Frases do livro
O Profeta (livro)

Khalil GibranTítulo original The Prophet (Inglês, 1923)

The Prophet é a obra mais conhecida de Khalil Gibran.O Profeta começa com a chegada do navio que deveria reconduzir Al


Khalil Gibran photo
Khalil Gibran photo

„A beleza é a eternidade a olhar-se ao espelho. Mas vós sois a eternidade e o espelho.“

—  Khalil Gibran, livro O Profeta (livro)
The Prophet, Beauty is eternity gazing at itself in a mirror. But you are eternity and you are the mirror. The prophet - página 68, Kahlil Gibran - Knopf, 1926 - 84 páginas

Publicidade
Khalil Gibran photo
Khalil Gibran photo

„O trabalho é o amor feito visível.“

—  Khalil Gibran, livro O Profeta (livro)
The Prophet, Work is love made visible The prophet - página 30, Kahlil Gibran, Editora Knopf, 1926, 84 páginas

Khalil Gibran photo

„As árvores […] desabrocham para continuar a viver, pois reter é perecer.“

—  Khalil Gibran, livro O Profeta (livro)
The Prophet, The trees in your orchard say not so, nor the flocks in your pasture. They give that they may live, for to withhold is to perish. The prophet - página 27, Kahlil Gibran, Editora Knopf, 1926, 84 páginas

Khalil Gibran photo

„A razão, reinando sozinha, restringe todo impulso; e a paixão, deixada a si, é um fogo que arde até sua própria destruição.“

—  Khalil Gibran, livro O Profeta (livro)
The Prophet, For reason, ruling alone, is a force confining; and passion, unattended, is a flame that burns to its own destruction. Khalil Gibran in: The Prophet (1923); On Reason and Passion