want to be faithless, and cannot
Oscariana: Epigrams - Página 45, Oscar Wilde - Priv. print., 1895 - 88 páginas
Epigramas
Variante: Mesmo no amor é puramente questão de fisiologia. Os moços querem ser fiéis e não são; os velhos querem ser infiéis e não podem.

Germaine Greer photo
Martha Medeiros photo
Ernesto Sabato photo
François de La  Rochefoucauld photo
François de La  Rochefoucauld photo
Fernando Sabino photo
Alice James photo
Thomas Paine photo
Winston Churchill photo
Marie-Madeleine de La Fayette photo
Flávio Gikovate photo
Marguerite Yourcenar photo
Paolo Mantegazza photo
Fernando Sabino photo
Papa Paulo VI photo

„Os homens rectos poderão convencer-se ainda mais da fundamentação da doutrina da Igreja neste campo, se quiserem reflectir nas consequências dos métodos da regulação artificial da natalidade. Considerem, antes de mais, o caminho amplo e fácil que tais métodos abririam à infidelidade conjugal e à degradação da moralidade. Não é preciso ter muita experiência para conhecer a fraqueza humana e para compreender que os homens - os jovens especialmente, tão vulneráveis neste ponto - precisam de estímulo para serem fiéis à lei moral e não se lhes deve proporcionar qualquer meio fácil para eles eludirem a sua observância. É ainda de recear que o homem, habituando-se ao uso das práticas anticoncepcionais, acabe por perder o respeito pela mulher e, sem se preocupar mais com o equilíbrio físico e psicológico dela, chegue a considerá-la como simples instrumento de prazer egoísta e não mais como a sua companheira, respeitada e amada.

Pense-se ainda seriamente na arma perigosa que se viria a pôr nas mãos de autoridades públicas, pouco preocupadas com exigências morais. Quem poderia reprovar a um governo o facto de ele aplicar à solução dos problemas da colectividade aquilo que viesse a ser reconhecido como lícito aos cônjuges para a solução de um problema familiar?

(…)

A doutrina da Igreja sobre a regulação dos nascimentos, que promulga a lei divina, parecerá, aos olhos de muitos, de difícil, ou mesmo de impossível actuação. Certamente que, como todas as realidades grandiosas e benéficas, ela exige um empenho sério e muitos esforços, individuais, familiares e sociais. Mais ainda: ela não seria de fato viável sem o auxílio de Deus, que apóia e corrobora a boa vontade dos homens. Mas, para quem refletir bem, não poderá deixar de aparecer como evidente que tais esforços são nobilitantes para o homem e benéficos para a comunidade humana.“

—  Papa Paulo VI, Humanae Vitae

Humanae Vitae: Of Human Life

Bertrand Russell photo