Frases de Gabriel García Márquez

Gabriel García Márquez photo
256   52

Gabriel García Márquez

Data de nascimento: 6. Março 1927
Data de falecimento: 17. Abril 2014
Outros nomes: Gabriel José García Márquez

Gabriel José García Márquez foi um escritor, jornalista, editor, ativista e político colombiano. Considerado um dos autores mais importantes do século XX, foi um dos escritores mais admirados e traduzidos no mundo, com mais de 40 milhões de livros vendidos em 36 idiomas.Foi laureado com o Prémio Internacional Neustadt de Literatura em 1972, e o Nobel de Literatura de 1982 pelo conjunto de sua obra que, entre outros livros, inclui o aclamado Cem Anos de Solidão. Foi o maior representante do que ficou conhecido como realismo mágico na literatura latino-americana. Viajou muito pela Europa e viveu até à morte no México. Era pai do cineasta Rodrigo García. Wikipedia

Obras

Memória de Minhas Putas Tristes
Memória de Minhas Putas Tristes
Gabriel García Márquez
El amor en los tiempos del cólera
Gabriel García Márquez
Cem Anos de Solidão
Cem Anos de Solidão
Gabriel García Márquez
Do Amor e Outros Demônios
Do Amor e Outros Demônios
Gabriel García Márquez
Crônica de uma Morte Anunciada
Crônica de uma Morte Anunciada
Gabriel García Márquez
Ninguém Escreve ao Coronel
Gabriel García Márquez
Olhos de Cão Azul
Olhos de Cão Azul
Gabriel García Márquez
In Evil Hour
Gabriel García Márquez
Doze contos peregrinos
Doze contos peregrinos
Gabriel García Márquez

„Deixe que o tempo passe e já veremos o que traz.“

—  Gabriel García Márquez, livro El amor en los tiempos del cólera

O Amor nos Tempos de Cólera

„feliz num mundo próprio de realidades simples“

—  Gabriel García Márquez, livro Cem Anos de Solidão

One Hundred Years of Solitude

„O sexo é o consolo que a gente tem quando o amor não nos alcança.“

—  Gabriel García Márquez, livro Memória de Minhas Putas Tristes

Fonte: Memória de Minhas Putas Tristes, p. 79

„Se tem uma coisa que detesto nesse mundo são as festas obrigatórias em que as pessoas choram porque estão alegres, os fogos de artifício, as musiquinhas chochas, as grinaldas de papel de seda que não têm nada a ver com um menino que nasceu há dois mil anos num estábulo indigente.“

—  Gabriel García Márquez, livro Memória de Minhas Putas Tristes

Memória de Minhas Putas Tristes
Variante: Se tem uma coisa que detesto nesse mundo são as festas obrigatórias em que as pessoas choram porque estão alegres, os fogos de artifício, as musiquinhas chochas, as grinaldas de papel de seda que não têm nada a ver com um menino que nasceu há dois mil anos num estábulo indigente.

„A sabedoria nos chega quando já não serve para nada.“

—  Gabriel García Márquez

Variante: A sabedoria nos chega quando já não serve para nada

„É necessário abrir os olhos e perceber que as coisas boas estão dentro de nós, onde os sentimentos não precisam de motivos nem os desejos de razão. O importante é aproveitar o momento e aprender sua duração, pois a vida está nos olhos de quem saber ver.“

—  Gabriel García Márquez

[Autor desconhecido; é uma das várias frases cuja autoria frequentemente se vê atribuída, na Internet, a García Márquez, embora não tenha sido escrito pelo autor]
Frases apócrifas e sem fontes, atribuídas a ele

„A idade não é a que a gente tem, mas a que a gente sente.“

—  Gabriel García Márquez, livro Memória de Minhas Putas Tristes

Gabriel Garcia Márquez, in: Memória de Minhas Putas Tristes
Frases

„Afastem-se, vacas, que a vida é curta“

—  Gabriel García Márquez, livro Cem Anos de Solidão

One Hundred Years of Solitude
Cem anos de solidão, Capítulo 17
Variante: Afastem-se, vacas, que a vida é curta.

„Os filhos herdam as loucuras dos pais.“

—  Gabriel García Márquez

Cem anos de solidão

Aniversários de hoje
Jô Soares photo
Jô Soares58
apresentador televisivo brasileiro 1938
Susan Sontag photo
Susan Sontag21
1933 - 2004
Ajahn Chah photo
Ajahn Chah7
1918 - 1992
Vladimir Soloviev photo
Vladimir Soloviev3
1853 - 1900
Outros 40 aniversários hoje