Frases sobre falar

Uma coleção de frases e citações sobre o tema da falar, coisa, ser, pessoa.

Total 777 citações, filtro:

Gotthold Ephraim Lessing photo

„Quando o coração pode falar, não há necessidade de preparar o discurso.“

—  Gotthold Ephraim Lessing 1729 - 1781

Fonte: Revista Caras http://www.caras.com.br, Edição 674.

Jair Bolsonaro photo

„É um índio que está a soldo aqui em Brasília, veio de avião, vai agora comer uma costelinha de porco, tomar um chope, provavelmente um uísque, e quem sabe telefonar para alguém para a noite sua ser mais agradável. Esse é o índio que vem falar aqui de reserva indígena. Ele devia ir comer um capim ali fora para manter as suas origens.“

—  Jair Bolsonaro 38º Presidente do Brasil 1955

- Após receber um copo d'água no rosto por uma das lideranças do sateré-maués em uma audiência na Câmara dos Deputados que tratava sobre a questão indígena em Roraima. 14/05/2008.
Década de 2000, 2008
Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u401933.shtml

Khalil Gibran photo
Michael Jackson photo
Epiteto photo
William Blake photo
Thomas Mann photo
Paulo Freire photo
George Orwell photo
Stendhal photo
Pierre Bourdieu photo
Bertolt Brecht photo
Cesare Pavese photo
Luís XIV de França photo
Wayne Walter Dyer photo
Friedrich Nietzsche photo
Jair Bolsonaro photo
Jack Kerouac photo
Josemaría Escrivá de Balaguer photo
Italo Calvino photo
Walt Disney photo

„Para começar, pare de falar e comece a fazer.“

—  Walt Disney Cofundador da The Walt Disney Company 1901 - 1966

Martin Niemöller photo
Abraham Lincoln photo

„É melhor calar-se e deixar que as pessoas pensem que você é um idiota do que falar e acabar com a dúvida.“

—  Abraham Lincoln 16° Presidente dos Estados Unidos 1809 - 1865

Best remain silent and be thought a fool, than open your mouth and remove all doubt
citado em "Your career in agriculture‎" - Página 103, Wilbur B. Wood - Prentice-Hall, 1953 - 161 páginas

Patrick Modiano photo
Voltaire photo

„O orgulho dos pequenos consiste em falar sempre de si próprios; o dos grandes em nunca falar de si.“

—  Voltaire volter também conhecido como bozo foia dona da petrobras e um grande filosofo xines 1694 - 1778

„Boa companhia


…o Espírito da verdade, […] habita convosco e estará em vós. v.17


A mulher idosa não falava com ninguém nem pedia nada no lar onde estava. Parecia que ela simplesmente não existia, balançando-se em sua velha e ruidosa cadeira. Ela não recebia muitos visitantes, então uma jovem enfermeira costumava visitá-la no quarto em seus intervalos de folga. Sem fazer perguntas à mulher para tentar fazê-la falar, ela simplesmente puxava outra cadeira e balançava ao lado da senhora. Depois de vários meses, a mulher idosa disse a ela: “Obrigada por se balançar comigo.” Ela estava grata pela companhia.

Antes de voltar ao Céu, Jesus prometeu enviar um companheiro constante aos Seus discípulos. Ele lhes disse que não os deixaria sozinhos, mas enviaria o Espírito Santo para habitar com eles: “o Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê, nem o conhece; vós o conheceis, porque ele habita convosco e estará em vós” (João 14:17). Essa promessa ainda é verdadeira para os cristãos hoje. Jesus disse que o Deus triúno faz Sua “morada” em nós (v.23).

O Senhor é nosso próximo e fiel companheiro durante toda a nossa vida. Ele nos guiará em nossas lutas mais profundas, perdoará nossos pecados, ouvirá cada oração silenciosa e assumirá os fardos que não podemos suportar.

Podemos desfrutar de Sua doce companhia hoje.

