Frases sobre poder

Uma coleção de frases e citações sobre o tema da poder.

Tópicos relacionados

Total 1133 citações, filtro:


 Epicuro photo
Karl Marx photo
Publicidade
Amado Nervo photo
James Brown photo
 Epiteto photo

„O caminho para a felicidade é parar de preocupar-se com o que está além do nosso poder.“

—  Epiteto 50 - 138
Atribuídas, There is only one way to happiness, and that is to cease worrying about things which are beyond the power of our will. Epiteto como citado in: How To Stop Worrying and Start - Página 72, Dale Carnegie - 1948

Maria Montessori photo
Carl Rogers photo
Margaret Atwood photo
Kurt Cobain photo

Help us translate English quotes

Discover interesting quotes and translate them.

Start translating
Carl Gustav Jung photo
Dario Fo photo

„Impedir a disseminação do conhecimento é um instrumento de controle do poder, porque o conhecimento é saber ler, interpretar, verificar na pessoa e não confiar no que você diz. Conhecimento faz você duvidar. Especialmente do poder. De todo o poder.“

—  Dario Fo 1926
Fermare la diffusione del sapere è uno strumento di controllo per il potere perché conoscere è saper leggere, interpretare, verificare di persona e non fidarsi di quello che ti dicono. La conoscenza ti fa dubitare. Soprattutto del potere. Di ogni potere. Dario Fo in: la Repubblica, 13 de Junho de 2004

Francois Rabelais photo

„O vinho tem o poder de encher a alma de toda a verdade, de todo o saber e filosofia.“

—  Francois Rabelais 1494 - 1553
le vin possède le pouvoir de remplir l’âme de toute vérité, de tout savoir et de toute philosophie. Oeuvres complètes, Volume 7 de Oeuvres de François Rabelais - Página 909, François Rabelais, ‎Abel Lefranc - H. et E. Champion, 1913

 Salazar photo

„No dia em que eu abandonar o poder, quem voltar os meus bolsos do avesso só encontrará pó.“

—  Salazar 1889 - 1970
citado em "Salazar: estudo biográfico - Página 383; de Franco Nogueira - Publicado por Atlântida Editora, 1977

William Shakespeare photo

„Ser ou não ser, eis a questão. O que é mais nobre para a alma? Sofrer as pedradas e as setas da fortuna ultrajosa ou tomar armas contra um mar de tribulações e, fazendo-lhes rosto, dar-lhes fim? Morrer… dormir… mais nada. Dizer que, por meio de um sono, acabamos com as angústias e com os mil embates naturais de que é herdeira a carne é um desfecho que se deve ardentemente desejar. Morrer… dormir… dormir! Sonhar talvez! Ah! Aqui é que está o embaraço. Pois que sonhos podem sobrevir naquele sono da morte depois de nos termos libertado deste bulício mortal? Eis o que nos obriga a fazer pausa; eis a reflexão de que procede a calamidade de uma vida tão longa. Com efeito, quem suportaria os açoites e os escárnios desta época, a injustiça do opressor, a contumélia do orgulhoso, os tormentos do amor desprezado, as dilações da lei, a insolência do poder e os maus tratos que o mérito paciente recebe de criaturas indignas, podendo com um simples punhal outorgar a si mesmo tranquilidade? Quem quereria sopesar o fardo, gemer e suar debaixo de uma vida pesadíssima, se o temor dalguma coisa depois da morte - o desconhecido país de cujas raias nenhum viajante ainda voltou - não enleasse a vontade e não fizesse antes padecer os males que temos, do que voar para outros que ignoramos? Assim, a consciência torna-nos a todos covardes; assim o fulgor natural da resolução é amortecido pelo pálido clarão do pensamento; e, assim, empresas enérgicas e de grande alcance torcem o caminho, e perdem o nome de ação.“

—  William Shakespeare dramaturgo e poeta inglês 1564 - 1616
Hamlet

Júlio Dinis photo

„Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Etiam egestas wisi a erat. Morbi imperdiet, mauris ac auctor dictum.“