Frases sobre o tempo

Uma coleção de frases e citações sobre o tema da tempo, todo, vida, vida.

Melhores frases sobre o tempo

Martin Luther King Junior photo

„Sempre é hora de fazer o que é certo.“

—  Martin Luther King Junior líder do movimento dos direitos civis dos negros nos Estados Unidos 1929 - 1968

Mark Twain photo

„Toda vez que você se encontrar do lado da maioria, é hora de parar e refletir.“

—  Mark Twain escritor, humorista e inventor norte-americano 1835 - 1910

Abraham Lincoln photo
Timothy Leary photo
Marilyn Monroe photo
Henry David Thoreau photo
Oscar Wilde photo

„Hoje em dia conhecemos o preço de tudo e o valor de nada.“

—  Oscar Wilde Escritor, poeta e dramaturgo britânico de origem irlandesa 1854 - 1900

Nowadays people know the price of everything and the value of nothing.
Sebastian Melmoth: (Oscar Wilde). - Página 112, Oscar Wilde - A.L. Humphreys, 1905 - 222 páginas
Sebastian Melmoth

Andy Warhol photo
John Fitzgerald Kennedy photo
Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Satchel Paige photo

Todas frases sobre o tempo

Total 3270 citações tempo, filtro:

Charles Bukowski photo
Charles Bukowski photo
William Shakespeare photo
Charles Bukowski photo
Gerson De Rodrigues photo

„Poema - Uma triste história de amor

Há Muito tempo
nos confins do universo
existia uma triste história de amor

A Morte se apaixonou pela solidão
e deste amor improvável
nasceu uma triste criança

A Solidão não suportava a sua tristeza
e todas as noites
ela era atormentada por sua terrível melancolia

A Morte ao escutar aquela criança chorar
seus olhos embargavam-se de sangue

O Universo estava em crise
os deuses questionavam a sua própria divindade
e a presença daquela inocente criança
faziam os diabos chorarem

Como em um conto de fadas
ou em uma poesia de amor
aquela criança trouxe a aquele mundo fantástico
sentimentos de dor

Mas que culpa tinha a pobre criança?

O brilho em seus olhos
expressavam a morte das estrelas
e as suas asas tão belas
eram negras como o próprio universo

A Solidão nunca foi capaz de amar
o seu próprio filho

E a sua paixão pela morte
era como uma sinfonia perfeita

A Morte não roubava a sua Solitude
e a solidão não entregava a Morte
sentimentos de dor

A Sinfonia de um relacionamento perfeito
deu origem a uma criança maldita

Com o universo em desequilíbrio
a solidão pegou o seu próprio filho em seus braços
e para não sacrificar a sua solitude
a arremessou no mundo dos homens

Essa criança sou eu…

A Minha alma foi aprisionada no corpo
de uma criança humana
eu cresci no lar de uma família
que nunca foi capaz de me amar

Caminhei sozinho durante noites solitárias
e as únicas coisas que me atraiam
eram as sinfonias das estrelas ao se apagarem

Eu sou o filho bastardo da solidão
e não há nada neste mundo
capaz de preencher o vazio que existe em meu peito

Se não fosse a música,
o diabo que vive em mim já teria enlouquecido

Eu passo noites de insônia acordado
escutando as mais melancólicas sinfonias
esperando que em uma bela manhã
a morte venha me encontrar

Deitado submerso em uma banheira
repleta de água
eu vejo o sangue dos meus punhos
fundirem-se com a canção das estrelas

A Solidão chorava por ter abandonado o seu próprio filho
e aquela pobre criança
que a muito tempo foi arremessada no mundo dos homens
sorri pela primeira vez
submersa em uma banheira de sangue“

—  Gerson De Rodrigues poeta, escritor e anarquista Brasileiro 1995

Fonte: Niilismo, Filosofia

Keanu Reeves photo
Fernando Pessoa photo
Freddie Mercury photo
Khalil Gibran photo
Buda photo
Gerson De Rodrigues photo

„Poema - Samael

Certa vez um arcanjo
que havia sido expulso do paraíso
isolou-se em um profundo abismo
a escrever Poesias

A sua solidão
era como a morte de um buraco negro
primeiro extinguia-se toda a luz que existia em seus olhos
depois suicidava-se
na mais terrível escuridão

Nas auroras do tempo
uma jovem humana
tão bela quanto as canções angelicais

Mas tão triste
quanto ao suicídio de uma criança órfã

Se aproximou do solitário arcanjo
oferecendo a ele todo o seu amor

Durante dois dias
e duas noites

Amaram-se tão completamente
que as estrelas do universo
voltaram a brilhar

Não demorou muito
para que a escuridão voltasse a assombrar os seus corações
pois quando você passa muito tempo no abismo
a sua alma morre a cada segundo

Suas asas tornaram-se negras
e a escuridão em seu peito
afastou a única humana
capaz de amá-lo

Recluso no abismo
afogando-se em miséria
aceitou a solidão como a sua única companhia

Ela nunca foi capaz de deixa-lo
suas poesias conversavam com as suas lágrimas

E a distância em seus corações
os separavam de um amor impossível

A dor se transformou em angustia
e a tristeza em uma terrível tragédia

Ela se envenenou com as suas poesias
e ele a segurou em seus braços pela ultima vez

Existem muitas formas de morrer
mas nenhuma delas causa tanto sofrimento
quanto ao suicídio de um amor sincero
nos corações gélidos de uma alma decadente

A Culpa fez o arcanjo ir a loucura
batendo as suas asas ele viajou até o paraíso
e com as suas próprias mãos
matou todos os deuses

Caminhando descalço sobre o sangue
sagrado de cristo
enforcou com as tripas dos deuses
todos os homens

Espalhando a sua dor pelo mundo
ele se enforcou sobre o túmulo da sua amada…

- Gerson De Rodrigues“

—  Gerson De Rodrigues poeta, escritor e anarquista Brasileiro 1995

Paixão Amor Niilismo Romance Poesia

„Sempre amado e valorizado


Quem nos separará do amor de Cristo? Será tribulação, ou angústia, ou perseguição, 
ou fome… v.35


Servimos ao Deus que nos ama mais do que ama o nosso trabalho.

Sim, é verdade que Deus quer que trabalhemos para alimentar nossas famílias e que cuidemos, responsavelmente, do mundo que Ele criou. E Ele espera que sirvamos aos fracos, famintos, nus, sedentos e alquebrados em torno de nós, ao mesmo tempo em que nos mantemos alertas aos que ainda não responderam ao mover do Espírito Santo na vida deles.

Ainda assim, servimos ao Deus que nos ama mais do que ama o nosso trabalho.

Jamais devemos nos esquecer disso, porque poderá chegar um momento em que a nossa capacidade de “fazer para Deus” seja arrancada de nós por saúde, fracasso ou catástrofe imprevista. É nessas horas que Deus deseja que nos lembremos de que Ele nos ama não pelo que fazemos para Ele, mas por quem somos, Seus filhos! Uma vez que invocamos o nome de Cristo para a salvação, nada — 
“…tribulação, ou angústia, ou perseguição, ou fome, ou nudez, ou perigo, ou espada” — jamais nos separará “…do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor” (Romanos 8:35,39).

Quando tudo que podemos fazer ou tudo que temos é tirado de nós, tudo que o Senhor quer é que descansemos na certeza de que somos filhos de Deus.

A razão de existirmos 
é estarmos em comunhão com Deus. Randy Kilgore“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

Nicolau Maquiavel photo

„Chuvas de primavera


…como a alva a sua vinda é certa; e ele descerá sobre nós como a chuva, […] que rega a terra. v.3


Precisando de uma pausa, fui caminhar num parque das proximidades. Enquanto caminhava, uma explosão de verde me chamou a atenção. Fora da lama surgiam rebentos de vida que em poucas semanas seriam narcisos alegres, anunciando a primavera e o calor que se aproximava. Tínhamos sobrevivido a mais um inverno!

Quando lemos o livro de Oseias, podemos nos sentir, em parte, como num inverno implacável. O Senhor deu a este profeta a pouco invejável tarefa de se casar com uma mulher infiel para demonstrar o amor do Criador por Seu povo Israel (1:2,3). A esposa de Oseias, Gomer, quebrou seus votos de casamento, mas Oseias a aceitou novamente, desejando que ela o amasse com dedicação (3:1-3). Assim também o Senhor deseja que o amemos com a força e empenho que não se evaporarão como a névoa da manhã.

Como nos relacionamos com Deus? Será que o buscamos, principalmente em momentos de dificuldade, procurando respostas ao nosso sofrimento, mas ignorando-o em nossas celebrações? Somos como os israelitas, facilmente seduzidos pelos ídolos do nosso tempo, tais como: ocupação, sucesso e influência?

Hoje, podemos novamente nos comprometer com o Senhor, que nos ama, tão certo como os botões em flores na primavera.

Embora possamos ser infiéis a Deus, 
Ele nunca vai virar Suas costas a nós. Amy Boucher Pye“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Deixe que parta!


Ora, disse o Senhor a Abrão: Sai da tua terra, […] e vai para a terra que te mostrarei. v.1


Para o nosso aniversário de casamento, meu marido emprestou uma bicicleta tandem (assento duplo) para que pudéssemos desfrutar de uma aventura romântica juntos. Quando começamos a pedalar, percebi que, com o piloto à minha frente, a estrada se escondia por trás de seus ombros largos. Além disso, o meu guidão era fixo; e não afetava o movimento da bicicleta. Somente o guidão da frente determinava a nossa direção; o meu servia apenas como apoio para a parte superior do meu corpo. Eu tinha a opção de sentir-me frustrada por minha falta de controle ou de confiar que meu marido nos guiaria com segurança em nossa rota.

Quando Deus pediu a Abrão para deixar a sua terra natal e família, Ele não lhe ofereceu muitas informações sobre o destino. Nenhuma coordenada geográfica. Nenhuma descrição da nova terra nem de seus recursos naturais. Nem mesmo uma indicação sobre quanto tempo levaria para alcançá-la. Deus simplesmente o instruiu a “ir” para a terra que o Senhor lhe mostraria. A obediência de Abrão à instrução de Deus, apesar de não saber a maioria dos detalhes, como os seres humanos anseiam, lhe é creditado como “fé” (Hebreus 11:8).

Se estivermos lutando com incerteza ou descontrole em nossa vida, adotemos o exemplo de Abrão — seguir em frente e confiar em Deus. O Senhor nos orientará bem.

Devemos confiar em Deus para guiar-nos. Keila Ochoa“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Nos bastidores

…foram ouvidas as tuas palavras; e, por causa das tuas palavras, é que eu vim. v.12

Minha filha enviou uma mensagem a um amigo, esperando receber logo a resposta. O telefone mostrava que a mensagem fora lida, e ela esperou ansiosa. Momentos depois, frustrada, gemeu de irritação pela demora. A irritação virou preocupação, e ela se questionou se isso significava que havia um problema entre ambos. A resposta veio e ela se sentiu aliviada ao ver que tudo estava bem. O amigo simplesmente levara algum tempo verificando os detalhes necessários.