O coração do cristão 
é a morada do Espírito Santo. Anne Cetas“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

Jean Baudrillard photo

„O único referente que ainda funciona é o da maioria silenciosa. Todos os sistemas atuais funcionam sobre essa entidade nebulosa, sobre essa substância flutuante cuja existência não é mais social mas estatística, e cujo único modo de aparição é o da sondagem. Simulação no horizonte do social, ou melhor, no horizonte em que o social já desapareceu.

O fato de a maioria silenciosa (ou as massas) ser um referente imaginário não quer dizer que ela não existe. Isso quer dizer que não há mais representação possível. As massas não são mais um referente porque não têm mais natureza representativa. Elas não se expressam, são sondadas. Elas não se refletem, são testadas.
(…)Bombardeadas de estímulos, de mensagens e de testes, as massas não são mais do que um jazigo opaco, cego, como os amontoados de gases estelares que só são conhecidos através da análise do seu espectro luminoso - espectro de radiações equivalente às estatísticas e às sondagens. Mais exatamente: não é mais possível se tratar de expressão ou de representação, mas somente de simulação de um social para sempre inexprimível e inexprimido. Esse é o sentido do seu silêncio. Mas esse silêncio é paradoxal - não é um silêncio que fala, é um silêncio que proíbe que se fale em seu nome. E, nesse sentido, longe de ser uma forma de alienação, é uma arma absoluta.

Ninguém pode dizer que representa a maioria silenciosa, e esta é sua vingança. As massas não são mais uma instância à qual se possa referir como outrora se referia à classe ou ao povo. Isoladas em seu silêncio, não são mais sujeito (sobretudo, não da história), elas não podem, portanto, ser faladas, articuladas, representadas, nem passar pelo “estágio do espelho” político e pelo ciclo das identificações imaginárias. Percebe-se que poder resulta disso: não sendo sujeito, elas não podem ser alienadas - nem em sua própria linguagem (elas não têm uma), nem em alguma outra que pretendesse falar por elas. Fim das esperanças revolucionárias. Porque estas sempre especularam sobre a possibilidade de as massas, como da classe proletária, se negarem enquanto tais. Mas a massa não é um lugar de negatividade nem de explosão, é um lugar de absorção e de implosão.“

—  Jean Baudrillard, livro In the Shadow of the Silent Majorities

In the Shadow of the Silent Majorities

Luiz Inácio Lula da Silva photo
Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Le Corbusier photo
Marguerite Duras photo

„Escrever é também não falar. É calar-se. É gritar sem fazer ruído.“

—  Marguerite Duras, livro Écrire

Ecrire, c'est aussi ne pas parler. C'est se taire. C'est hurler sans bruit.
Marguerite Duras, Écrire (Paris, Gallimard, 1993, p. 34), citado em "Fondements, évolutions et persistance des théories du roman‎" - Página 320, Andréas Pfersmann, Bernard Alazet, Université de Picardie. Centre d'études du roman et du romanesque - 1998 - 322 páginas

Orhan Pamuk photo

„Quando aquela senhora que me lembrava minha tia disse que me conhecia, ela não estava dizendo que conhecia minha história de vida e minha família, que sabia onde eu morava, que escolas frequentei, os romances que escrevi e as dificuldades políticas que enfrentei. Nem que conhecia minha vida particular, meus hábitos pessoais ou minha natureza essencial e minha visão de mundo, que eu tentara expressar relacionando-as com minha cidade natal em meu livro Istambul. A velha senhora não estava confundindo a minha história com as histórias de minhas personagens fictícias. Ela parecia falar de algo mais profundo, mais íntimo, mais secreto, e senti que a entendia. O que permitiu que a tia perspicaz me conhecesse tão bem foram minhas próprias experiências sensoriais, que inconscientemente eu colocara em todos os meus livros, em todas as minhas personagens. Eu projetara minhas experiências em minhas personagens: como me sinto quando aspiro o cheiro da terra molhada de chuva, quando me embriago num restaurante barulhento, quando toco a dentadura de meu pai depois de sua morte, quando lamento estar apaixonado, quando eu consigo me safar quando conto uma mentirinha, quando aguardo na fila de uma repartição pública segurando um documento molhado de suor, quando observo as crianças jogando futebol na rua, quando corto o cabelo, quando vejo retratos de paxás e frutas pendurados nas bancas de Istambul, quando sou reprovado na prova de direção, quando fico triste depois que todo mundo deixou a praia no fim do verão, quando sou incapaz de me levantar e ir embora no final de uma longa visita a alguém apesar do adiantado da hora, quando desligo o falatório da TV na sala de espera do médico, quando encontro um velho amigo do serviço militar, quando há um súbito silêncio no meio de uma conversa interessante. Nunca me senti embaraçado quando meus leitores pensavam que as aventuras de meus heróis também haviam ocorrido comigo, porque eu sabia que isso não era verdade. Ademais, eu tinha o suporte de três séculos de teoria do romance e da ficção, que podia usar para me proteger dessas afirmações. E estava bem ciente de que a teoria do romance existia para defender e manter essa independência da imaginação em relação à realidade. No entanto, quando uma leitora inteligente me disse que sentira, nos detalhes do romance, a experiência da vida real que "os tornavam meus", eu me senti embaraçado como alguém que confessou coisas íntimas a respeito da própria alma, como alguém cujas confissões escritas foram lidas por outra pessoa.“

