„Vão os anos decendo, e já do Estio
Há pouco que passar até o Outono;
A Fortuna me faz o engenho frio,
Do qual já não me jacto nem me abono;
Os desgostos me vão levando ao rio
Do negro esquecimento e eterno sono…“

Publicidade

Citações relacionadas

Ciro Gomes photo

„Falta pouco para o dia em que os bandidos vão passar a mão na polícia.“

—  Ciro Gomes 1957
Ciro Gomes, presidenciável do PPS, em momento profético durante campanha no Rio, ao lado de Cesar Maia, candidato do PTB à prefeitura da cidade Fonte: Revista Veja, Edição 1 658 - 19/7/2000 http://veja.abril.com.br/190700/vejaessa.html

Tupac Amaru I photo

„Guerras vão e vem, mas meus soldados são eternos.“

—  Tupac Amaru I 1545 - 1572
Wars come and go but my soldiers stay eternal como citado in The Laws of the Bosses:: The Roadmap to the Realm of Power, página 201 https://books.google.com.br/books?id=5FDYAwAAQBAJ&pg=PA201, Tilawan - AuthorHouse, 2014, ISBN 1496983416, 9781496983411, 246 páginas

Publicidade
 Aristoteles photo

„A natureza não faz nada em vão.“

—  Aristoteles -384 - -322 a.C.
Vatiações: ...não faz nada sem propósito./não desperdiça nada. Livro I, 1253.a8

Romain Rolland photo
Antoine de Saint-Exupéry photo

„Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós.“

—  Antoine de Saint-Exupéry 1900 - 1944
citado em "Frases Geniais"‎ - Página 175, Paulo Bacubaum, Ediouro Publicações, 2004, ISBN 8500015330, 9788500015335, 440 páginas

Liev Tolstói photo
Axl Rose photo

„Vocês vão fazer algo contra isso? Se não vão, eu vou.“

—  Axl Rose 1962
Obs.: Revoltando-se com os seguranças num show de Saint Louis, resolvendo logo depois bater num fã que o estava filmando.

Pierre Lachambeaudie photo

„Tendo perdido a roupa, diz-se que a Inocência em vão, para encontrá-la, procurou o Prazer, a Fortuna e o Poder. Quem lha resistiu? Foi o arrependimento.“

—  Pierre Lachambeaudie 1806 - 1872
Fonte: Chalita, Mansour. Os mais belos pensamentos de todos os tempos. 4 Edição. Rio de Janeiro: Assoc. Cultural Internac. Gibran. pág. 87.

„Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Etiam egestas wisi a erat. Morbi imperdiet, mauris ac auctor dictum.“