Frases sobre mão

Uma coleção de frases e citações sobre o tema da mão, vida, vida, outro.

Total 492 citações, filtro:

Khalil Gibran photo
William Shakespeare photo

„Eu aprendi, que tudo o que precisamos, é de uma mão para segurar e um coração para nos entender.“

—  William Shakespeare dramaturgo e poeta inglês 1564 - 1616

Variante: Percebo as vezes que precisamos de uma mão para segurar e um coração para nos entender

„Oriente e Ocidente


Quem és tu que julgas o servo alheio?… v.4


Quando os alunos do sudeste da Ásia tiveram aulas com um professor visitante, este aprendeu uma lição. Depois de dar aos alunos um teste de múltipla escolha, surpreendeu-se ao descobrir muitas perguntas sem resposta. Enquanto devolvia os testes corrigidos, ele sugeriu que, da próxima vez, em vez de deixar respostas em branco eles deveriam dar um palpite. Surpreso, um dos estudantes levantou a mão e perguntou: “E se eu acidentalmente acertar a resposta? Estaria dando a entender que sabia a resposta.” O aluno e professor tinham perspectivas e práticas diferentes.

Nos dias do Novo Testamento, os convertidos judeus e gentios vinham para Cristo com perspectivas tão diferentes quanto o Oriente dista do Ocidente. Em pouco tempo, eles estavam em desacordo sobre assuntos tão diversos como dias de culto e o que um seguidor de Cristo seria livre para comer ou beber. O apóstolo Paulo exortou-os a lembrar um fato importante: Nenhum de nós está em posição de saber ou julgar o coração do outro.

Por uma questão de harmonia com outros cristãos, Deus nos exorta a percebermos que todos nós somos responsáveis diante de nosso Senhor, por agir de acordo com a Sua Palavra e nossa consciência. No entanto, somente Ele está em posição de julgar as atitudes do nosso coração (Romanos 14:4-7).

Seja lento para julgar os outros, 
mas rápido para julgar-se a si mesmo. Mart De Haan“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Entre os dedos

Quem na concha de sua mão mediu as águas e tomou a medida dos céus a palmos?… v.12

Depois que derrubei desajeitadamente meu copo no balcão do restaurante, a bebida derramada caiu feito cascata da borda ao chão. Por pura vergonha, tentei segurar aquela cachoeira com as mãos fechadas feito concha. Meus esforços foram quase inúteis; a maior parte da bebida escorreu entre os meus dedos. Por fim, as palmas das mãos viradas para cima continham pouco mais do que uma colher de sopa daquele líquido, e meus pés estavam em meio àquela poça.

Isso se assemelha a minha vida em muitos dias. Luto para resolver problemas, supervisionar detalhes e controlar circunstâncias. Mas não importa o quanto tente, minhas mãos fracas são incapazes de controlar todas as partes. Algo invariavelmente desliza por entre meus dedos e cai aos meus pés, deixando-me sobrecarregada. Nenhum contorcer das mãos ou apertar dos dedos com mais força me torna capaz de lidar com todos os detalhes da situação.

Mas para Deus é possível. Isaías nos diz que Deus pode medir as águas de todos os oceanos e rios do globo e também da chuva na concha das Suas mãos (40:12). Somente as mãos dele são grandes o suficiente para isso. Não precisamos tentar segurar mais do que Ele projetou para as nossas mãos poderem sustentar. Quando nos sentimos sobrecarregados, podemos confiar os nossos cuidados e preocupações em Suas habilidosas mãos.

Podemos confiar em Deus para lidar com as circunstâncias que nos oprimem. Kirsten Holmberg“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Lembre-se de quando


…grandes coisas 
fez o Senhor por nós; por isso, estamos alegres. v.3


Nosso filho lutou com a dependência química durante 7 anos; e nesse tempo, minha mulher e eu vivenciamos muitos dias difíceis. Enquanto orávamos e esperávamos por sua recuperação, aprendemos a comemorar as pequenas vitórias. Se nada de ruim acontecesse em um período de 24 horas, dizíamos um ao outro: “Hoje foi um bom dia”. Essa frase tão curta se tornou um lembrete para sermos gratos pela ajuda de Deus nas menores coisas.