—  Orhan Pamuk escritor turco, vencedor do Prêmio Nobel de literatura de 2006 1952

The Naive and the Sentimental Novelist

Tati Bernardi photo
Olavo de Carvalho photo
Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Isaque de Nínive photo
Carlo Cattaneo photo
João Guimarães Rosa photo
Chico Xavier photo
Eça de Queiroz photo
Martha Medeiros photo
Charles Pinot Duclos photo
Carlos Drummond de Andrade photo
Slash photo
Jean De La Fontaine photo
William Shakespeare photo
José Saramago photo

„uma vaca se perdeu nos campos com a sua cria de leite, e se viu rodeada de lobos durante doze dias e doze noites, e foi obrigada a defender-se e a defender o filho, uma longuíssima batalha, a agonia de viver no limiar da morte, um círculo de dentes, de goelas abertas, as arremetidas bruscas, as cornadas que não podiam falhar, de ter de lutar por si mesma e por um animalzinho que ainda não se podia valer, e também aqueles momentos em que o vitelo procurava as tetas da mãe, e sugava lentamente, enquanto os lobos se aproximavam, de espinhaço raso e orelhas aguçadas. Subhro respirou fundo e prosseguiu, ao fim dos doze dias a vaca foi encontrada e salva, mais o vitelo, e foram levados em triunfo para a aldeia, porém o conto não vai acabar aqui, continuou por mais dois dias, ao fim dos quais, porque se tinha tornado brava, porque aprendera a defender-se, porque ninguém podia já dominá-la ou sequer aproximar-se dela, a vaca foi morta, mataram-na, não os lobos que em doze dias vencera, mas os mesmos homens que a haviam salvo, talvez o próprio dono, incapaz de compreender que, tendo aprendido a lutar, aquele antes conformado e pacífico animal não poderia parar nunca mais. (…) o primeiro a falar foi o soldado que sabia muito de lobos, a tua história é bonita, disse (…), a vaca não poderia resistir a um ataque concertado de três ou quatro lobos, já não digo doze dias, mas uma única hora, Então, na história da vaca lutadora é tudo mentira, Não, mentira são só os exageros, os arrebiques de linguagem, as meias verdades que querem passar por verdades inteiras, Que crês tu então que se passou, (…), Creio que a vaca realmente se perdeu, que foi atacada por um lobo, que lutou com ele e o obrigou a fugir talvez mal ferido, e depois se deixou ficar por ali pastando e dando de mamar ao vitelo, até ser encontrada, E não pode ter sucedido que viesse outro lobo, Sim, mas isso já seria muito imaginar, para justificar a medalha ao valor e ao mérito um lobo já é bastante. A assistência aplaudiu pensando que, bem vistas as coisas, a vaca merecia a verdade tanto quanto a medalha.“

—  José Saramago, livro A Viagem do Elefante

A Viagem do Elefante

Dante Alighieri photo

„O falar é um efeito natural;
mas, de um modo ou de outro, a natureza deixa o homem
escolher aquele que mais lhe agrada.“

