Frases sobre espécie

Uma coleção de frases e citações sobre o tema da espécie, ser, outro, homem.

Total 434 citações, filtro:

Charles Bukowski photo
Olavo de Carvalho photo
Machado de Assis photo

„Aí vinham a cobiça que devora, a cólera que inflama, a inveja que baba, e a enxada e a pena, úmidas de suor, e a ambição, a fome, a vaidade, a melancolia, a riqueza, o amor, e todos agitavam o homem, como um chocalho, até destruí-lo, como um farrapo. Eram as formas várias de um mal, que ora mordia a víscera, ora mordia o pensamento, e passeava eternamente as suas vestes de arlequim, em derredor da espécie humana. A dor cedia alguma vez, mas cedia à indiferença, que era um sono sem sonhos, ou ao prazer, que era uma dor bastarda. Então o homem, flagelada e rebelde, corria diante da fatalidade das coisas, atrás de uma figura nebulosa e esquiva, feita de retalhos, um retalho de impalpável, outro de improvável, outro de invisível, cosidos todos a ponto precário, com a agulha da imaginação; e essa figura, - nada menos que a quimera da felicidade, - ou lhe fugia perpetuamente, ou deixava-se apanhar pela fralda, e o homem a cingia ao peito, e então ela ria, como um escárnio, e sumia-se, como uma ilusão.“

—  Machado de Assis, livro Memórias Póstumas de Brás Cubas

Memórias póstumas de Brás Cubas, Capítulo VII, Machado de Assis (1881)
Romances, Memórias Póstumas de Brás Cubas
Variante: Os séculos desfilavam num turbilhão, e, não obstante, porque os olhos do delírio são outros, eu via tudo o que passava diante de mim,— flagelos e delícias, — desde essa coisa que se chama glória até essa outra que se chama miséria, e via o amor multiplicando a miséria, e via a miséria agravando a debilidade. Aí vinham a cobiça que devora, a cólera que inflama, a inveja que baba, e a enxada e a pena, úmidas de suor, e a ambição, a fome, a vaidade, a melancolia, a riqueza, o amor, e todos agitavam o homem, como um chocalho, até destruí-lo, como um farrapo. Eram as formas várias de um mal, que ora mordia a víscera, ora mordia o pensamento, e passeava eternamente as suas vestes de arlequim, em derredor da espécie humana. A dor cedia alguma vez, mas cedia à indiferença, que era um sono sem sonhos, ou ao prazer, que era uma dor bastarda. Então o homem, flagelado e rebelde, corria diante da fatalidade das coisas, atrás de uma figura nebulosa e esquiva, feita de retalhos, um retalho de impalpável, outro de improvável, outro de invisível, cosidos todos a ponto precário, com a agulha da imaginação; e essa figura, — nada menos que a quimera da felicidade, — ou lhe fugia perpetuamente, ou deixava-se apanhar pela fralda, e o homem a cingia ao peito, e então ela ria, como um escárnio, e sumia-se, como uma ilusão.

George Orwell photo
George Orwell photo
Cesare Pavese photo

„A dificuldade de praticar o suicídio está nisto: é um ato de ambição que só pode ser realizado depois de superada toda a espécie de ambição.“

—  Cesare Pavese 1908 - 1950

Variante: A dificuldade de praticar o suicídio está nisto: é um acto de ambição que só pode ser realizado depois de superada toda a espécie de ambição.

Ralph Waldo Emerson photo
Benjamin Disraeli photo

„Há três espécies de mentiras: mentiras, mentiras deslavadas e estatísticas.“

—  Benjamin Disraeli 1804 - 1881

There are three kinds of lies — lies, damnable lies, and statistics
Benjamin Disraeli citado em "Hearings‎" - Página 427, United States. Congress. House. Committee on Education - 1928

Jigoro Kano photo
Charles Darwin photo
Sócrates photo
Jean Jacques Rousseau photo

„A espécie de felicidade de que preciso não é tanto a de fazer o que eu quero, mas a de não fazer o que eu não quero.“

—  Jean Jacques Rousseau 1712 - 1778

En un mot, l'espèce de bonheur qu'il me faut n'est pas tant de faire ce que je veux, que de ne pas faire ce que je ne veux pas.
Lettres - Volume 1, Página 238 http://books.google.com.br/books?id=Y-0_AAAAcAAJ&pg=PA238, Jean-Jacques Rousseau - Poinçot, 1793
Lettres

Dermeval Saviani photo
Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Hubert Reeves photo
Olavo de Carvalho photo
John Locke photo
Oscar Wilde photo
Edmund Husserl photo
Sigmund Freud photo
Arthur Schopenhauer photo
Arthur Schopenhauer photo
Arthur Schopenhauer photo
Platão photo
Emily Brontë photo
Helena Blavatsky photo
Friedrich Nietzsche photo
Paul Watson photo

