„O cristianismo foi pregado por ignorantes e acreditado por sábios. O fato da sua instituição é humanamente impossível; logo essa religião é divina.“

Última atualização 4 de Junho de 2021. História

Citações relacionadas

Joseph De Maistre photo
Camilo Castelo Branco photo
Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Clive Staples Lewis photo
Novalis photo
Herbert Spencer photo
Immanuel Kant photo

„A religião é o reconhecimento de todos os nossos deveres como preceitos divinos.“

—  Immanuel Kant 1724 - 1804

Religion ist (subjektiv betrachtet) das Erkenntnis aller unserer Pflichten als göttlicher Gebote
Werke in sechs Bänden: Schriften zur Ethik und Religionsphilosophie‎ - Página 822 http://books.google.com.br/books?id=Wl4aAAAAIAAJ&pg=PA822, Immanuel Kant, Wilhelm Weischedel - 1786

Alberto Moravia photo
Marquês de Maricá photo
William Shakespeare photo
Ramón De Campoamor Y Campoosorio photo
Carlos Ruiz Zafón photo
Alexander Pope photo

„Errar é humano; perdoar é divino.“

—  Alexander Pope 1688 - 1744

To err is human, to forgive divine
"Essay on Criticism" [Ensaio sobre a crítica] ( Escrito no Ano MDCCIX, http://books.google.com.br/books?id=O0IfAAAAMAAJ&pg=PA241&dq=To+err+is+human,+to+forgive+divine+Alexander+Pope&lr=&client=firefox-a#PPA169,M1 primeira publicação na Spectator, N º 65, 15 de maio de 1711); in: "The Works of Alexander Pope, Esq" http://books.google.com.br/books?id=O0IfAAAAMAAJ&pg=PA241&dq=To+err+is+human,+to+forgive+divine+Alexander+Pope&lr=; Por Alexander Pope, Joseph Warton; Publicado por Printed for B. Law, J. Johnson, C. Dilly [and others], 1797, página 236

Luigi Pirandello photo

„A culpa é dos fatos, meu amigo. Somos todos prisioneiros dos fatos. Eu nasci, logo existo.“

—  Luigi Pirandello dramaturgo, poeta e romancista siciliano 1867 - 1936

Variante: A culpa é dos factos, meu amigo. Somos todos prisioneiros dos factos. Eu nasci, logo existo.

Confucio photo

„Só os grandes sábios e os grandes ignorantes são imutáveis.“

—  Confucio, livro Analectos de Confúcio

Confúcio, Analectos, 17.3 Citado em Confucio - Dialoghi - Página 129 - Arnaldo Mondadori Editore - ISBN 88-04-32463-5.

Thomas Carlyle photo

Tópicos relacionados