O profeta Daniel também aguardou ansiosamente por uma resposta. Após receber a visão assustadora de grande guerra, Daniel jejuou e buscou a Deus em humilde oração (10:3,12). Durante três semanas, ficou sem resposta (vv.2,13). Finalmente, um anjo assegurou a Daniel de que suas preces tinham sido ouvidas “desde o primeiro dia”. Nesse meio tempo, o anjo estava lutando em defesa dessas orações. Embora Daniel não soubesse no início, Deus estava agindo durante cada um dos 21 dias que decorreram entre a primeira oração e a vinda do anjo.

Confiar que Deus ouve as nossas orações (Salmo 40:1) pode nos tornar ansiosos quando a resposta divina não vem quando a desejamos. Tendemos a questionar se o Senhor se importa. No entanto, a experiência de Daniel nos lembra de que Deus está agindo em favor dos que ama, mesmo se isso não nos parecer óbvio.

Deus está sempre pronto a agir em favor do Seu povo. Kirsten Holmberg“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Julgamento por fogo


Bem-aventurado o homem que suporta, com perseverança, a provação; porque, […] receberá a coroa da vida… v.12


No inverno passado ao visitar um museu de história natural, aprendi alguns fatos interessantes sobre uma árvore chamada Aspen. Um bosque de álamos, de troncos delgados e brancos podem crescer a partir de uma única semente e compartilhar o mesmo sistema radicular. Estes sistemas radiculares podem existir por milhares de anos, mesmo sem produzir árvores. Eles dormem no subsolo, à espera de incêndio, inundação ou avalanche para limpar-lhes um espaço nas sombras da floresta. Após um desastre natural limpar a terra, as raízes dessa árvore podem finalmente sentir o sol. As raízes, então, produzem mudas, que se tornam árvores.

Para estes álamos, a devastação causada pela natureza lhes possibilita o crescimento. Tiago escreve que o nosso crescimento na fé, se torna possível pelas dificuldades: “…tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações, sabendo que a provação da vossa fé, uma vez confirmada, produz perseverança. Ora, a perseverança deve ter ação completa, para que sejais perfeitos e íntegros, em nada deficientes. “ (Tiago 1:2-4).

É difícil ser alegre nas provações, mas podemos ter a esperança de que Deus usará as circunstâncias difíceis para nos ajudar a atingir a maturidade. Como árvores de álamo, a fé pode crescer em tempos de provação quando a dificuldade liberar espaço em nosso coração para a luz de Deus habitar em nós.

Nossas experiências e provações 
podem nos aproximar de Cristo. Amy Peterson“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

Fiódor Dostoiévski photo

„Oriente e Ocidente


Quem és tu que julgas o servo alheio?… v.4


Quando os alunos do sudeste da Ásia tiveram aulas com um professor visitante, este aprendeu uma lição. Depois de dar aos alunos um teste de múltipla escolha, surpreendeu-se ao descobrir muitas perguntas sem resposta. Enquanto devolvia os testes corrigidos, ele sugeriu que, da próxima vez, em vez de deixar respostas em branco eles deveriam dar um palpite. Surpreso, um dos estudantes levantou a mão e perguntou: “E se eu acidentalmente acertar a resposta? Estaria dando a entender que sabia a resposta.” O aluno e professor tinham perspectivas e práticas diferentes.

Nos dias do Novo Testamento, os convertidos judeus e gentios vinham para Cristo com perspectivas tão diferentes quanto o Oriente dista do Ocidente. Em pouco tempo, eles estavam em desacordo sobre assuntos tão diversos como dias de culto e o que um seguidor de Cristo seria livre para comer ou beber. O apóstolo Paulo exortou-os a lembrar um fato importante: Nenhum de nós está em posição de saber ou julgar o coração do outro.

Por uma questão de harmonia com outros cristãos, Deus nos exorta a percebermos que todos nós somos responsáveis diante de nosso Senhor, por agir de acordo com a Sua Palavra e nossa consciência. No entanto, somente Ele está em posição de julgar as atitudes do nosso coração (Romanos 14:4-7).

Seja lento para julgar os outros, 
mas rápido para julgar-se a si mesmo. Mart De Haan“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Correr e descansar


E ele lhes disse: Vinde repousar um pouco, à parte, num lugar deserto… v.31


O título me chamou a atenção: “Os dias de descanso são importantes para os corredores.” O artigo de um ex-corredor de montanha enfatizou um princípio que os atletas dedicados, por vezes, ignoram: — o corpo precisa de tempo e descanso para se reconstruir após o exercício. “Fisiologicamente, as adaptações que ocorrem como resultado do treinamento só acontecem durante o repouso, o que significa que o descanso é tão importante quanto os treinos.”

O mesmo se aplica em nossa caminhada de fé e obras. O repouso é essencial para evitar o cansaço e desânimo. Jesus procurou o equilíbrio espiritual durante Sua vida entre nós, mesmo enfrentando enormes demandas. Quando os Seus discípulos retornaram exaustos por ensinar e curar os outros, Ele lhes disse: “…Vinde repousar um pouco, à parte, num lugar deserto…” (v.31). Mas uma grande multidão os seguiu, de modo que Jesus ensinou-lhes e os sustentou com apenas cinco pães e dois peixes (vv.32-44). Quando todo mundo tinha ido embora, Jesus “subiu ao monte para orar” (v.46).

Se a nossa vida é definida pelo trabalho, então o que fazemos se torna cada vez menos eficaz. Jesus nos convida a segui-lo, regularmente, a um lugar tranquilo para orar e descansar um pouco.

Em nossa vida de fé e serviço, 
o descanso é tão importante quanto o trabalho. David C. McCasland“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„O dom da hospitalidade


Não negligencieis a hospitalidade, pois alguns, praticando-a, sem o saber acolheram anjos. v.2


O jantar que oferecemos às cinco famílias de nações diferentes continua a ser uma memória maravilhosa. De alguma forma, a conversa não ficou restrita a cada casal, mas todos nós conversamos sobre a vida em Londres sob pontos de vista de partes diferentes do mundo. No final da noite, meu marido e eu concluímos que tínhamos recebido mais do que tínhamos oferecido, inclusive o calor humano que compartilhamos ao nos empenhar em fazer novas amizades e conhecer culturas diferentes.

O autor da carta aos Hebreus conclui os seus pensamentos com exortações para a vida da comunidade, relembrando aos seus leitores que deveriam continuar a receber bem os estrangeiros. Pois fazendo isso, algumas pessoas “acolheram anjos sem o saber” (13:2). Ele podia estar se referindo a Abraão e Sara, que, como vemos em Gênesis 18:1-12, acolheram três desconhecidos com generosidade e os receberam com festa, como era o costume nos tempos bíblicos. Eles não sabiam que estavam acolhendo anjos que lhes trouxeram uma mensagem de bênção.

Nós não convidamos as pessoas para nossas casas, com o intuito de tirar vantagens disso, mas, com frequência, recebemos mais do que damos. Que o Senhor espalhe o Seu amor através de nós à medida que alcançamos outros com o dom da hospitalidade.

Quando praticamos a hospitalidade, 
compartilhamos da bondade e das dádivas divinas. Amy Boucher Pye“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Árvore do rio


Porque ele é como a árvore plantada junto às águas… v.8


Esta árvore era digna de inveja. Crescendo na propriedade ribeirinha, não precisava se preocupar com boletins meteorológicos, temperaturas devastadoras, ou um futuro incerto. Nutrida e resfriada pelo rio, passou os seus dias levantando seus ramos para o sol, sedimentando a terra com as suas raízes, limpando o ar com suas folhas e oferecendo sombra a todos os que precisavam refugiar-se do sol.

Em contraste a isso, o profeta Jeremias apontou para um arbusto (17:6). Quando as chuvas pararam e o sol do verão transformou o chão em poeira, o mato murchou, não oferecendo sombra ou fruta para ninguém.

Por que o profeta compararia uma frondosa árvore a um arbusto murcho? Ele queria que o seu povo se lembrasse do que tinha acontecido desde o seu resgate milagroso dos campos de escravidão do Egito. Por 40 anos no deserto, eles viveram como a árvore plantada junto a um rio (2:4-6). No entanto, na prosperidade de sua Terra Prometida eles esqueceram a sua própria história; confiaram em si mesmos e em deuses que eles mesmo criaram (v.8), até ao ponto de voltar ao Egito em busca de ajuda (42:14).

Assim Deus, por intermédio de Jeremias, exortou, amorosamente, os filhos esquecidos de Israel para esperar e confiar no Senhor e ser como a árvore e não como o arbusto.

Vamos lembrar em tempos bons 
o que aprendemos em dias de angústia. Mart De Haan“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„O gênio do ferro-velho


Ele retrucou: Se é pecador, não sei; uma coisa sei: 
eu era cego 
e agora vejo. v.25


Noah Purifoy começou o seu trabalho como artista “montador” com 3 toneladas de escombros recuperados a partir dos motins de 1965 na área de Watts, em 
Los Angeles, EUA. De rodas de bicicletas quebradas e bolas de boliche para pneus descartados e TV danificadas a 
produtos já inutilizáveis, ele e um colega criaram esculturas que transmitiam poderosa mensagem sobre pessoas sendo tratadas como “descartáveis” na sociedade moderna. Um jornalista referiu-se a ele como “o gênio do ferro-velho”.

No tempo de Jesus, muitas pessoas com doenças e problemas físicos eram consideradas como pecadores que estavam sendo punidos por Deus. Essas pessoas eram evitadas e ignoradas. Mas quando Jesus e Seus discípulos encontraram um homem cego de nascença, o Senhor disse que a condição física dele não era resultado do pecado, mas sim, uma ocasião para revelar o poder de Deus. “Enquanto estou no mundo, sou a luz do mundo” (João 9:5). Quando o cego seguiu as instruções de Jesus, ele pôde ver.

Quando as autoridades religiosas questionaram esse homem cego, ele respondeu simplesmente: “…uma coisa sei: eu era cego, mas agora vejo” (v.25).

Jesus ainda é o maior “gênio do ferro-velho” em nosso mundo. Estamos todos danificados pelo pecado, mas Ele toma a nossa vida despedaçada e molda-a em Suas mãos.

Jesus é o restaurador 
de nossa vida. David C. McCasland“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„O amor revelado


Nisto se manifestou o amor de Deus em nós: em haver Deus enviado o seu Filho unigênito ao mundo, para vivermos por meio dele. v.9


Quando uma série de placas escritas “eu te amo” apareceram misteriosamente na cidade, uma repórter do jornal local decidiu investigar. Sua sondagem deu em nada. Semanas mais tarde, novos sinais apareceram com o nome de um parque local, uma data e hora.

