Frases de Hermann Hesse

Hermann Hesse photo
60   94

Hermann Hesse

Data de nascimento: 2. Julho 1877
Data de falecimento: 9. Agosto 1962

Hermann Karl Hesse foi um escritor e pintor alemão. Em 1923, ele se naturalizou suíço. Em 1946, recebeu o Prêmio Goethe. Logo depois, recebeu o Nobel de Literatura "por seus escritos inspirados que, enquanto crescem em audácia e penetração, exemplificam os ideais humanitários clássicos e as altas qualidades de estilo".

Obras

O Lobo da Estepe
Hermann Hesse
Demian
Hermann Hesse

„Se eu sei o que é o amor, é por sua causa.“

—  Hermann Hesse, livro Narziss und Goldmund

Wenn ich trotzdem weiß, was Liebe ist, so ist es deinetwegen.
Narziß und Goldmund (1930)

„Se você odeia uma pessoa, odeia alguma coisa nela que também é parte de você. O que não faz parte de nós não nos incomoda.“

—  Hermann Hesse

Variante: Se você odeia alguém, é porque odeia alguma coisa nele que faz parte de você. O que não faz parte de nós não nos perturba.

„Ninguém pode ver nem compreender nos outros o que ele próprio não tiver vivido.“

—  Hermann Hesse

Kein Mensch kann das beim ändern sehen und verstehen, was er nicht selbst erlebt hat.
Lektüre für Minuten: Gedanken aus seinen Büchern und Briefen: Volume 1 - página 82, Hermann Hesse, Volker Michels - Suhrkamp, 1971, ISBN 351836507X, 9783518365076 - 224 páginas

Help us translate English quotes

Discover interesting quotes and translate them.

Start translating

„Nada lhe posso dar que já não existam em você mesmo. Não posso abrir-lhe outro mundo de imagens, além daquele que há em sua própria alma. Nada lhe posso dar a não ser a oportunidade, o impulso, a chave. Eu o ajudarei a tornar visível o seu próprio mundo, e isso é tudo.“

—  Hermann Hesse, livro O Lobo da Estepe

Ich kann Ihnen nichts geben, was nicht in Ihnen selbst schon existiert. Ich kann Ihnen keinen andern Bildersaal öffnen als den Ihrer Seele. Ich kann Ihnen nichts geben, nur die Gelegenheit, den Anstoß, den Schlüssel. Ich helfe Ihnen, Ihre eigene Welt sichtbar machen, das ist alles.
Bd. Kurgast. Die Nürnberger Reise. Der Steppenwolf. Traumfährte. Gedenblätter. Späte Prosa, Volume 4 de Gesammelte Dichtungen, Hermann Hesse, Hermann Hesse - Suhrkamp Verlag, 1952
Variante: Nada lhe posso dar que já não exista em você mesmo. Não posso abrir-lhe outro mundo de imagens, além daquele que há em sua própria alma. Nada lhe posso dar a não ser a oportunidade, o impulso, a chave. Eu o ajudarei a tornar visível o seu próprio mundo, e isso é tudo.

„Sem amor por si mesmo, o amor pelos outros também não é possível. O ódio por si mesmo é exactamente idêntico ao flagrante egoísmo e, no final, conduz ao mesmo isolamento cruel e ao mesmo desespero.“

—  Hermann Hesse

Variante: Sem amor por si mesmo, o amor pelos outros também não é possível. O ódio por si mesmo é exatamente idêntico ao flagrante egoísmo e, no final, conduz ao mesmo isolamento cruel e ao mesmo desespero.

„É permissível a cada um de nós morrer pela sua fé, mas não matar por ela.“

—  Hermann Hesse

citado em "Frases Geniais" - Página 283, Paulo Buchsbaum, Ediouro Publicações, 2004, ISBN 8500015330, 9788500015335 - 440 páginas
Atribuídas

„Queria apenas tentar viver aquilo que brotava espontaneamente de mim. Por que isso me era tão difícil?“

—  Hermann Hesse, livro Demian

"Demian: historia da juventude de Emil Sinclair" - página 95, Hermann Hesse - Alianza Editorial, 1967 - 203 páginas