„Sabia perfeitamente que era assim, acostumara-se a todas as violências, a todas as injustiças. E aos conhecidos que dormiam no tronco e aguentavam cipó de boi oferecia consolações: — “Tenha paciência. Apanhar do governo não é desfeita.“

Vidas Secas

Última atualização 18 de Agosto de 2021. História

Citações relacionadas

Nélson Rodrigues photo

„Toda mulher gosta de apanhar.“

—  Nélson Rodrigues escritor e dramaturgo brasileiro 1912 - 1980

Flor de Obsessão: as 1000 melhores frases de Nelson Rodrigues
Variações:
"Toda mulher gosta de apanhar, apenas as neuróticas reagem."
A lição de Charcot
"Nem toda mulher gosta de apanhar, só as normais"
A Impressão da Cultura
Variante: Nem toda mulher gosta de apanhar, só as normais.
Fonte: Flor de Obsessão: as 1000 melhores frases de Nelson Rodrigues; Coleção das obras de Nelson Rodrigues: as 1000 melhores frases de Nelson Rodrigues", de Nelson Rodrigues, Ruy Castro - Publicado por Companhia das Letras, 1992 - 183 páginas
Fonte: A lição de Charcot - Página 113, de Antonio Quinet - Publicado por Jorge Zahar Editor Ltda, 2005 ISBN 8571108412, 9788571108417
Fonte: A Impressão da Cultura - Página 79, de José Antônio Silva - Publicado por Editora Sulina, 1990 ISBN 8520500269, 9788520500262 - 104 páginas

Henri Dominique Lacordaire photo
Carlos Bernardo Gonzalez Pecotche photo
Afrânio Peixoto photo
Nélson Rodrigues photo
Leonardo Da Vinci photo
Leszek Kołakowski photo

„O marxismo tem sido a maior fantasia do nosso século. Foi um sonho que oferecia a perspectiva de uma sociedade de perfeita unidade, na qual todas as aspirações humanas seriam cumpridas e todos os valores reconciliados.“

—  Leszek Kołakowski, livro Main Currents of Marxism

Marxism has been the greatest fantasy of our century. It was a dream offering the prospect of a society of perfect unity, in which all human aspirations would be fulfilled and all values reconciled.
"Main Currents Of Marxism" (1978) - p.1206 - Traduzido por P. S. Falla, W.W. Norton & Company, New York, 2005, ISBN 978-0-393-32943-8

Albert Camus photo

„Todas as pessoas que não conhecemos são perfeitas.“

—  João Morgado escritor português 1965

Fonte: Diário dos Imperfeitos

Teixeira de Pascoaes photo
Liev Tolstói photo
Ignazio Silone photo
Julian Assange photo
Avicena photo
Joseph De Maistre photo

Tópicos relacionados