Frases sobre religião

Uma coleção de frases e citações sobre o tema da religião, religião, homem, homens.

Total 500 citações, filtro:

Vincent Van Gogh photo
Machado de Assis photo
Karl Marx photo
Gerson De Rodrigues photo

„Poema - F32.3

O sangue que escorre das suas vísceras
é a morte de todas as suas convicções?

Ou os devaneios sinceros
de um suicídio inevitável?

Não tentem me salvar!
se afastem de mim
deixem que eu apodreça na minha própria miséria

Se me ouvirem gritar
tampem os seus ouvidos!

Escondam-se em suas igrejas
reúnam-se em coletivos
amem uns aos outros

Mas eu imploro de joelhos!

Deixem que eu me enforque
em meu quarto sozinho

Quero sentir a agonia do suicídio
curando cada ferida que existe em meu peito

Como ousam!?
como ousam me chamar de louco?
ou zombar das minhas dores

Nas poéticas maravilhas
deste assombroso universo
ansiedades e vertigens
me torturam a cada segundo

Enquanto o resto de vocês
reúnem-se
cantam e dançam!

Alguma vez já sentiram ódio
por suas próprias vidas?

Não me venham com as suas conclusões!
não me digam que existe uma cura
ou que eu devo fazer isso ou aquilo

Somente a solidão
pode compreender a minha dor

No meu quarto recluso
eu sou judas a cuspir heresias

Querem me impedir de matar os seus filhos
com poesias escritas em sangue?

Então joguem o meu corpo aos cães
ou me coloquem em camisas de força

A minha alma é uma estrela em chamas
que brilha mesmo quando o fogo já se apagou

Eu sou o filho bastardo
de um futuro que nunca aconteceu

Nunca fiz parte deste mundo
não pertenço a esse teatro de mentiras
no qual riem os Deuses
e choram os homens

Estas mascaras que colocam
todos os dias

O amor que sentem
uns pelos outros

As armas que usam para
matar aqueles que odeiam

Os Deuses! Sim os Deuses!
pelos quais curvam seus joelhos imundos

A ajuda que me oferecem
a religião que me cospem na cara

Os remédios que tomam
e dizem que eu devo tomar

Até mesmo o ar que respiram
ou mundo pelo qual caminham com seus
pés sujos de sangue

Este teatro de almas vazias
que chamam vulgarmente de mundo

É um lugar do qual eu nunca pertenci!
tampouco desejo pertencer

Quando encontrarem o meu corpo
dependurado com vermes a se alimentarem
dos meus despojos podres

Não chorem…
pois se enxergas apenas um homem morto
continuas cego diante da verdadeira tragédia!

- Gerson De Rodrigues“

—  Gerson De Rodrigues poeta, escritor e anarquista Brasileiro 1995

Poema Depressão Niilismo

„Humano demais


…eu, todavia, sou carnal, vendido à escravidão do pecado. v.14


O escritor britânico Evelyn Waugh usava as palavras de maneira que acentuava as suas falhas de caráter. Finalmente, ele se converteu ao cristianismo, mas ainda lutava. Certo dia, uma mulher lhe perguntou: “Sr. Waugh, como pode o senhor se comportar assim e ainda se dizer cristão?” Ele respondeu: “Senhora, eu posso ser tão ruim quanto diz. Mas, creia-me, se não fosse por minha religião, eu mal seria um ser humano.”

Waugh estava travando a batalha interior descrita pelo apóstolo Paulo: “…o querer o bem está em mim; não, porém, o efetuá-lo” (Romanos 7:18). Ele também diz: “…bem sabemos que a lei é espiritual; eu, todavia, sou carnal, vendido à escravidão do pecado” (v.14). Ele explica ainda: “…no tocante ao homem interior, tenho prazer na lei de Deus; mas vejo, nos meus membros, outra lei […]. Quem me livrará do corpo desta morte?” (vv.22-24). Em seguida, a resposta exultante: “Graças a Deus por Jesus Cristo, nosso Senhor…” (v.25).

