Citações de estupidez

Uma coleção de frases e citações sobre o tema da estupidez.

Tópicos relacionados

Total 132 citações de estupidez, filtro:


Dan Barker photo
Cesare Pavese photo
Gerson De Rodrigues photo

„Cartas Póstumas

Eu vivi uma vida de Rebeldia Neguei os deuses e gritei por Anarquia Nas canções mais lindas escrevi versos de Poesia Fui uma alma abandonada que amou a Melancolia Que nos momentos mais sombrios se encontrou na Filosofia

No momento enquanto escrevo essa carta, estou decidido em me matar. Essa é uma vontade constante que a muito tempo me assombra. Todas as vezes em que estou decidido em acabar com tudo, eu simplesmente invento uma nova mentira.

E quando eu menos percebo, lá estou eu vivendo como todos os outros sem perceber o barulho das correntes em nossos pés…

Talvez, quando estiveres lendo essa carta daqui a cinco ou cinquenta anos eu já esteja morto. Ou talvez eu tenha encontrado motivos para viver, motivos o suficiente que me façam ler estes versos no futuro e dizer

- Tolo, como ousas dizer tamanha estupidez?

O Futuro é incerto. Eu fico me perguntando, todas as vezes em que me pego refletindo sobre a minha morte Quantos livros eu publiquei enquanto estava vivo? Quantas aulas eu dei? Quantas pessoas eu influenciei? Quantas vidas eu salvei? Será que… eu fiz o meu trabalho como Filósofo? Ou o tempo me apagou de sua história?

De qualquer forma, todos seremos apagados um dia. Então a resposta para essa pergunta de fato não importa.

Oh sim, eu vivi uma vida interessante. Tive uma juventude repleta de rebeldia e anarquia e aos vinte e três me vi publicando meu primeiro livro de Filosofia. Aquele jovem rebelde que só sabia gritar ‘’ Anarquia’’ hoje é um professor de Filosofia.

Quem diria não é mesmo? Em quantos momentos da minha juventude eu não jurei que o dia seguinte seria o último, e aqui estou eu, vivo e escrevendo.

Talvez esses momentos de escuridão com a assombração da morte cantando em meus ouvidos sejam de fato passageiros, ou talvez na pior das hipóteses eu simplesmente esteja me entregando a ela aos poucos.

Existem tantas coisas que eu poderia conquistar, tantos outros livros a publicar, pessoas para amar, causas para se lutar, alunos para ensinar…

Mas tudo que eu quero nesse momento é o direito de me suicidar.

Para aqueles que ficam, meus pais e meus amigos:

Nenhuma mãe deveria enterrar o seu filho, e nenhum amigo deveria chorar sobre o tumulo do outro. Embora eu de fato sinta um carinho enorme por todos vocês, sinto que a minha história seria de maior relevância com um ponto final em seu caminho.

Aos vermes que se alimentarem do meu corpo putrefato, desejo a vocês boa sorte. Algum dia, seremos ambos poeira no abismo do espaço e nenhuma diferença existirá dos homens aos vermes.

E Para aqueles que estiverem lendo essa carta. Vivam!! Pois para mim já é tarde demais…“

—  Gerson De Rodrigues poeta, escritor e anarquista Brasileiro 1995
Suicídio Morte Niilismo Cartas Costumas - Gerson De Rodrigues

Arnaldo Jabor photo
Patrick Rothfuss photo
Albert Einstein photo

„Existem apenas duas coisas infinitas - o Universo e a estupidez humana. E não tenho tanta certeza quanto ao Universo.“

—  Albert Einstein 1879 - 1955
Atribuídas, Zwei Dinge sind unendlich, das Universum und die menschliche Dummheit, aber bei dem Universum bin ich mir nicht ganz sicher Die Philosophin - Volume 7,Edição 13 -Volume 8,Edição 16 - Página 60, Edition Diskord, 1996

Albert Einstein photo
Albert Schweitzer photo

„É destino de toda verdade ser objeto de ridículo quando exposta pela primeira vez. Era considerado idiotice se supor que homens negros eram realmente seres humanos e tinham que ser tratados com tal. O que uma vez foi considerado estupidez foi reconhecido como verdade. Hoje em dia é considerado exagero se proclamar constantemente o respeito por cada forma de vida, como sendo uma séria exigência de uma ética racional. Mas virá o dia em que as pessoas ficarão espantadas com o fato de que a raça humana existiu por tanto tempo antes de reconhecer que lesar uma vida irrefletidamente é incompatível com a verdadeira ética. Ética é, sem ressalvas, responsabilidade por tudo o que tem vida.“

—  Albert Schweitzer professor académico alemão 1875 - 1965
It is the fate of every truth to be an object of ridicule when it is first acclaimed. It was once considered foolish to suppose that black men were really human beings and ought to be treated as such. What was once foolish has now become a recognized truth. Today it is considered as exaggeration to proclaim constant respect for every form of life as being the serious demand of a rational ethic. But the time is coming when people will be amazed that the human race existed so long before it recognized that thoughtless injury to life is incompatible with real ethics. Ethics is in its unqualified form extended responsibility to everything that has life. Civilization and ethics - página 255, Albert Schweitzer - A. & C. Black, ltd., 1923 - 298 páginas

Millôr Fernandes photo

Help us translate English quotes

Discover interesting quotes and translate them.