Acompanhada por uma multidão de pessoas curiosas daquela cidade, a repórter foi ao parque no tempo determinado. Lá, ela viu um homem vestindo um terno escondendo o seu rosto habilmente. Imagine a surpresa dela quando ele lhe entregou um buquê e a pediu em casamento! O homem misterioso era o namorado dela. Ela alegremente disse sim.

A maneira de expressar o amor à sua noiva pode ter parecido um pouco exagerada, mas a expressão de amor de Deus por nós é no mínimo extravagante! “Nisto se manifestou o amor de Deus em nós: em haver Deus enviado o seu Filho unigênito ao mundo, para vivermos por meio dele” (1 João 4:9).

Jesus não é apenas um símbolo de amor, como uma rosa entregue de uma pessoa à outra. Ele é o ser humano-divino que, voluntariamente, entregou Sua vida para que quem crer nele para a salvação tenha um relacionamento de aliança eterna com Deus. Nada pode separar um cristão “…do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor” (Romanos 8:39).

Reconhecemos o quanto Deus nos ama 
porque Ele enviou o Seu Filho para nos salvar. Jennifer Benson Schuldt“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Qual é a ocasião?


Sei que tudo quanto Deus faz durará eternamente… v.14


Arthur, 4 anos, espiou para fora do capuz do seu moletom favorito deixando à vista o seu alegre rostinho. O capuz imitava uma cabeça de jacaré com mandíbulas de pelúcia que pareciam engolir a cabeça dele! Sua mamãe não aprovou o moletom escolhido. Ela queria causar uma boa impressão na visita que fariam a uma família que não viam há tempos.

Então ela lhe disse: “Esse moletom não é apropriado para a ocasião de hoje.”

“É sim!”, Arthur protestou prontamente.

“Sim, e que ocasião você acha que é?”, perguntou ela. Arthur respondeu: “Você sabe, mãe. Vida!” O garoto convenceu a sua mãe a deixar ele vestir o moletom que preferia!

Arthur já aprendeu o que lemos em Eclesiastes 3:12: “…nada há melhor para o homem do que regozijar-se e levar vida regalada”. Esse livro pode parecer deprimente e muitas vezes é incompreendido porque foi escrito a partir de uma perspectiva humana, não divina. O escritor, o rei Salomão, perguntou: “Que proveito tem o trabalhador naquilo com que se afadiga” (v.9)? No entanto, nele vislumbramos a esperança, pois ele também escreveu: “…é dom de Deus que possa o homem comer, beber e desfrutar o bem de todo o seu trabalho” (v.13).

Nós servimos a um Deus que nos dá boas coisas para desfrutar. Tudo o que Ele faz “durará eternamente” (v.14). À medida que o reconhecemos e seguimos os Seus ensinos de amor, Ele incute e inspira em nós o Seu propósito, significado e alegria de viver.

O Senhor, que o criou, 
quer ser o centro de sua vida. Tim Gustafson“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Salvador atemporal


…Em verdade, em verdade eu vos digo: antes que Abraão existisse, Eu Sou. v.58


Jeralean Talley, norte-americana, morreu em junho de 2015 como a pessoa viva mais idosa do mundo — 116 anos. Em 1995, a cidade de Jerusalém comemorou o seu aniversário de 3 mil anos. Uma pessoa de 116 anos é muito idosa, e uma cidade de 3 mil é muito antiga, mas há árvores que atingem idade ainda maior. Determinou-se que certo pinheiro das White Mountains da Califórnia, EUA, tinha mais de 4.800 anos. Ele precede em 800 anos o patriarca Abraão!

Desafiado pelos líderes religiosos judeus acerca de sua identidade, Jesus também afirmou ser anterior a Abraão. Ele disse: “…Em verdade, em verdade eu vos digo: antes que Abraão existisse, Eu Sou” (João 8:58). Sua afirmação ousada chocou aqueles que o estavam confrontando, os quais tentaram apedrejá-lo. Eles sabiam que Ele não se referia a uma idade cronológica, mas estava realmente afirmando ser eterno ao usar o antigo nome de Deus: “Eu Sou” (Êxodo 3:14). Mas, como membro da trindade, Ele podia fazer essa alegação com legitimidade.

Em João 17:3, Jesus orou: “E a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste”. Jesus, que é atemporal, viveu humanamente entre nós, para que pudéssemos viver para sempre. Ele cumpriu essa missão morrendo em nosso lugar e ressuscitando. Devido ao sacrifício de Jesus, o Salvador, temos a esperança de um futuro não limitado pelo tempo, no qual passaremos a eternidade com o Senhor. Ele é o Ser atemporal.

[Cristo] é antes de todas as coisas. Nele, tudo subsiste. 
Colossenses 1:17 Bill Crowder“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„O vale da bênção


Se algum mal nos sobrevier, […] clamaremos a ti na nossa angústia, e tu nos ouvirás… v.9


O artista francês Henri Matisse sentiu que o trabalho de seus últimos anos de vida o representava melhor. Naquele tempo, ele experimentou um novo estilo, criando imagens coloridas e grandes, com papel em vez de tinta. Ele decorou as paredes de seu quarto com essas imagens brilhantes. Para ele, isso foi importante, pois fora diagnosticado com câncer e, frequentemente, estava confinado à sua cama.

Adoecer, perder o emprego ou sofrer desgosto são exemplos do que alguns chamam “estar no vale”, onde o temor ofusca todo o restante. O povo de Judá vivenciou isso ao saber que um exército invasor se aproximava (2 Crônicas 20:2-3.). Seu rei orou: “Se algum mal nos sobrevier, […] clamaremos a ti na nossa angústia, e tu nos ouvirás…” (v.9). Deus respondeu: “…amanhã, saí-lhes ao encontro, porque o Senhor é convosco” (v.17).

Quando o exército de Judá chegou ao campo de batalha, seus inimigos já haviam destruído um ao outro. O povo de Deus passou três dias recolhendo os equipamentos, roupas e objetos de valor abandonados. Antes de saírem, eles se reuniram para louvar a Deus e chamaram ao lugar “vale de Beraca”, que significa “bênção”.

Deus caminha ao nosso lado quando atravessamos os vales mais profundos de nossa vida. E Ele pode nos fazer descobrir bênçãos nesses vales.

Deus é mestre em transformar 
fardos em bênçãos. Jennifer Benson Schuldt“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Lembre-se de quando


…grandes coisas 
fez o Senhor por nós; por isso, estamos alegres. v.3


Nosso filho lutou com a dependência química durante 7 anos; e nesse tempo, minha mulher e eu vivenciamos muitos dias difíceis. Enquanto orávamos e esperávamos por sua recuperação, aprendemos a comemorar as pequenas vitórias. Se nada de ruim acontecesse em um período de 24 horas, dizíamos um ao outro: “Hoje foi um bom dia”. Essa frase tão curta se tornou um lembrete para sermos gratos pela ajuda de Deus nas menores coisas.

Escondido no Salmo 126:3 há um lembrete ainda melhor das misericórdias de Deus e do que, em última análise, elas significam para nós: “…grandes coisas fez o Senhor por nós; por isso, estamos alegres”. Que ótimo versículo para considerar ao nos lembrarmos da compaixão de Jesus por nós na cruz! As dificuldades de qualquer dia não podem alterar a verdade de que, aconteça o que acontecer, nosso Senhor já nos demonstrou bondade insondável e que “…a sua misericórdia dura para sempre” (Salmo 136:1).

Quando passamos por uma circunstância difícil e descobrimos que Deus foi fiel, manter isso em mente nos ajudará muito na próxima vez em que as águas da vida ficarem turbulentas. Podemos não saber como Deus nos fará atravessar as nossas circunstâncias, mas Sua bondade para conosco no passado nos ajuda a confiar que Ele o fará.

Quando não conseguimos ver a mão de Deus, 
podemos confiar em Seu coração. james Banks“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

John Lennon photo

„Vivemos num mundo onde temos que nos esconder para fazer amor, enquanto a violência é praticada em plena luz do dia.“

—  John Lennon foi um músico, cantor, compositor, escritor e ativista britânico 1940 - 1980

Atribuídas

„Não recebeu o crédito?


Assim brilhe também a vossa luz diante dos homens, para que […] glorifiquem a vosso Pai… Mateus 5:16


Os musicais de Hollywood eram populares nas décadas de 50 e 60, e as atrizes encantavam os telespectadores com suas performances irresistíveis. Mas grande parte desse apelo eram os cantos de tirar o fôlego que abrilhantavam as atuações. Na verdade, o sucesso dos filmes clássicos era em grande parte, devidos a Marni Nixon, que dublou as vozes de cada uma das principais atrizes e cuja contribuição por longo tempo foi ignorada.

Muitas vezes, no Corpo de Cristo há pessoas que apoiam outros que assumem um papel mais público. O apóstolo Paulo dependia exatamente de tais pessoas em seu ministério. Tércio, o escriba, deu a Paulo a sua poderosa voz escrita (Romanos 16:22). As orações de bastidores de Epafras eram essenciais para Paulo e para a Igreja Primitiva (Colossenses 4:12,13). Lídia abriu generosamente a sua casa quando o apóstolo cansado precisava de restauração (Atos 16:15). A obra de Paulo não teria sido possível sem o apoio destes servos em Cristo (vv.7-18).

Nossos papéis nem sempre são visíveis, mas Deus se alegra quando desempenhamos obedientemente a nossa parte em Seu plano. Quando formos “abundantes na obra do Senhor” (1 Coríntios 15:58), encontraremos valor e significado em nosso serviço, à medida que este trouxer glória a Deus e atrair outros para Ele (Mateus 5:16).

O segredo do verdadeiro serviço 
é a fidelidade absoluta onde quer que Deus o colocar. Cindy Hess Kasper“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Tempo para tudo


Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo propósito debaixo do céu. v.1


Ao voar recentemente, observei uma mãe e seus filhos algumas fileiras à minha frente. Enquanto a criança jogava contente, a mãe olhava para os olhos de seu recém-nascido, sorrindo para ele e acariciando sua bochecha. O bebê olhou para trás com espanto e de olhos arregalados. Gostei daquele momento sentindo um toque de melancolia, pensando em meus próprios filhos naquela idade e no tempo que já tinha passado por mim.

Refleti sobre as palavras do rei Salomão em Eclesiastes sobre “…todo propósito debaixo do céu” (v.1). Mencionando uma série de opostos, ele diz que há um tempo para tudo (v.1): “…há tempo de nascer e tempo de morrer; tempo de plantar e tempo de arrancar…” (v.2). Talvez, nesses versículos, o rei Salomão se desespere com o que vê como um ciclo de vida sem sentido. Mas ele também reconhece o papel de Deus em cada estação, e que o nosso trabalho é “dom de Deus” (v.13) e que “tudo quanto Deus faz durará eternamente” (v.14).

Podemos lembrar momentos em nossa vida com saudades, como eu relembrando os meus filhos como bebês. Sabemos, porém, que o Senhor promete estar conosco em todas as épocas de nossa jornada (Isaías 41:10). Podemos contar com a Sua presença e descobrir que o nosso propósito é andar com Ele.