Quando passamos a crer em Cristo, admitindo nossas transgressões e nossa necessidade de um Salvador, tornamo-nos imediatamente uma nova criação. Porém, nossa formação espiritual continua sendo uma jornada por toda a vida. Como observou o discípulo João: “…agora, somos filhos de Deus, e ainda não se manifestou o que haveremos de ser. […] quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele, porque haveremos de vê-lo como ele é” (1 JOÃO 3:2).

C. S. Lewis nos diz que: Ser cristão é perdoar o imperdoável, 
porque Deus perdoou o imperdoável em nós. Tim Gustafson“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Raízes profundas


Então, lhes abriu o entendimento para compreenderem as Escrituras. v.45


A árvore sequoia está entre os maiores e mais duradouros organismos vivos do mundo. Ela pode crescer até 100 m de altura, e pesar mais de 1,1 milhão de quilos, e viver por 3 mil anos. Mas a sequoia deve muito do seu tamanho e longevidade ao que se encontra sob a superfície. Um emaranhado de raízes de aproximadamente 5 metros de profundidade, espalhando-se por 4m2 de terra, alicerçando firmemente a altura imponente e o peso surpreendente.

Todo esse sistema de expansão da raiz de uma sequoia é pequeno comparado à história, religião e expectativa que dão suporte à vida de Jesus. Em certa ocasião, Ele disse a um grupo de líderes religiosos que as Escrituras que eles amavam e confiavam contavam a Sua história (João 5:39). Na sinagoga de Nazaré, Ele abriu o pergaminho de Isaías, leu uma descrição do Messias de Israel e disse: “Hoje, se cumpriu a Escritura que acabais de ouvir” (Lucas 4:21).

Mais tarde, após Sua ressurreição, Jesus ajudou os Seus discípulos a entenderem como as palavras de Moisés, dos profetas e das canções de Israel mostram por que era necessário que Ele sofresse, morresse e ressuscitasse dentre os mortos (24:46).

Que graça e grandeza — ver Jesus enraizado na história e nas Escrituras, e ver o quanto nossa vida está enraizada na necessidade de tê-lo habitando em nós.

Todas as Escrituras nos ajudam a compreender 
a nossa necessidade de Jesus. Mart De Haan“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„O bem supremo


…Sim, deveras considero tudo como perda, por causa da sublimidade do conhecimento de Cristo Jesus… v.8


Cresci na Jamaica, e meus pais criaram minha irmã e eu para sermos “pessoas boas”. Em casa, bom significava obedecer aos pais, falar a verdade, ir bem na escola, no trabalho e ir à igreja pelo menos na Páscoa e no Natal. Imagino que esta definição de ser boa pessoa seja familiar para muitos, independentemente da cultura. Na verdade, Paulo, em Filipenses 3, usou a definição de ser bom em sua cultura para destacar algo maior.

Paulo, sendo um devoto judeu do primeiro século, seguiu a lei moral de sua cultura ao pé da letra. Ele nasceu na família “certa”, tinha a educação “certa” e praticava a religião “certa”. Era o verdadeiro em termos de ser uma boa pessoa de acordo com o costume judaico. No versículo 4, Paulo escreve que se ele quisesse, poderia se vangloriar de toda a sua bondade. Mas, sendo bom como era, Paulo disse aos seus leitores (e a nós) que há algo mais do que ser bom. Ele sabia que ser apenas bom, não era o mesmo que agradar a Deus.

Paulo escreve nos vv.7,8 que agradar a Deus, envolve conhecer a Jesus. Paulo considerava a sua própria bondade como “lixo” quando comparado com “o valor supremo de conhecer a Cristo Jesus”. Somos bons — e agradamos a Deus — quando a nossa esperança e fé estão em Cristo, e não em nossa bondade.

