Citações de dor

Uma coleção de frases e citações sobre o tema da morte, doenças, sofrimento, dor.

Melhores citações de dor

  • O vencedor não será perguntado se ele falou a verdade. – Adolf Hitler
  • Nós não pedimos felicidade, apenas um pouco menos de dor. – Charles Bukowski
  • Uma coisa boa sobre a música, quando bate, você não sente dor. – Bob Marley
  • Lamentar uma dor passada, no presente, é criar outra dor e sofrer novamente. – William Shakespeare
  • Nossa dor vem da distância entre aquilo que somos e o que idealizamos ser. – Friedrich Nietzsche
  • Tenho sempre uma citação para tudo - economizo os pensamentos originais. – Dorothy L. Sayers
  • Citação: ato de repetir de modo errado as palavras alheias. – Ambrose Bierce
  • Aprendi que falar pode aliviar minhas dores emocionais. – William Shakespeare
  • Toda dor pode ser suportada se sobre ela puder ser contada uma história. – Hannah Arendt
  • A amizade é realmente o melhor bálsamo para as dores do amor decepcionado. – Jane Austen

Todas citações de dor

Total 2259 citações de dor, filtro:

Gerson De Rodrigues photo

„Poema - Esquizofrenias & Metáforas

Se as estrelas fossem
capazes de escrever poesias
escreveriam sobre a morte do universo
não há nada mais poético
do que a arte de morrer

Se os deuses descessem dos céus
e me oferecessem uma nova vida
eu a aceitaria!
só pelo prazer de me enforcar
nos cordões umbilicais
e apodrecer nas entranhas
da minha própria mãe

Achas que eu sou louco?
me consideras insano?

Não tentem compreender os meus poemas
se não consegues ouvir as vozes em sua mente

Os Filósofos e os Poetas
são como os Deuses e os Diabos
eles podem elevar os homens aos céus,
ou submetê-los a vermes insignificantes

Sinto o vírus da vida corroer as minhas entranhas
desde as auroras do meu nascimento

Eu sou um homem falho
um anjo caído que não foi capaz amar

Fazem dias que eu não consigo dormir
nos devaneios da minha mente insana
mato-me todas as noites
para suportar a dor

A Filosofia e a insônia
são como a noite e as estrelas
lábios que nos beijam e nos levam a loucura

É Por isso que as mentes mais insanas
compartilham com a noite
o desejo da morte que apenas as estrelas podem compreender

Em uma destas noites frias
uma sinfonia terrível rasgou os céus
anjos e demônios caíram sem as suas asas
crianças choravam e gritavam

- Deus! Deus!
gritavam os fiéis

Aquela silenciosa e melancólica noite
havia se tornado um terrível pesadelo

A Morte e o Diabo
invadiram o meu quarto com o seu cavalo de fogo
beijaram-se sobre a minha cama
enquanto gargalhavam sobre as minhas descrenças

Acreditei fielmente que a morte iria
me poupar deste inferno
lancei-me aos seus pés de joelhos

Gritando como um homem louco!

- Joguem-me em uma vala qualquer!
me enterrem vivo!
mesmo que eu grite por misericórdia
ou arranque as minhas próprias tripas em desespero
matem-me sem nenhum perdão

Ela sorriu de tal maneira
e com uma voz cruel gritou em meus ouvidos

- Se queres morrer
Viva intensamente!

Viva até que os vermes tenham pena da sua carcaça
viva até que os deuses desçam dos céus em suas carruagens
e implorem a ti pelo suicídio final“