Deus nos concede as estações de nossa vida 
e promete estar conosco. Amy Boucher Pye“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Além das etiquetas


…Deus prova o seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores. v.8


Certa igreja na minha cidade tem um cartão de boas-vindas único que capta o amor e a graça de Deus para todos. Ele diz: “Se você é: santo, pecador, perdedor, vencedor” — seguido por muitos outros termos usados para descrever as pessoas em dificuldades — “alcoólatra, hipócrita, trapaceiro, amedrontador, desajustado… Você é bem-vindo aqui.” Um dos pastores me disse: “Lemos esse cartão em voz alta juntos em nossos cultos todos os domingos.”

Quantas vezes aceitamos rótulos e permitimos que eles definam quem somos. E com que facilidade rotulamos os outros. Mas a graça de Deus desafia os rótulos porque está enraizada em Seu amor, não em nossa autopercepção. Se nos vemos como maravilhosos ou terríveis, capazes ou desamparados, podemos receber a vida eterna como um presente dele. O apóstolo Paulo relembrou aos seguidores de Jesus em Roma que “…Cristo, quando nós ainda éramos fracos, morreu a seu tempo pelos ímpios” (Romanos 5:6).

O Senhor não exige que mudemos por nosso próprio poder. Em vez disso, Ele nos convida a vir como somos para encontrar esperança, cura e liberdade nele. “Deus prova o seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores” (v.8). O Senhor está pronto e disposto a nos receber tal como somos.

O perdão de Deus desafia as nossas falhas ou orgulho. David C. McCasland“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Detalhes íntimos


Sabes quando me assento e quando me levanto; e longe penetras os meus pensamentos. v.2


O Universo é grandioso, a Lua gira em torno de nós a quase 4 mil km por hora. A Terra gira em torno do Sol a 
106 mil km por hora. Nosso sol é um dentre 200 bilhões de outras estrelas e trilhões de mais planetas na galáxia, e essa galáxia é apenas uma de 100 bilhões de outras que se precipitam pelo espaço. Espantoso!

Em comparação a este vasto cosmos, nossa pequena Terra não é maior do que um seixo, e nossa vida individual não é maior do que um grão de areia. No entanto, de acordo com as Escrituras, o Deus das galáxias atende a cada um de nós seres microscópicos em detalhes íntimos. Ele nos viu antes de existirmos (Salmo 139:13-16); Ele nos sonda ao longo dos nossos dias e penetra os nossos pensamentos (vv.1-6).

Às vezes, pode ser difícil acreditar que este pequeno “seixo” tem problemas como a guerra e a fome, e podemos questionar o cuidado de Deus em momentos de sofrimento pessoal. Mas quando o rei Davi escreveu o Salmo 139 ele estava em meio à crise (vv.19,20). Quando Jesus disse que Deus conta cada cabelo de nossa cabeça (Mateus 10:30), era a época de crucificação. Falar sobre a atenção cuidadosa de Deus não é um desejo ingênuo. É a verdade do mundo real.

Aquele que mantém as galáxias girando nos conhece intimamente, e isso pode nos ajudar a superar os tempos mais difíceis.

O Deus do cosmo cuida de nós intimamente. Sheridan Voysey“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Dar a Jesus


Assim também vós considerai-vos mortos para o pecado, mas vivos para Deus, em Cristo Jesus. Romanos 6:11


Eles o chamam de “A Pegada do Diabo”. É uma impressão em forma de pé no granito em uma colina ao lado de uma igreja. De acordo com a lenda local, a “pegada” aconteceu num dia de outono em 1740, quando o evangelista George Whitefield pregou tão poderosamente que o diabo saltou do campanário da igreja, pousando na rocha ao sair da cidade.

Embora seja apenas uma lenda, a história lembra uma verdade encorajadora da Palavra de Deus. Tiago 4:7 nos lembra: “Sujeitai-vos, portanto, a Deus; mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós.”

Deus nos deu a força que precisamos para enfrentar nosso adversário e as tentações em nossa vida. A Bíblia nos diz que “…o pecado não terá domínio sobre vós” (Romanos 6:14) por causa da graça amorosa de Deus para conosco através de Jesus Cristo. Quando a tentação vem e corremos para Jesus, Ele nos capacita a permanecer em Sua força. Nada que enfrentamos nesta vida é capaz de vencê-lo, porque Ele “venceu o mundo” (João 16:33).

À medida que nos submetemos ao nosso Salvador, e ao mesmo tempo lhe entregamos a nossa vontade em obediência à Palavra de Deus, Ele nos ajuda. Quando nos entregamos a Ele em vez de ceder à tentação, Deus é capaz de lutar as nossas batalhas. Nele podemos vencer.

A oração do santo mais débil é um terror para Satanás. 
Oswald Chambers
James Banks“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Comemore a liberdade


Porque a lei do Espírito da vida, em Cristo Jesus, te livrou da lei do pecado e da morte. 8:2


Depois de ter sido sequestrado, mantido refém por 13 dias, e libertado, o cinegrafista da Nova Zelândia, Olaf Wiig, com um amplo sorriso no rosto, anunciou: “Sinto-me mais vivo agora do que em toda a minha vida.”

Por razões difíceis de entender, ser libertado é mais emocionante do que ser livre.

Para aqueles que gostam da liberdade todos os dias, a alegria de Wiig é um bom lembrete de como nos esquecemos facilmente sobre como somos abençoados. Isso também acontece espiritualmente. Aqueles dentre nós que já são cristãos por muito tempo muitas vezes esquecem o que é ser refém do pecado. Podemos nos tornar complacentes e até ingratos. Mas, na sequência, Deus envia um lembrete na forma de um novo cristão com testemunho exuberante do que Deus tem feito em sua vida e, mais uma vez, reconhecemos a alegria que temos, sendo livres “da lei do pecado e da morte” (Romanos 8:2).

Se a liberdade se tornou aborrecida para você, ou se você tende a se concentrar no que não pode fazer, pense nisso: Você não só não é mais escravo do pecado, mas está liberto para ser santo e desfrutar a vida eterna com Cristo Jesus (6:22)!

Celebre a sua liberdade em Cristo, e invista o seu tempo agradecendo a Deus pelas coisas que você é capaz e livre para fazer sendo o Seu servo.

Viver para Cristo 
traz a verdadeira liberdade Julie Ackerman Link“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Livre-se do pecado


…já não serei convosco, se não eliminardes do vosso meio a coisa roubada. v.12


O prazo de entrega de texto pairava sobre mim, e a discussão com o meu marido ainda girava em minha mente. Olhei para o cursor piscando, as pontas dos dedos no teclado. Ele também estava errado, Senhor.

A tela do computador ficou preta e franzi os cenhos. Não reconhecer meus erros estava mais do que dificultando o meu trabalho. Estava prejudicando o meu relacionamento com meu marido e meu Deus.

Peguei o celular, engoli o orgulho e pedi perdão. Saboreei a reconciliação quando o meu cônjuge se desculpou também, agradeci a Deus e terminei o artigo que devia, em tempo.

Os israelitas experimentaram a dor do pecado pessoal e a alegria da restauração. Josué advertiu o povo de Deus para não se enriquecerem na batalha de Jericó (Josué 6:18), mas Acã roubou os itens capturados e os escondeu em sua tenda (7:1). Somente após seu pecado ser exposto e tratado (vv.4-12), a nação reconciliou-se com seu Deus.

Como Acã, nem sempre reconhecemos como o fato de “esconder o pecado em nossa tenda” desvia o nosso coração de Deus e afeta os que nos rodeiam. Reconhecer Jesus como Senhor, admitir nosso pecado e buscar o perdão é a base para os relacionamentos saudáveis e fiéis com Deus e com os outros. Submetendo-nos diariamente ao nosso Criador e Sustentador, podemos servi-lo e desfrutar da Sua presença — juntos.

Deus pode purificar o nosso coração do pecado 
que destrói nossa intimidade com Ele e com os outros. Xochitl Dixon“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Limpeza da casa


Despojando-vos, portanto, de toda maldade e dolo, de hipocrisias e invejas e de toda sorte de maledicências. 2:1


Troquei de quartos e isso levou mais tempo do que o esperado. Eu não queria transferir minha extensa bagunça ao outro cômodo; mas recomeçar bem organizado. Depois de horas de limpeza e triagem, os sacos de objetos estavam prontos para serem descartados, doados ou reciclados. Porém, no final, um belo quarto me esperava e eu poderia me reorganizar.

Isso me trouxe uma nova perspectiva ao ler 1 Pedro 2:1, na paráfrase bíblica A Mensagem: “Por isso, limpem a casa! Tratem de varrer tudo que é malícia, fingimento, inveja e comentários maldosos.” Depois de uma alegre confissão de sua nova vida em Cristo (1:1-12) Pedro os exorta a jogar fora os hábitos destrutivos (1:13–2:3). Quando a nossa caminhada com o Senhor se torna confusa e o amor por outros está tenso, isso não deve nos fazer questionar nossa salvação. Não mudamos nossa vida para sermos salvos, mas porque somos salvos (1:23).

Da mesma maneira que a nossa nova vida em Cristo é verdadeira, os maus hábitos adquiridos não desaparecem do dia para a noite. Cada dia, precisamos “limpar a casa”, jogar fora tudo o que nos impede de amar os outros (1:22) e amadurecer (2:2). No espaço novo e limpo, experimentamos a maravilha de sermos recém- -construídos (v.5) pelo poder e pela vida de Cristo.

Todos os dias podemos rejeitar os hábitos destrutivos 
e experimentar a nova vida em Jesus. Monica Brands“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Hora de florescer


…Senhor, deixa-a ainda este ano, até que eu escave ao redor dela e lhe ponha estrume. v.8


Na primavera passada, decidi derrubar a roseira perto da nossa porta dos fundos. Nos três anos em que morávamos em nossa casa, não havia produzido muitas flores, e seus feios e infrutíferos ramos estavam agora se espalhando em todas as direções.

Mas andei muito ocupado, e meu plano de jardinagem foi adiado. Foi melhor assim, pois apenas algumas semanas mais tarde, a roseira explodiu em flores como eu nunca tinha visto antes. Centenas de flores brancas, grandes e ricas em perfume, pendiam sobre a porta dos fundos, fluíam para o nosso quintal e se espalhavam no chão com belas pétalas.

O renascimento da minha roseira me lembrou a parábola de Jesus sobre a figueira em Lucas 13:6-9. Em Israel, era costume dar três anos para as figueiras produzirem frutos. Se não dessem, eram cortadas para que o solo pudesse ser melhor utilizado. Nessa parábola de Jesus, um jardineiro pede ao seu patrão que dê a uma árvore em particular um quarto ano para produzir. No contexto (vv.1-5), a parábola implica isso: os israelitas não tinham vivido como deveriam, e Deus poderia julgá-los justamente. Mas Deus é paciente e concedera tempo extra para que eles se voltassem a Ele, fossem perdoados e florescessem.

