Frases sobre riqueza

Uma coleção de frases e citações sobre o tema da sucesso, fome, negócio, gratidão.

Melhores frases sobre riqueza

Ricardo Boechat photo

„A riqueza não iguala os homens, mas a miséria sim“

—  Ricardo Boechat jornalista brasileiro 1952 - 2019

Em comentário sobre a reportagem dos haitianos que aguardam permissão para viver no Brasil; citado no Jornal da Band em 3/1/2012 http://www.band.com.br/jornaldaband/videos.asp?v=2c9f94b534a4b95d0134a5a58b6001a5

Ralph Waldo Emerson photo
Roberto Campos photo

„O comunismo é bom para sair da miséria, mas incompetente para levar à riqueza.“

—  Roberto Campos Economista, diplomata e político matogrossense 1917 - 2001

Do bestial ao genial: frases da política - Página 150 - de Paulo Buchsbaum e André Buchsbaum - Editora Ediouro Publicações, 2006, ISBN 850002075X, 9788500020759

Benjamin Franklin photo
Friedrich Nietzsche photo

„Os métodos são as verdadeiras riquezas.“

—  Friedrich Nietzsche filósofo alemão do século XIX 1844 - 1900

Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Claude Monet photo
Gustave Flaubert photo
Anaxagorás photo

„Prefiro uma gota de sabedoria a toneladas de riqueza.“

—  Anaxagorás -500 - -428 a.C.

citado em "Dicionário de pensamentos: máximas, aforismos, paradoxos, provérbios, etc ...‎" - Página 438, de Folco Masucci - Ed. Leia, 1968, 6a. ed. - 685 páginas

Ayn Rand photo

„A riqueza é produto da capacidade do homem de pensar.“

—  Ayn Rand, livro For the New Intellectual

Wealth is the product of man's capacity to think.
For the New Intellectual: The Philosophy of Ayn Rand‎ - Página 89, de Ayn Rand - Publicado por Signet, 1961, ISBN 0-451-16308-7, 9780451163080 - 192 páginas

Horacio photo

„Pobre entre grandes riquezas.“

—  Horacio, livro Odes

Odes (23 a.C.e 13 a.C.)

Todas frases sobre riqueza

Total 316 citações riqueza, filtro:

Buda photo

„Cooperar


…todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, […] que são chamados segundo o seu propósito. v.28


Minha mulher faz um cozido de legumes e carne incrível para o jantar. Ela põe carne crua, batatas comuns e batatas-doces em fatias, aipo, cogumelos, cenouras e cebolas na panela elétrica Slow Cooker (cozimento lento). Seis ou sete horas depois, o aroma enche a casa e o sabor é delicioso. É sempre vantajoso esperar até que os ingredientes na panela cooperem para atingir algo que não conseguiriam individualmente.

Quando Paulo usou a frase “cooperar” no contexto do sofrimento, ele usou a palavra da qual provém a nossa palavra sinergia. Ele escreveu: “Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito” (Romanos 8:28). Ele queria que os romanos soubessem que Deus, que não causou o sofrimento deles, faria com que todas as circunstâncias cooperassem com o Seu plano divino — para o bem deles. O bem a que Paulo se referia não eram as bênçãos temporais de saúde, riqueza, admiração ou sucesso, mas “…para serem conformes à imagem de seu Filho [de Deus]” (v.29).

Que possamos esperar com paciência e confiança porque o nosso Pai celestial está permitindo que todo o sofrimento, toda a angústia e todo o mal, cooperem para a Sua glória e para o nosso bem espiritual. Ele deseja nos tornar semelhantes a Jesus.

O crescimento que temos por esperar em Deus 
é maior do que a resposta ou o resultado que desejamos. Marvin Williams“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Um dia para descansar


Seis dias farás a tua obra, mas, ao sétimo dia, descansarás… v.12


Certo domingo, fiquei em pé junto à corrente de água borbulhante que atravessa a nossa comunidade, deliciando-me com a beleza que ela traz para a nossa área. Senti-me relaxar enquanto observava a pequena cascata e ouvia os pássaros cantando. Fiz uma pausa para dar graças ao Senhor pela maneira como Ele nos ajuda a encontrar o descanso para nossa alma.