Escondido no Salmo 126:3 há um lembrete ainda melhor das misericórdias de Deus e do que, em última análise, elas significam para nós: “…grandes coisas fez o Senhor por nós; por isso, estamos alegres”. Que ótimo versículo para considerar ao nos lembrarmos da compaixão de Jesus por nós na cruz! As dificuldades de qualquer dia não podem alterar a verdade de que, aconteça o que acontecer, nosso Senhor já nos demonstrou bondade insondável e que “…a sua misericórdia dura para sempre” (Salmo 136:1).

Quando passamos por uma circunstância difícil e descobrimos que Deus foi fiel, manter isso em mente nos ajudará muito na próxima vez em que as águas da vida ficarem turbulentas. Podemos não saber como Deus nos fará atravessar as nossas circunstâncias, mas Sua bondade para conosco no passado nos ajuda a confiar que Ele o fará.

Quando não conseguimos ver a mão de Deus, 
podemos confiar em Seu coração. james Banks“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„A gratidão em família


…Eu e a minha casa serviremos ao Senhor. v.15


Certo colega saiu com o filho para uma lanchonete. Lá, deu-lhe um lanche e um pacote de batatas fritas. De repente, ele resolveu servir-se de um pouco do pacote do garoto. O menino deu-lhe um tapinha na mão e advertiu: “É meu!”. O pai pensou: “Ele se esqueceu que fui eu quem deu. Que quem dará o próximo serei eu. Afinal, quem dispõe dos recursos sou eu!” . Exatamente como fazemos muitas vezes com Deus.

A família reflete com muita proximidade nosso relacionamento com o Senhor. A partir da percepção clara do valor da família e do cenário ao seu redor, Josué fez uma escolha: servir ao Senhor.

Servir ao Senhor implica reconhecer o que Ele tem feito. O que move Josué é a memória das experiências vividas (vv.2-13). Precisamos reconhecer o que o Deus tem feito por nós e ensinar isso a nossos filhos. Precisamos criar neles a consciência de que Deus tem sido generoso para conosco e nutrir em nossa família o sentimento de gratidão.

A certeza de que “Ao anoitecer, pode vir o choro, mas a alegria vem pela manhã” (Salmo 30:5) vem da constatação de que já houve noites anteriormente, que foram sucedidas por um novo amanhecer. Os filhos que têm fé são os que aprenderam a ver o agir de Deus.

Quando somos gratos, somos confiantes e humildes. A experiência da gratidão nos ensina a dependência e a submissão a Deus.

Que possamos dizer decididamente: “eu e a minha casa serviremos ao Senhor!”

A percepção do que Deus tem feito por nós 
nos faz olhar confiantemente para frente. Ney Silva Ladeia“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Tirou-me das profundezas

Do alto, me estendeu ele a mão e me tomou; tirou-me das muitas águas. v.17

Eu observava a água, em constante alerta para os sinais de problemas. Durante os meus turnos de seis horas como salva-vidas, eu ficava ao lado da piscina para garantir a segurança de quem nadava. Deixar o meu posto, ou afrouxar minha atenção, poderia ter graves consequências para quem estava na piscina. Se um nadador estivesse em perigo por causa de um ferimento ou falta de habilidade, era minha responsabilidade tirá-lo da água e colocá-lo em segurança à beira da piscina.

Depois de experimentar a ajuda de Deus na batalha contra os filisteus (2 Samuel 21:15-22), Davi compara o seu resgate a ser tirado de “muitas águas” (22:17). A própria vida de Davi, e a de seus homens, estava em sério perigo por causa dos seus inimigos. Deus animou Davi, enquanto ele se afogava no desastre. Enquanto os salva-vidas são pagos para garantir a segurança dos nadadores, Deus, por outro lado, salvou Davi porque se agradou dele (v.20). Meu coração salta de alegria quando percebo que Deus não cuida de mim e me protege porque é obrigado a isso, mas porque Ele quer.

Quando nos sentimos subjugados pelos problemas da vida, podemos descansar no conhecimento de que Deus, nosso Salva-vidas, vê a nossa luta e, por causa de Seu prazer em nós, nos vigia e protege.

