„Poema – Memórias póstumas

Quando eu disser
que me cansei de todas as coisas
não tentem me salvar

Deixem-me cortar os meus punhos
e sangrar até a luz do meio dia

Quando perceberem
que já estou morto

Transformem este dia
em um feriado santo

Batizem os seus filhos
em meu sangue

Exibam o meu corpo
em um altar de glória e poder

Profiram mentiras em meu nome
lembrem-se de memórias das quais
eu nunca vivi

E tampouco
gostaria de tê-las vivido

Coloquem flores
sobre o meu tumulo

Gritem por todos os cantos
o quanto sentem a minha falta

Digam
‘’Amo-te mais do que todas
as coisas’’

Enquanto olham as minhas velhas
fotografias de momentos dos quais
poderiam ter me dito tais palavras doces

Sim! Ascendam velas
em meu nome

Digam aos meus parentes e amigos
que sentem a minha falta

Mas por favor
esqueçam das vezes
das quais eu estava ao seu lado

Esqueçam de uma vez por todas
todos os passos frios que dei por
estas ruas vazias e cheias de ódio

Não lembrem-se das minhas
unhas arranhando estas paredes sujas
enquanto clamava por ajuda

Fechem os olhos e tampem os ouvidos
tal como fizeram das vezes
que supliquei em lágrimas

Lembrem-se das poucas
vezes em que eu fui capaz de sorrir

Ah (…)
quando eu caminhar
em direção aos vales distantes

Não culparei nenhum de vocês
por não compreenderem os meus demônios

Apenas deixarei que lembrem-se
das vezes que os transformei em canções poéticas
para os seus ouvidos surdos!

Não se preocupem com as lágrimas
ou com as dores do meu ato final

Continuem rezando
para os seus deuses de mentira

Vivendo suas vidas vazias
e cheias de fortuna

Continuem!
suplico que continuem!
em suas guerras ideológicas

Esqueçam aqueles que como eu
morreram abraçando suas próprias pernas

Esqueçam-me de uma vez por todas
enquanto lembram-se
do homem que eu nunca fui…“

Niilismo Morte Deus Existencialismo Vida Nietzsche

Citações relacionadas

Humberto Gessinger photo

„Toda vez que falta luz o invisível nos salta aos olhos“

—  Humberto Gessinger 1963

na música Piano Bar http://letras.terra.com.br/engenheiros-do-hawaii/1232061/

Henry Ward Beecher photo
Paulo Coelho photo
Marco Aurelio photo
Renato Russo photo
Arthur Schopenhauer photo
Gerson De Rodrigues photo
Gerson De Rodrigues photo
Umberto Eco photo

„Nem todas as verdades são para todos os ouvidos. Nem todas as mentiras podem ser suportadas.“

—  Umberto Eco Famoso filósofo e escritor italiano 1932 - 2016

Variante: Nem todas as verdades são para todos os ouvidos.

Anna Akhmatova photo
Gerson De Rodrigues photo
Henry David Thoreau photo
Tati Bernardi photo
Émile-Auguste Chartier photo

„Todas as paixões, como nome indica, vêm do facto de sofrermos em vez de governarmos.“

—  Émile-Auguste Chartier 1868 - 1951

Variante: Todas as paixões, como nome indica, vêm do fato de sofrermos em vez de governarmos.

Laura Ingalls Wilder photo

„Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Etiam egestas wisi a erat. Morbi imperdiet, mauris ac auctor dictum.“