O Senhor instituiu o sábado: um dia para o descanso e renovação para o Seu povo no antigo Oriente, pois queria que eles prosperassem. Como vemos no livro de Êxodo, Ele lhes diz para semear seus campos por seis anos e descansar no sétimo. Assim também com o trabalho em seis dias e descanso no sétimo. Seu modo de vida distinguiu os israelitas de outras nações, pois não só eles, mas também os estrangeiros e escravos em suas casas foram autorizados a seguir este padrão.

Podemos nos aproximar do nosso dia de descanso com expectativa e criatividade, acolhendo a oportunidade de adorar e de fazer algo que alimenta a nossa alma, o que varia de acordo com nossas preferências. Alguns gostariam de jogar, outros de fazer jardinagem, compartilhar uma refeição com amigos e família; tirar uma soneca à tarde.

Como podemos redescobrir a beleza e a riqueza de separar um dia para o descanso, se isso estiver faltando em nossa vida?

Em nossa fé e serviço, o descanso 
é tão importante quanto o trabalho.
Amy Boucher Pye“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

Francisco de Assis photo
Diógenes de Sinope photo

„A sabedoria serve de freio à juventude, de consolação à velhice, de riqueza aos pobres e de ornamento aos ricos.“

—  Diógenes de Sinope -404 - -322 a.C.

τὴν παιδείαν […] τοῖς μὲν νέοις σωφροσύνην, τοῖς δὲ πρεσβυτέροις παραμυθίαν, τοῖς δὲ πένησι πλοῦτον, τοῖς δὲ πλουσίοις κόσμον εἶναι.
conforme citado por Diogenes Laertius, Leben und Meinungen berühmter Philosophen [Vida e Opiniões de filósofos famosos], VI, 68

Adam Smith photo

„A riqueza de uma nação se mede pela riqueza do povo e não pela riqueza dos príncipes.“

—  Adam Smith 1723 - 1790

Uma Investigação Sobre a Natureza e a Causa da Riqueza das Nações

„Uma vida que satisfaz

Quem perder a vida por minha causa e pelo evangelho salvará. -
Escritura de hoje : Marcos 8: 34-38

Em seu livro Enfrentando a solidão, J. Oswald Sanders escreve: “A rodada de prazer ou a acumulação de riqueza são apenas tentativas vãs de escapar da dor persistente. . . . O milionário geralmente é um homem solitário, e o comediante é frequentemente mais infeliz do que seu público ”.

Sanders continua enfatizando que ser bem sucedido muitas vezes não produz satisfação. Em seguida, ele se refere a Henry Martyn, um ilustre estudioso, como um exemplo do que ele está falando.

Martyn, um estudante da Universidade de Cambridge, foi homenageado com apenas 20 anos de idade por suas conquistas em matemática. De fato, ele recebeu o maior reconhecimento possível nesse campo. E ainda assim ele sentiu um vazio por dentro. Ele disse que, em vez de encontrar satisfação em suas realizações, ele "apenas captou uma sombra".

Depois de avaliar os objetivos de sua vida, Martyn viajou para a Índia como missionário aos 24 anos. Quando ele chegou, ele orou: "Senhor, deixe-me queimar por você." Nos próximos sete anos que precederam sua morte, ele traduziu Novo Testamento em três línguas orientais difíceis. Essas realizações notáveis ​​certamente não estavam passando por “sombras”.

Real cumprimento vem em seguir a Cristo. Uma vida vivida plenamente para o Senhor é uma vida que verdadeiramente satisfaz.

Refletir e Orar
Se nos comprometermos com Cristo
e seguirmos Seu caminho,
Ele nos dará a vida que satisfaz
Com propósito para cada dia. —Sesper

Uma vida plena é uma vida cheia de amor pelo Senhor e pelos outros. Richard DeHaan“

—  ministério_pão_diário

„Cuidado com a cobiça!

Cuidado com a cobiça, pois a vida de alguém não consiste na abundância de coisas que ele possui. - Escritura de hoje : Lucas 12: 13-21

A cobiça é uma daquelas palavras superestofadas em nosso vocabulário religioso que perdeu sua aresta de ponta. Muitos não levam isso a sério. Alguns até suspeitam que quando Deus estava montando os Dez Mandamentos, Ele tinha nove bons e sólidos, mas depois, para completar a lista, lançou-se um sobre a cobiça (Êxodo 20:17).

Jesus deu uma advertência sobre a cobiça a um homem que O interrompeu no meio de seu sermão. O homem queria que Jesus resolvesse uma disputa entre ele e seu irmão. Evidentemente, o pai deles havia morrido, e esse filho sentiu que não estava recebendo seu quinhão do que o pai havia deixado para trás. A herança se tornou uma obsessão para esse homem. Isso o consumiu. Quando ele estava na presença de Jesus Cristo e ouvia Sua inigualável pregação, ele não ouviu as palavras libertadoras que o Salvador havia falado.

