Frases de Millôr Fernandes

Millôr Fernandes foto

304   20

Millôr Fernandes

Data de nascimento: 16. Agosto 1923
Data de falecimento: 27. Março 2012

Millôr Viola Fernandes , mais conhecido como Millôr Fernandes, foi um desenhista, humorista, dramaturgo, escritor, poeta, tradutor e jornalista brasileiro.

Começou a trabalhar ainda jovem na redação da revista O Cruzeiro, iniciando precocemente uma trajetória pela imprensa brasileira que deixaria sua marca nos principais veículos de comunicação do país. Em seus mais de 70 anos de carreira produziu de forma prolífica e diversificada, ganhando fama por suas colunas de humor gráfico em publicações como Veja, O Pasquim e Jornal do Brasil, entre várias outras. Em seus trabalhos costumava valer-se de expedientes como a ironia e a sátira para criticar o poder e as forças dominantes, sendo em consequência confrontado constantemente pela censura. Dono de um estilo considerado singular, era visto como figura desbravadora no panorama cultural brasileiro, como no teatro, onde destacou-se tanto pela autoria quanto pela tradução de um grande número de peças.

Com a saúde fragilizada após sofrer um acidente vascular cerebral no começo de 2011, morreu em março de 2012, aos 88 anos de idade.


„Bem-aventurados os caolhos, porque só vêem a metade.“ Millôr Definitivo - A Bíblia do Caos, p. 66

„O Brasil é o museu do índio.“ Millôr Definitivo - A Bíblia do Caos, p. 56


„Já vi gente cansada de amor, de trabalho, de política, de ideais. Jamais conheci alguém sinceramente cansado de dinheiro.“ Millôr Definitivo - A Bíblia do Caos, p. 142

„Pode ser que haja vida inteligente em qualquer outro pleneta. Neste, positivamente, só há a mais absurda estupidez.“

„Esta é a verdade: a vida começa quando a gente compreende que ela não dura muito.“

„Quem odeia o feio, mais feio lhe parece.“ Millôr Definitivo - A Bíblia do Caos, p. 191

„BRANCA DE NEVE (20 anos depois)
Uma coisa é patente:
Não fazem mais espelhos
Como antigamente.“
Millôr Definitivo - A Bíblia do Caos, p.55

„Viver é desenhar sem borracha.“ 1971. Muito, antes do computador, p. 493


„Este é o país onde há a maior possibilidade de se criar um mundo inteiramente novo. Caos não falta.“ Millôr Definitivo - A Bíblia do Caos, p. 56

„O poder é um camaleão ao contrário - todos tomam a sua cor.“ Millôr Definitivo - A Bíblia do Caos, p. 369

„Três coisas que derrotam os computadores: estrelas no céu, grãos de areia na praia, idiotas no mundo.“ Millôr Definitivo - A Bíblia do Caos, p. 475

„Só teremos um país de verdade no dia em que gastarmos mais com escolas do que com televisão, isto é, no dia em que gastarmos mais com a educação do que com a falta de educação.“ Millôr Definitivo - A Bíblia do Caos, p. 464


„Em nome de cobertura certos jornalistas aceitariam até entrar em Tróia no cavalo dos gregos.“

„As nuvens, meu irmão, são leviandades da criação“

„é meu conforto: da vida só me tiram morto“

„Quando o primeiro espertalhão encontrou o primeiro imbecil, nasceu o primeiro deus.“

Autores parecidos