„Inteligência é a habilidade das espécies para viver em harmonia com o meio ambiente.“

—  Paul Watson ambientalista canadense 1950

Intelligence is the ability of a species to live in harmony with its environment.
Worldfest 2006, Los Angeles,

Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Rick Riordan photo
Mia Couto photo
Malcolm Muggeridge photo
Jack London photo
Umberto Eco photo
Andre Rodrigues Costa Oliveira photo
João Ubaldo Ribeiro photo
Marcelo Gleiser photo

„Há algo de muito patológico numa espécie que se diz inteligente, mas só é capaz de garantir sua sobrevivência pelo acúmulo de armas“

—  Marcelo Gleiser 1959

Revista Época http://www2.pv.org.br/noticia.kmf?noticia=6443369&canal=253&total=14220&indice=10

Albert Einstein photo

„O ser humano vivencia a si mesmo, os seus pensamentos como algo separado do resto do universo, numa espécie de ilusão de óptica da sua consciência.
E essa ilusão é uma espécie de prisão que nos restringe aos nossos desejos pessoais, conceitos e ao afecto por pessoas mais próximas.“

—  Albert Einstein 1879 - 1955

A human being, is a part of the whole, called by us Universe, a part limited in time and space. He experiences himself, his thoughts and feelings as something separated from the rest — a kind of optical delusion of his consciousness. This delusion is a kind of prison for us, restricting us to our personal desires and to affection for a few persons nearest to us.
janeiro de 1933; The New York Times Biographical Service - Volume 3 https://books.google.com.br/books?id=u9c1AQAAIAAJ - Página 508, New York Times & Arno Press, 1972
Atribuídas

Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Isaque de Nínive photo
Jack Kerouac photo
Thomas Kuhn photo
Joseph Addison photo
Ambrose Bierce photo
Enéas Carneiro photo

„O homossexual, sem dúvida, pertence a um grupo que, se se generalizasse, representaria a extinção da espécie.“

—  Enéas Carneiro 1938 - 2007

Entrevistado no Programa Roda Viva, da TV Cultura, em 1994

Eric Hoffer photo

„Os elementos mais dotados da espécie humana encontram-se no auge da sua criatividade quando as suas vontades não são satisfeitas.“

—  Eric Hoffer 1898 - 1983

that the most gifted members of the human species are at their creative best when they cannot have their way
The Ordeal of Change: Essays‎ - Página 57, de Eric Hoffer - Publicado por Harper & Row, 1963 - 150 páginas

Graciliano Ramos photo
Giordano Bruno photo
Hans Christian Andersen photo
Émile-Auguste Chartier photo

„Não querer associar-se senão com aqueles que aprovamos em tudo é uma quimera, é mesmo uma espécie de fanatismo.“

—  Émile-Auguste Chartier 1868 - 1951

Ne vouloir faire société qu'avec ceux qu'on approuve en tout, c'est chimérique, et c'est le fanatisme même
Propos: Texte établi, présenté, et annoté - página 965, Alain - Gallimard, 1970

Wilhelm Reich photo
Thomas Mann photo
Georg Christoph Lichtenberg photo
Nicolau Maquiavel photo
Miguel Sousa Tavares photo
Lya Luft photo
Valter Bitencourt Júnior photo

„Sozinho eu sou uma espécie de Bukowski cortejando o próprio eu.“

—  Valter Bitencourt Júnior, livro Aprendiz: Poesias, frases, haicais e sonetos

Fonte: Livro: "Aprendiz: Poesias, frases, haicais e sonetos, pág. 24, Publicação Independente, 2021.

Tati Bernardi photo
Brigitte Bardot photo
Filipe, Duque de Edimburgo photo
Gerson De Rodrigues photo
Gerson De Rodrigues photo

„Prelúdios & Niilismo

O Niilismo é o fim de tudo que um dia foi ou irá ser. Como as flores que nascem sobre as tumbas ou um buraco negro que extingue a luz. O Niilismo não tem nada a nos oferecer

O Niilismo não depende do homem, ou de sua filosofia

A Simples ausência do ser e do não ser, o Cosmos em sua plenitude no início de sua mais simplória origem, é a verdadeira e singela representação do que é o Niilismo.

O Que é o Niilista?

O Niilista nasce ainda em sua juventude. Com a realização empírica e filosófica de que os deuses, o estado e a igreja não passam de criações humanas e o valor imposto a estas criações são deveras superestimadas.