Há perigo em querer mais e mais coisas, ou em querer o que pertence a outro. O apóstolo Paulo chamou esse desejo intenso de “idolatria” (Cl 3: 5). Essa é uma linguagem forte. Vamos ouvir a lei. Vamos ouvir nosso Senhor. Ele quer que sejamos ricos para com Deus. É por isso que Ele advertiu: “Cuidado com a cobiça, pois a vida de alguém não consiste na abundância das coisas que ele possui” (Lucas 12:15).

Refletir e Orar
Quando desejaríamos mais e mais
Das riquezas deste mundo - do patrimônio terrestre,
Ajude-nos, ó Senhor, a olhar para cima
E se apoiar em Seu infinito amor. —DJD

Você não pode desejar e ser feliz ao mesmo tempo. Haddon W. Robinson“

—  ministério_pão_diário

„Cuidado com a cobiça!

Cuidado com a cobiça, pois a vida de alguém não consiste na abundância de coisas que ele possui. - Escritura de hoje : Lucas 12: 13-21

A cobiça é uma daquelas palavras superestofadas em nosso vocabulário religioso que perdeu sua aresta de ponta. Muitos não levam isso a sério. Alguns até suspeitam que quando Deus estava montando os Dez Mandamentos, Ele tinha nove bons e sólidos, mas depois, para completar a lista, lançou-se um sobre a cobiça (Êxodo 20:17).

Jesus deu uma advertência sobre a cobiça a um homem que O interrompeu no meio de seu sermão. O homem queria que Jesus resolvesse uma disputa entre ele e seu irmão. Evidentemente, o pai deles havia morrido, e esse filho sentiu que não estava recebendo seu quinhão do que o pai havia deixado para trás. A herança se tornou uma obsessão para esse homem. Isso o consumiu. Quando ele estava na presença de Jesus Cristo e ouvia Sua inigualável pregação, ele não ouviu as palavras libertadoras que o Salvador havia falado.

Há perigo em querer mais e mais coisas, ou em querer o que pertence a outro. O apóstolo Paulo chamou esse desejo intenso de “idolatria” (Cl 3: 5). Essa é uma linguagem forte. Vamos ouvir a lei. Vamos ouvir nosso Senhor. Ele quer que sejamos ricos para com Deus. É por isso que Ele advertiu: “Cuidado com a cobiça, pois a vida de alguém não consiste na abundância das coisas que ele possui” (Lucas 12:15).

Refletir e Orar
Quando desejaríamos mais e mais
Das riquezas deste mundo - do patrimônio terrestre,
Ajude-nos, ó Senhor, a olhar para cima
E se apoiar em Seu infinito amor. —DJD

Você não pode desejar e ser feliz ao mesmo tempo. Haddon W. Robinson“

—  ministério_pão_diário

„É de Deus!

“A minha prata é minha e o meu é o ouro”, diz o Senhor dos Exércitos. - Escritura de hoje :
Ageu 2: 1-9

Minha amiga Cindy assina o The Tightwad Gazette, um boletim dedicado a "promover a economia como um estilo de vida alternativo viável". A publicação mensal é repleta de idéias que poupam dinheiro, como limpar filtros de forno e reutilizá-los e usar jornal picado para lixo de gatos. Cindy me diz que viver de acordo com a filosofia da Gazeta pode economizar muito dinheiro para as pessoas.

Agora, concordo que um modo de vida livre de gastos pode levar a sérios problemas. Por isso, é inteligente fazer compras com sabedoria e seguir princípios de boa administração. Mas para algumas pessoas, o fato de ser um tightwad assume um significado mais profundo. Eles se tornam obcecados em economizar cada centavo ou acumular coisas para se protegerem no caso de um colapso econômico. Eles colocam sua confiança em sua própria desenvoltura em vez de em Deus e em sua capacidade de satisfazer suas necessidades.

Não importa quão grande seja a quantidade que economizamos, no entanto, ela não pode se comparar com as riquezas que Deus tem. Ele é dono de tudo! Ele é dono de toda a prata e ouro na terra (Ag 2: 8). A terra e tudo nela são Seus (Sl 24: 1; 50: 10-11).

