Frases de Gabriel García Márquez

Gabriel García Márquez photo
256   50

Gabriel García Márquez

Data de nascimento: 6. Março 1927
Data de falecimento: 17. Abril 2014
Outros nomes: Gabriel José García Márquez

Gabriel José García Márquez foi um escritor, jornalista, editor, ativista e político colombiano. Considerado um dos autores mais importantes do século XX, foi um dos escritores mais admirados e traduzidos no mundo, com mais de 40 milhões de livros vendidos em 36 idiomas.Foi laureado com o Prémio Internacional Neustadt de Literatura em 1972, e o Nobel de Literatura de 1982 pelo conjunto de sua obra que, entre outros livros, inclui o aclamado Cem Anos de Solidão. Foi o maior representante do que ficou conhecido como realismo mágico na literatura latino-americana. Viajou muito pela Europa e viveu até à morte no México. Era pai do cineasta Rodrigo García. Wikipedia

Obras

Memória de Minhas Putas Tristes
Memória de Minhas Putas Tristes
Gabriel García Márquez
El amor en los tiempos del cólera
Gabriel García Márquez
Cem Anos de Solidão
Cem Anos de Solidão
Gabriel García Márquez
Do Amor e Outros Demônios
Do Amor e Outros Demônios
Gabriel García Márquez
Crônica de uma Morte Anunciada
Crônica de uma Morte Anunciada
Gabriel García Márquez
Ninguém Escreve ao Coronel
Gabriel García Márquez
Olhos de Cão Azul
Olhos de Cão Azul
Gabriel García Márquez
In Evil Hour
Gabriel García Márquez
Doze contos peregrinos
Doze contos peregrinos
Gabriel García Márquez

„É necessário abrir os olhos e perceber que as coisas boas estão dentro de nós, onde os sentimentos não precisam de motivos nem os desejos de razão. O importante é aproveitar o momento e aprender sua duração, pois a vida está nos olhos de quem saber ver.“

—  Gabriel García Márquez

[Autor desconhecido; é uma das várias frases cuja autoria frequentemente se vê atribuída, na Internet, a García Márquez, embora não tenha sido escrito pelo autor]
Frases apócrifas e sem fontes, atribuídas a ele

„Afastem-se, vacas, que a vida é curta“

—  Gabriel García Márquez, livro Cem Anos de Solidão

One Hundred Years of Solitude
Cem anos de solidão, Capítulo 17
Variante: Afastem-se, vacas, que a vida é curta.

„(…) mas se deixou levar por sua convicção de que os seres humanos não nascem para sempre no dia em que as mães os dão a luz, e sim que a vida os obriga outra vez e muitas vezes a se parirem a si mesmos.“

—  Gabriel García Márquez, livro El amor en los tiempos del cólera

O Amor nos Tempos de Cólera
Variante: (...) os seres humanos não nascem para sempre no dia em que as suas mães os dão à luz, mas que a vida os obriga uma e outra vez ainda a parirem-se a si mesmos.

Help us translate English quotes

Discover interesting quotes and translate them.

Start translating

„Foi seu último livro completo. Tinha sido um leitor de voracidade imperturbável, tanto nas tréguas das batalhas como nos repousos do amor, mas sem ordem nem método. Lia a toda hora, com a luz que houvesse, ora passeando debaixo das árvores, ora a cavalo sob os sóis equatoriais, ora na penumbra dos coches trepidantes sobre os calçamentos de pedra, ora balouçando na rede enquanto ditava uma carta. Um livreiro de Lima se surpreendera com a abundância e a variedade das obras que selecionou de um catálogo geral onde havia desde os filósofos gregos até um tratado de quiromancia. Na juventude lera os românticos por influência de um professor Simon Rodríguez, e continuou a devorá-los como se estivesse lendo a si mesmo com seu temperamento idealista e exaltado. Foram leituras passionais que o marcaram para o resto da vida. No fim havia lido tudo o que lhe caíra nas mãos, e não teve um autor predileto, mas muitos que o foram em diferentes épocas. As estantes das diversas casas onde viveu estiveram sempre abarrotadas, e os dormitórios e corredores acabavam convertidos em desfiladeiros de livros amontoados e montanhas de documentos errantes que proliferavam à sua passagem e o perseguiam sem misericórdia buscando a paz dos arquivos. Nunca chegou a ler tantos livros quantos possuía. Ao mudar de cidade entregava-os aos cuidados dos amigos de mais confiança, embora nunca voltasse a ter notícia deles, e a vida de guerra o obrigou a deixar um rastro de mais de quatrocentas léguas de livros e papéis, da Bolívia à Venezuela.“

—  Gabriel García Márquez

O General em seu Labirinto

„A vida não é mais que uma sucessão contínua de oportunidades para sobreviver.“

—  Gabriel García Márquez, livro In Evil Hour

la vida no es más que una continua sucesión de oportunidades para sobrevivir.
"La mala hora" - página 120, Gabriel García Márquez - Alfaguara, 1983 - 197 páginas
Frases

„A vida não é a que a gente viveu e sim a que a gente recorda, e como recorda para contá-la.“

—  Gabriel García Márquez

Variante: A vida não é o que se viveu, mas sim o que se lembra, e como se lembra de contar isso.

Aniversários de hoje
João Guimarães Rosa photo
João Guimarães Rosa218
1908 - 1967
Peter Drucker photo
Peter Drucker51
1909 - 2005
Plínio Marcos photo
Plínio Marcos9
Escritor, Autor, Roteirista brasileiro 1935 - 1999
Charles Manson photo
Charles Manson2
fundador e líder de um grupo que cometeu vários assassinato… 1934 - 2017
Outros 47 aniversários hoje