Frases sobre lobos

Uma coleção de frases e citações sobre o tema da lobo.

Tópicos relacionados

Total 58 citações lobo, filtro:


Victor Hugo photo

„A compaixão nem sempre é uma virtude. Quem poupa a vida do lobo, condena a morte as ovelhas.“

—  Victor Hugo poeta, romancista e dramaturgo francês 1802 - 1885

citado em Capital ilusão - Página 159, José Lucas - Ed. Coragem, 1986, 244 páginas
Atribuídas

Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Sia photo
Erasmo de Rotterdam photo
Nicolau Maquiavel photo
Celso Furtado photo
Henri Michaux photo
Virgilio photo

„Há vários lobos dentro de mim, mas todos eles uivam para a mesma lua.“

—  Virgilio poeta romano clássico, autor de três grandes obras da literatura latina -70 - -19 a.C.

Help us translate English quotes

Discover interesting quotes and translate them.

Start translating
Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Rudyard Kipling photo
Carlos Vaz photo

„Os lobos mansos vivem em rebanho para se protegerem.“

—  Carlos Vaz 1970

Humanidade
Fonte: Laivo, Ed. Pizzicato.

Thomas Hobbes photo

„O homem é o lobo do homem.“

—  Thomas Hobbes 1588 - 1679

na obra "Memórias de um gerubal", página 91 http://books.google.com.br/books?id=pfpTDKDH0TIC&pg=PA91&dq=O+homem+%C3%A9+o+lobo+do+homem, Roberto de Mello e Souza afirma que citação é de Plauto (século III-II a.C.), na quarta cena do segundo ato da comédia "Asinaria"; citação que Hobbes utilizou na obra "Sobre o cidadão"
"Memórias de um gerubal: a história (vivida) da administração de pessoal no Brasil de 1945 ao século XXI : formação de um executivo"; Por Roberto de Mello e Souza; Publicado por Senac, 2004; ISBN 8587864416, 9788587864413
Atribuídas
Variante: O homem é lobo do homem, em guerra de todos contra todos.

Gerson De Rodrigues photo

„Poema – Tudo que eu preciso fazer agora é dormir

Acordei as seis horas da manhã
com um vazio em meu peito
que me faz desejar um câncer em meu cérebro

Preciso devolver um livro na biblioteca
ando pela rua como um homem doente
passei tanto tempo sozinho
que eu já não sei mais conviver em sociedade

Chego até a biblioteca
o local está repleto de gente
todos eles me olham com cara de nojo

Como se eu fosse algum tipo de monstro
não posso culpá-los
talvez eu realmente seja

Na minha mente
estão todos mortos
e o diabo dança sobre os seus cadáveres

Caminho em direção a balconista
e as minhas pernas começam a falhar
sem que eu perceba caio em meio a uma pilha de livros

As pessoas correm ao meu redor
e me apontam os seus dedos sujos

Levanto-me em desespero,
e volto correndo para casa

Tranco-me em meu quarto
como quem procura se esconder das estrelas
e novamente eu sou um lobo solitário
abandonado em um ninho de ratos

As paredes do meu quarto
jorram o sangue de um suicídio inevitável

Todos os dias eu me pergunto;

O que diabos eu estou fazendo aqui?
quando foi que eu me perdi?

Rasguei as entranhas da minha própria Mãe
e a amaldiçoei com a minha vida

Eu afastei todos aqueles
que se aproximaram de mim

Como uma barata
que rasteja em meio aos vermes
sinto-me repugnante

Sozinho no mundo
um escravo da minha própria insanidade
o Cristo do meu próprio testamento

As fotos velhas na minha estante
me lembram os dias em que eu fui feliz

Sinto-me culpado por existir
e a cada segundo eu me odeio cada vez mais

Volto para o meu quarto,
tudo que eu preciso fazer agora é dormir;

Acordei as seis horas da manhã
com um vazio em meu peito
que me faz desejar um câncer em meu cérebro

Vou até o espelho e me pergunto;
por quantos anos eu ainda irei suportar
essa rotina de sofrimento?

Uma lágrima sincera escorre pelo meu rosto
volto até o meu quarto
decidido a acabar com tudo
sátiros dançam ao redor da minha cama

Pego as minhas roupas e tampo todas as
saídas de ar da minha casa
vou até a cozinha e ligo o gás

Tudo que eu preciso fazer agora
é dormir…“

—  Gerson De Rodrigues poeta, escritor e anarquista Brasileiro 1995

Epiteto photo
Gianfrancesco Guarnieri photo
Jack London photo
Nicolau Maquiavel photo
Francisco de Assis photo

„Irmão lobo, você prejudica a muitos nestas paragens e faz um grande mal. Todas estas pessoas o acusam e o amaldiçoam. Mas, irmão lobo, eu gostaria de fazer a paz entre você e essas pessoas.“

—  Francisco de Assis santo católico fundador da Ordem Franciscana 1182 - 1226

Falando com o ameaçador lobo de Gubbio.
Saindo da Matrix http://www.saindodamatrix.com.br/archives/2007/05/sao_francisco_d.html

Daniel Goleman photo