Sim, Aquele que prometeu atender às nossas necessidades tem todos os recursos do universo para apoiá-lo. E Ele dá sem medida.

Refletir e Orar
Deus possui as riquezas da terra
E todo o seu tesouro oculto,
Assim Ele certamente dará a todos os
Seus filhos sem medida. —Fasick

Ser rico em Deus é melhor do que ser rico em bens. David C. Egner“

—  ministério_pão_diário

Machado de Assis photo

„Aí vinham a cobiça que devora, a cólera que inflama, a inveja que baba, e a enxada e a pena, úmidas de suor, e a ambição, a fome, a vaidade, a melancolia, a riqueza, o amor, e todos agitavam o homem, como um chocalho, até destruí-lo, como um farrapo. Eram as formas várias de um mal, que ora mordia a víscera, ora mordia o pensamento, e passeava eternamente as suas vestes de arlequim, em derredor da espécie humana. A dor cedia alguma vez, mas cedia à indiferença, que era um sono sem sonhos, ou ao prazer, que era uma dor bastarda. Então o homem, flagelada e rebelde, corria diante da fatalidade das coisas, atrás de uma figura nebulosa e esquiva, feita de retalhos, um retalho de impalpável, outro de improvável, outro de invisível, cosidos todos a ponto precário, com a agulha da imaginação; e essa figura, - nada menos que a quimera da felicidade, - ou lhe fugia perpetuamente, ou deixava-se apanhar pela fralda, e o homem a cingia ao peito, e então ela ria, como um escárnio, e sumia-se, como uma ilusão.“

—  Machado de Assis, livro Memórias Póstumas de Brás Cubas

Memórias póstumas de Brás Cubas, Capítulo VII, Machado de Assis (1881)
Romances, Memórias Póstumas de Brás Cubas
Variante: Os séculos desfilavam num turbilhão, e, não obstante, porque os olhos do delírio são outros, eu via tudo o que passava diante de mim,— flagelos e delícias, — desde essa coisa que se chama glória até essa outra que se chama miséria, e via o amor multiplicando a miséria, e via a miséria agravando a debilidade. Aí vinham a cobiça que devora, a cólera que inflama, a inveja que baba, e a enxada e a pena, úmidas de suor, e a ambição, a fome, a vaidade, a melancolia, a riqueza, o amor, e todos agitavam o homem, como um chocalho, até destruí-lo, como um farrapo. Eram as formas várias de um mal, que ora mordia a víscera, ora mordia o pensamento, e passeava eternamente as suas vestes de arlequim, em derredor da espécie humana. A dor cedia alguma vez, mas cedia à indiferença, que era um sono sem sonhos, ou ao prazer, que era uma dor bastarda. Então o homem, flagelado e rebelde, corria diante da fatalidade das coisas, atrás de uma figura nebulosa e esquiva, feita de retalhos, um retalho de impalpável, outro de improvável, outro de invisível, cosidos todos a ponto precário, com a agulha da imaginação; e essa figura, — nada menos que a quimera da felicidade, — ou lhe fugia perpetuamente, ou deixava-se apanhar pela fralda, e o homem a cingia ao peito, e então ela ria, como um escárnio, e sumia-se, como uma ilusão.

George Orwell photo
Arthur Schopenhauer photo

„A riqueza influencia-nos como a água do mar. Quanto mais bebemos, mais sede temos.“

—  Arthur Schopenhauer, livro Parerga e Paralipomena

Der Reichthum gleicht dem Seewasser: je mehr man davon trinkt, desto durstiger wird man.
Parerga und Paralipomena: kleine philosophische Schriften, Volume 1‎ - Página 366 http://books.google.com.br/books?id=nfUGAAAAcAAJ&pg=PA366, Arthur Schopenhauer, Julius Frauenstädt - Hayn, 1862 - 530 páginas

Mahátma Gándhí photo

„"sete pecados sociais":
Política sem princípios,
Riqueza sem trabalho,
Prazer sem consciência,
Conhecimento sem caráter,
Comércio sem moralidade,
Ciência sem humanidade,
Religião sem sacrifício.“

—  Mahátma Gándhí líder político e religioso indiano 1869 - 1948

seven social sins: Politics without principles, Wealth without work, Pleasure without conscience, Knowledge without character, Commerce without morality, Science without humanity, Worship without sacrifice
Mahatma Gandhi; Uma lista fechando um artigo em "Young India" (22 de Outubro 1925); "Collected Works of Mahatma Gandhi" Vol. 33 (PDF) p. 135 http://www.gandhiserve.org/cwmg/VOL033.PDF