—  Dante Alighieri italiano autor da epopéia, A divina comédia, considerado um entre os maiores poetas de todos os tempos; sua obra teve g… 1265 - 1321

John Joseph Murphy photo
Clarice Lispector photo
Theodor W. Adorno photo
Miguel Sousa Tavares photo
Martha Medeiros photo
Malala Yousafzai photo
Clarice Lispector photo
Marco Aurelio photo
Bertolt Brecht photo

„Nossos juízes são absolutamente incorruptíveis: com nenhuma soma de dinheiro podem ser subornados para falar direito!“

—  Bertolt Brecht 1898 - 1956

Unsere Richter sind ganz und gar unbestechlich: Mit keiner Geldsumme können sie dazu bestochen werden, Recht zu sprechen!
Gesammelte werke - Voluma 1, página 70, Bertolt Brecht - Malik-verlag, 1938 - 400 páginas

„A gente só vai falar a linguagem de um público ou pessoa especificamente se o entendermos e conhecermos profundamente o jeito como pensam e suas percepções.“

—  Reginaldo Rodrigues Consultor, Professor, Palestrante, Articulista, Comunicador 1971

Livro Marketing Pessoal - Onde Você Está? O Mercado Quer te Encontrar

Frank Zappa photo
Jean-François Regnard photo
Charlie Chaplin photo
Serj Tankian photo

„Nós estamos em hiatus indefinido. Não fizemos nenhum plano nesse momento. Somos todos amigos. Todos apoiamos os projetos uns dos outros, e se e quando nós virmos a necessidade de falar juntos como uma unidade, você saberá.“

—  Serj Tankian Multi-instrumentista Armenio-Americano 1967

Serj Tankian ao ser perguntado se vê algum futuro no System Of a Down
Fonte: Live Daily

Anne Brontë photo

„Quando sentir que é meu dever falar uma verdade intragável, com a ajuda de Deus, EU A DIREI, embora isso prejudique meu nome, o prazer imediato do leitor e o meu próprio.“

—  Anne Brontë 1820 - 1849

Prefácio da autora á segunda edição, A Inquilina de Wildfell Hall‎‎ - Página 6, Anne Brontë, traduzido por Michelle Gimenes, Editora Pedrazul, 2014, ISBN 9788566549133 - 368 páginas

Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Thomas Sankara photo
Elias Canetti photo
Andre Rodrigues Costa Oliveira photo
Clarice Pacheco photo

„Quantas coisas cabem em um olhar! É tão expressivo, é como falar.“

—  Clarice Pacheco 1989 - 2002

Olhares

William Shakespeare photo
Yamamoto Tsunetomo photo

„A essência da fala está em não falar nada. Se você acha que pode resolver algo sem falar, faça-o sem dizer uma só palavra.“

—  Yamamoto Tsunetomo 1659 - 1719

Hagakure - O Livro do Samurai, Capítulo I, Capítulo XI

Fernando Pessoa photo
Luigi Pirandello photo
Gerson De Rodrigues photo

„Poema – Depressão

Estive ao seu lado em suas
noites de insônia

E quando você se sentiu sozinho
e clamou aos deuses
quem atendeu suas preces fui eu

Caminhei ao seu lado
durante noites infernais

Mas ao contrário da sua sombra
eu não te abandonei na escuridão

Roubei a sua alma
e conquistei a sua fé

Sou o seu novo Deus
você queira ou não

Fiz ateus dobrarem os joelhos
e cristãos clamarem pelo diabo

Dancei na frente de judas
quando ele se arrependeu
pelos seus pecados

Tomei o sangue dos seus pulsos
quando você o dilacerou pela
última vez

Eu sou o monstro que
te impede de viver

A voz presa em sua garganta
querendo fugir desta prisão

A timidez rasgando suas vísceras
quando olhos de julgamento
te encaram em publico

Eu sou a insegurança
que faz você odiar o seu corpo

Transformo os seus sonhos
em pesadelos terríveis
que fariam de mim
o seu melhor amigo

