„Ah! minha Dinamene! Assim deixaste
Quem não deixara nunca de querer-te!
Ah! Ninfa minha, já não posso ver-te,
Tão asinha esta vida desprezaste!Como já pera sempre te apartaste
De quem tão longe estava de perder-te?
Puderam estas ondas defender-te
Que não visses quem tanto magoaste?Nem falar-te somente a dura Morte
Me deixou, que tão cedo o negro manto
Em teus olhos deitado consentiste!Oh mar! oh céu! oh minha escura sorte!
Que pena sentirei que valha tanto,
Que inda tenha por pouco viver triste?“

—  Luís Vaz de Camões, Lírica, Soneto Ah, minha Dinamene assi deixaste
Publicidade

Citações relacionadas

„Oh Nilton, gosto tanto de ver o teu programa - o K7 pirata!»“

—  Lili Caneças
mais tarde, confessou que não sabia que K7 é a abreviatura para cassete

Vinícius de Moraes photo
Publicidade
 Cazuza photo
Clarice Lispector photo
Ricardo Araújo Pereira photo

„Oh salmão, tanta coisa, subir o rio, para cagar os ovos?“

—  Ricardo Araújo Pereira 1974
" Entrevista a Santo António ", Mixórdia de Temáticas 13-06-2014

Millôr Fernandes photo

„Nunca tantos deveram tanto a tão porcos“

—  Millôr Fernandes cartunista, humorista e dramaturgo brasileiro. 1923 - 2012

José Saramago photo
William Shakespeare photo
Nikolai Leskov photo
Orison Swett Marden photo
André Gide photo

„Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Etiam egestas wisi a erat. Morbi imperdiet, mauris ac auctor dictum.“