Platão photo
William Shakespeare photo

„Raciocinai assim com a vida: Se te perco, perco uma coisa que somente os loucos querem conservar. Não passas de um sopro, exposto a todas as influências do ar e que, hora após hora, deterioram esta habitação em que moras. És meramente o joquete da morte, pois procuras sempre evitá-la pela fuga e, apesar disto, corres sempre em direção a ela. Não és nobre, porque todas as voluptuosidades, que são teu patrimônio, são acalentadas pelas baixezas. Estás longe de ser valente, pois temes o aguilhão terno e brando de um verme. O que tens de melhor em ti é o sono e que tantas vezes provocas; entretanto, temes grosseiramente a morte que não passa de um sono. Tu não és tu mesmo, pois tua existência é o resultado de milhares de grãos que saem do pó. Não és feliz, porque o que tu não tens, tu te esforças para adquirir e o que possuis, tu esqueces. Não és constante, pois tua natureza, segundo as fases da Lua, sofre estranhas alterações. Se és rico, és pobre; pois, semelhante a um asno cujo lombo está vergado ao peso de lingotes, só carregas as tuas riquezas um único dia e a morte te livra delas. Não tens amigos, pois o fruto de tuas próprias entranhas que te chama de ''pai'', o mais puro de teu sangue saído de teus próprios rins, maldiz a gota, a lepra e o catarro, que não te acabam bem depressa. Não tens juventude nem velhice, e, por assim dizer, não passas de um sesta depois do jantar que sonha um pouco com as duas idades; pois toda tua feliz juventude é passada fazendo-se velha e solicitando esmolas da paralítica velhice. Quando, no fim, fores velho e rico, já não terás calor, sentimento, força, nem beleza, para tornares agradáveis tuas riquezas. Que te sobra ainda nisto que traz o nome de Vida? O outras mil formas de morte ainda estão ocultas nesta vida e, contudo tememos a morte que nivela todas estas misérias.“

—  William Shakespeare, Measure for Measure

Measure for Measure
Variante: Raciocinai assim com a vida: Se te perco, perco uma coisa que somente os loucos querem conservar. Não passas de um sopro, exposto a todas as influências do ar e que, hora após hora, deterioram esta habitação em que moras. És meramente o joquete da morte, pois procuras sempre evitá-la pela fuga e, apesar disto, corres sempre em direção a ela. Não és nobre, porque todas as voluptuosidades, que são teu patrimônio, são acalentadas pelas baixezas. Estás longe de ser valente, pois temes o aguilhão terno e brando de um verme. O que tens de melhor em ti é o sono e que tantas vezes provocas; entretanto, temes grosseiramente a morte que não passa de um sono. Tu não és tu mesmo, pois tua existência é o resultado de milhares de grãos que saem do pó. Não és feliz, porque o que tu não tens, tu te esforças para adquirir e o que possuis, tu esqueces. Não és constante, pois tua natureza, segundo as fases da Lua, sofre estranhas alterações. Se és rico, és pobre; pois, semelhante a um asno cujo lombo está vergado ao peso de lingotes, só carregas as tuas riquezas um único dia e a morte te livra delas. Não tens amigos, pois o fruto de tuas próprias entranhas que te chama de ''pai'', o mais puro de teu sangue saído de teus próprios rins, maldiz a gota, a lepra e o catarro, que não te acabam bem depressa. Não tens juventude nem velhice, e, por assim dizer, não passas de um sesta depois do jantar que sonha um pouco com as duas idades; pois toda tua feliz juventude é passada fazendo-se velha e solicitando esmolas da paralítica velhice. Quando, no fim, fores velho e rico, já não terás calor, sentimento, força, nem beleza, para tornares agradáveis tuas riquezas. Que te sobra ainda nisto que traz o nome de Vida? Outras mil formas de morte ainda estão ocultas nesta vida e, contudo tememos a morte que nivela todas estas misérias.

Baltasar Gracián photo
Che Guevara photo
Carlos Bernardo Gonzalez Pecotche photo
Benjamin Disraeli photo
Leonel Brizola photo

„A educação é o único caminho para emancipar o homem. Desenvolvimento sem educação é criação de riquezas apenas para alguns privilegiados.“

—  Leonel Brizola Político brasileiro 1922 - 2004

Brizola em conferência da UNE, no RJ, em 16 de junho de 1961.
Fonte: Brizola. Página 32. Marcus Cunha e Jesus Pereira. Edição dos autores. Pelotas, 1989.

