Frases de Matsuo Bashō

Matsuo Bashō foto

28   0

Matsuo Bashō

Data de nascimento: 1644
Data de falecimento: 28. Novembro 1694

Matsuo Bashō , ou simplesmente Bashō,[1] foi o poeta mais famoso do período Edo no Japão. Durante sua vida, Bashô foi reconhecido por seus trabalhos colaborando com a forma haikai no renga. Atualmente, após séculos de comentários, é reconhecido como um mestre da sucinta e clara forma haikai. Sua poesia é reconhecida internacionalmente e dentro do Japão muitos dos seus poemas são reproduzidos em monumentos e locais tradicionais. Foi ele quem codificou e estabeleceu os cânones do tradicional haikai japonês.

Bashō foi introduzido à poesia em tenra idade e, depois de integrar-se na cena intelectual de Edo , rapidamente se tornou conhecido em todo o Japão. Ganhava a vida como professor, mas renunciou à vida urbana e social dos círculos literários e ficou inclinado a vagar por todo o país, rumo ao oeste, leste e distante ao deserto do norte para ganhar inspiração para seus escritos e haiku. Seus poemas são influenciados por sua experiência direta do mundo ao seu redor, muitas vezes englobando o sentimento de uma cena em alguns poucos elementos simples.

Citações Matsuo Bashō


„E tu, aranha
como cantarias
neste vento de outono?“

„Quimonos secando
ao sol. Oh, aquela manguinha
da criança morta!“


„No perfume das flores de ameixa,
O sol de súbito surge -
Ah, o caminho da montanha!“

„Ainda que morrendo
o canto das cigarras
nada revela!“

„Relvas de verão
sob as quais os guerreiros
sonham.“

„Noite sem lua ou estrelas
o bebedor de sakê
bebe sozinho.“

„Vento de outono
a silenciosa colina
muda me responde“

„A mesma paisagem
escuta o canto e assiste
a morte das cigarras“


„Como que levada
pela brisa, a borboleta
vai de ramo em ramo.“

„Este caminho!
sem ninguém nele,
escuridão de outono.“

„Não siga as pegadas dos antigos, procure o que eles procuravam.“

„Trégua de vidro:
o canto da cigarra
perfura rochas.“


„Ruídos nas ramas.
Trêmulo, meu coração detem-se
e chora na noite...“

„A cigarra... ouvi:
nada revela em seu canto
que ela vai morrer“

„Viagem de anciões,
Cabelos brancos, bastões
- visita aos túmulos.“

„Uma velha sem dentes
que rejuvenece
cerejeira em flor“

Autores parecidos