Somos bons e agradamos a Deus quando nossa esperança e fé 
estão somente em Cristo, não em nossa bondade. Kevin Williams“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Ritmos da graça


Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração… v.29


Um amigo e sua esposa, entrando em seus 90 anos e casados há 66 anos, escreveram a história da família para os seus filhos, netos e gerações vindouras. O capítulo final contém “Uma carta de mamãe e papai”, com importantes lições de vida que eles aprenderam. Uma delas me fez parar e fazer um inventário de minha própria vida: “Se você achar que o cristianismo o esgota, drenando sua energia, então você está praticando a religião ao invés de desfrutar de um relacionamento com Jesus Cristo. Sua caminhada com o Senhor não o deixará cansado; vai revigorá-lo, restaurar sua força e energizar sua vida” (vv.28,29).

A paráfrase de Eugene Peterson do convite de Jesus nesta passagem começa: “Você está cansado? Esgotado? Exausto por causa da religião? Caminhe e trabalhe comigo. Aprenda sobre ritmos da graça ilimitada” (MSN).

Quando penso que servir a Deus depende de mim, começo a trabalhar para Ele em vez de andar com Ele. Há uma diferença vital. Se eu não estiver andando com Cristo, meu espírito se torna seco e quebradiço. As pessoas são aborrecimentos, não seres humanos criados à imagem de Deus. Nada parece certo.

Quando sinto que estou praticando a religião em vez de desfrutar de um relacionamento com Jesus, é hora de desvencilhar-me do fardo e caminhar com Ele em seus “ritmos da graça ilimitada”.

Jesus deseja que andemos com Ele. David C. McCasland“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

Aristoteles photo
Émile Durkheim photo

„A religião não é somente um sistema de idéias, ela é antes de tudo um sistema de forças.“

—  Émile Durkheim, livro As formas elementares da vida religiosa

"La religion n'est pas seulement un système d'idées, elle est avant tout un système de forces."
Verificadas
Fonte: Les Formes élémentaires de la vie religieuse, 1912)

Charles Bukowski photo
George Bush photo
Albert Einstein photo

„A ciência sem a religião é manca, a religião sem a ciência é cega.“

—  Albert Einstein 1879 - 1955

Variante: A ciência sem a religião é coxa, a religião sem a ciência é cega.

Arthur Schopenhauer photo

„As religiões são como vaga-lumes: para brilhar precisam das trevas.“

—  Arthur Schopenhauer, livro Parerga e Paralipomena

Die Religionen sind wie die Leuchtwürmer; sie bedürfen der Dunkelheit, um zu leuchten.
Parerga und Paralipomena: kleine philosophische Schriften - Volume 2 - Página 369 http://books.google.com.br/books?id=PZ49AAAAYAAJ&pg=PA369, Arthur Schopenhauer, Julius Frauenstädt - 1862

Ruy Barbosa photo

„As leis são um freio para os crimes públicos, a religião para os crimes secretos.“

—  Ruy Barbosa político, escritor e jurista brasileiro 1849 - 1923

Variante: As leis são um freio para os crimes públicos - a religião para os crimes secretos.

Charles Bukowski photo
Martinho Lutero photo

„A religião não é 'conhecimento doutrinário', mas sim sabedoria nascida da experiência pessoal.“

—  Martinho Lutero teólogo e professor 1483 - 1546

Holborn, Hajo; A HISTORY OF MODERN GERMANY: The Reformation; 1959/1982 Princeton university Press.

Sathya Sai Baba photo

„Há uma só religião, a religião do amor. Há uma só linguagem, a linguagem do coração. Há uma só raça, a raça da humanidade. Há um só Deus, e Ele é onipresente.“

—  Sathya Sai Baba 1926 - 2011

citado em "Manual Completo de AscensÃo" - Página 148, JOSHUA DAVID STONE, Editora Pensamento, ISBN 8531510880, 9788531510885 - 280 páginas

José Saramago photo

„Amor pelas crianças


…Deixai os pequeninos, não os embaraceis de vir a mim, porque dos tais é o reino dos céus. v.14


Thomas Barnado entrou para a escola de medicina em Londres em 1865, sonhando ser missionário na China. Porém, logo descobriu a necessidade extrema no próprio quintal — as muitas crianças sem-teto vivendo e morrendo nas ruas de Londres. Decidiu fazer algo sobre essa horrenda situação. Abriu lares para as crianças destituídas, e resgatou cerca de 60 mil meninos e meninas da pobreza e possível morte precoce. O teólogo e pastor John Stott disse: “Hoje podemos chamá-lo de ‘o santo padroeiro das crianças de rua’”.