Papa João Paulo II photo
Ludwig von Mises photo

„Na economia de mercado não há outro meio de adquirir e preservar a riqueza, a não ser fornecendo às massas o que elas querem, da maneira melhor e mais barata possível.“

—  Ludwig von Mises, livro Ação Humana

There is in the market economy no other means of acquiring and preserving wealth than by supplying the masses in the best and cheapest way with all the goods they ask for.
Human action: a treatise on economics - página 616, Ludwig Von Mises - Yale University Press, 1949 - 889 páginas
Ação Humana

Dante Alighieri photo

„E ele a mim: 'Todos tiveram a mente
tão ofuscada pelo amor às riquezas na vida terrena,
que não despenderam nada com equilíbrio'.“

—  Dante Alighieri italiano autor da epopéia, A divina comédia, considerado um entre os maiores poetas de todos os tempos; sua obra teve g… 1265 - 1321

Fernando Henrique Cardoso photo
Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
John Davison Rockefeller photo

„Eu acredito no valor supremo do indivíduo e em seu direito à vida, liberdade e a busca da felicidade.

Eu acredito que todo direito implica uma responsabilidade; toda oportunidade, uma obrigação; cada possessão, um dever.

Creio que a lei foi feita para o homem e não para o homem pela lei; esse governo é o servo do povo e não seu mestre.

Eu acredito na dignidade do trabalho, seja com a cabeça ou a mão; que o mundo não deve a ninguém viver, mas que deve a todo homem uma oportunidade de ganhar a vida.

Acredito que a economia é essencial para uma vida bem ordenada e que a economia é um requisito primordial de uma estrutura financeira sólida, seja no governo, nos negócios ou nos assuntos pessoais.

Acredito que a verdade e a justiça são fundamentais para uma ordem social duradoura.

Eu acredito na santidade de uma promessa, que a palavra de um homem deve ser tão boa quanto o seu vínculo, que o caráter - não riqueza, poder ou posição - é de valor supremo.

Creio que a prestação de serviço útil é o dever comum da humanidade e que somente no fogo purificador do sacrifício é a escória do egoísmo consumido e a grandeza da alma humana libertada.

Acredito em um Deus todo-sábio e todo-amoroso, nomeado por qualquer nome, e que a maior realização do indivíduo, maior felicidade e maior utilidade sejam encontradas em viver em harmonia com a Sua vontade.

Eu acredito que o amor é a melhor coisa do mundo; que só ele pode superar o ódio; esse direito pode e triunfará sobre o poder.“

—  John Davison Rockefeller Personalidade 1839 - 1937

Jane Austen photo

„É uma verdade universalmente aceita que um homem solteiro, dotado de uma certa fortuna, precisa de uma esposa.“

—  Jane Austen, livro Orgulho e Preconceito

It is a truth universally acknowledged, that a single man in possession of a good fortune, must be in want of a wife.
"Pride and Prejudice" [Orgulho e Preconceito] (1813), Chapter 1 Volume 1
Variante: É uma verdade universalmente reconhecida que um homem solteiro na posse de uma bela fortuna necessita de uma esposa.

Franz Bardon photo
Theodore Roosevelt photo
Zig Ziglar photo
Elbert Hubbard photo
Lucio Anneo Seneca photo
Thomas More photo
Edmund Burke photo
Fiódor Dostoiévski photo
Vladimír Iljič Lenin photo

„Os capitalistas chamam 'liberdade' a dos ricos de enriquecer e a dos operários para morrer de fome. Os capitalistas chamam liberdade de imprensa a compra dela pelos ricos, servindo-se da riqueza para fabricar e falsificar a opinião pública.“

—  Vladimír Iljič Lenin Ex-líder da União Soviética 1870 - 1924

The capitalists have always used the term "freedom" to mean freedom for the rich to get richer and for the workers to starve to death. In capitalist usage, freedom of the press means freedom of the rich to bribe the press, freedom to use their wealth to shape and fabricate so-called public opinion.
Democracy and Revolution - Página 139 http://books.google.com.br/books?id=es6FDrcQymUC&pg=PA139, Vladimir Ilʹich Lenin - Resistance Books, 2000, ISBN 1876646004, 9781876646004 - 222 páginas

