Frases sobre pouco página 2

Uma coleção de frases e citações sobre o tema da pouco.

Tópicos relacionados

Total 1755 citações, filtro:


Machado de Assis photo
Juan E. Méndez photo
Sun Tzu photo

„Comandar muitos é o mesmo que comandar poucos. Tudo é uma questão de organização.“

—  Sun Tzu antigo general militar, estratega e filósofo chinês da Dinastia Zhou -543 - -495 a.C.

Jane Austen photo
Friedrich Nietzsche photo
Samuel Butler (1835-1902) photo
José de Alencar photo
Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Charles Spurgeon photo

„Alguns de nós dificilmente poderiam fazer mais do que estamos fazendo em nossa própria ordem regular de trabalho, mas ainda pode haver momentos de folga para pequenos esforços extras de outro tipo que, em conjunto, no decorrer de um ano, possam produzir um grande total de resultados práticos reais. Devemos, como ourives, varrer cuidadosamente nossas lojas e reunir as limalhas de ouro que Deus nos deu na forma do tempo. Selecione uma caixa grande e coloque nela quantas balas de canhão ela aguentar, já está cheia de moda, mas ela aguenta mais se forem encontrados assuntos menores. Traga uma quantidade de bolas de gude, muitas delas podem ser empacotadas nos espaços entre os globos maiores; a caixa está cheia agora, mas apenas cheia em certo sentido, conterá mais ainda. Existem interstícios em abundância nos quais você pode sacudir uma quantidade considerável de tiros pequenos, e agora o baú está cheio além de qualquer dúvida, mas ainda há espaço. Você não pode colocar outro tiro ou mármore, muito menos outra bola de canhão, mas descobrirá que vários quilos de areia deslizarão entre os materiais maiores, e mesmo assim entre os grânulos de areia, se você esvaziar a reflexão, haverá espaço para toda a água e para a mesma quantidade repetidas vezes. Quando não há espaço para os grandes, pode haver espaço para os pequenos; onde o pouco não pode entrar, menos pode fazer o seu caminho; e onde menos é excluído, o menor de todos pode encontrar amplo espaço e beira o suficiente.“

—  Charles Spurgeon 1834 - 1892

Nicolau Maquiavel photo

„Todos veem o que você parece ser. Mas poucos sabem o que você realmente é.“

—  Nicolau Maquiavel filósofo, historiador, poeta, diplomata e músico 1469 - 1527

Harold Kushner photo
Esquilo photo
Mahátma Gándhí photo
Erich Fromm photo

„O amor é um ato de fé, e todo aquele que tem pouca fé também tem pouco amor.“

—  Erich Fromm professor académico alemão 1900 - 1980

Variante: O amor é um ato de fé e quem tiver pouca fé também terá pouco amor.

Machado de Assis photo
Clarice Lispector photo
Itamar Franco photo
Agatha Christie photo

„Muito poucos de nós são o que parecemos.“

—  Agatha Christie escritora, romancista, contista, dramaturga e poetisa britânica 1890 - 1976

Gerson De Rodrigues photo

„Poema – Memórias póstumas

Quando eu disser
que me cansei de todas as coisas
não tentem me salvar

Deixem-me cortar os meus punhos
e sangrar até a luz do meio dia

Quando perceberem
que já estou morto

Transformem este dia
em um feriado santo

Batizem os seus filhos
em meu sangue

Exibam o meu corpo
em um altar de glória e poder

Profiram mentiras em meu nome
lembrem-se de memórias das quais
eu nunca vivi

E tampouco
gostaria de tê-las vivido

Coloquem flores
sobre o meu tumulo

Gritem por todos os cantos
o quanto sentem a minha falta

Digam
‘’Amo-te mais do que todas
as coisas’’

Enquanto olham as minhas velhas
fotografias de momentos dos quais
poderiam ter me dito tais palavras doces

Sim! Ascendam velas
em meu nome

Digam aos meus parentes e amigos
que sentem a minha falta

Mas por favor
esqueçam das vezes
das quais eu estava ao seu lado

Esqueçam de uma vez por todas
todos os passos frios que dei por
estas ruas vazias e cheias de ódio

Não lembrem-se das minhas
unhas arranhando estas paredes sujas
enquanto clamava por ajuda

Fechem os olhos e tampem os ouvidos
tal como fizeram das vezes
que supliquei em lágrimas

Lembrem-se das poucas
vezes em que eu fui capaz de sorrir

Ah (…)
quando eu caminhar
em direção aos vales distantes

Não culparei nenhum de vocês
por não compreenderem os meus demônios

Apenas deixarei que lembrem-se
das vezes que os transformei em canções poéticas
para os seus ouvidos surdos!

Não se preocupem com as lágrimas
ou com as dores do meu ato final

Continuem rezando
para os seus deuses de mentira

Vivendo suas vidas vazias
e cheias de fortuna

Continuem!
suplico que continuem!
em suas guerras ideológicas

Esqueçam aqueles que como eu
morreram abraçando suas próprias pernas

Esqueçam-me de uma vez por todas
enquanto lembram-se
do homem que eu nunca fui…“

—  Gerson De Rodrigues poeta, escritor e anarquista Brasileiro 1995

Niilismo Morte Deus Existencialismo Vida Nietzsche

Marquês de Maricá photo