Deus quer que todas as pessoas floresçam e tem-lhes dado tempo extra para que isso ocorra. Se ainda estamos caminhando em direção à fé ou orando por família e amigos incrédulos, Sua paciência é uma boa notícia para todos nós.

Deus deu ao mundo um tempo extra 
para que respondam a Sua oferta de perdão. Sheridan Voysey“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Orações de cinco dedos


…orai uns pelos outros… v.16


A oração é uma conversa com Deus, não uma fórmula. No entanto, às vezes precisamos usar um “método” para revigorar o nosso tempo de oração. Podemos orar os Salmos ou outras Escrituras, como a Oração do Senhor, ou ainda usar o método ACGS (Adoração, Confissão, Gratidão e Súplica). Recentemente, aprendi e me deparei com esta “Oração de Cinco Dedos” para usar como um guia, quando orar por outras pessoas:

• Ao dobrar as mãos, o polegar está mais próximo de você. Então, comece orando por aqueles que lhe são mais próximos, seus entes queridos (Filipenses 1:3-5).

• O indicador é o ponteiro. Ore por aqueles que ensinam, professores de ensino bíblico, pregadores e os que ensinam as crianças (1 Tessalonicenses 5:25).

• O dedo seguinte é o médio. Ele o lembra a orar por aqueles com autoridade sobre você, líderes nacionais e locais, e seu supervisor no trabalho (1 Timóteo 2:1,2).

• O quarto dedo anelar é geralmente o mais fraco. Ore por aqueles que estão em apuros ou sofrendo (Tiago 5: 13,16).

• Então vem seu dedo mindinho. Lembra-o de sua pequenez em relação à grandeza de Deus. Peça-lhe para suprir as suas necessidades (Filipenses 4:6,19).

Seja qual for o método utilizado, apenas fale com seu Pai. Ele quer ouvir o que está em seu coração.

Não são as palavras que oramos que importam; 
é a condição de nosso coração. Anne Cetas“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Silêncio


Até quando, Senhor, clamarei eu, e tu não me escutarás?… 1:2


As aves se espalharam quando os caminhões de distribuição de alimentos passaram pelas cabanas desgastadas da aldeia. As crianças descalças olhavam. Era raro o tráfego nesta “estrada” devastada pela chuva.

De repente, a mansão do prefeito, toda murada, surgiu à vista do comboio. O povo carecia de necessidades básicas, enquanto ele descansava no luxo duma cidade distante.

Tal injustiça nos indigna. E indignou também o profeta de Deus. Quando Habacuque viu a opressão desenfreada, perguntou: “Até quando, Senhor, clamarei eu, e tu não me escutarás?” (v.2). Mas Deus tinha notado, e disse, “Ai daquele que acumula o que não é seu […] Que constrói a sua casa por ganho injusto!” (2:6,9). O julgamento estava chegando!

Alegramo-nos com o julgamento de Deus aos outros, mas Habacuque nos faz dar uma pausa: “O Senhor, porém, está no seu santo templo; cale-se diante dele toda a terra” (2:20). Toda a terra. Os oprimidos e os opressores. Às vezes, o silêncio é a resposta apropriada ao silêncio aparente de Deus!

Por que silêncio? Porque facilmente esquecemos a nossa pobreza espiritual. O silêncio nos permite reconhecer nossa pecaminosidade na presença de um Deus santo.

Habacuque aprendeu a confiar em Deus, e nós também o podemos. Não conhecemos todos os Seus caminhos, mas sabemos que Ele é bom. Nada está além do Seu controle e tempo.

Informa-se o justo da causa dos pobres, 
mas o perverso de nada disso quer saber. Provérbios 29:7 Tim Gustafson“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Compartilhando o conforto

…como sois participantes dos sofrimentos, assim o sereis da consolação. v.7

Uma amiga me enviou algumas de suas cerâmicas artesanais, porém esses preciosos objetos danificaram-se durante a viagem. Uma das xícaras tinha quebrado em partes grandes, era um emaranhado de cacos e cerâmica em pó. Depois que o meu marido colou as peças quebradas, coloquei a xícara belamente restaurada numa prateleira. Como uma cerâmica restaurada, tenho cicatrizes que provam que ainda posso me manter firme depois dos tempos difíceis que Deus me permitiu passar. Essa peça me lembra de compartilhar como o Senhor trabalhou em minha vida e por meio dela posso ajudar outros em seus momentos de sofrimento.

O apóstolo Paulo louva a Deus porque Ele é o “…Pai de misericórdias e Deus de toda consolação…” (v.3). O Senhor usa as nossas provações e sofrimentos para nos tornar mais semelhantes a Ele. O Seu conforto em nossas dificuldades nos prepara para encorajar os outros, enquanto compartilhamos o que Ele fez por nós em nosso tempo de necessidades (v.4).

Ao refletirmos sobre o sofrimento de Cristo, podemos ser inspirados a perseverar em meio a nossa própria dor, confiando que Deus usa nossas experiências para nos fortalecer e também aos outros na prática da paciência (vv.5-7). Como Paulo, podemos ser consolados sabendo que o Senhor usa as nossas provações para a Sua glória. Podemos compartilhar o Seu conforto e trazer esperança reconfortante para os feridos.

Deus conforta os outros quando compartilhamos como Ele nos confortou quando estávamos sofrendo. Xochitl Dixon“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Tempo juntos


Agrada-se o Senhor dos que o temem e dos que esperam na sua misericórdia. v.11


Quando voltávamos do casamento de um membro da família, minha mãe me perguntou pela terceira vez o que era novo no meu trabalho. Repeti alguns detalhes como se estivesse lhe contando pela primeira vez, enquanto me perguntava o que poderia tornar minhas palavras mais lembradas. Minha mãe tem a doença de Alzheimer, a qual destrói progressivamente a memória, e afeta negativamente o comportamento e, eventualmente, leva à perda de fala e outras habilidades.

Sofro, mas estou grata por ela ainda estar aqui e podermos passar tempo juntas, e conversar. Emociono-me sempre que vou vê-la, ela se ilumina de alegria e exclama: “Alyson, que surpresa agradável!” Nós gostamos da companhia uma da outra; e mesmo nos silêncios quando as palavras lhe escapam, temos comunhão.

Talvez esta seja uma pequena demonstração sobre o nosso relacionamento com Deus. As Escrituras nos dizem: “Agrada-se o Senhor dos que o temem e dos que esperam na sua misericórdia” (v.11). Deus chama de filhos aos que creem em Jesus como Salvador (João 1:12). E embora possamos fazer as mesmas solicitações uma e outra vez ou nos faltem palavras, o Senhor é paciente conosco, porque temos um relacionamento pessoal com Ele. O Senhor sente-se feliz quando oramos a Ele — mesmo quando as palavras nos escapam.

Deus se deleita em nos ouvir! Alyson Kieda“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Veja as nuvens


Tens tu notícia do equilíbrio das nuvens e das maravilhas daquele que é perfeito em conhecimento? v.16


Um dia, muitos anos atrás, meus meninos e eu estávamos deitados de costas no quintal vendo as nuvens passarem. “Pai”, perguntou um, “por que as nuvens flutuam?” “Bem, filho”, comecei, com a intenção de lhe dar o benefício de meu vasto conhecimento, mas depois caí em silêncio. “Não sei, mas vou descobrir para você.”

Descobri que a umidade é condensada, descendo por gravidade, e encontra temperaturas mais quentes que sobem do solo. Essa umidade se transforma em vapor e sobe de volta ao ar. Essa é uma explicação natural para o fenômeno.

Mas explicações naturais não são as respostas finais. As nuvens flutuam porque Deus, em Sua sabedoria, ordenou as leis naturais de tal maneira que revelam as “maravilhas daquele que é perfeito em conhecimento” (v.16). As nuvens podem então ser pensadas como um símbolo — um sinal exterior e visível da bondade e graça de Deus na criação.

Então, um dia, quando você estiver tomando algum tempo para ver que imagens você pode imaginar nas nuvens, lembre-se disso: Aquele que fez todas as coisas bonitas faz as nuvens flutuarem pelo ar. Ele faz isso para nos chamar à admiração e à adoração. Os céus, até mesmo os cúmulos, estratos e nuvens cirros, declaram a glória de Deus.

A criação está cheia de sinais 
que apontam para o Criador. David H. Roper“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Deus chamando


Nisto se manifestou o amor de Deus em nós: em haver Deus enviado o seu Filho unigênito ao mundo… 1 João 4:9


Certa manhã minha filha deu ao seu filho de 11 meses, o seu telefone por um momento para entretê-lo. Menos de um minuto depois, meu telefone tocou e, quando o peguei, ouvi sua vozinha. Ele tinha de alguma forma atingido a “discagem rápida” para o meu número, e seguiu-se uma “conversa” que vou lembrar por muito tempo. Meu neto só pode falar algumas palavras, mas ele conhece a minha voz e reage a ela. Então, falei com ele e lhe disse o quanto eu o amo.

A alegria que senti ao ouvir a voz de meu neto foi um lembrete do profundo desejo de Deus por ter um relacionamento conosco. Desde o início, a Bíblia mostra Deus à nossa procura. Mesmo depois que Adão e Eva desobedeceram a Deus e se esconderam do Senhor no jardim: “chamou o Senhor Deus ao homem” (v.9).

Deus continuou a ir em busca da humanidade através de Jesus. Por Deus desejar ter relacionamento conosco, Ele enviou Jesus à Terra para pagar a penalidade por nosso pecado por Sua morte na cruz. “Nisto se manifestou o amor de Deus […] em haver Deus enviado o seu Filho unigênito ao mundo, para vivermos por meio dele…” (1 João 4: 9,10).

Como é bom saber que Deus nos ama e quer que respondamos ao Seu amor por meio de Jesus. Mesmo quando não sabemos muito bem o que dizer, nosso Pai deseja nos ouvir!

O amor de Deus por nós 
é revelado através de Jesus. James Banks“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Desafio de 15 minutos


Inclina-me o coração aos teus testemunhos… v.36


Dr. Charles O. Elliot, presidente de longa data da Universidade de Harvard, acreditava que as pessoas comuns que liam consistentemente da grande literatura do mundo por até alguns minutos por dia poderiam obter uma educação valiosa. Em 1910, ele compilou seleções de livros de história, ciência, filosofia e arte em 50 volumes chamados The Harvard Classics. Cada conjunto de livros incluiu o Guia de Leitura do Dr. Eliot intitulado “Quinze minutos por dia” contendo as seleções recomendadas de oito a dez páginas para cada dia do ano.

E se passássemos 15 minutos por dia lendo a Palavra de Deus? Poderíamos dizer com o salmista: “Inclina-me o coração aos teus testemunhos e não à cobiça. Desvia os meus olhos, para que não vejam a vaidade, e vivifica-me no teu caminho” (vv.36,37).