Poema - Esquizofrenias & Metáforas Se as estrelas fossem capazes de escrever poesias escreveriam sobre a morte do universo não há nada mais poético do que a arte de morrer Se os deuses descessem dos céus e me oferecessem uma nova vida eu a aceitaria! só pelo prazer de me enforcar nos cordões umbilicais e apodrecer nas entranhas da minha própria mãe Achas que eu sou louco? me consideras insano? Não tentem compreender os meus poemas se não consegues ouvir as vozes em sua mente Os Filósofos e os Poetas são como os Deuses e os Diabos eles podem elevar os homens aos céus, ou submetê-los a vermes insignificantes Sinto o vírus da vida corroer as minhas entranhas desde as auroras do meu nascimento Eu sou um homem falho um anjo caído que não foi capaz amar Fazem dias que eu não consigo dormir nos devaneios da minha mente insana mato-me todas as noites para suportar a dor A Filosofia e a insônia são como a noite e as estrelas lábios que nos beijam e nos levam a loucura É Por isso que as mentes mais insanas compartilham com a noite o desejo da morte que apenas as estrelas podem compreender Em uma destas noites frias uma sinfonia terrível rasgou os céus anjos e demônios caíram sem as suas asas crianças choravam e gritavam - Deus! Deus! gritavam os fiéis Aquela silenciosa e melancólica noite havia se tornado um terrível pesadelo A Morte e o Diabo invadiram o meu quarto com o seu cavalo de fogo beijaram-se sobre a minha cama enquanto gargalhavam sobre as minhas descrenças Acreditei fielmente que a morte iria me poupar deste inferno lancei-me aos seus pés de joelhos Gritando como um homem louco! - Joguem-me em uma vala qualquer! me enterrem vivo! mesmo que eu grite por misericórdia ou arranque as minhas próprias tripas em desespero matem-me sem nenhum perdão Ela sorriu de tal maneira e com uma voz cruel gritou em meus ouvidos - Se queres morrer Viva intensamente! Viva até que os vermes tenham pena da sua carcaça viva até que os deuses desçam dos céus em suas carruagens e implorem a ti pelo suicídio final

—  Gerson De Rodrigues poeta, escritor e anarquista Brasileiro 1995

Fonte: Niilismo Poesia Fernando Pessoa

Epicuro photo

„Se aquilo que ocasiona prazer aos libertos eliminasse os receios do espírito, dos fenômenos da natureza, da morte e das dores, e se ainda ensinasse o conhecimento da limitação das ânsias, nada teríamos a desaprovar nessas pessoas.“
Se aquilo que ocasiona prazer aos libertos eliminasse os receios do espírito, dos fenômenos da natureza, da morte e das dores, e se ainda ensinasse o conhecimento da limitação das ânsias, nada teríamos a desaprovar nessas pessoas.

—  Epicuro -341 - -269 a.C.

Atribuídas

„"A Sabedoria consiste em ordenar bem a nossa própria alma", disse Platão. O Homem se plenifica quando entende o que diz como Dever. Pode ser que amanheça um novo dia para cada um. A Eterna Presença no Homem. Ser em comunhão é Coragem. O estado de merecimento ao Criador dá Liberdade e leva ao estado de Paz. A razão de existência é o exercício da função útil, no ponto que o meio precisa. Aí se plenificará. Ao reconhecer-se útil, você está no encadeamento lógico das coisas. Portanto, está com Deus. Terá que se tornar solitário nesta vida e aí terá o reino completo. É bom que o discípulo seja vácuo, porque aí o Mestre poderá plenificá-lo. Quando se quebra a casca da personalidade comum e o ser entra em contato consigo mesmo, deixam de afetar a dor e os prazeres mundanos. Ele já se encontra num estado de consciência, participante da totalidade universal. É como a Lua imaculada no céu eterno! Em delícias eternas vive a alma que em si mesma encontra a fonte da felicidade. A luz interna é conscientizada. A centelha se transforma em luz resplandecente. A luz se torna chama. E esta, finalmente, se torna um Sol. Aí nasce a Vida, o Ser plenificado. O estado de reconhecimento do Criador. O Sol da retidão. A Eterna Presença no Ser.“
"A Sabedoria consiste em ordenar bem a nossa própria alma", disse Platão. O Homem se plenifica quando entende o que diz como Dever. Pode ser que amanheça um novo dia para cada um. A Eterna Presença no Homem. Ser em comunhão é Coragem. O estado de merecimento ao Criador dá Liberdade e leva ao estado de Paz. A razão de existência é o exercício da função útil, no ponto que o meio precisa. Aí se plenificará. Ao reconhecer-se útil, você está no encadeamento lógico das coisas. Portanto, está com Deus. Terá que se tornar solitário nesta vida e aí terá o reino completo. É bom que o discípulo seja vácuo, porque aí o Mestre poderá plenificá-lo. Quando se quebra a casca da personalidade comum e o ser entra em contato consigo mesmo, deixam de afetar a dor e os prazeres mundanos. Ele já se encontra num estado de consciência, participante da totalidade universal. É como a Lua imaculada no céu eterno! Em delícias eternas vive a alma que em si mesma encontra a fonte da felicidade. A luz interna é conscientizada. A centelha se transforma em luz resplandecente. A luz se torna chama. E esta, finalmente, se torna um Sol. Aí nasce a Vida, o Ser plenificado. O estado de reconhecimento do Criador. O Sol da retidão. A Eterna Presença no Ser.

