Frases sobre cavalos

Uma coleção de frases e citações sobre o tema da cavalo.

Tópicos relacionados

Total 131 citações cavalo, filtro:


John Heywood photo

„Um homem pode muito bem levar um cavalo até a água, mas ele não pode obrigá-lo a bebê-la.“

—  John Heywood 1497 - 1580
A man may well bring a horse to water, But he cannot make him drink without he will. Proverbs (1546); Pt. II, ch. 1

João Baptista de Oliveira Figueiredo photo

„Prefiro cheiro de cavalo do que cheiro de povo.“

—  João Baptista de Oliveira Figueiredo militar e político brasileiro, 30º presidente do Brasil 1918 - 1999
Fonte: Brasil:uma história, por Eduardo Bueno, página 383, editora Ática, ISBN 8508082134, 9788508082131

Gerson De Rodrigues photo

„Poema - Esquizofrenias & Metáforas

Se as estrelas fossem
capazes de escrever poesias
escreveriam sobre a morte do universo
não há nada mais poético
do que a arte de morrer

Se os deuses descessem dos céus
e me oferecessem uma nova vida
eu a aceitaria!
só pelo prazer de me enforcar
nos cordões umbilicais
e apodrecer nas entranhas
da minha própria mãe

Achas que eu sou louco?
me consideras insano?

Não tentem compreender os meus poemas
se não consegues ouvir as vozes em sua mente

Os Filósofos e os Poetas
são como os Deuses e os Diabos
eles podem elevar os homens aos céus,
ou submetê-los a vermes insignificantes

Sinto o vírus da vida corroer as minhas entranhas
desde as auroras do meu nascimento

Eu sou um homem falho
um anjo caído que não foi capaz amar

Fazem dias que eu não consigo dormir
nos devaneios da minha mente insana
mato-me todas as noites
para suportar a dor

A Filosofia e a insônia
são como a noite e as estrelas
lábios que nos beijam e nos levam a loucura

É Por isso que as mentes mais insanas
compartilham com a noite
o desejo da morte que apenas as estrelas podem compreender

Em uma destas noites frias
uma sinfonia terrível rasgou os céus
anjos e demônios caíram sem as suas asas
crianças choravam e gritavam

- Deus! Deus!
gritavam os fiéis

Aquela silenciosa e melancólica noite
havia se tornado um terrível pesadelo

A Morte e o Diabo
invadiram o meu quarto com o seu cavalo de fogo
beijaram-se sobre a minha cama
enquanto gargalhavam sobre as minhas descrenças

Acreditei fielmente que a morte iria
me poupar deste inferno
lancei-me aos seus pés de joelhos

Gritando como um homem louco!

- Joguem-me em uma vala qualquer!
me enterrem vivo!
mesmo que eu grite por misericórdia
ou arranque as minhas próprias tripas em desespero
matem-me sem nenhum perdão

Ela sorriu de tal maneira
e com uma voz cruel gritou em meus ouvidos

- Se queres morrer
Viva intensamente!

Viva até que os vermes tenham pena da sua carcaça
viva até que os deuses desçam dos céus em suas carruagens
e implorem a ti pelo suicídio final“

—  Gerson De Rodrigues poeta, escritor e anarquista Brasileiro 1995

Richard Dawkins photo
Jorge Amado photo
Märtha Louise da Noruega photo

„Quando cuidei de cavalos entrei em contato com anjos. Ultimamente tenho compreendido o valor deste dom importante e quero dividir isto com outras pessoas, talvez com você“

—  Märtha Louise da Noruega 1971
A princesa Märtha Louise sobre seu centro de terapia alternativa; citado por BBC Brasil http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/story/2007/07/070725_princesanoruegaanjosfn.shtml, 25 de julho de 2007

Matsuo Bashō photo
Ana Paula Arósio photo
Fernando Pessoa photo
Carlos I de Espanha photo

Help us translate English quotes

Discover interesting quotes and translate them.

Start translating
João Baptista de Oliveira Figueiredo photo
Carlos I de Espanha photo

„Falo Latim com Deus, italiano com os músicos, espanhol com as damas, francês na corte, alemão com os lacaios e inglês com meus cavalos.“

—  Carlos I de Espanha 1500 - 1558
Atribuídas, Hablo latín con Dios, italiano con los músicos, castellano con las damas, francés en la corte, alemán con los lacayos e inglés con mis caballos Europa desde Yuste: Entrevistas a los Premios Europeos Carlos V, página 206 https://books.google.com.br/books?id=CmSnDAAAQBAJ&pg=PA206, José Julián Barriga Bravo, ‎Luis Ángel Ruiz de Gopegui Santoyo - Editorial Universitaria Ramon Areces, 2010 Outra versões: «Hablo con mi caballo en alemán, con los pájaros en inglés, con las mujeres en italiano, con los hombres en francés, y con Dios, en español». Revista de la Universidad de Buenos Aires - Volumes 38-39 - Página 74, Universidad de Buenos Aires - 1918 "Espanhol com Deus, em francês com os amigos, em alemão com os inimigos e italiano com as damas" . Source: Por que estudar russo? http://www.ucpadp.org.br/pages/por_que_estudar_russo, acesso em 03/11/2017