Aos 15 minutos diários somam até 91 horas por ano. Mas para qualquer quantidade de tempo que decidimos ler a Bíblia a cada dia, consistência é o segredo e o ingrediente-chave não é a perfeição, mas a persistência. Se perdemos um dia ou uma semana, podemos começar a ler novamente. Como o Espírito Santo nos ensina, a Palavra de Deus move-se de nossa mente para o nosso coração, depois para nossas mãos e pés, nos levando além da educação para a transformação.

“Ensina-me, Senhor, […] Desvia os meus olhos, para que não vejam a vaidade, e vivifica-me no teu caminho” (v.33).

A Bíblia é o único Livro cujo Autor 
está sempre presente quando ela é lida. David C. McCasland“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„O que queremos?


…o Espírito daquele que ressuscitou a Jesus dentre os mortos, […] vivificará também o vosso corpo mortal… v.11


“Fui da carroça ao homem que andou na Lua,” disse o vovô à neta, que compartilhou esta história comigo recentemente. E continuou: “Nunca pensei que isso poderia ocorrer em tão pouco tempo.”

A vida é curta, e muitos de nós voltamos para Jesus, pois queremos viver para sempre. Isso significa que não compreendemos o verdadeiro significado da vida eterna. Tendemos a ansiar por coisas erradas. Ansiamos por algo melhor, e pensamos que está logo à frente. Se eu estivesse fora da escola, tivesse esse emprego, fosse casado ou pudesse me aposentar. Se apenas… E então um dia ouvimos o eco da voz do avô ao refletirmos sobre o tempo que voou.

A verdade é que possuímos a vida eterna agora. Paulo escreveu: “…a lei do Espírito da vida, em Cristo Jesus, te livrou da lei do pecado e da morte” (v.2). E disse: “…os que se inclinam para a carne cogitam das coisas da carne; mas os que se inclinam para o Espírito, das coisas do Espírito” (v.5). Em outras palavras, os nossos desejos mudam quando chegamos a Cristo. Isso naturalmente nos dá o que mais desejamos. “Porque o pendor da carne dá para a morte, mas o do Espírito, para a vida e paz” (v.6).

A grande mentira da vida é de que precisamos estar em outro lugar, fazer outra coisa, com outra pessoa antes de começar a viver verdadeiramente. Ao encontrarmos Jesus, trocamos a mágoa pela brevidade da vida pela plena alegria da vida com Ele, agora e para sempre.

Para vivermos eternamente, 
devemos deixar Jesus viver em nós agora. Tim Gustafson“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Águas turbulentas


…não temas, nem te desanimes, porque o Senhor Deus, meu Deus, há de ser contigo; não te deixará, nem te desamparará… v.20


Eu estava desfrutando o começo de minha primeira experiência de rafting em corredeiras rápidas, até que ouvi o rugido das águas à frente. Minhas emoções foram inundadas com sentimentos de incerteza, medo e insegurança ao mesmo tempo. Passar pelo corredor de águas tão rápidas fora uma experiência amedrontadora! E de repente, tinha acabado. O guia na parte de trás do bote tinha nos ajudado a navegar. Eu estava seguro, pelo menos até as próximas quedas-d’água.

As transições em nossa vida podem ser como essas corredeiras. Os saltos inevitáveis levam de uma estação da vida à outra, da faculdade à carreira, mudanças de emprego, sair da casa dos pais para viver sozinho ou com um cônjuge, da carreira à aposentadoria, da juventude à velhice — são fases marcadas por incertezas e inseguranças.

Em uma das transições mais significativas registradas na história do Antigo Testamento, Salomão assumiu o trono de seu pai Davi. Tenho certeza de que ele estava cheio de incertezas sobre o futuro. Qual o conselho de seu pai? “…não temas, nem te desanimes, porque o Senhor Deus, meu Deus, há de ser contigo” (1 Crônicas 28:20).

Teremos a nossa justa parte de transições difíceis na vida. Mas com Deus em nosso bote não estamos sozinhos. Manter os nossos olhos fixos Naquele que está navegando conosco nas corredeiras traz alegria e segurança. Ele já conduziu muitos outros antes.

Deus nos guia em meio às transições 
que fazem parte de nossa vida. Joe Stowell“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Defendendo Deus


A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira. Provérbios 15:1


Os adesivos contra Deus no vidro traseiro do carro chamaram a atenção de um professor universitário. Como ex-ateu, o professor pensou que talvez o proprietário quisesse que os cristãos sentissem raiva. “A raiva ajuda o ateu a justificar o seu ateísmo”, explicou. E advertiu: “Com muita frequência, o ateu obtém exatamente o que está procurando.”

Ao recordar sua própria jornada para a fé, este professor observou a preocupação de um amigo cristão que o convidara a considerar a verdade de Cristo. O sentimento de urgência de seu amigo foi transmitido sem qualquer traço de raiva. Ele nunca esqueceu o respeito e a graça genuína que recebera naquele dia.

Os cristãos muitas vezes se ofendem quando os outros rejeitam Jesus. Mas como Ele se sente sobre essa rejeição? Jesus constantemente enfrentava ameaças e ódio, mas jamais duvidou pessoalmente de Sua divindade. Uma vez, quando uma aldeia lhe recusou hospitalidade, Tiago e João queriam retaliação imediata: “Senhor, queres que mandemos descer fogo do céu para os consumir?” (Lucas 9:54). Jesus não queria isso, e Ele “voltando-se os repreendeu” (v.55). Afinal, “…Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que julgasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele” (João 3:17).

Pode nos surpreender que Deus não precise de nós para defendê-lo. Ele quer que nós o representemos! Isso leva tempo, trabalho, autorrestrição e amor.

A melhor maneira de defender Jesus 
é viver como Ele. Tim Gustafson“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Viver com leões


…porque ele é o Deus vivo e que permanece para sempre… v.26


Quando visitei um museu em Chicago, EUA, vi um dos leões originais da Babilônia. Era uma imagem enorme em relevo, do tipo mural, de um leão alado com uma expressão feroz. Simbolizando Ishtar, a deusa babilônica do amor e da guerra, o leão era um exemplar dos 120 leões semelhantes que teriam se alinhado formando um caminho babilônico durante os anos de 604–562 a.C.

Os historiadores dizem que depois que os babilônios derrotaram Jerusalém, os cativos hebreus teriam visto esses leões durante o seu tempo no reino de Nabucodonosor. Os historiadores também dizem que é provável que alguns dos israelitas acreditassem que Ishtar tivesse derrotado o Deus de Israel.

Daniel, um dos cativos hebreus, não compartilhou dessas dúvidas que poderiam ter incomodado alguns de seus companheiros israelitas. Sua visão de Deus e seu compromisso com o Senhor permaneceram firmes. Ele orava três vezes por dia, com as janelas abertas, mesmo sabendo que isso significaria entrar em um covil de leões. Depois que Deus salvou Daniel dos animais famintos, o rei Dario disse: “…tremam e temam perante o Deus de Daniel, porque ele é o Deus vivo e que permanece para sempre […]. Ele livra e salva “ (vv.26,27). A fidelidade de Daniel permitiu-lhe influenciar os líderes babilônios.

Permanecer fiel a Deus apesar da pressão e do desânimo pode inspirar outras pessoas a dar-lhe glória.

A fidelidade a Deus inspira os outros. Jennifer Benson Schuldt“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Cantando com Violeta


…tendo o desejo de partir e estar com Cristo, […] Mas, […] é mais necessário permanecer na carne. vv.23,24


Uma idosa chamada Violeta sentou-se em sua cama numa enfermaria jamaicana e sorriu quando alguns adolescentes pararam para visitá-la. O ar quente, pegajoso, do meio-dia entrou em seu aposento, mas ela não reclamou. Em vez disso, ela começou a buscar em sua mente uma canção para entoar. E um enorme sorriso surgiu ao cantar: “Estou correndo, pulando, saltando, louvando ao Senhor!” Enquanto cantava, balançava os braços para frente e para trás como se estivesse correndo. Lágrimas vieram aos que estavam ao seu redor, pois Violeta não tinha pernas. Ela estava cantando porque, ela mesmo disse, “Jesus me ama e no céu vou ter pernas para correr.”

A alegria de Violeta e a esperançosa antecipação do céu deram nova vitalidade às palavras de Paulo em Filipenses 1, quando ele se referiu às questões de vida e morte: “…se o viver na carne traz fruto para o meu trabalho, já não sei o que hei de escolher”, disse ele: “estou constrangido, tendo o desejo de partir e estar com Cristo, o que é incomparavelmente melhor” (vv.22,23).

Cada um de nós enfrenta tempos difíceis que podem nos fazer desejar a promessa de alívio celestial. Mas, como Violeta nos mostrou alegria apesar das circunstâncias atuais, nós também podemos continuar “correndo, saltando, louvando ao Senhor”, pela vida abundante que Ele nos dá aqui e pela suprema alegria que nos espera.

Quando Deus nos dá uma nova vida, 
encontramos a alegria infinita. Dave Branon“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Regra de cinco minutos


…atendeu à oração do desamparado e não lhe desdenhou as preces. v.17


Li sobre uma regra de cinco minutos que certa mãe tinha para os seus filhos. Eles tinham que estar prontos para a escola e se reunir cinco minutos antes de sair a cada dia.

Eles se reuniam em torno da mãe, e ela orava por cada um deles pelo nome, pedindo a bênção do Senhor em seu dia. Em seguida beijava-os e eles saíam correndo. Outras crianças do bairro eram incluídas no círculo de oração se eles passassem por perto. Uma das crianças disse muitos anos mais tarde que com esta experiência, aprendeu como a oração é crucial para o seu dia.

O escritor do Salmo 102 reconhecia a importância da oração. Este salmo é conhecido por ser: “Oração do aflito que, desfalecido, derrama o seu queixume perante o Senhor.” Ele clamou: “Ouve, Senhor, a minha súplica […] no dia em que eu clamar, dá-te pressa em acudir-me” (vv.1,2). O “…Senhor, do alto do seu santuário, desde os céus, baixou vistas à terra” (v.19).

Deus cuida de você e quer ouvi-lo. Se você segue a regra dos cinco minutos diários pedindo as bênçãos de Deus, ou precisa passar mais tempo clamando a Ele em profunda angústia, fale com o Senhor todos os dias. O seu exemplo pode ter um grande impacto em sua família ou em alguém próximo a você.

A oração é o reconhecimento 
da nossa necessidade de Deus. Anne Cetas“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Aprender a língua


…encontrei também um altar no qual está inscrito: AO DEUS DESCONHECIDO. v.23


Eu estava numa pequena igreja da Jamaica e disse em meu melhor dialeto local, “Wah Gwan, Jamaica?” A reação foi melhor do que eu esperava, com os sorrisos e aplausos que recebi em troca.

Eu tinha dito apenas a saudação padrão: “O que está acontecendo?” Em Patois [pa-twa], mas para eles estava dizendo: “Preocupo-me o suficiente para falar a sua língua.” Claro que eu não sabia continuar, mas abri uma porta para comunicação.