—  Celso Charuri 1940 - 1981

Textos "Como Vai A Sua Mente?", 03/10/1981, 23/07/1980

Hannah Arendt photo

„O mais radical revolucionário tornar-se-á um conservador no dia seguinte à revolução.“
O mais radical revolucionário tornar-se-á um conservador no dia seguinte à revolução.

—  Hannah Arendt escritora e pensadora judia, nascida na Alemanha e erradicada nos EUA 1906 - 1975

Es ist allgemein bekannt, daß der radikalste Revolutionär am ersten Tag nach der Revolution zum Konservativen wird.
"Zur Zeit: politische Essays" - página 139, Hannah Arendt, Marie Luise Knott - Deutscher Taschenbuch Verlag, 1989, ISBN 3423111526, 9783423111522 - 206 página

Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Charles Bukowski photo

„Nós não pedimos felicidade, apenas um pouco menos de dor.“
Nós não pedimos felicidade, apenas um pouco menos de dor.

—  Charles Bukowski Poeta, Escritor e Romancista 1920 - 1994

Cesare Pavese photo

„Deixa-se de ser jovem quando se compreende que de nada serve contar uma dor.“
Deixa-se de ser jovem quando se compreende que de nada serve contar uma dor.

—  Cesare Pavese 1908 - 1950

John Green photo

„Então ficou deitado ali imaginando se o seu pesar pararia, e repetiu mentalmente a já decorada mensagem, e quis cair no choro, mas em vez disso sentiu apenas uma dor no plexo solar. Chorar é algo a mais: é você mais as lágrimas. Mas o sentimento que Colin carregava era um macabro choro ao contrário. Era você menos alguma coisa.“
Então ficou deitado ali imaginando se o seu pesar pararia, e repetiu mentalmente a já decorada mensagem, e quis cair no choro, mas em vez disso sentiu apenas uma dor no plexo solar. Chorar é algo a mais: é você mais as lágrimas. Mas o sentimento que Colin carregava era um macabro choro ao contrário. Era você menos alguma coisa.

—  John Green Escritor, empresário e vlogger norte-americano 1977

Colin Singleton, p. 12
Quem é Você, Alasca? (2005), O Teorema Katherine (2006)

Marco Aurelio photo

„Se você está sofrendo por coisas externas, não são elas que estão te perturbando, mas o seu próprio julgamento sobre elas. E está em seu poder anular este julgamento agora.“
Se você está sofrendo por coisas externas, não são elas que estão te perturbando, mas o seu próprio julgamento sobre elas. E está em seu poder anular este julgamento agora.

—  Marco Aurelio 121 - 180

Mustafa Kemal Atatürk photo

„As regras e teorias de um velho sheik árabe chamado Maomé e as abstrusas interpretações de gerações de sujos e ignorantes padrecos fixaram a lei civil e penal da Turquia. Eles determinaram a forma da constituição, as mais pequenas acções e gestos do cidadão, a sua alimentação, as horas para levantar e dormir, tradições e hábitos e mesmo os mais íntimos pensamentos. O Islão, essa absurda teologia de um beduíno amoral, é um cadáver podre que envenena a nossa vida. A população da república turca, que reclama o direito a ser civilizada, tem de demonstrar a sua civilização através das suas ideias, sua mentalidade, através da sua vida familiar e seu modo de vida.“
As regras e teorias de um velho sheik árabe chamado Maomé e as abstrusas interpretações de gerações de sujos e ignorantes padrecos fixaram a lei civil e penal da Turquia. Eles determinaram a forma da constituição, as mais pequenas acções e gestos do cidadão, a sua alimentação, as horas para levantar e dormir, tradições e hábitos e mesmo os mais íntimos pensamentos. O Islão, essa absurda teologia de um beduíno amoral, é um cadáver podre que envenena a nossa vida. A população da república turca, que reclama o direito a ser civilizada, tem de demonstrar a sua civilização através das suas ideias, sua mentalidade, através da sua vida familiar e seu modo de vida.

