„Os que atravessam os mares mudam seu firmamento, não sua alma.“

—  Horacio

Última atualização 23 de Outubro de 2019. História
Tópicos
mar, alma
Horacio photo
Horacio108
-65 - -8 a.C.

Citações relacionadas

Victor Hugo photo
Virgilio photo
Franz Kafka photo

„Um livro deve ser o machado que partirá os mares congelados dentro de nossa alma“

—  Franz Kafka Escritor austro-húngaro-tchecoslovaco 1883 - 1924

Variante: Um livro deve ser o machado para o mar congelado dentro de nós.

Antero de Quental photo
Paul Valéry photo
Adélia Prado photo
Machado de Assis photo
Castro Alves photo
Paulo Leminski photo

„Nessa pedra alguém sentou para ver o mar Mas o mar, não parou para ser olhado E foi mar, pra todo lado.“

—  Paulo Leminski poeta brasileiro 1944 - 1989

Variante: Aqui nessa pedra, alguém sentou para olhar o mar O mar não parou para ser olhado Foi mar pra tudo que é lado

Fernando Pessoa photo
Jacques-Yves Cousteau photo

„O mar é o esgoto universal.“

—  Jacques-Yves Cousteau 1910 - 1997

Declarando que o mar é "onde todos tipos de poluições se encerram", no "US House Committee on Science and Astronautics", em 28 de janeiro de 1971

Bernardo Guimarães photo
Friedrich Nietzsche photo
Lucio Costa photo

„O céu é o mar de Brasília.“

—  Lucio Costa Urbanista brasileiro 1902 - 1998

Lucio Costa como citado em Guiarquitetura Brasília - Página 227 http://books.google.com.br/books?id=qP25DlXLjoEC&pg=PA227, Luis Roberto Clauset - NBL Editora, 2000, ISBN 8587710400, 9788587710406, 240 páginas

Vergílio Ferreira photo

„Da minha língua vê-se o mar.“

—  Vergílio Ferreira escritor português 1916 - 1996

citado em "Revista internacional de língua portuguesa", Edições 4-7‎ - Página 16, Associação das Universidades de Língua Portuguesa - 1991
Atribuídas

Paulinho da Viola photo
Ludwig Van Beethoven photo

„Bach não um riacho, mas um mar.“

—  Ludwig Van Beethoven compositor alemão 1770 - 1827

Bach sollte nicht Bach, sondern Meer heißen
trocadilho com o sobrenome Bach, que significa riacho em alemão.
citado em Beethoven's Leben - página 656 http://books.google.com.br/books?id=YS1L-H8qc6AC&pg=PA656, Ludwig Nohl, Editora Ambr. Abel, 1827, 975 páginas

Gabriel García Márquez photo

Tópicos relacionados