Quando Paulo, esteve diante do povo de Atenas, ele os fez saber que conhecia a cultura deles, ao mencionar que tinha observado o seu altar ao “AO DEUS DESCONHECIDO”, e ao citar um de seus poetas. Nem todos acreditavam na mensagem de Paulo sobre a ressurreição de Jesus, mas alguns disseram: “A respeito disso te ouviremos noutra ocasião” (Atos 17:32).

À medida que compartilhamos com os outros sobre Jesus e a salvação que Ele oferece, as lições das Escrituras nos mostram que devemos investir o nosso tempo com outras pessoas, aprender um pouco de sua língua, demonstrando interesse e como uma maneira de abrir a porta para anunciar-lhes as boas-novas (1 Coríntios 9:20-23).

Quando descobrimos, “Wah Gwan?” com os outros, será fácil compartilhar o que Deus tem feito em nossa vida.

Antes de anunciar sobre Cristo aos outros, 
deixe-os ver o quanto você se importa com eles. Dave Branon“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Não desista


E não nos cansemos de fazer o bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não desfalecermos. v.9


Bob Foster, meu mentor e amigo há mais de 50 anos, nunca desistiu de mim. Sua amizade imutável e o encorajamento, mesmo durante meus momentos mais sombrios, ajudou-me a enfrentar minhas lutas.

Com frequência, estamos prontos a estender a mão e ajudar alguém que sabemos que está em grande necessidade. Mas quando não vemos melhoras imediatas, a nossa determinação pode enfraquecer e, eventualmente, desistimos. Descobrimos que aquilo que esperávamos acontecer de uma vez só, era um processo contínuo.

O apóstolo Paulo nos pede para sermos pacientes ao ajudar uns aos outros nos tropeços e lutas da vida. Quando ele escreve: “Levai as cargas uns dos outros e, assim, cumprireis a lei de Cristo” (Gálatas. 6:2), ele está comparando a nossa tarefa ao trabalho, ao tempo e à espera que leva para um fazendeiro ver a sua colheita.

Quanto tempo devemos continuar orando e ajudando aos que amamos? “…não nos cansemos de fazer o bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não desfalecermos” (v.9). Quantas vezes devemos estender a mão aos outros? “…enquanto tivermos oportunidade, façamos o bem a todos, mas principalmente aos da família da fé” (v.10).

O Senhor nos encoraja a confiar nele hoje, a permanecer fiel aos outros, a continuar orando e a não desistir!

Deus “…é poderoso para fazer infinitamente mais do que 
tudo quanto pedimos ou pensamos…”. Efésios 3:20 David C. McCasland“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„O piano encolhido


…aquele que começou boa obra em vós há de completá-la até ao Dia de Cristo Jesus. v.6


Durante três anos consecutivos, meu filho participou de um recital de piano. No último ano em que tocou, eu o vi subir os degraus do palco e preparar a sua estante. Ele tocou duas músicas e depois sentou-se ao meu lado e sussurrou: “Mãe, este ano o piano era menor.” Eu lhe respondi: “O piano é o mesmo. Foi você que cresceu.”

Muitas vezes, o crescimento espiritual e o crescimento físico acontecem lentamente ao longo do tempo. É um processo contínuo que envolve tornar-se mais semelhante a Jesus, e isso acontece à medida que somos transformados pela renovação da nossa mente (Romanos 12:2).

Quando o Espírito Santo age em nós, Ele nos conscientiza do nosso pecado. Para honrar a Deus, esforçamo-nos para mudar. Às vezes, experimentamos sucesso, mas em outros momentos, tentamos e falhamos. Parece que nada muda, desanimamos. Podemos comparar o fracasso com a falta de progresso, quando na verdade, com frequência estamos no meio do processo.

O crescimento espiritual envolve o Espírito Santo, a nossa vontade de mudar e tempo. Em certos pontos em nossa vida, podemos olhar para trás e ver que crescemos espiritualmente. Que Deus nos dê a fé para continuar a acreditar que “…aquele que começou boa obra em vós há de completá-la até ao Dia de Cristo Jesus” (FILIPENSES 1:6).

O crescimento espiritual é um processo. Jennifer Benson Schuldt“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Sua Palavra é a última


…no meu leito, quando de ti me recordo em ti medito, durante a vigília da noite… v.6


Dawson Trotman foi um líder cristão dinâmico e fundador da missão Os Navegadores. Ele sempre enfatizou a importância da Bíblia na vida de cada cristão. Trotman terminou cada dia com uma prática que chamou de “Sua Palavra, a última palavra”. Antes de dormir, ele meditava sobre um versículo ou passagem, e, em seguida, orava sobre a influência da Palavra de Deus em sua vida. Ele queria que as últimas palavras de cada dia viessem da Palavra de Deus.

O salmista Davi escreveu: “…no meu leito, quando de ti me recordo em ti medito, durante a vigília da noite. Porque tu me tens sido auxílio; à sombra das tuas asas, eu canto jubiloso” (Salmo 63:6,7). Se estamos em grande dificuldade ou desfrutamos de um tempo de paz, o nosso último pensamento à noite pode aliviar nossa mente com o descanso e conforto que Deus concede. E também pode definir o nosso primeiro pensamento na manhã seguinte.

Um de meus amigos e sua esposa finalizam cada dia lendo em voz alta uma passagem bíblica e um devocional com seus quatro filhos. Conversam sobre o que significa seguir a Jesus em casa e na escola. Eles chamam esse momento de sua versão de “Sua Palavra é a última” para cada dia.

Há maneira melhor de terminar o nosso dia?

O Espírito de Deus renova a nossa mente 
quando meditamos sobre a Palavra de Deus. David C. McCasland“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Tendo bons frutos


Ele é como árvore plantada junto a corrente de águas, que, no devido tempo, dá o seu fruto… v.3


A vista da minha janela do avião era marcante: uma fita estreita de campos de trigo maduros e pomares entre duas montanhas áridas. Um rio atravessava o vale. Água gerando vida, sem a qual não haveria qualquer fruto.

Assim como uma colheita abundante depende de uma fonte de água limpa, a qualidade do “fruto” em minha vida, as minhas palavras, ações e atitudes dependem do meu alimento espiritual. O salmista descreve isso no Salmo 1: A pessoa “…cujo prazer está na lei do Senhor […]. É como a árvore plantada junto a corrente de águas, que no devido tempo, dá o seu fruto…” (vv.1-3). E Paulo escreve em Gálatas 5 que aqueles que andam em sintonia com o Espírito são marcados por “amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio…” (vv.22,23).

Às vezes, a minha perspectiva sobre as minhas circunstâncias azeda, ou minhas ações e palavras tornam-se persistentemente indelicadas. Não há bons frutos, e percebo que não investi tempo em quietude diante da Palavra de Deus. Mas quando o ritmo dos meus dias está enraizado na confiança em Deus, produzo bons frutos. A paciência e a gentileza caracterizam as minhas interações com os outros; e é mais fácil escolher a gratidão do que murmurar.

O Deus que se revelou a nós é a nossa fonte de força, sabedoria, alegria, compreensão e paz (Salmo 119:28,98,111,144,165). Ao fortalecermos a nossa alma nas palavras que nos levam a Ele, a obra do Espírito de Deus se tornará clara em nossa vida.

O Espírito de Deus habita em Seu povo, 
a fim de trabalhar por meio deles. Peter Chin“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

Nicolau Maquiavel photo
Friedrich Nietzsche photo
Charles Bukowski photo

„Que tempos difíceis eram aqueles: ter a vontade e a necessidade de viver, mas não a habilidade.“

—  Charles Bukowski, livro Misto Quente

"What a weary time those years were -- to have the desire and the need to live but not the ability"
citado em "Misto Quente"
Verificadas

Sócrates photo
Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Vincent Van Gogh photo
Enéas Carneiro photo

„Ele era um nacionalista. Uma figura de muita relevância para o Partido da República, que ele ajudou a fundar. Infelizmente, ele não teve tempo de participar do partido devido à leucemia.“

—  Enéas Carneiro 1938 - 2007

Luciano Castro (deputado federal PR/RR), comentado sobre a curta participação de Éneas no seu novo partido, PR, ao saber de sua morte

Gerson De Rodrigues photo

„Poema – Tudo que eu preciso fazer agora é dormir

Acordei as seis horas da manhã
com um vazio em meu peito
que me faz desejar um câncer em meu cérebro

Preciso devolver um livro na biblioteca
ando pela rua como um homem doente
passei tanto tempo sozinho
que eu já não sei mais conviver em sociedade

Chego até a biblioteca
o local está repleto de gente
todos eles me olham com cara de nojo

Como se eu fosse algum tipo de monstro
não posso culpá-los
talvez eu realmente seja

Na minha mente
estão todos mortos
e o diabo dança sobre os seus cadáveres

Caminho em direção a balconista
e as minhas pernas começam a falhar
sem que eu perceba caio em meio a uma pilha de livros

As pessoas correm ao meu redor
e me apontam os seus dedos sujos

Levanto-me em desespero,
e volto correndo para casa

Tranco-me em meu quarto
como quem procura se esconder das estrelas
e novamente eu sou um lobo solitário
abandonado em um ninho de ratos

As paredes do meu quarto
jorram o sangue de um suicídio inevitável

Todos os dias eu me pergunto;

O que diabos eu estou fazendo aqui?
quando foi que eu me perdi?

Rasguei as entranhas da minha própria Mãe
e a amaldiçoei com a minha vida

Eu afastei todos aqueles
que se aproximaram de mim

Como uma barata
que rasteja em meio aos vermes
sinto-me repugnante

Sozinho no mundo
um escravo da minha própria insanidade
o Cristo do meu próprio testamento

As fotos velhas na minha estante
me lembram os dias em que eu fui feliz

Sinto-me culpado por existir
e a cada segundo eu me odeio cada vez mais

Volto para o meu quarto,
tudo que eu preciso fazer agora é dormir;

Acordei as seis horas da manhã
com um vazio em meu peito
que me faz desejar um câncer em meu cérebro

Vou até o espelho e me pergunto;
por quantos anos eu ainda irei suportar
essa rotina de sofrimento?

Uma lágrima sincera escorre pelo meu rosto
volto até o meu quarto
decidido a acabar com tudo
sátiros dançam ao redor da minha cama

Pego as minhas roupas e tampo todas as
saídas de ar da minha casa
vou até a cozinha e ligo o gás

Tudo que eu preciso fazer agora
é dormir…“

—  Gerson De Rodrigues poeta, escritor e anarquista Brasileiro 1995

Fonte: Solidão Deuses Ateísmo Niilismo

Citát „Uma mentira dá meia volta ao mundo antes que a verdade tenha tempo de vestir as calças.“
Winston Churchill photo
William Shakespeare photo
Charles Bukowski photo
William Shakespeare photo
Patrick Rothfuss photo

„A maior faculdade que nossa mente possui é, talvez, a capacidade de lidar com a dor. O pensamento clássico nos ensina sobre as quatro portas da mente, e cada um cruza de acordo com sua necessidade.