Deus se deleita em salvar Seus filhos. Kirsten Holmberg“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„O que trazemos de volta


Fui moço e […] sou velho, porém jamais vi o justo desamparado, nem a sua descendência a mendigar o pão. v.25


John F. Burns passou 40 anos cobrindo eventos mundiais para um renomado jornal internacional. Num artigo escrito depois de sua aposentadoria em 2015, Burns lembrou-se das palavras de um amigo próximo e colega jornalista que estava morrendo de câncer. “Nunca se esqueça”, seu colega disse: “Não é o quão longe você viajou; é o que você trouxe de volta.”

O Salmo 37 poderia ser considerado a lista de Davi do que ele “trouxe de volta” de sua jornada de vida, de pastor a soldado e rei. O salmo é uma série de dísticos contrastando os ímpios com os justos, e afirmando aqueles que confiam no Senhor.

“Não te indignes por causa dos malfeitores, nem tenhas inveja dos que praticam a iniquidade. Pois eles dentro em breve definharão como a relva e murcharão como a erva verde” (vv.1,2).

“O Senhor firma os passos do homem bom e no seu caminho se compraz; se cair, não ficará prostrado, porque o Senhor o segura pela mão” (vv.23,24).

“Fui moço e já, agora, sou velho, porém jamais vi o justo desamparado, nem a sua descendência a mendigar o pão” (v.25).

O que Deus nos ensinou de nossas experiências na vida? Como experimentamos Sua fidelidade e amor? De que forma o amor do Senhor moldou nossa vida?

Não é o quão longe viajamos na vida que conta, mas o que trouxemos de volta.

À medida que os anos passam, 
a fidelidade de Deus continua se multiplicando. David C. McCasland“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Como eu reagiria?


…não fostes vós que me enviastes para cá, e sim Deus, que me pôs… v.8


“A percepção do favoritismo é um dos maiores fatores na rivalidade entre irmãos”, disse a Dra. Barbara Howard, pediatra de desenvolvimento comportamental. José, o personagem do Antigo Testamento é um exemplo; ele era o filho favorito de seu pai, o que deixava seus irmãos mais velhos furiosos (Gênesis 37:3,4). Eles o venderam aos comerciantes que viajavam para o Egito e fizeram parecer que um animal selvagem o havia matado (37:12-36). Destruíram os seus sonhos e o futuro dele parecia sem esperança.

Ao longo da jornada, José foi fiel a Deus e confiou nele mesmo nas situações ruins. Depois de ser falsamente acusado pela mulher de seu patrão e de ser preso por algo que não fizera, lutou com a injustiça de sua situação, entretanto, continuou confiando no Senhor.

Anos depois, seus irmãos vieram ao Egito para comprar grãos durante um período de intensa fome e aterrorizaram-se ao descobrir que o seu irmão mais novo e desprezado era agora o primeiro-ministro. Mas José lhes disse: “…não vos entristeçais, nem vos irriteis contra vós mesmos por me haverdes vendido para aqui; porque, para conservação da vida, Deus me enviou adiante de vós…” (v.5).

As amáveis palavras de José me fazem questionar se eu estaria pronto para me vingar. Ou seria misericordioso porque o meu coração confia no Senhor?

Nas horas mais sombrias da vida, 
com os olhos da fé podemos ver a amorosa mão de Deus. David C. McCasland“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Tomando atalhos


…Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, dia a dia tome a sua cruz e siga-me. v.23


Sorvendo o chá, Nancy olhou para fora da janela da amiga e suspirou. As chuvas da primavera e a luz do sol estimulavam as cores exuberantes dos lírios, flores de íris, phlox e prímulas.

“Eu quero essa vista”, disse com melancolia, “sem todo o trabalho.”

Alguns atalhos são bons e até práticos. Outros, curto-circuitam o nosso espírito e nos enfraquecem. Queremos o romance sem as dificuldades de nos comprometermos com alguém tão diferente de nós mesmos. Queremos “grandeza” sem os riscos e fracassos necessários na aventura da vida real. Desejamos agradar a Deus, apenas quando isso não nos incomoda.

Jesus deixou claro aos Seus seguidores que não há atalho que evite a difícil escolha de entregarmos a nossa vida a Ele. E advertiu um futuro discípulo: “…Ninguém que, tendo posto a mão no arado, olha para trás é apto para o reino de Deus” (Lucas 9:62). Seguir a Cristo exige uma alteração radical de nossas lealdades.