Platão photo
Epicuro photo
Epicuro photo
Eduardo Galeano photo
Ludwig von Mises photo
Enéas Carneiro photo
John Locke photo

„As coisas deste mundo estão em fluxo tão constante que nada permanece muito tempo no mesmo estado. Dessa forma, o povo, as riquezas, o comércio, o poder mudam suas condições.“

—  John Locke Filósofo e médico inglês. pai do liberalismo clássico. 1632 - 1704

(Capítulo XIII) #157
Segundo Tratado do Governo

Juana Inés de la Cruz photo

„Não dou valor à fartura e às riquezas, / Por isso vou ficar cada vez mais feliz / Para trazer mais riqueza à minha mente / E não ter minha mente na riqueza.“

—  Juana Inés de la Cruz 1651 - 1695

Yo no estimo tesoros ni riquezas; / y así, siempre me causa más contento / poner riquezas en mi pensamiento / que no mi pensamiento en las riquezas.
Poesía, teatro y prosa‎ - Página 39, de Juana Inés de la Cruz, Antonio Castro Leal - edition 2, Publicado por Editorial Porrúa, 1965 - 306 páginas

Carl Gustav Jung photo
Roberto Campos photo

„Mais importante que as riquezas naturais são as riquezas artificiais da educação e tecnologia.“

—  Roberto Campos Economista, diplomata e político matogrossense 1917 - 2001

"Na virada do milênio", ‎Página 33, de Roberto de Oliveira Campos - Publicado por Topbooks, 1999 - 486 páginas

Lao Tsé photo
Franz Bardon photo
Hilaire Belloc photo

„O controle da produção da riqueza é o controle da própria existência humana.“

—  Hilaire Belloc, livro O Estado Servil

to control the production of wealth is to control human life itself.
"The Servile State" - página 11, de Belloc Hilaire, Editora Biblio Bazaar, LLC, 2007, ISBN 1110777000, 9781110777006, 202 páginas

Yamamoto Tsunetomo photo
Jean Bodin photo
Pietro Aretino photo

„As riquezas sem a generosidade são a pobreza dos plebeus.“

—  Pietro Aretino escritor, dramaturgo, poeta e satírico italiano 1492 - 1556

Mahátma Gándhí photo
Voltaire photo

„Todas as riquezas do mundo não valem um bom amigo.“

—  Voltaire volter também conhecido como bozo foia dona da petrobras e um grande filosofo xines 1694 - 1778

Variante: Todas as grandezas do mundo não vale um bom amigo!!!

Benjamin Franklin photo

„Paz e harmonia - esta é a verdadeira riqueza de uma família.“

—  Benjamin Franklin político e fundador dos EUA 1706 - 1790

Variante: Paz e harmonia: eis a verdadeira riqueza de uma família.

George MacDonald photo
Maomé photo
Nicolau Maquiavel photo

„E se poderia num longo discurso para mostrar como são melhores os frutos da pobreza que os da riqueza e como uma tem trazido honra às cidades, às províncias e aos partidos, enquanto a outra os tem arruinado, se este assunto já não tivesse sido tratado muitas vezes por outras pessoas.“

—  Nicolau Maquiavel filósofo, historiador, poeta, diplomata e músico 1469 - 1527

Variante: E poder-se-ia num longo discurso mostrar como são melhores os frutos da pobreza que os da riqueza e como uma tem trazido honra às cidades, às províncias e aos partidos, enquanto a outra os tem arruinado, se este assunto já não tivesse sido tratado muitas vezes por outras pessoas.

Donald Trump photo
Marquês de Maricá photo
Catão, o Censor photo
Chi­ma­man­da Ngo­zi Adi­chie photo
Emile Zola photo
George Orwell photo
João Guimarães Rosa photo
João Guimarães Rosa photo
Gregor Strasser photo

„Nós somos socialistas, nós somos inimigos do atual sistema econômico capitalista para a exploração dos economicamente fracos, com seus salários injustos, com sua indecorosa avaliação do ser humano de acordo com a riqueza e a propriedade em vez de sua responsabilidade e desempenho, e nós estamos todos determinados a destruir esse sistema sob todas as condições.“

—  Gregor Strasser 1892 - 1934

We are Socialists, enemies, mortal enemies of the present capitalist economic system with its exploitation of the economically weak, with its injustice in wages, with its immoral evaluation of individuals according to wealth and money instead of responsibility and achievement, and we are determined under all circumstances to abolish this system ! And with my inclination to practical action it seems obvious to me that we have to put a better, more just, more moral system in its place, one which, as it were, has arms and legs and better arms and legs than the present one !
"Thoughts about the Tasks of the Future" - por Gregor Strasser - 15 de junho de 1926
O John Toland associou erroneamente à Adolf Hitler.

