Frases sobre humano

Uma coleção de frases e citações sobre o tema da humano, ser, vida, vida.

Total 1949 citações, filtro:

Daisaku Ikeda photo
Érico Veríssimo photo

„Ora, menino, um ser humano não é uma moeda apenas, com verso e reverso. É um poliedro, com milhares de faces. E há milhares de maneiras de ver uma pessoa, um ato, um fato.“

—  Érico Veríssimo Escritor brasileiro 1905 - 1975

Incidente em Antares - página 247, Erico Veríssimo - Editora Globo, 1971 - 485 páginas
Romances, Incidente em antares

Mary Shelley photo
Platão photo

„O corpo humano é a carruagem, eu, o homem que a conduz, os pensamentos as rédeas, os sentimentos são os cavalos.“

—  Platão filósofo grego -427 - -347 a.C.

Variante: O corpo humano é a carruagem. Eu, o homem que a conduz. O pensamento, as rédeas. Os sentimentos, os cavalos.

George Orwell photo

„A Terra é tão velha quanto o homem, e nada mais. Como poderia ser mais velha? Nada existe exceto pela via da consciência humana.“

—  George Orwell escritor e jornalista britânico 1903 - 1950

1984, George Orwell, Companhia Editora Nacional, 2005. p. 253.
1984

Simone de Beauvoir photo
Machado de Assis photo
Hannah Arendt photo

„A essência dos Direitos Humanos é o direito a ter direitos“

—  Hannah Arendt escritora e pensadora judia, nascida na Alemanha e erradicada nos EUA 1906 - 1975

Jean Jacques Rousseau photo
Jack London photo
Luís Vaz de Camões photo
Virginia Woolf photo
Virginia Woolf photo

„O que é uma mulher? Eu lhes asseguro, eu não sei. Não acredito que vocês saibam. Não acredito que alguém possa saber até que ela tenha se expressado em todas as artes e profissões abertas à habilidade humana.“

—  Virginia Woolf escritora inglesa 1882 - 1941

What is a woman? I assure you, I do not know...I do not believe that anybody can know until she has expressed herself in all the arts and professions open to human skill.
Women and writing - página 60, Virginia Woolf, Michèle Barrett, editor Michèle Barrett, Women's Press, 1979, 198 páginas

Carl Rogers photo

„O dom da hospitalidade


Não negligencieis a hospitalidade, pois alguns, praticando-a, sem o saber acolheram anjos. v.2


O jantar que oferecemos às cinco famílias de nações diferentes continua a ser uma memória maravilhosa. De alguma forma, a conversa não ficou restrita a cada casal, mas todos nós conversamos sobre a vida em Londres sob pontos de vista de partes diferentes do mundo. No final da noite, meu marido e eu concluímos que tínhamos recebido mais do que tínhamos oferecido, inclusive o calor humano que compartilhamos ao nos empenhar em fazer novas amizades e conhecer culturas diferentes.

O autor da carta aos Hebreus conclui os seus pensamentos com exortações para a vida da comunidade, relembrando aos seus leitores que deveriam continuar a receber bem os estrangeiros. Pois fazendo isso, algumas pessoas “acolheram anjos sem o saber” (13:2). Ele podia estar se referindo a Abraão e Sara, que, como vemos em Gênesis 18:1-12, acolheram três desconhecidos com generosidade e os receberam com festa, como era o costume nos tempos bíblicos. Eles não sabiam que estavam acolhendo anjos que lhes trouxeram uma mensagem de bênção.

Nós não convidamos as pessoas para nossas casas, com o intuito de tirar vantagens disso, mas, com frequência, recebemos mais do que damos. Que o Senhor espalhe o Seu amor através de nós à medida que alcançamos outros com o dom da hospitalidade.