Jesus disse: “Deixai os pequeninos, não os embaraceis de vir a mim, porque dos tais é o reino dos céus” (v.14). Imagine a surpresa que as multidões, e os próprios discípulos de Jesus, devem ter sentido nessa declaração. Na antiguidade, as crianças tinham pouco valor e eram muito relegadas às margens da vida. Contudo, Jesus as acolheu, abençoou e as valorizou.

Tiago, autor de uma das cartas do Novo Testamento, desafiou os seguidores de Cristo dizendo: “A religião pura e sem mácula, para com o nosso Deus e Pai, é esta: visitar os órfãos […] nas suas tribulações” (1:27). Hoje, como aqueles órfãos do primeiro século, crianças de todas as camadas sociais, etnia e ambiente familiar estão sob riscos devido à negligência, tráfico de seres humanos, abuso e drogas dentre outras coisas. Como podemos honrar o Pai que nos ama mostrando o Seu cuidado por esses pequeninos que Jesus acolhe?

Demonstre o amor de Jesus com as suas ações. Bill Crowder“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

Vincent Van Gogh photo
Virginia Woolf photo

„Todavia, nada pode ser mais arrogante, embora nada seja mais comum, do que presumir que de deuses só existe um e, de religiões, apenas a de quem fala.“

—  Virginia Woolf, livro Orlando: A Biography

Orlando
Variante: Nada, porém, pode ser mais arrogante, embora mais comum, do que assumir que de Deuses só existe um, e de religiões nenhuma além da de quem fala.

Gerson De Rodrigues photo
Edgar Allan Poe photo
Eduardo Galeano photo

„O corpo não é uma máquina como nos diz a ciência. Nem uma culpa como nos fez crer a religião. O corpo é uma festa.“

—  Eduardo Galeano 1940 - 2015

citação livre baseada em:
La Iglesia dice: El cuerpo es una culpa. La ciencia dice. El cuerpo es una máquina. La publicidad dice: El cuerpo es un negocio. El cuerpo dice: Yo soy una fiesta
Las palabras andantes‎ - Página 138, de Eduardo H. Galeano, José Borges - Publicado por Siglo Veintiuno de España Editores, 1993, ISBN 8432308145, 9788432308147 - 316 páginas
Outras

Immanuel Kant photo

„Só há uma religião verdadeira, mas pode haver muitas espécies de fé.“

—  Immanuel Kant 1724 - 1804

Es ist nur eine (wahre) Religion; aber es kann vielerlei Arten 'des' Glaubens geben.
Die Religion innerhalb der Grenzen der blossen Vernunft - página 145 http://books.google.com.br/books?id=5swGAAAAcAAJ&pg=PA145, Immanuel Kant, bey Friedrich Nicolovius, 1793, 296 páginas

Olavo de Carvalho photo
Olavo de Carvalho photo
Napoleão Bonaparte photo
Liev Tolstói photo
Charles Bukowski photo
Sathya Sai Baba photo
Abraham Lincoln photo

„Quando pratico o bem, sinto-me bem; quando pratico o mal, sinto-me mal. Eis a minha religião.“

—  Abraham Lincoln 16° Presidente dos Estados Unidos 1809 - 1865

Variante: Quando faço o bem, sinto-me bem, e quando faço o mal, sinto-me mal. Eis a minha religião.