E lá, em sua juventude, é tomado pela rebeldia, e assombrado pela melancolia. Para o jovem Niilista, as aulas de ciências e filosofia, atuam como uma introdução à sua verdadeira essência. E conforme o conhecimento e a realização do nada tomarem conta do mesmo, mais cedo será atribuído a ele o nada do qual pertences.

A partir de uma certa idade, o Niilismo torna-se a representação de sua liberdade, e a melancolia um estado natural de sua essência. Quanto mais próximo a velhice, maior a realização do Niilista sobre o seu lugar no universo.

O Niilista não pode ser alguma coisa, pois alguma coisa possui significado, desejos, sentido ou esperança. O Niilista, é a ausência do ser e do não ser o nada em sua verdadeira forma e significado – O Niilismo, tal como o universo, não depende do homem. Pois vive em sinfonia com o tempo.

O Tempo é capaz de enterrar todos nós, assim como enterrou todos os deuses e eventualmente irá enterrar toda nossa espécie.

Após a extinção da nossa espécie, o Niilismo continuará a vagar pelo cosmos, até que de fato não sobre nada, nenhuma estrela, nenhum planeta, nenhuma vida ou deus. O Niilismo então em seu âmbito de solidão e insignificância cósmica na sua mais pura essência assombrará o nada por toda a eternidade.“

—  Gerson De Rodrigues poeta, escritor e anarquista Brasileiro 1995

Gerson De Rodrigues photo
Ronnie Radke photo
Friedrich Nietzsche photo
William Shakespeare photo
Daisaku Ikeda photo
Thomas Mann photo

„Que ondas enormes… - exclamou Thomas Buddenbrook.- Repara como se aproximam e rebentam, se aproximam e rebentam, uma atrás da outra, sem fim, sem propósito, mecânica e desordenadamente. E, no entanto, o seu marulhar é tão tranquilizador e reconfortante, como todas as coisas simples e necessárias da vida. Aprendi a gostar cada vez mais do mar… dantes, talvez preferisse as montanhas, porque ficavam mais longe daqui. Agora já não me atraem nada. Creio que apenas sentiria medo e vergonha. É que elas são muito caprichosas, tão irregulares, tão diversas… de certeza que me iria sentir muito pequeno ao pé delas. Que espécie de pessoas serão essas que preferem a monotonia do mar? Tenho a impressão de que são as que observaram por demasiado tempo- e com demasiada profundidade- as teias do seu mundo interior e que a única coisa que exigem agora, pelo menos do mundo exterior, é simplicidade… Não se trata de comparar as escaladas audazes pela montanha com o descanso sereno na areia da praia. Adiferença reside no olhar que se dirige numa e noutra direcção. Olhos seguros, obstinados e felizes, transbordantes de iniciativa, determinação e vitalidade, erram de cume em cume, ao passo que sobre a imensidão do mar- e das ondas que, conduzidas por um fatalismo místico e hipnótico, dançam e volteiam- repousa um olhar sonhador e velado, sábio e desalentado, o olhar de quem já alguma vez espreitou as profundezas e vislumbrou o triste caos da existência… Saúde e doença, é essa a grande diferença. Intrépidos, escalamos a extraordinária diversidade das montanhas denteadas e acidentadas, das alturas que rasgam os céus, a fim de pormos à prova a nossa vitalidade, intacta ainda. Repousamos, contudo, na ampla simplicidadedo mundo exterior, quando estamos cansados do caos que reina no interior.“

—  Thomas Mann, livro Os Buddenbrooks

Buddenbrooks: The Decline of a Family

Gaston Bachelard photo
Dilma Rousseff photo
Liev Tolstói photo
Marguerite Duras photo
Kurt Cobain photo

„Pensam que eu sou um chato, uma espécie de maluco esquizofrênico que quer se matar o tempo inteiro.“

—  Kurt Cobain, I Hate Myself and Want to Die

Sobre o que queria dizer com a canção "I Hate Myself and I Want to Die" (Eu me odeio e quero morrer).
Atribuídas

Charles de Gaulle photo

„Como se pode governar um país que tem 246 espécies de queijo?“

—  Charles de Gaulle 18° presidente da República Francesa, Líder da França Livre e Co-principe de Andorra 1890 - 1970

Criticando o sistema político de seu país e defendendo eleições parlamentares diretas em 1962

Leonel Brizola photo

„O Rio tem de fazer uma espécie de Revolução de 30, sem armas: vamos derrubar o regime neoliberal para o Rio resolver seus problemas.“

—  Leonel Brizola Político brasileiro 1922 - 2004

Leonel Brizola, num surto utópico-nacionalista, ao se lançar candidato a prefeito do Rio de Janeiro
Fonte: Revista Veja, Edição 1 654 - 21/6/2000 http://veja.abril.com.br/210600/vejaessa.html