John Maynard Keynes photo

„Lenin disse que a melhor forma de destruir o sistema capitalista era corromper o dinheiro. Por um processo contínuo de inflação, governos podem confiscar, sem serem observados, uma parte importante da riqueza de seus cidadãos.“

—  John Maynard Keynes, livro As Consequências Económicas da Paz

Lenin is said to have declared that the best way to destroy the capitalist system was to debauch the currency. By a continuing process of inflation, governments can confiscate, secretly and unobserved, an important part of the wealth of their citizens. By this method they not only confiscate, but they confiscate arbitrarily; and, while the process impoverishes many, it actually enriches some. The sight of this arbitrary rearrangement of riches strikes not only at security, but at confidence in the equity of the existing distribution of wealth. Those to whom the system brings windfalls, beyond their deserts and even beyond their expectations or desires, become 'profiteers,' who are the object of the hatred of the bourgeoisie, whom the inflationism has impoverished, not less than of the proletariat. As the inflation proceeds and the real value of the currency fluctuates wildly from month to month, all permanent relations between debtors and creditors, which form the ultimate foundation of capitalism, become so utterly disordered as to be almost meaningless; and the process of wealth-getting degenerates into a gamble and a lottery.
The Economic Consequences of the Peace

Julio Garavito Armero photo

„O proletário provém da escassez de ocupações lucrativas, isto é, da imperfeição da circulação da moeda, e não da imperfeição na produção da riqueza.“

—  Julio Garavito Armero 1865 - 1920

El proletarismo proviene de escasez de ocupaciones lucrativas, esto es, de imperfección de la circulación de la moneda, y no de imperfección en la producción de la riqueza.
ensaio "Causa principal de la guerra europea" (1916) in: Revista del Colegio del Rosario, conforme citado por Romero Sandro, em "Julio Garavito Armero: en el lado oscuro de la luna", Edición original: Santa Fe de Bogotá, Colciencias, Panamericana Editorial, 1998. Publicação digital na página web da Biblioteca Luis Ángel Arango del Banco de la República. <http://www.lablaa.org/blaavirtual/ciencias/garavito/garavito.htm> Busca realizada em 12 de agosto de 2009

Ludovico Ariosto photo

„Mais do que riqueza, quero paz.“

—  Ludovico Ariosto, livro Satire

Fonte: "Satire"

Napoleão Bonaparte photo

„A riqueza não está na posse de tesouros, mas no uso que deles se faz.“

—  Napoleão Bonaparte monarca francês, militar e líder político 1769 - 1821

La richesse ne consiste pas dans la possession des trésors, mais dans l'usage qu'on sait en faire.
Napoleão Bonaparte citado em "Dictionnaire universel de la langue française: avec le latin et les étymologies, extrait comparatif, concordance, critique et supplément de tous les dictionnaires français; manuel encyclopédique de grammaire, d'orthographe, de vieux langage, de néologie" - Página 167 http://books.google.com.br/books?id=3fhBAAAAcAAJ&pg=PA167, Pierre Claude Victoire Boiste, Charles Nodier - Meline, 1835
Atribuídas
Variante: A riqueza não consiste na possessão de tesouros, mas no uso deles.

Giuseppe Belli photo
Carlos Marighella photo
Miguel Sousa Tavares photo
Ruy Barbosa photo
Platão photo
Ludwig Börne photo
Henry David Thoreau photo
Eike Batista photo
Benjamin Disraeli photo
Giovanni Boccaccio photo
Lucrecio photo
William Shakespeare photo

„Só os mendigos conseguem contar sua riquezas.“

—  William Shakespeare dramaturgo e poeta inglês 1564 - 1616

Variante: Só os mendigos conseguem contar as suas riquezas.

Ernst Jünger photo
Antoine François Prévost photo
Mark Twain photo

„Poucas pessoas toleram a riqueza. Dos outros, quero eu dizer.“

—  Mark Twain escritor, humorista e inventor norte-americano 1835 - 1910

Donald Trump photo
John Maynard Keynes photo
Stendhal photo
Juan Luis Vives photo
Thomas Fuller photo
Giovanni Boccaccio photo
Donald Trump photo
Sigmund Freud photo