Dalai Lama photo
Jair Bolsonaro photo
Michail Bakunin photo

„Religião é demência coletiva.“

—  Michail Bakunin Teórico político russo 1814 - 1876

Allan Kardec photo
Voltaire photo

„A religião começou quando o primeiro patife conheceu o primeiro tolo.“

—  Voltaire volter também conhecido como bozo foia dona da petrobras e um grande filosofo xines 1694 - 1778

Marqués de Sade photo
Clive Staples Lewis photo

„Se eu fosse te recomendar uma religião para lhe fazer sentir confortavel certamente não lhe recomendaria o Cristianismo.“

—  Clive Staples Lewis Apologeta e novelista cristão 1898 - 1963

Cristianismo e Espiritualidade

Immanuel Kant photo

„A religião é o reconhecimento de todos os nossos deveres como preceitos divinos.“

—  Immanuel Kant 1724 - 1804

Religion ist (subjektiv betrachtet) das Erkenntnis aller unserer Pflichten als göttlicher Gebote
Werke in sechs Bänden: Schriften zur Ethik und Religionsphilosophie‎ - Página 822 http://books.google.com.br/books?id=Wl4aAAAAIAAJ&pg=PA822, Immanuel Kant, Wilhelm Weischedel - 1786

Leonardo Boff photo
Álvaro Cunhal photo

„A história do comunismo, do movimento comunista, é no fundamental, embora num percurso acidentado, a história de uma luta social constante na defesa dos interesses e direitos dos explorados e oprimidos, tendo como objectivo construir uma sociedade nova e melhor, o que implica confiança no ser humano e exclui a crença em formas sobrenaturais, que decidam do seu destino. Os objectivos e a luta dos comunistas hoje são inseparáveis dos objectivos e da luta desde o Manifesto Comunista de 1848. A Igreja católica pouco tem a ver com os primeiros cristãos que eram perseguidos. Aquele aquem se atribui a fundação da Igreja, S. Pedro, foi crucificado e de cabeça para baixo. Quando, alguns dizem que Cristo foi o primeiro comunista, atribuem-lhe ideias e comportamentos com os quais pouco ou nada têm a ver as ideias e os comportamentos da Igreja Católica ao longo dos anos, pois ela se tornou um elemento integrante do feudalismo, e depois do capitalismo, a não ser em alguns dos seus sectores que retomam as melhores ideias e comportamentos atribuídos a Cristo. No movimento comunista e na concretização dos seus objectivos registaram-se, graves situações e fenómenos que se afastaram dos ideais sempre proclamados pelos comunistas. Mas, se se fala em comunismo hoje, eu só compreendo mantendo e defendendo esses ideais e não renegando as grandes realizações e o património de luta de gerações e gerações de comunistas. Os comunistas não têm uma concepção ideológica separada de uma intervenção prática. Ao contrário da Religião, não aceitamos o conformismo e a resignação. Não estamos a lutar por uma concepção; estamos, com uma concepção, a lutar pela solução de problemas concretos da humanidade e por uma transformação da sociedade que os resolva. Estamos cá na terra, com os pés assentes na terra.“