—  Mustafa Kemal Atatürk marechal de campo e estadista revolucionário turco 1881 - 1938

Francis Scott Fitzgerald photo

„Não há beleza sem dor, sem o sentimento de que estão a desaparecer homens, nomes, livros, casas - destinadas ao pó, mortais…“
Não há beleza sem dor, sem o sentimento de que estão a desaparecer homens, nomes, livros, casas - destinadas ao pó, mortais…

—  Francis Scott Fitzgerald, livro Belos e Malditos

The Beautiful and Damned

Diógenes de Sinope photo

„A sabedoria serve de freio à juventude, de consolação à velhice, de riqueza aos pobres e de ornamento aos ricos.“
A sabedoria serve de freio à juventude, de consolação à velhice, de riqueza aos pobres e de ornamento aos ricos.

—  Diógenes de Sinope -404 - -322 a.C.

τὴν παιδείαν […] τοῖς μὲν νέοις σωφροσύνην, τοῖς δὲ πρεσβυτέροις παραμυθίαν, τοῖς δὲ πένησι πλοῦτον, τοῖς δὲ πλουσίοις κόσμον εἶναι.
conforme citado por Diogenes Laertius, Leben und Meinungen berühmter Philosophen [Vida e Opiniões de filósofos famosos], VI, 68

Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Osamu Dazai photo

„É doloroso ser a pessoa que espera? Ou é mais doloroso ser a pessoa que faz os outros esperar? De qualquer forma, não há mais necessidade de esperar. Isso é o que é mais doloroso. "- Osamu Dazai“
É doloroso ser a pessoa que espera? Ou é mais doloroso ser a pessoa que faz os outros esperar? De qualquer forma, não há mais necessidade de esperar. Isso é o que é mais doloroso. "- Osamu Dazai

—  Osamu Dazai 1909 - 1948

Friedrich Nietzsche photo

„Nossa dor vem da distância entre aquilo que somos e o que idealizamos ser.“
Nossa dor vem da distância entre aquilo que somos e o que idealizamos ser.

—  Friedrich Nietzsche filósofo alemão do século XIX 1844 - 1900

Bertolt Brecht photo

„O pior analfabeto é o analfabeto político. Ele não ouve, não fala, nem participa dos acontecimentos políticos. Ele não sabe que o custo de vida, o preço do feijão, do peixe, da farinha, do aluguel, do sapato e do remédio dependem das decisões políticas. O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia a política. Não sabe o imbecil que da sua ignorância política nasce a prostituta, o menor abandonado, e o pior de todos os bandidos que é o político vigarista, pilantra, o corrupto e lacaio dos exploradores do povo.“
O pior analfabeto é o analfabeto político. Ele não ouve, não fala, nem participa dos acontecimentos políticos. Ele não sabe que o custo de vida, o preço do feijão, do peixe, da farinha, do aluguel, do sapato e do remédio dependem das decisões políticas. O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia a política. Não sabe o imbecil que da sua ignorância política nasce a prostituta, o menor abandonado, e o pior de todos os bandidos que é o político vigarista, pilantra, o corrupto e lacaio dos exploradores do povo.

—  Bertolt Brecht 1898 - 1956

Julia Quinn photo

„… a dor de um coração partido nunca vai embora, apenas fica anestesiada.“
… a dor de um coração partido nunca vai embora, apenas fica anestesiada.

—  Julia Quinn 1970

The Duke and I

„Quem são os homens mais do que a aparência de teatro? A vaidade e a fortuna governam a farsa desta vida. Ninguém escolhe o seu papel, cada um recebe o que lhe dão. Aquele que sai sem fausto nem cortejo e que logo no rosto indica que é sujeito à dor, à aflição, à miséria, esse é o que representa o papel de homem. A morte, que está de sentinela, em uma das mãos segura o relógio do tempo. Na outra, a foice fatal. E com esta, em um só golpe, certeiro e inevitável, dá fim à tragédia, fecha a cortina e desaparece.“
Quem são os homens mais do que a aparência de teatro? A vaidade e a fortuna governam a farsa desta vida. Ninguém escolhe o seu papel, cada um recebe o que lhe dão. Aquele que sai sem fausto nem cortejo e que logo no rosto indica que é sujeito à dor, à aflição, à miséria, esse é o que representa o papel de homem. A morte, que está de sentinela, em uma das mãos segura o relógio do tempo. Na outra, a foice fatal. E com esta, em um só golpe, certeiro e inevitável, dá fim à tragédia, fecha a cortina e desaparece.