Quando praticamos a hospitalidade, 
compartilhamos da bondade e das dádivas divinas. Amy Boucher Pye“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

Ellen G. White photo

„O organismo humano é uma máquina maravilhosa, mas pode ser abusado… A transformação do alimento em sangue bom é um processo maravilhoso, e todos os seres humanos deveriam bem compreender este assunto…“

—  Ellen G. White Escritora norte-americana e líder da Igreja Adventista do Sétimo Dia 1827 - 1915

Mente, Caráter e Personalidade (Vol. 2), Ellen G. White, 1989, pág.385

Julia Quinn photo
Carl Gustav Jung photo
Lao Tsé photo

„A fraternidade é a face humana do amor de Deus.“

—  Carlos Mesters 1931

Fonte: Paulo apóstolo: um trabalhador que anuncia o evangelho. Carlos Mesters. São Paulo: Paulus, 1991, p. 123. ISBN: 978-85-349-1107-8

Leonardo Da Vinci photo
Victor Hugo photo

„A gargalhada é o sol que varre o inverno do rosto humano.“

—  Victor Hugo, livro Os Miseráveis

Le rire c'est le soleil ; il chasse l'hiver du visage humain
Les misérables‎ - Página 314 http://books.google.com/books?id=db0GAAAAQAAJ&pg=PA314, de Victor Hugo - Publicado por J. Hetzel, 1866 - 799 páginas
Os Miseráveis

Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
H. P. Lovecraft photo
Blaise Pascal photo
Audálio Dantas photo
Francois Fénelon photo
Francois Fénelon photo
Salman Rushdie photo
Olavo de Carvalho photo
Viktor Frankl photo
Jair Bolsonaro photo

„Durante as últimas décadas, nos deixamos seduzir, sem perceber, por sistemas ideológicos de pensamento que não buscavam a verdade, mas o poder absoluto. A ideologia se instalou no terreno da cultura, da educação e da mídia, dominando meios de comunicação, universidades e escolas. A ideologia invadiu nossos lares para investir contra a célula mater de qualquer sociedade saudável, a família. Tentam ainda destruir a inocência de nossas crianças, pervertendo até mesmo sua identidade mais básica e elementar, a biológica. O politicamente correto passou a dominar o debate público para expulsar a racionalidade e substituí-la pela manipulação, pela repetição de clichês e pelas palavras de ordem. A ideologia invadiu a própria alma humana para dela expulsar Deus e a dignidade com que Ele nos revestiu. E, com esses métodos, essa ideologia sempre deixou um rastro de morte, ignorância e miséria por onde passou. Sou prova viva disso. Fui covardemente esfaqueado por um militante de esquerda e só sobrevivi por um milagre de Deus. Mais uma vez agradeço a Deus pela minha vida. A ONU pode ajudar a derrotar o ambiente materialista e ideológico que compromete alguns princípios básicos da dignidade humana. Essa organização foi criada para promover a paz entre nações soberanas e o progresso social com liberdade, conforme o preâmbulo de sua Carta.“

—  Jair Bolsonaro 38º Presidente do Brasil 1955

Década de 2010, 2019, Setembro

Machado de Assis photo

„Aí vinham a cobiça que devora, a cólera que inflama, a inveja que baba, e a enxada e a pena, úmidas de suor, e a ambição, a fome, a vaidade, a melancolia, a riqueza, o amor, e todos agitavam o homem, como um chocalho, até destruí-lo, como um farrapo. Eram as formas várias de um mal, que ora mordia a víscera, ora mordia o pensamento, e passeava eternamente as suas vestes de arlequim, em derredor da espécie humana. A dor cedia alguma vez, mas cedia à indiferença, que era um sono sem sonhos, ou ao prazer, que era uma dor bastarda. Então o homem, flagelada e rebelde, corria diante da fatalidade das coisas, atrás de uma figura nebulosa e esquiva, feita de retalhos, um retalho de impalpável, outro de improvável, outro de invisível, cosidos todos a ponto precário, com a agulha da imaginação; e essa figura, - nada menos que a quimera da felicidade, - ou lhe fugia perpetuamente, ou deixava-se apanhar pela fralda, e o homem a cingia ao peito, e então ela ria, como um escárnio, e sumia-se, como uma ilusão.“