Quando nos voltamos em fé a Jesus, o trabalho apenas começa. Mas isso vale muito a pena, pois Ele também nos disse que quem se sacrificar “…por amor de mim e por amor do evangelho…” receberá “…já no presente, o cêntuplo […] e no mundo por vir, a vida eterna” (Marcos 10:29,30). O seguir a Cristo é um desafio, mas Ele nos concedeu o Seu Espírito e a recompensa é a vida plena e alegre agora e para sempre.

A maioria das coisas 
que vale a pena fazer são difíceis. Tim Gustafson“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Estenda a misericórdia


…Ó Deus, sê propício a mim, pecador! v.13


Quando me queixei das escolhas de uma amiga que a conduziam ao pecado e como as atitudes dela me incomodavam, minha parceira de oração semanal me disse: “Vamos orar por todos nós.” “Todos nós?”, perguntei: “Sim, não é você quem sempre diz que Jesus estabelece o nosso padrão de santidade, então não devemos comparar os nossos pecados com os dos outros.”

“Essa verdade machuca”, respondi, “mas você está certa. Minha atitude de julgamento e orgulho espiritual não são melhores ou piores do que os pecados dela.”

“E falando sobre ela, na verdade, estamos fofocando e pecando.”

Abaixei a cabeça, dizendo: “Por favor, ore por nós.”

Em Lucas 18, Jesus compartilhou uma parábola sobre dois homens se aproximando do templo para orar de maneiras muito diferentes (vv.9-14). Como os fariseus, podemos ficar presos num círculo de comparação com outras pessoas. Podemos nos vangloriar de nós mesmos (vv.11,12) e viver como se tivéssemos o direito de julgar e a responsabilidade ou o poder de mudar os outros.

Quando olhamos para Jesus como nosso exemplo de vida santificada e vemos a Sua bondade em primeira mão, como o cobrador de impostos a viu, a nossa desesperada necessidade da graça de Deus se amplia (v.13). À medida que experimentamos a compaixão e o perdão do Senhor pessoalmente, mudamos para sempre e somos capacitados para esperar e estender a misericórdia, não a condenação, aos outros.

Ao percebermos a profundidade de nossa necessidade de misericórdia, podemos mais prontamente oferecer misericórdia aos outros. Xochitl Dixon“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Apenas um toque


…Jesus, estendendo a mão, tocou-lhe… v.3


Karin alegrou-se com a oportunidade de ir a uma área remota da África Oriental para ajudar numa missão médica, mas ela se sentia desconfortável, pois não tinha experiência na área de saúde, mas ainda assim, poderia fornecer cuidados básicos.

Lá, ela conheceu uma mulher com uma doença terrível, mas tratável. A perna desfigurada dessa mulher lhe causava repulsa, mas Karin sabia que tinha que fazer alguma coisa. Enquanto limpava e enfaixava a perna doente, sua paciente começou a chorar. Preocupada, Karin perguntou-lhe se a machucava. “Não”, ela respondeu: “é a primeira vez que alguém me toca em 9 anos.”

A lepra é mais uma das doenças que podem tornar suas vítimas repulsivas para os outros, e a antiga cultura judaica tinha diretrizes rígidas para evitar a sua propagação: “…Será imundo durante os dias em que a praga estiver nele; é imundo, habitará só; a sua habitação será fora do arraial” (Levítico 13:46).

É por isso que é tão digno de nota que um leproso tenha se aproximado de Jesus para dizer: “…Senhor, se quiseres, podes purificar-me.” (Mateus 8:2). “E Jesus, estendendo a mão, tocou-lhe, dizendo: Quero, fica limpo!” (v.3).

Ao tocar a perna doente de uma mulher solitária, Karin começou a demonstrar o amor destemido e restaurador de Jesus. Um único toque fez a diferença.

Podemos fazer diferença se superarmos os nossos medos 
e confiarmos em Deus para nos usar. Tim Gustafson“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Não desista


E não nos cansemos de fazer o bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não desfalecermos. v.9


Bob Foster, meu mentor e amigo há mais de 50 anos, nunca desistiu de mim. Sua amizade imutável e o encorajamento, mesmo durante meus momentos mais sombrios, ajudou-me a enfrentar minhas lutas.