Eu sou a corda
esmagando o seu pescoço
enquanto você se debate em agonia

Eu sou os olhares de pena
quando colocarem em você
camisas de força

O seu único companheiro
quando os remédios
não fizerem efeito

Te contarei piadas infames
que transformarão suas risadas
em gritos de dor

E quando tentarem falar de mim
para alguém

Farei da sua insegurança
um ninho de incertezas
até que a morte seja sua única amiga

Você irá implorar para que
eu te deixe em paz

Gritará pelas ruas para que
tirem a sua vida
como um ato de misericórdia

Farei com que todos aqueles
que te amam
se afastem e o deixem no limbo

E quando na mais negra escuridão
você se encontrar
tirarei também as suas esperanças

Pelas asas podres
de Ba‘al
o rei das moscas e das pestilências

Direi o meu nome em segredo…

Eu sou aquele
diante do espelho!
- Gerson De Rodrigues“

—  Gerson De Rodrigues poeta, escritor e anarquista Brasileiro 1995

Niilismo Morte Deus Existencialismo Vida Nietzsche

Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Elis Regina photo
Penélope Cruz photo
Sócrates photo

„Prefiro morrer tendo falado a minha maneira, do que falar da sua maneira e viver.“

—  Sócrates -470 - -399 a.C.

38e-39a
Platão, Apologia de Sócrates

Mário Covas photo

„Adversidade? Não, não me venham falar em adversidade. Diante dela, só há três atitudes possíveis: enfrentar, combater e vencer.“

—  Mário Covas político brasileiro 1930 - 2001

Dita em seu discurso na cerimônia de posse como Governador reeleito de São Paulo em 1998.

Falcão (músico) photo

„É melhor falar besteira do que ser mudo.“

—  Falcão (músico) cantor brasileiro 1957

na música "A besteira é a base da sabedoria"

Roger Meddows-Taylor photo

„Originalmente era prá falar sobre Martin Luther King…. mas o pilantra do Freddie mudou toda a letra!“

—  Roger Meddows-Taylor 1949

Roger Taylor, Queen, sobre a canção One Vision, em 1986

Maite Perroni photo
Emily Dickinson photo

„Falar mal da outra pessoa é querer ser protagonista da vida que não é sua.“

—  Reginaldo Rodrigues Consultor, Professor, Palestrante, Articulista, Comunicador 1971

Livro Marketing Pessoal - Onde Você Está? O Mercado Quer te Encontrar

Walt Whitman photo

„Está na hora de eu falar de mim, / vamos ficar de pé!“

—  Walt Whitman 1819 - 1892

Fonte: "Canto a mim mesmo"

Gerard Butler photo
Jair Bolsonaro photo

„Se um idiota num debate comigo, caso esteja lá, falar sobre misoginia, homofobia, racismo, baitolismo, eu não vou responder sobre isso.“

—  Jair Bolsonaro 38º Presidente do Brasil 1955

Em evento no Clube Hebraica em 03/04/2017.
Década de 2010, 2017

Jair Bolsonaro photo
Fred Allen photo
Mia Couto photo
Reinaldo Gottino photo

„Minha irmã Roseli é surda. Ela se tornou professora e é professora até hoje. Não deixa ninguém falar que você não é capaz, que você não pode. Ninguém pode te parar. Se você tem um sonho, corre atrás. Minha irmã é uma inspiração para mim.“

—  Reinaldo Gottino Jornalista e apresentador brasileiro 1977

"Quando ela estava na 3ª série, a professora chamou minha mãe e falou. Sua filha é excepcional e ela tem que estudar em uma escola para deficientes. Não, ela está indo bem. Ela tem nota para passar, ela vai continuar. Vem na minha sala, você vai estudar na minha classe, vou cuidar de você. Recentemente ela encontrou essa professora. Elas se abraçaram e são amigas até hoje".
como citado por iG São Paulo http://gente.ig.com.br/2016-02-24/reinaldo-gottino-chora-ao-falar-da-irma-no-balanco-geral-uma-inspiracao.html | 24/02/2016 10:36

Machado de Assis photo
Alicia Keys photo
Ernest Hemingway photo
Layne Staley photo
Luiz Inácio Lula da Silva photo