—  Álvaro Cunhal político e escritor português 1913 - 2005

Allan Kardec photo
Mark Twain photo
Friedrich Nietzsche photo

„(…) não existe, talvez, nada mais assustador e mais sinistro em toda a pré-história do homem que a sua técnica para se lembrar das coisas.” Alguma coisa é impressa, para que permaneça na memória: apenas o que dói incessantemente é recordado” – este é uma proposição central da mais antiga (e, infelizmente, também a mais duradoura) filosofia na Terra. Uma pessoa pode até sentir-se tentada a dizer que algo deste horror – através da qual em tempos se fizeram promessas por toda a Terra e foram dadas garantias e empenhamentos -, algo disto ainda sobrevive sempre que a solenidade, seriedade, secretismo e cores sombrias se encontram na vida dos homens e das nações: o passado, o passado mais longo, mais profundo e mais desagradável, respira sobre nós e brota em nós sempre que nos tornamos “sérios”. As coisas nunca avançaram sem sangue, tortura e vítimas, quando o homem achou necessário forjar uma memória de si próprio. Os sacrifícios e as oferendas mais horrendos (…), as mutilações mais repulsivas (…), os rituais mais cruéis de todos os cultos religiosos ( e todas as religiões são, nas suas fundações mais profundas, sistemas de crueldade) - todas estas coisas tem origem naquele instinto que adivinhou que a mais poderosa ajuda da memória era a dor.
Num certo sentido, todo o ascetismo faz parte disto: algumas ideias tem de tornar-se inextinguíveis, omnipresentes, inesquecíveis, “fixas” – com o objectivo de hipnotizar todo o sistema nervoso e intelecto através destas “ideias fixas” – e os procedimentos e formas de vida ascéticos são o meio de libertar essas ideias da competição com todas as outras ideias, para torna-las “inesquecíveis”. Quanto maior era a memoria da humanidade, mais assustadores parecem ser os seus costumes; a dureza dos códigos de punição, em particular, dá uma medida da quantidade de esforço que é necessária para triunfar sobre o esquecimento e tornar estes escravos efémeros da emoção e do desejo atentos a alguns requisitos primitivos de coabitação social. (…) Para dominar (…) recorreram a meios assustadores (…) de apedrejamento, (…), a empalação na estaca, a dilaceração ou o espezinhamento por cavalos, (…), queimar o criminoso em azeite (…), a prática popular de esfolamento, (…) cobrir o criminoso de mel e deixá-lo às moscas num sol abrasador. Com a ajuda deste tipo de imagens e procedimentos, a pessoa acaba por memorizar cinco ou seis “Não farei”, fazendo assim a promessa em troca das vantagens oferecidas pela sociedade. E de facto! com a ajuda deste tipo de memória, a pessoa acaba por “ver a razão”! Ah, razão, seriedade, domínio das emoções, todo o caso sombrio que dá pelo nome de pensamento, todos esses privilégios e exemplos do homem: que preço elevado que foi pago por eles! Quanto sangue e horror está no fundo de todas as “coisas boas”!“

—  Friedrich Nietzsche filósofo alemão do século XIX 1844 - 1900

On the Genealogy of Morals

Arthur Schopenhauer photo
Bahá'u'lláh photo
Pedro II do Brasil photo

„Jurei a Constituição, mas ainda que não a jurasse, seria ela para mim uma segunda religião.“

—  Pedro II do Brasil Segundo Imperador do Brasil 1825 - 1891

Diários

Benjamin Franklin photo

„Se os homens são tão maus com a religião, como seriam sem ela?“

—  Benjamin Franklin político e fundador dos EUA 1706 - 1790

Variante: Se os homens são tão maus com religião, como seriam sem ela?

Eric Hobsbawm photo
Richard Dawkins photo
Lucio Anneo Seneca photo
Thomas Paine photo

„O mundo é o meu país, toda a humanidade são meus irmãos, e fazer o bem é a minha religião.“

—  Thomas Paine, livro The Age of Reason: Being an Investigation of True and Fabulous Theology

The world is my country, all mankind are my brethren, and to do good is my religion.
Thomas Paine in: The Age of Reason, III, 1794
Variante: O mundo é meu país, os humanos são meus irmãos e fazer o bem é minha religião.

Francis Collins photo
Leon Trotsky photo
Mahátma Gándhí photo
Jon Bon Jovi photo
Marqués de Sade photo
Thomas Hobbes photo
Sigmund Freud photo
Mahátma Gándhí photo
Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Dan Brown photo
Jiddu Krishnamurti photo

„Na sua forma atual, a religião é a própria antítese da verdade.“

—  Jiddu Krishnamurti 1895 - 1986

Uma forma diferente de vida.

Richard Dawkins photo
Victor Hugo photo
Bertrand Russell photo

„Cristo disse "Ama a teu próximo como a ti mesmo" e quando é perguntado sobre quem é o seu próximo ensinou a parábola do Bom Samaritano. Se você deseja entender essa parábola como foi entendida por seus ouvintes, você deve substituir "alemães e japoneses" por samaritano. Eu temo que os cristãos modernos ficariam irritados com tal substituição, porque isso os incentivaria a refletir quão longe eles ficaram dos ensinamentos do fundador de sua religião.“