Com frequência, estamos prontos a estender a mão e ajudar alguém que sabemos que está em grande necessidade. Mas quando não vemos melhoras imediatas, a nossa determinação pode enfraquecer e, eventualmente, desistimos. Descobrimos que aquilo que esperávamos acontecer de uma vez só, era um processo contínuo.

O apóstolo Paulo nos pede para sermos pacientes ao ajudar uns aos outros nos tropeços e lutas da vida. Quando ele escreve: “Levai as cargas uns dos outros e, assim, cumprireis a lei de Cristo” (Gálatas. 6:2), ele está comparando a nossa tarefa ao trabalho, ao tempo e à espera que leva para um fazendeiro ver a sua colheita.

Quanto tempo devemos continuar orando e ajudando aos que amamos? “…não nos cansemos de fazer o bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não desfalecermos” (v.9). Quantas vezes devemos estender a mão aos outros? “…enquanto tivermos oportunidade, façamos o bem a todos, mas principalmente aos da família da fé” (v.10).

O Senhor nos encoraja a confiar nele hoje, a permanecer fiel aos outros, a continuar orando e a não desistir!

Deus “…é poderoso para fazer infinitamente mais do que 
tudo quanto pedimos ou pensamos…”. Efésios 3:20 David C. McCasland“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Esquecido por nossa causa


…De maneira alguma te deixarei, nunca jamais te abandonarei. Hebreus 13:5


Ter um amigo por perto torna a dor mais suportável? Foi feito um estudo fascinante para responder a essa pergunta e saber como o cérebro reage à perspectiva de dor, e se reage de maneira diferente se uma pessoa enfrenta a ameaça de dor sozinho, segurando a mão de um estranho, ou de alguém que lhe é próximo.

Fizeram-se os testes em dezenas de pares, e os resultados foram consistentes. Quando uma pessoa estava só ou segurando a mão de um estranho, na expectativa de um choque, as regiões do cérebro que processam o perigo iluminavam-se. Ao segurar as mãos de alguém de confiança, o cérebro relaxava. A presença de um amigo fez a dor parecer mais suportável.

Jesus precisava de conforto ao orar no jardim do Getsêmani. Ele sabia que estava prestes a enfrentar traição, prisão e morte. Ele pediu aos Seus amigos mais próximos para ficarem e orarem com Ele, dizendo-lhes que a Sua alma estava “profundamente triste” (v.38). Mas Seus amigos dormiram.

Jesus enfrentou a agonia, sem o conforto da mão de alguém para segurar. Mas por Ele suportar essa dor, podemos ter a certeza de que Deus nunca nos deixará nem nos abandonará (Hebreus 13:5). Jesus sofreu para que jamais venhamos a experimentar a separação do amor de Deus (Romanos 8:39). A companhia do Senhor faz qualquer coisa que tenhamos que enfrentar ser mais suportável.

Por causa do amor de Deus, 
nunca estamos realmente sozinhos. Amy Peterson“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

Gerson De Rodrigues photo

„Um dos meus passatempos na vida, é sentar em um banco de uma praça qualquer aonde passam bastante pessoas, gosto de sentar e observar os seres humanos. É Sempre possível observar o ‘’ Homem bem sucedido’’ de terno e gravata transitando com seu sorriso no rosto, a senhora com a bíblia na mão com esperança e amor nos olhos, a criança inocente que de nada sabe sobre a vida cuja sua preocupação é alimentar os pombos.

Cada humano que observo percebo algo incomum, nenhum deles se preocupa com o que eu me preocupo, não consigo passar nem mesmo algumas horas sem refletir em o quão inútil nós somos perante o universo, ou como irei me portar no enterro da minha mãe – ou como meu filho irá se sentir diante da minha morte.

A Habilidade que os seres humanos possuem em trabalhar como formigas, e sorrir como palhaços me parece um tanto quanto vantajosa a ignorância permite ao homem existir – pensem bem o que seria da humanidade se todos fossemos Niilistas?

Sentado naquele banco observando os humanos que transitam sem parar, sinto-me como alguém que saiu da caverna de platão, e não consegue explicar aos outros a realidade fora dela.