—  Machado de Assis, livro Memórias Póstumas de Brás Cubas

Memórias póstumas de Brás Cubas, Capítulo VII, Machado de Assis (1881)
Romances, Memórias Póstumas de Brás Cubas
Variante: Os séculos desfilavam num turbilhão, e, não obstante, porque os olhos do delírio são outros, eu via tudo o que passava diante de mim,— flagelos e delícias, — desde essa coisa que se chama glória até essa outra que se chama miséria, e via o amor multiplicando a miséria, e via a miséria agravando a debilidade. Aí vinham a cobiça que devora, a cólera que inflama, a inveja que baba, e a enxada e a pena, úmidas de suor, e a ambição, a fome, a vaidade, a melancolia, a riqueza, o amor, e todos agitavam o homem, como um chocalho, até destruí-lo, como um farrapo. Eram as formas várias de um mal, que ora mordia a víscera, ora mordia o pensamento, e passeava eternamente as suas vestes de arlequim, em derredor da espécie humana. A dor cedia alguma vez, mas cedia à indiferença, que era um sono sem sonhos, ou ao prazer, que era uma dor bastarda. Então o homem, flagelado e rebelde, corria diante da fatalidade das coisas, atrás de uma figura nebulosa e esquiva, feita de retalhos, um retalho de impalpável, outro de improvável, outro de invisível, cosidos todos a ponto precário, com a agulha da imaginação; e essa figura, — nada menos que a quimera da felicidade, — ou lhe fugia perpetuamente, ou deixava-se apanhar pela fralda, e o homem a cingia ao peito, e então ela ria, como um escárnio, e sumia-se, como uma ilusão.

Peter Singer photo
Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
George Orwell photo
George Orwell photo
George Orwell photo
George Orwell photo
George Orwell photo
George Orwell photo
George Orwell photo
George Orwell photo
Jean Piaget photo
Anne Frank photo

„“Nunca deverás tratar a ti mesmo como um ser finalizado, concluso e terminado. Nossos pensamentos estão em constante alteração – nós estamos em constante contradição. Minhas ideias do dia anterior me parecem hoje, demasiado vagas, contraditórias, incompatíveis. Os pensamentos mudam e nós também, tudo é passageiro, tudo incorpora efemeridade e brevidade. A vida é uma viagem, nós somos a viagem. Não importa o caminho, todos eles seguem rumo a um mesmo fim – a morte! Não seria isso o suficiente para termos gratidão, tranquilidade e serenidade ao lidar com os baques da vida? A tristeza deve ser passageira, um caminho para alcançarmos sabedoria. Somos suficientemente capazes de viver intensamente a vida em sua totalidade, és uma experiência extraordinária, no entanto, cabe a nós enxergar a magnificência deste presente que nos fora dado.
Nada nos pertence, o presente é o instante em que acontece, o passado é o presente que não é mais, e o futuro é o presente que será. Se vives inteiramente no presente estarás sempre em paz. Deves viver sempre no presente, corpo e mente. Inúmeras vezes, o corpo permanece no presente, mas a mente à milhas de distância. Este é o nosso maior pecado contra a vida, meus irmãos!
Não permitas passar pela vida sem teres vivido, superado a ti mesmo e atingido a tranquilidade; e que não tenhas arrependimento de nenhum instante. Tenhas autenticidade, não permitas seres tutelado por ideologias, ideais e doutrinas; são uma ameaça a vida. Seja sutileza em meio ao caos, e vivas como um demasiado humano. Esta vida que vives é única e não viverás novamente."“

—  Maria Eduarda Eskildsen

Martin Luther King Junior photo

„Nós vivemos juntos como seres humanos racionais ou morremos juntos como idiotas.“

—  Martin Luther King Junior líder do movimento dos direitos civis dos negros nos Estados Unidos 1929 - 1968

Sri Aurobindo photo

„Vida é vida - seja de um gato, ou de um cão ou de um homem. Não há diferença entre um gato e um homem. A ideia de diferença é a concepção humana para a vantagem do homem.“

—  Sri Aurobindo Nacionalista indiano, lutador da liberdade, filósofo, iogue, guru e poeta. 1872 - 1950