—  Matias Aires 1705 - 1763

Fonte: "Reflexões sobre a vaidade dos homens, ou discursos moraes sobre os effeitos da vaidade e Carta sobre a Fortuna", 3a Edição"‎ - Matias Aires - Imprensa Nacional., 1761.

Nicolau Maquiavel photo

„Nada é mais difícil de executar, mais duvidoso de ter êxito ou mais perigoso de manejar do que dar início a uma nova ordem de coisas. O reformador tem inimigos em todos os que lucram com a velha ordem e apenas defensores tépidos nos que lucrariam com a nova ordem.“
Nada é mais difícil de executar, mais duvidoso de ter êxito ou mais perigoso de manejar do que dar início a uma nova ordem de coisas. O reformador tem inimigos em todos os que lucram com a velha ordem e apenas defensores tépidos nos que lucrariam com a nova ordem.

—  Nicolau Maquiavel filósofo, historiador, poeta, diplomata e músico 1469 - 1527

Wilhelm Reich photo

„Fui acusado de ser um utópico, de querer eliminar o desprazer do mundo e defender apenas o prazer. Contudo, tenho declarado claramente que a educação tradicional torna as pessoas incapazes para o prazer encouraçando-as contra o desprazer. Prazer e alegria de viver são inconcebíveis sem luta, experiências dolorosas e embates desagradáveis consigo mesmo. A saúde psíquica não se caracteriza pela teoria do nirvana dos iogues e dos budistas, nem pela hedonismo dos epicuristas, nem pela renúncia monástica; caracteriza-se, isso sim, pela alternância entre a luta desprazerosa e a felicidade, o erro e a verdade, o desvio e a correção da rota, a raiva racional e o amor racional; em suma, estar plenamente vivo em todas as situações da vida. A capacidade de suportar o desprazer e a dor sem se tornar amargurado e sem se refugiar na rigidez, anda de mãos dadas com a capacidade de aceitar a felicidade e dar amor.“
Fui acusado de ser um utópico, de querer eliminar o desprazer do mundo e defender apenas o prazer. Contudo, tenho declarado claramente que a educação tradicional torna as pessoas incapazes para o prazer encouraçando-as contra o desprazer. Prazer e alegria de viver são inconcebíveis sem luta, experiências dolorosas e embates desagradáveis consigo mesmo. A saúde psíquica não se caracteriza pela teoria do nirvana dos iogues e dos budistas, nem pela hedonismo dos epicuristas, nem pela renúncia monástica; caracteriza-se, isso sim, pela alternância entre a luta desprazerosa e a felicidade, o erro e a verdade, o desvio e a correção da rota, a raiva racional e o amor racional; em suma, estar plenamente vivo em todas as situações da vida. A capacidade de suportar o desprazer e a dor sem se tornar amargurado e sem se refugiar na rigidez, anda de mãos dadas com a capacidade de aceitar a felicidade e dar amor.

—  Wilhelm Reich 1897 - 1957

The Function of the Orgasm

José de Alencar photo

„As altas montanhas, as nuvens, as catadupas, os grandes rios, as árvores seculares, serviam de trono, de dossel, de manto e cetro a esse monarca das selvas cercado de toda a majestade e de todo o esplendor da natureza.“
As altas montanhas, as nuvens, as catadupas, os grandes rios, as árvores seculares, serviam de trono, de dossel, de manto e cetro a esse monarca das selvas cercado de toda a majestade e de todo o esplendor da natureza.