Primeiro, existe a porta do sono. O sono nos oferece uma retirada do mundo e de todo o sofrimento que há nele. Marca a passagem do tempo, dando-nos um distanciamento das coisas que nos magoaram. Quando uma pessoa é ferida, é comum ficar inconsciente. Do mesmo modo, quem ouve uma notícia dramática comumente tem uma vertigem ou desfalece. É a maneira de a mente se proteger da dor, cruzando a primeira porta.
Segundo, existe a porta do esquecimento. Algumas feridas são profundas demais para cicatrizar, ou profundas de mais para cicatrizar depressa. Além disso, muitas lembranças são simplesmente dolorosas e não há cura alguma a realizar. O provérbio 'O tempo cura todas as feridas' é falso. O tempo cura a maioria das feridas. As demais ficam escondidas atrás dessa porta.
Terceiro, existe a porta da loucura. Há momentos em que a mente recebe um golpe tão violento que se esconde atrás da insanidade. Ainda que isso não pareça benéfico, é. Há ocasiões em que a realidade não é nada além do penar, e, para fugir desse penar, a mente precisa deixá-la para trás.
Por último, existe a porta da morte. O último recurso. Nada pode ferir-nos depois de morrermos, ou assim nos disseram.“

—  Patrick Rothfuss, livro O Nome do Vento

The Name of the Wind

Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Helena Blavatsky photo
Sócrates photo
Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Lil Peep photo
Charles Spurgeon photo
Friedrich Nietzsche photo

„Quem luta com monstros deve velar para que, ao fazê-lo, não se transforme também em monstro. E se tu olhares, durante muito tempo, para um abismo, o abismo também olha para dentro de ti.“

—  Friedrich Nietzsche filósofo alemão do século XIX 1844 - 1900

Variante: Quem luta com monstros deve velar por que, ao fazê-lo, não se transforme também em monstro. E se tu olhares, durante muito tempo, para um abismo, o abismo também olha para dentro de ti.

Gerson De Rodrigues photo

„Poema - Tessalonicenses 4:16-18

Queimem as igrejas
rasguem todas as suas bíblias

Cristo voltou!
e somente os pecadores irão
banhar-se em seu sangue sagrado

Padres e Pastores
serão queimados
nas fogueiras da razão

Pois o filho de Deus
quer vingança
sobre as mentiras proclamadas
em seu nome;

Deitem-se com as Ninfas
profanem-se em imagens religiosas
amem os Demônios!

Estas dores que afligem o seu peito?
esse vazio que não sabes explicar?

Enforquem-se em luxuria
vendam suas almas ao diabo

E deixem que os pecados bíblicos
salvem a sua vida

Afastem de mim a sua Filosofia!
joguem fora estas Poesias de Amor!

Estes são os tempos dos loucos
e pecadores

Se quiseres a salvação
deverás amar a vida
e odiá-la a cada segundo

Pois dada a ordem
com a voz dos arcanjos
e o ressoar da trombeta de Deus

O próprio Senhor descerá dos céus
com a espada que prometeste
e a ira que guardas em seu peito
pois este não veio trazer a Paz!

- O que faremos nós com essa angustia
que rasgam o meu peito?

- E essa solidão que me mata
aos poucos?

Gritam as almas tristes em
plena agonia
de uma vida que não escolheram viver

- Matem-se eu vos digo!

Morram a cada segundo
que as suas dores o fizerem sofrer

Enforquem-se na frente
de todos aqueles
que disseram que as suas dores
eram uma mera frescura ou falta de atenção

Rasguem suas gargantas com punhais sagrados
E matem! Sim matem!

Afogado em seu próprio sangue
todos aqueles que disseram que o seu sofrimento
era falta do amor dos deuses

Pois estes não amam
nem mesmo a sepultura!

Estão perdidos em tantas metáforas?
estas alegorias foram escritas em solo sagrado!

E somente os assassinos de Deus
aqueles que banharam-se no pecado da humanidade
são capazes de compreende-la

Vomitem toda a angustia
que há em seu peito

É necessário a crucificação
para compreender os monstros que vivem
presos em sua mente

Nós os pecadores
nós somos os deuses!

Pois nos crucificam
todos os dias
e zombam das nossas dores

Sim eu os compreendo!
posso ouvir os seus gritos!

Não envergonhem-se em sentir
deixem que o sofrimento das suas almas vazias
e os pecados da carne

Os salvem do suicídio!“

—  Gerson De Rodrigues poeta, escritor e anarquista Brasileiro 1995

Fonte: Niilismo Niilista Poesia Poemas

John Wesley photo
Gerson De Rodrigues photo

„O Duplo - Uma Alegoria Niilista

Sentado em seu quarto com a corda nas mãos, o filósofo exausto enfrentava seu lado obscuro.

Não suporto mais as dores que me afligem, aonde se escondem as motivações? Estariam elas enterradas junto ao tumulo de deus?

Disse o filósofo em um tom sereno, sozinho, naquele quarto abandonado, andando de um lado para o outro

― Então desista! O Que te impede de colocar a corda sobre o pescoço e se deleitar com a morte?

Diziam as vozes em sua mente

Cale-se!! Deve existir algum motivo, alguma razão, alguma circunstância para se viver. Algo tão solido, que as dores que afligem meu coração não me torne um escravo da melancolia

Gritou o filósofo arremessando a corda para longe

― Mas você não encontrou certo? Estas inexplicáveis dores te assombram desde a infância, e a muito tempo vem mentindo para si mesmo que isso ou aquilo é o que te mantem vivo. E agora? O que restou? Todos que você um dia amou não passam de cadáveres!

Disse a voz em um tom fino e calmo

Mas (…) eu ainda tenho os meus livros. O Que me diz sobre eles? Meus trabalhos serão lembrados para sempre! Um filósofo não é útil vivo…

Dizia o Filósofo enquanto pegava uma de suas obras nas mãos, sentindo orgulho de si mesmo.

A voz doce, fala calmamente em seu ouvido

― O Que é a filosofia? Se não aforismos da mente de um grupo de primatas na fração de um ponto. Não seja egoísta, nós dois sabemos que um dia toda a realização da humanidade irá desaparecer no tempo

Com esse pensamento aonde iremos? Se todos pensarmos assim, todo o conhecimento da humanidade irá parar no tempo, o que sugere? Pensas que tem a resposta para tudo? Acha que morrer é a solução?

Disse o filósofo encarando o espelho

― Eu? Eu não posso sugerir nada, não se esqueça que está sozinho, sempre esteve, e assim morrerá! Chegou ao ponto de delirar e discutir consigo mesmo! Ainda acha que um homem louco gritando sozinho em um quarto vazio merece viver? Se tudo que tem de valor em sua vida patética são livros, eu é que te pergunto…

O Que sugere?

Não há nenhuma sugestão, nenhuma forma de resolver isso, a não ser no leito de morte.

― Então continue, vá em frente, coloque as cordas sobre seu pescoço e desista!

O Filósofo caminha até o canto do quarto, pega a corda, e a coloca sobre o seu pescoço

― Você nunca foi nada, nunca poderá ser nada, e este é o seu destino, morrer como um nada!

Cale-se…

Disse o filósofo em voz baixa, enquanto ajeitava a corda em seu pescoço. Ele então caminha até o espelho e o encara por alguns minutos…

― Há um intrínseco Niilismo em nossas vidas…

Disse a voz em sua mente, de maneira tão suave que a própria escuridão o abraçou

Essa não é a nossa primeira discussão, e não será a última…

Disse o filósofo ainda encarando o espelho com a corda no pescoço

― Então a dor passou não é? Flertar com a morte sempre cura as mais profundas feridas.

Passou (…) agora sinto a melancolia preenchendo todo o meu ser

― Talvez, o grande significado por trás da vida humana, seja simplesmente alimentar os vermes em nosso leito de morte.

Parte em ser Niilista, é compreender nosso lugar no cosmos. Nós não significamos nada, e a vida é repleta de dor e sofrimento.

O Niilismo, te entrega a chave do conhecimento para compreender esses fatos e seguir em frente, flertamos com o suicídio, mas não nos suicidamos, pois compreendemos a realidade ao nosso redor.“

—  Gerson De Rodrigues poeta, escritor e anarquista Brasileiro 1995

Benjamin Disraeli photo

„A arte da conversação consiste no exercício de duas qualidades superiores: você deve estabelecer contato e deve simpatizar; deve possuir ao mesmo tempo o hábito de comunicar e o hábito de ouvir. A união é rara, mas irresistível.“

—  Benjamin Disraeli 1804 - 1881

the art of conversation, which, indeed, consists of the exercise of two fine qualities. You must originate, and you must sympathise; you must possess at the same time the habit of communicating and the habit of listening. The union is rather rare, but irresistible.
A new key to the characters in Coningsby - página 287 http://books.google.com.br/books?id=ud0DAAAAQAAJ&pg=PA287, Benjamin Disraeli (Earl of Beaconsfield), W. Strange, 1844

Dante Alighieri photo

„No inferno os lugares mais quentes são reservados àqueles que escolheram a neutralidade em tempo de crise.“

—  Dante Alighieri italiano autor da epopéia, A divina comédia, considerado um entre os maiores poetas de todos os tempos; sua obra teve g… 1265 - 1321

Mia Couto photo
Nikola Tesla photo

„O mundo não está preparado para isso. É algo muito além do nosso tempo, mas as leis vão prevalecer, e um dia farão um sucesso triunfante.“

—  Nikola Tesla inventor sérvio-americano 1856 - 1943

About the failure of Tesla's "World System" project. http://en.wikiquote.org/wiki/Nikola_Tesla

Coco Chanel photo

„Para ser insubstituível, deve-se sempre ser diferente.“

—  Coco Chanel 1883 - 1971

Variante: Para ser insubstituível, você precisa ser diferente.

Albert Einstein photo
Eça de Queiroz photo
Ben Carson photo
Edgar Allan Poe photo
Charlie Chaplin photo

„Um dia sem riso é um dia disperdiçado.“

—  Charlie Chaplin Comediante, ator e cineasta britânico 1889 - 1977

Variante: Um dia sem rir é um dia perdido.

José Saramago photo
Charles Bukowski photo

„Raramente sou artista; na maior parte do tempo eu não sou nada.“

—  Charles Bukowski Poeta, Escritor e Romancista 1920 - 1994

Atribuídas

Charlie Chaplin photo

„O tempo é o melhor autor. Sempre encontra um final perfeito.“

—  Charlie Chaplin Comediante, ator e cineasta britânico 1889 - 1977

http://www.clown-ministry.com/index_1.php?/site/articles/review_of_limelight_charlie_chaplin_claire_bloom_buster_keaton/
Dito pelo personagem Calvero, interpretado por Chaplin
Citações em Filmes Falados