Life is life - whether in a cat, or dog or man. There is no difference there between a cat or a man. The idea of difference is a human conception for man's own advantage.
citado em "Facilitator's Manual for the Class of Nonviolence" - Página 152 http://books.google.com.br/books?id=mueBUNAxQxUC&pg=PA152, Susan Ives - peaceCENTER, 2007, ISBN 0979876621, 9780979876622 - 156 páginas

William Shakespeare photo
Ralph Waldo Emerson photo
Peter Singer photo
Wayne Walter Dyer photo

„Você não é um ser humano que está passando por uma experiência espiritual. Você é um ser espiritual que está vivenciando uma experiência humana.“

—  Wayne Walter Dyer 1940 - 2015

you are no longer identifying as a human being having a spiritual existence, but the other way around, as a spiritual being having a human experience.
referência a citação de Patanjali, em entrevista http://www.shareguide.com/Dyer.html By Janice Hughes and Dennis Hughes, Share Guide Publishers

Simone de Beauvoir photo
Philip Yancey photo
Paul Valéry photo
Demócrito photo
Buda photo
Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Aleksandr Solzhenitsyn photo
Ernst Jünger photo
Marqués de Sade photo

„As paixões humanas não passam dos meios que a natureza utiliza para atingir os seus fins.“

—  Marqués de Sade Aristocrata francês e escritor libertino 1740 - 1814

les passions de l'homme ne sont que les moyens quelle emploie pour accélérer ses desseins.
La Nouvelle Justine, ou les Malheurs de la vertu (1799), Chapitre 5

Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Marcus Garvey photo
Confucio photo

„Ver o que é injusto e não agir com justiça é a maior das covardias humanas.“

—  Confucio Filósofo chinês -551 - -479 a.C.

Atribuídas

Augusto Cury photo
Rosa Luxemburgo photo
Padre Antônio Vieira photo
Jair Bolsonaro photo
John Green photo

„Às vezes, um livro enche você de um estranho fervor religioso, e você se convence de que esse mundo despedaçado só vai se tornar inteiro de novo a menos que, e até que, todos os seres humanos o leiam.“

—  John Green Escritor, empresário e vlogger norte-americano 1977

Hazel Grace Lancaster, p. 37
Quem é Você, Alasca? (2005), A Culpa É Das Estrelas (2012)

Silas Malafaia photo
Olavo de Carvalho photo
Dermeval Saviani photo
Arthur Schopenhauer photo
Lygia Fagundes Telles photo
Napoleon Hill photo
Lygia Fagundes Telles photo
Dalai Lama photo
Alice Walker photo

„Os animais do mundo existem para seus próprios propósitos. Não foram feitos para os seres humanos, do mesmo modo que os negros não foram feitos para os brancos, nem as mulheres para os homens.“

—  Alice Walker 1944

The animals of the world exist for their own reasons. They were not made for humans any more than black people were made for white, or women created for men.
citado em "Vegetarian Times"‎ - Página 68, Revista - jul. 1989 - núm. 143 ISSN 0164-8497 Publicado por Active Interest Media, Inc.- 80 páginas

Josemaría Escrivá de Balaguer photo
Mark Twain photo
Enéas Carneiro photo
William James photo
Olavo de Carvalho photo
Amy Lee photo
Gerson De Rodrigues photo
Agostinho da Silva photo
Machado de Assis photo
Fernando Pessoa photo
Maria Montessori photo
Albert Einstein photo
Andrea Dworkin photo
Jack Kerouac photo
John Locke photo

„Uma infinidade de seres inferiores ao ser humano prova uma infinidade de seres superiores a ele.“

—  John Locke Filósofo e médico inglês. pai do liberalismo clássico. 1632 - 1704

Josemaría Escrivá de Balaguer photo
Virginia Woolf photo
Sigmund Freud photo

„O primeiro humano que xingou a seu inimigo em vez de atirar-lhe uma pedra foi o fundador da civilização.“

—  Sigmund Freud 1856 - 1939

Variante: O primeiro humano que insultou o seu inimigo, em vez de atirar-lhe uma pedra, inaugurou a civilização.