Start translating
Konrad Adenauer photo

„É uma pena que o limite da inteligência humana não seja proporcional ao da sua estupidez.“

—  Konrad Adenauer político alemão, Ex-chanceler da Alemanha 1876 - 1967
Ist es nicht schrecklich, dass der menschlichen Klugheit so enge Grenzen gesetzt sind und der menschlichen Dummheit überhaupt keine? citado em "Harenberg Lexikon der Sprichwörter& Zitate: Mit 50000 Einträgen das ...‎" -Página 201, de Brigitte Beier, Matthias Herkt, Bernhard Pollmann - Publicado por Harenberg, 1997, ISBN 3611006114, 97836110061111997 - 1600 páginas

Walter Benjamin photo
Ulysses Guimarães photo

„A impaciência é uma das faces da estupidez.“

—  Ulysses Guimarães político brasileiro 1916 - 1992
um dos ditados preferidos de Ulysses Guimãraes. narração de Sérgio Chappelin (Jornal Nacional, 1992). Source: [22:26 em 03/10/2012, Arquivo N mostra imagens raras de Ulisses Guimarães, http://globotv.globo.com/globo-news/arquivo-n/v/arquivo-n-mostra-imagens-raras-de-ulisses-guimaraes/2170874/, documentário online, globo.tv, Brasil, português, 22-11-2012, 02<nowiki></nowiki>28<nowiki>'</nowiki>, 02<nowiki></nowiki>40<nowiki>'</nowiki>, 06<nowiki></nowiki>52<nowiki>'</nowiki>, 07<nowiki></nowiki>03<nowiki>'</nowiki>, 08<nowiki></nowiki>46<nowiki>'</nowiki>, 11<nowiki></nowiki>31<nowiki>'</nowiki>]

Roberto Campos photo
Ernest Renan photo
Augusto Cury photo
António Lobo Antunes photo

„Por vezes, ao sexto ou sétimo cálice, sinto que quase o consigo, que estou prestes a consegui-lo, que as pinças canhestras do meu entendimento vão colher, numa cautela cirúrgica, o delicado núcleo do mistério, mas
logo de imediato me afundo no júbilo informe de uma idiotia pastosa a que me arranco no dia seguinte, a golpes de aspirina e sais de frutos, para tropeçar nos chinelos a
caminho do emprego, carregando comigo a opacidade irremediável da minha existência,
tão densa de um lodo de enigmas como pasta de açúcar na chávena matinal. Nunca lhe aconteceu isto, sentir que está perto, que vai lograr num segundo a aspiração adiada e eternamente perseguida anos a fio, o projeto que é ao mesmo tempo o seu desespero e a sua esperança, estender a mão para agarrá-lo numa alegria incontrolável e tombar, de súbito, de costas, de dedos cerrados sobre nada, à medida que a aspiração ou o projecto se afastam tranquilamente de si no trote miúdo da indiferença, sem a fitarem sequer?
Mas talvez que você não conheça essa espécie horrorosa de derrota, talvez que a
metafísica constitua apenas para si um incômodo tão passageiro como uma comichão efémera, talvez que a habite a jubilosa leveza dos botes ancorados, balouçando devagar
numa cadência autônoma de berços. Uma das coisas, aliás, que me encanta em si, permita-me que lho afirme, é a inocência, não a inocência inocente das crianças e dos
polícias, feita de uma espécie de virgindade interior obtida à custa da credulidade ou da
estupidez, mas a inocência sábia, resignada, quase vegetal, diria, dos que aguardam dos
outros e deles próprios o mesmo que você e eu, aqui sentados, esperamos do empregado
que se dirige para nós chamado pelo meu braço no ar de bom aluno crônico: uma vaga
atenção distraída e o absoluto desdém pela magra gorjeta da nossa gratidão.“

—  António Lobo Antunes, livro Os Cus de Judas
Os Cus de Judas

Renato Russo photo
Dorothy L. Sayers photo
Friedrich Nietzsche photo

„O casamento transforma muitas loucuras curtas em uma longa estupidez.“

—  Friedrich Nietzsche, livro Assim Falou Zaratustra
Assim falou Zaratustra, Und eure Ehe macht vielen kurzen Torheiten ein Ende, als eine lange Dummheit. Also sprach Zarathustra: ein Buch für alle und keinen - página 69, Friedrich Wilhelm Nietzsche - Reclam Verlag, 1958 - 351 páginas

„Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Etiam egestas wisi a erat. Morbi imperdiet, mauris ac auctor dictum.“

x