—  José de Alencar, livro O Guarani

Cap. IV, XI
O Guarani

Emil Mihai Cioran photo

„Ninguém poderia sobreviver à compreensão instantânea da dor universal, pois cada coração só foi moldado para uma certa quantidade de sofrimentos. Existem como que limites materiais para nossa resistência; entretanto, a expansão de cada desgosto os alcança e, às vezes, os ultrapassa: é frequentemente a origem de nossa ruína. Daí deriva a impressão de que cada dor, cada desgosto, são infinitos. Eles o são, na verdade, mas somente para nós, para os limites de nosso coração; e mesmo que este tivesse as dimensões do vasto espaço, nossos males seriam ainda mais vastos, pois toda dor substitui o mundo e de cada desgosto faz outro universo. A razão esforça-se inutilmente para mostrar-nos as proporções infinitesimais de nossos acidentes; fracassa ante nossa tendência para a proliferação cosmogônica. Daí decorre que a verdadeira loucura nunca é devida aos acasos ou aos desastres do cérebro, mas à concepção falsa do espaço que o coração se forja…“
Ninguém poderia sobreviver à compreensão instantânea da dor universal, pois cada coração só foi moldado para uma certa quantidade de sofrimentos. Existem como que limites materiais para nossa resistência; entretanto, a expansão de cada desgosto os alcança e, às vezes, os ultrapassa: é frequentemente a origem de nossa ruína. Daí deriva a impressão de que cada dor, cada desgosto, são infinitos. Eles o são, na verdade, mas somente para nós, para os limites de nosso coração; e mesmo que este tivesse as dimensões do vasto espaço, nossos males seriam ainda mais vastos, pois toda dor substitui o mundo e de cada desgosto faz outro universo. A razão esforça-se inutilmente para mostrar-nos as proporções infinitesimais de nossos acidentes; fracassa ante nossa tendência para a proliferação cosmogônica. Daí decorre que a verdadeira loucura nunca é devida aos acasos ou aos desastres do cérebro, mas à concepção falsa do espaço que o coração se forja…

—  Emil Mihai Cioran, livro Breviário De Decomposição

A Short History of Decay

Nitiren Daishonin photo

„Mesmo que uma pessoa recorra a palavras ásperas, se tais palavras ajudarem a pessoa a quem forem dirigidas, são dignas de ser consideradas como palavras honestas e amáveis. Da mesma forma, mesmo que uma pessoa empregue palavras brandas, se elas prejudicarem a pessoa a quem forem dirigidas, serão na verdade palavras enganadoras e ásperas. As doutrinas budistas propagadas pelos eruditos de hoje e consideradas pela maioria das pessoas como palavras brandas e verdadeiras constituem na realidade palavras ásperas e enganadoras. Eu afirmo isso porque elas divergem do Sutra de Lótus que incorpora a real intenção do Buda.“
Mesmo que uma pessoa recorra a palavras ásperas, se tais palavras ajudarem a pessoa a quem forem dirigidas, são dignas de ser consideradas como palavras honestas e amáveis. Da mesma forma, mesmo que uma pessoa empregue palavras brandas, se elas prejudicarem a pessoa a quem forem dirigidas, serão na verdade palavras enganadoras e ásperas. As doutrinas budistas propagadas pelos eruditos de hoje e consideradas pela maioria das pessoas como palavras brandas e verdadeiras constituem na realidade palavras ásperas e enganadoras. Eu afirmo isso porque elas divergem do Sutra de Lótus que incorpora a real intenção do Buda.

—  Nitiren Daishonin 1222 - 1282

M.W. vol.03 página 175
Sem fontes

Rabindranath Tagore photo

„Não quero rezar para me proteger dos perigos, mas para ser destemido ao encará-los. Não quero implorar para que me retirem a dor, mas para que tenha um coração que a possa conquistar.“
Não quero rezar para me proteger dos perigos, mas para ser destemido ao encará-los. Não quero implorar para que me retirem a dor, mas para que tenha um coração que a possa conquistar.

—  Rabindranath Tagore Poeta bengali e filósofo 1861 - 1941

Khalil Gibran photo

„Não digais: 'Encontrei a verdade'. Dizei de preferência: 'Encontrei uma verdade'. Nenhum homem poderá revelar-vos nada senão o que já está adormecido na aurora do vosso entendimento. O astrônomo poderá falar-vos de sua compreensão do espaço, mas não vos poderá dar sua compreensão. Porque a visão do homem não empresta suas asas a outro homem. E assim como cada um de vós se mantém só no conhecimento de Deus, assim cada um de vós deve ter sua própria compreensão de Deus e sua própria interpretação das coisas da Terra.“
Não digais: 'Encontrei a verdade'. Dizei de preferência: 'Encontrei uma verdade'. Nenhum homem poderá revelar-vos nada senão o que já está adormecido na aurora do vosso entendimento. O astrônomo poderá falar-vos de sua compreensão do espaço, mas não vos poderá dar sua compreensão. Porque a visão do homem não empresta suas asas a outro homem. E assim como cada um de vós se mantém só no conhecimento de Deus, assim cada um de vós deve ter sua própria compreensão de Deus e sua própria interpretação das coisas da Terra.

