Frases de Jalal ad-Din Muhammad Rumi

Jalal ad-Din Muhammad Rumi photo
10   15

Jalal ad-Din Muhammad Rumi

Data de nascimento: 7. Outubro 1207
Data de falecimento: 24. Dezembro 1273
Outros nomes:Джалаладдин Руми, Džalál ad-Dín Rúmí

Publicidade

Mawlānā Jalāl-ad-Dīn Muhammad Rūmī , também conhecido como Mawlānā Jalāl-ad-Dīn Muhammad Balkhī , ou ainda apenas Rumi ou Mevlana, , foi um poeta, jurista e teólogo sufi persa do século XIII. Seu nome significa literalmente "Majestade da Religião"; Jalal significa "majestade" e Din significa "religião". Rumi é, também, um nome descritivo cujo significado é "o romano", pois ele viveu grande parte da sua vida na Anatólia, que era parte do Império Bizantino dois séculos antes.

Ele nasceu na então província persa de Balkh atualmente no Afeganistão. A região estava, nessa época, sob a esfera de influência da região de Coração e era parte do Império Corásmio.

Ele viveu a maior parte de sua vida sob o Sultanato de Rum, no que é hoje a Turquia, onde produziu a maior parte de seus trabalhos e morreu em 1273 CE. Foi enterrado em Konya e seu túmulo tornou-se um lugar de peregrinação. Após sua morte, seus seguidores e seu filho Sultan Walad fundaram a Ordem Sufi Mawlawīyah, também conhecida como ordem dos dervishes girantes, famosos por sua dança sufi conhecida como cerimônia sema.

Os trabalhos de Rumi foram escritos em novo persa. Uma renascença literária persa começou nas regiões de Sistão, Coração e Transoxiana e por volta do século X/XI, ela substituiu o árabe como língua literária e cultural no mundo islâmico persa. Embora os trabalhos de Rumi houvessem sido escritos em persa, a importância de Rumi transcendeu fronteiras étnicas e nacionais. Seus trabalhos originais são extensamente lidos em sua língua original em toda a região de fala persa. Traduções de seus trabalhos são bastante populares no sul da Ásia, em turco, árabe e nos países ocidentais. Sua poesia também tem influenciado a literatura persa bem como a literatura em urdu, bengali, árabe e turco. Seus poemas foram extensivamente traduzidos em várias das línguas do mundo e transpostos em vários formatos; A BBC o descreveu como o "poeta mais popular na América".

Citações Jalal ad-Din Muhammad Rumi

Publicidade
Publicidade

„Let the beauty of what you love be what you do.“

—  Rumi
As quoted in Path for Greatness : Spiritualty at Work (2000) by Linda J. Ferguson, p. 51

„This is what is signified by the words Anā l-Ḥaqq, "I am God." People imagine that it is a presumptuous claim, whereas it is really a presumptuous claim to say Ana 'l-'abd, "I am the slave of God"; and Anā l-Ḥaqq, "I am God" is an expression of great humility“

—  Rumi
Context: This is what is signified by the words Anā l-Ḥaqq, "I am God." People imagine that it is a presumptuous claim, whereas it is really a presumptuous claim to say Ana 'l-'abd, "I am the slave of God"; and Anā l-Ḥaqq, "I am God" is an expression of great humility. The man who says Ana 'l-'abd, "I am the servant of God" affirms two existences, his own and God's, but he that says Anā l-Ḥaqq, "I am God" has made himself non-existent and has given himself up and says "I am God", that is, "I am naught, He is all; there is no being but God's." This is the extreme of humility and self-abasement. Commenting on the famous expression of Mansur al-Hallaj, for which al-Hallaj was executed as a blasphemer, in The Mathnawí of Jalálu'ddín Rúmí, Vol. 4, part 7, edited by Reynold Alleyne Nicholson (1940) p. 248 Variant translation: People imagine that it is a presumptive claim, whereas it is really a presumptive claim to say "I am the slave of God"; and "I am God" is an expression of great humility. The man who says "I am the slave of God" affirms two existences, his own and God's, but he that says "I am God" has made himself non-existent and has given himself up and says "I am God", that is, "I am naught, He is all; there is no being but God's." This is the extreme of humility and self-abasement.

Publicidade

„This is how Hallaj said, I am God,
and told the truth!“

—  Rumi
Context: He says, "There’s nothing left of me. I’m like a ruby held up to the sunrise. Is it still a stone, or a world made of redness? It has no resistance to sunlight." This is how Hallaj said, I am God, and told the truth!The ruby and the sunrise are one. Be courageous and discipline yourself. Completely become hearing and ear, and wear this sun-ruby as an earring. As quoted in Head and Heart : A Personal Exploration of Science and the Sacred (2002) by Victor Mansfield

„I can't stop pointing
to the beauty.“

—  Rumi
Context: I can't stop pointing to the beauty.Every moment and place says, "Put this design in your carpet!" "Put This Design in Your Carpet" Ch. 11 : Union

Próximo
Aniversários de hoje
Maksim Litvinov photo
Maksim Litvinov1
1876 - 1951
Stephen Levine photo
Stephen Levine1
1937 - 2016
Adam Smith photo
Adam Smith22
1723 - 1790
Nicolau II da Rússia photo
Nicolau II da Rússia13
1868 - 1918
Outros 58 aniversários hoje