Platão photo
Nicolau Maquiavel photo
Tati Bernardi photo
Friedrich Nietzsche photo

„(…) não existe, talvez, nada mais assustador e mais sinistro em toda a pré-história do homem que a sua técnica para se lembrar das coisas.” Alguma coisa é impressa, para que permaneça na memória: apenas o que dói incessantemente é recordado” – este é uma proposição central da mais antiga (e, infelizmente, também a mais duradoura) filosofia na Terra. Uma pessoa pode até sentir-se tentada a dizer que algo deste horror – através da qual em tempos se fizeram promessas por toda a Terra e foram dadas garantias e empenhamentos -, algo disto ainda sobrevive sempre que a solenidade, seriedade, secretismo e cores sombrias se encontram na vida dos homens e das nações: o passado, o passado mais longo, mais profundo e mais desagradável, respira sobre nós e brota em nós sempre que nos tornamos “sérios”. As coisas nunca avançaram sem sangue, tortura e vítimas, quando o homem achou necessário forjar uma memória de si próprio. Os sacrifícios e as oferendas mais horrendos (…), as mutilações mais repulsivas (…), os rituais mais cruéis de todos os cultos religiosos ( e todas as religiões são, nas suas fundações mais profundas, sistemas de crueldade) - todas estas coisas tem origem naquele instinto que adivinhou que a mais poderosa ajuda da memória era a dor.
Num certo sentido, todo o ascetismo faz parte disto: algumas ideias tem de tornar-se inextinguíveis, omnipresentes, inesquecíveis, “fixas” – com o objectivo de hipnotizar todo o sistema nervoso e intelecto através destas “ideias fixas” – e os procedimentos e formas de vida ascéticos são o meio de libertar essas ideias da competição com todas as outras ideias, para torna-las “inesquecíveis”. Quanto maior era a memoria da humanidade, mais assustadores parecem ser os seus costumes; a dureza dos códigos de punição, em particular, dá uma medida da quantidade de esforço que é necessária para triunfar sobre o esquecimento e tornar estes escravos efémeros da emoção e do desejo atentos a alguns requisitos primitivos de coabitação social. (…) Para dominar (…) recorreram a meios assustadores (…) de apedrejamento, (…), a empalação na estaca, a dilaceração ou o espezinhamento por cavalos, (…), queimar o criminoso em azeite (…), a prática popular de esfolamento, (…) cobrir o criminoso de mel e deixá-lo às moscas num sol abrasador. Com a ajuda deste tipo de imagens e procedimentos, a pessoa acaba por memorizar cinco ou seis “Não farei”, fazendo assim a promessa em troca das vantagens oferecidas pela sociedade. E de facto! com a ajuda deste tipo de memória, a pessoa acaba por “ver a razão”! Ah, razão, seriedade, domínio das emoções, todo o caso sombrio que dá pelo nome de pensamento, todos esses privilégios e exemplos do homem: que preço elevado que foi pago por eles! Quanto sangue e horror está no fundo de todas as “coisas boas”!“

—  Friedrich Nietzsche filósofo alemão do século XIX 1844 - 1900
On the Genealogy of Morals

Luiz Inácio Lula da Silva photo

„Um tesouro a ser compartilhado


Temos […] este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus e não de nós. v.7


Em março de 1974, os agricultores chineses cavavam um poço quando descobriram algo surpreendente: Enterrado sob a terra seca da China central estava o Exército de 
Terracota — esculturas em terracota em tamanho real, que remontam ao século 3º a.C. Nesse achado extraordinário havia cerca de 8 mil soldados, 150 cavalos de batalha e 130 carruagens puxadas por 520 cavalos. Esse exército se tornou um dos locais turísticos mais populares da China e atrai mais de um milhão de visitantes por ano. Esse surpreendente tesouro ficou escondido durante séculos, mas agora está sendo compartilhado com o mundo.

O apóstolo Paulo escreveu que os seguidores de Cristo têm dentro de si um tesouro que deve ser compartilhado com o mundo: “Temos […] este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus e não de nós” (2 Coríntios 4:7). O tesouro em nós é a mensagem de Cristo e do Seu amor.

Esse tesouro não deve ser escondido, mas sim compartilhado para que, pelo amor e a graça de Deus, pessoas de todas as nações possam ser acolhidas em Sua família. Que possamos, por meio da atuação do Seu Espírito, compartilhar esse tesouro com alguém hoje.

Permita que os outros 
vejam o seu testemunho, além de ouvi-lo. Bill Crowder“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

Edgar Morin photo
Jean Jacques Rousseau photo

„A fingida caridade do rico não passa, da sua parte, de mais um luxo; ele alimenta os pobres como cães e cavalos.“

—  Jean Jacques Rousseau 1712 - 1778
Lettres, La feinte charité du riche n'est en lui qu'un luxe de plus; il nourrit les pauvres comme des chiens et des chevaux. Lettres - Volume 3, Página 217 http://books.google.com.br/books?id=pe0_AAAAcAAJ&pg=PA217, Jean-Jacques Rousseau - Poinçot, 1793

„Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Etiam egestas wisi a erat. Morbi imperdiet, mauris ac auctor dictum.“

x