Jean Jacques Rousseau photo

„A compaixão é um sentimento natural que, ao moderar a violência do amor pelo próprio ego em cada indivíduo, contribui para a preservação de toda a espécie. É ela que nos impede a consolar imediatamente aqueles que estão sofrendo sem que tenhamos pensado sobre isso antes.“

—  Jean Jacques Rousseau 1712 - 1778

Il est donc certain que la pitié est un sentiment naturel, qui, modérant dans chaque individu l'activité de l'amour de soi-même, concourt à la conservation mutuelle de toute l'espèce. C'est elle qui nous porte sans réflexion au secours de ceux que nous voyons souffrir
Œuvres completes de J.J. Rousseau: Politique - Volume 7, Página 101 http://books.google.com.br/books?id=45YwAAAAYAAJ&pg=PA101, Jean-Jacques Rousseau, Achille-Guillaume Le ... - Poinçot, 1790
Outras obras

Frédéric Chopin photo
Francis Bacon photo

„A vingança é uma espécie de justiça selvagem.“

—  Francis Bacon, livro Essays

Revenge is a kind of wild justice
Essays (1625); Of Revenge [Da vingança]

Frédéric Bastiat photo
Jürgen Habermas photo

„O conceito do agir comunicativo pressupõe a linguagem como médium de uma espécie de processos de entendimento ao longo dos quais os participantes, quando se referem a um mundo, manifestam de parte a parte pretensões de validade que podem ser aceitas ou contestadas.“

—  Jürgen Habermas professor académico alemão 1929

Fonte - Livro: HABERMAS, Jürgen. Teoria do agir comunicativo: racionalidade da ação e racionalização social. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2012. V.1, p. 191"

Nicholas Sparks photo
Marco Aurelio photo
Immanuel Kant photo
Sócrates photo
Mário Quintana photo

„Há 2 espécies de chatos: os chatos propriamente ditos e … os amigos, que são os nossos chatos prediletos.“

—  Mário Quintana Escritor brasileiro 1906 - 1994

Autor Desconhecido

Anatole France photo
Émile Durkheim photo
Oscar Wilde photo

„Má mulher é a espécie de mulher de que o homem nunca se cansa.“

—  Oscar Wilde Escritor, poeta e dramaturgo britânico de origem irlandesa 1854 - 1900

William James photo
Kurt Cobain photo

„Nós somos uma espécie de Bay City Rollers sendo molestado pelo Black Flag e Black Sabbath.“

—  Kurt Cobain Vocalista, guitarrista, compositor e músico 1967 - 1994

Atribuídas

Milla Jovovich photo

„Os filmes de ação são definitivamente de muito treinamento e eu faço muitos de minhas próprias acrobacias, assim estou definitivamente num processo de formação de longo prazo. Mas eu adoro isso. As artes marciais são algo que eu sempre amei fazer. É a única forma de exercício que eu possa tratar. Tudo mais é realmente aborrecido como entorpecente. Assim para mim é realmente um divertimento. Gosto de sentir como uma espécie de super-herói, nesse sentido, para poder voar através do ar e de andar por fios. Ele apenas faz-me sentir que estou na Montanha Mágica ou coisa parecida. Eu amo-os.“

—  Milla Jovovich Atriz americana 1975

Action films are definitely a lot of training and I do a lot of my own stunts, so I definitely am in there for the long haul for the training process. But I love it. Martial arts is something I’ve always loved doing. It’s the only form of exercise that I can deal with. Everything else is really boring and mind-numbing. So for me it’s just really fun. I love to sort of feel like a superhero in that sense, to be able to fly through the air and to be on wires. It just makes me feel like I’m in Magic Mountain or something. I love it.
Fonte: Entrevista a ReelzChannel (2007) http://www.reelzchannel.com/article/399/milla-jovovich-interview

Bahá'u'lláh photo

„Não se vanglorie o Homem em amar a sua pátria, antes tenha ele glória em amar a sua espécie.“

—  Bahá'u'lláh fundador da Fé Bahá'í 1817 - 1892

Unidade

Edward Bulwer-Lytton photo
Susan Sontag photo

„O casamento é uma espécie de caça tácita em casais. O mundo todo em casais, cada casal na sua casinha, a tomar conta dos seus pequenos interesses e oprimidos na sua privacidadezinha - é a coisa mais repugnante do mundo.“

—  Susan Sontag 1933 - 2004

publicado em portugal dos pequeninos em 29.8.10 http://portugaldospequeninos.blogspot.com/2010/08/sontag-e-o-codigo.html#links

Virginia Woolf photo
Jack London photo