—  Khalil Gibran, livro O Profeta (livro)

The Prophet

Marco Aurelio photo

„Podem as palavras, ditas ou escritas, machucar, mas jamais causarão dor maior que o silêncio.“
Podem as palavras, ditas ou escritas, machucar, mas jamais causarão dor maior que o silêncio.

—  Marco Aurelio 121 - 180

Bill Gates photo

„Desde os vinte anos vivo uma aventura extraordinária. Tudo começou na esplanada de Harvard, quando eu cursava o segundo ano. Estudava com o meu amigo Paul Allen a descrição de um computador em kit editada na revista Popular Electronics:o primeiro computador individual verdadeiro. Nem Paul nem eu sabíamos exatamente para que ele poderia servir, mas, naquele dia, tivemos a certeza que ele ia mudar tudo:nossa vida e o mundo da informática.“
Desde os vinte anos vivo uma aventura extraordinária. Tudo começou na esplanada de Harvard, quando eu cursava o segundo ano. Estudava com o meu amigo Paul Allen a descrição de um computador em kit editada na revista Popular Electronics:o primeiro computador individual verdadeiro. Nem Paul nem eu sabíamos exatamente para que ele poderia servir, mas, naquele dia, tivemos a certeza que ele ia mudar tudo:nossa vida e o mundo da informática.

—  Bill Gates 1955

Depuis vingt ans, je vis une aventure incroyable. Tout a commencé dans la cour de Harvard, où j’étais alors en deuxième année. Avec mon ami Paul Allen, nous étions plongés dans la description d’un ordinateur en kit que publiait la revue Popular Electronics: le premier véritable ordinateur personnel. Ni Paul ni moi ne savions exactement à quoi il pourrait servir mais, ce jour-là, nous avons eu la certitude qu’il allait tout changer : notre vie et le monde de l’informatique."
La route du futur’’-
Fonte: La route du futur: Editor Robert Laffont, 1995, página 9,ISBN 2-84062-002-2

Clive Staples Lewis photo

„Deus sussurra em nossos ouvidos por meio de nosso prazer, fala-nos mediante nossa consciência, mas clama em alta voz por intermédio de nossa dor; este é seu megafone para despertar o homem surdo.“
Deus sussurra em nossos ouvidos por meio de nosso prazer, fala-nos mediante nossa consciência, mas clama em alta voz por intermédio de nossa dor; este é seu megafone para despertar o homem surdo.

—  Clive Staples Lewis Apologeta e novelista cristão 1898 - 1963

Joseph Conrad photo

„E talvez esteja aí toda a diferença; talvez toda a sabedoria, toda verdade e toda sinceridade estejam apenas contidas naquele inapreciável momento em que ultrapassamos o limiar do invisível.“
E talvez esteja aí toda a diferença; talvez toda a sabedoria, toda verdade e toda sinceridade estejam apenas contidas naquele inapreciável momento em que ultrapassamos o limiar do invisível.

—  Joseph Conrad, livro Heart of Darkness

O Coração das Trevas

„Amor é fogo que arde sem se ver
É ferida que dói e não se sente
É um contentamento descontente
É dor que desatina sem doer“

Amor é fogo que arde sem se ver É ferida que dói e não se sente É um contentamento descontente É dor que desatina sem doer

—  Camões

Fernando Pessoa photo

„Valeu a pena? Tudo vale a pena Se a alma não é pequena. Quem quer passar além do Bojador Tem que passar além da dor. Deus ao mar o perigo e o abismo deu, Mas nele é que espelhou o céu.“
Valeu a pena? Tudo vale a pena Se a alma não é pequena. Quem quer passar além do Bojador Tem que passar além da dor. Deus ao mar o perigo e o abismo deu, Mas nele é que espelhou o céu.

—  Fernando Pessoa poeta português 1888 - 1935

Clive Staples Lewis photo

„Descende de Adão e Eva. É honra suficientemente grande para que o mendigo mais miserável possa andar de cabeça erguida, e também vergonha suficientemente grande para fazer vergar os ombros do maior imperador da Terra.“
Descende de Adão e Eva. É honra suficientemente grande para que o mendigo mais miserável possa andar de cabeça erguida, e também vergonha suficientemente grande para fazer vergar os ombros do maior imperador da Terra.

—  Clive Staples Lewis, As Crônicas de Nárnia

Aslam, em Príncipe Caspian.
Crônicas de Nárnia