—  Bertrand Russell 1872 - 1970

Christ said “Thou shalt love thy neighbor as thyself” and when asked “who is thy neighbor?” went on to the parable of the Good Samaritan. If you wish to understand this parable as it was understood by his hearers, you should substitute “Germans and Japanese” for Samaritan. I fear my modern day Christians would resent such a substitution, because it would compel them to realize how far they have departed from the teachings of the founder of their religion.
Bertrand Russell; "Unpopular Essays" (1950), Ch. 9: Ideas That Have Helped Mankind

Francisco de Assis photo
Napoleão Bonaparte photo

„Uma sociedade sem religião é como um navio sem bússola.“

—  Napoleão Bonaparte monarca francês, militar e líder político 1769 - 1821

Une société sans religion est comme un vaisseau sans boussole
Correspondance de Napoléon Ier, Napoléon Bonaparte, éd. H. Plon, J. Dumaine, 1861, t. 6, p. 339

Napoleão Bonaparte photo

„Religião é uma coisa excelente para manter as pessoas comuns quietas.“

—  Napoleão Bonaparte monarca francês, militar e líder político 1769 - 1821

Atribuídas
Variante: A religião é ótima para manter as pessoas caladas.

Camille Paglia photo
Rachel de Queiroz photo

„Na minha infância, todas as velhas só viviam na igreja, (…) velha sem religião quem inaugurou foi minha geração.“

—  Rachel de Queiroz escritora e jornalista brasileira 1910 - 2003

aos 91 anos, no vídeo Rachel -- Vida e Obra, de Jurandir de Oliveira

Frederico II photo
Hegel photo

„O mais alto objectivo da Arte é o que é comum à Religião e à Filosofia. Tal como estas, é um modo de expressão do divino, das necessidades e exigências mais elevadas do espírito.“

—  Hegel professor académico alemão 1770 - 1831

Variante: O mais alto objetivo da Arte é o que é comum à Religião e à Filosofia. Tal como estas, é um modo de expressão do divino, das necessidades e exigências mais elevadas do espírito.

Daniel Defoe photo

„Um grande homem sem religião é um simples animal sem alma.“

—  Daniel Defoe escritor inglês conhecido pela sua obra "Robinson Crusoé" 1660 - 1731

Giuseppe Mazzini photo
Immanuel Kant photo
Frederico II photo
Sigmund Freud photo
Napoleão Bonaparte photo

„Todas as religiões foram criadas pelo homem.“

—  Napoleão Bonaparte monarca francês, militar e líder político 1769 - 1821

Woody Allen photo
John Locke photo
Karl Marx photo
Stendhal photo

„Todas as religiões baseiam-se no medo de muitos e na esperteza de poucos.“

—  Stendhal 1783 - 1842

Toutes les religions — excepté la véritable, celle du lecteur — sont fondées sur la peur du plus grand nombre et l'adresse de quelques-uns.
citado em "Stendhal-Beyle" - página 224, Arthur Chuquet - Plon-Nourrit et cie, 1902 - 548 páginas
Atribuídas

Billie Joe Armstrong photo
Clive Staples Lewis photo
Christopher Marlowe photo
Papa Bento XVI photo

„Os marxistas previram o fim da religião. Com o fim da opressão, o remédio representado por Deus não teria mais razão de ser, dizia-se. Mas também eles foram obrigados a reconhecer que o sentimento religioso nunca acabou porque está verdadeiramente enraizado no homem.“

—  Papa Bento XVI professor académico alemão, Papa Emérito 1927

citado em Revista Veja, Edição 1902 http://veja.abril.com.br/270405/p_072.html . 27 de abril de 2005
Enquanto cardeal, Religião e Fé

Simone Bittencourt de Oliveira photo
Voltaire photo

„Um pouco de filosofia inclina o homem ao ateísmo. Profunda filosofia faz retornar o homem à religião.“

—  Voltaire volter também conhecido como bozo foia dona da petrobras e um grande filosofo xines 1694 - 1778

Gustave Le Bon photo
Cesare Pavese photo
Karl Marx photo
Thomas Henry Huxley photo
Mahátma Gándhí photo

„Deus não tem nenhuma religião.“

—  Mahátma Gándhí líder político e religioso indiano 1869 - 1948

Francis Bacon photo