O Quão cruel eu seria? Como posso eu querer tirar do homem feliz a ignorância? Como posso eu tirar do homem a caverna que o protege da realidade.

Então vivo sozinho fora da caverna observando aqueles que ainda vivem nela, lamento-me por aqueles prisioneiros que morrerão sem saber que em suas pernas haviam correntes….“

—  Gerson De Rodrigues poeta, escritor e anarquista Brasileiro 1995

Ralph Waldo Emerson photo

„A glória da amizade não é a mão estendida, nem o sorriso carinhoso, nem mesmo a delícia da companhia. É a inspiração espiritual que vem quando você descobre que alguém acredita e confia em você.“

—  Ralph Waldo Emerson 1803 - 1882

The glory of friendship is not the outstretched hand, nor the kindly smile, nor the joy of companionship. It is the spiritual inspiration that comes to one when he discovers that someone else believes in him and is willing to trust him
citado em "The reflecting pond" - Página 37, Liane Cordes - Hazelden Publishing, 1980, ISBN 0894861212, 9780894861215 - 140 páginas
Atribuídas

Dilma Rousseff photo
Albert Einstein photo

„Tenha em mente que tudo que você aprende na escola é trabalho de muitas gerações. Tudo isso é posto em sua mão como sua herança para que você receba-a, honre-a, acrescente a ela e, um dia, fielmente, deposite-a nas mãos de seus filhos.“

—  Albert Einstein, livro Como Vejo o Mundo

"Bear in mind that the wonderful things you learn in your schools are the work of many generations. All this is put in your hands as your inheritance in order that you may receive it, honor it, add to it, and one day faithfully hand it on to your children."
Filosofia de vida
Variante: Tenha em mente que tudo que você aprende na escola é trabalho de muitas gerações. Receba essa herança, honre-a, acrescente a ela e, um dia, fielmente, deposite-a nas mãos de seus filhos.
Fonte: The World As I See It http://books.google.com.br/books?id=aNKOo94tO6cC&pg=PA23&lpg=PA23&dq=Bear+in+mind+that+the+wonderful+things+you+learn+in+your+schools+are+the+work+of+many+generations&source=bl&ots=QlXxpVGWYw&sig=HVx2W9rHYzPJv2MaO-JoJOuWB_8&hl=pt-BR&sa=X&ei=qChMT7CrG8Xw0gHGhbmdDg&ved=0CFIQ6AEwBQ#v=onepage&q=Bear%20in%20mind%20that%20the%20wonderful%20things%20you%20learn%20in%20your%20schools%20are%20the%20work%20of%20many%20generations&f=false (2007) Book Tree, ISBN 1585092878. pág. 23

Gerson De Rodrigues photo

„Diálogo entre o Padre e o Filósofo - Uma Dialética Niilista

Sentado nas beiradas sujas do décimo terceiro andar de um prédio abandonado, estava um filósofo decidido em acabar com a sua vida

Abel um de seus amigos mais religiosos, considerou a hipótese de que seria uma grande ideia enviar um padre para conversar com ele, afim de convence-lo de que a vida segundo Abel

‘’ Era um presente de deus’’ e deveria ser vivida, e que o suicídio era uma péssima escolha.

O Bravo e corajoso padre então foi chamado, e com sua bíblia nas mãos subiu até o décimo terceiro andar deste prédio. Sentou-se então ao lado do filósofo, enquanto ambos eram observados por uma multidão de pessoas preocupadas.

O Filósofo parecia tranquilo, a vida já não existia em seu olhar e ele observava atentamente o horizonte ignorando completamente aquele estranho porem caricato padre sentado ao seu lado.

O Padre tranquilo segurava a sua bíblia como se estivesse segurando as próprias mãos de cristo, a coragem e a determinação de salvar aquele jovem filosofo do suicídio era a sua missão, e sem hesitar perguntou

- Oh meu filho por que renunciais a vida? tão belas que és, tão lindas que és, dada a nós por deus, e paga com o sangue de cristo que morreu por nós para que você não precise morrer hoje.

O Filósofo escutando as palavras do padre, observava atentamente o horizonte, e sem responder permanecia em silencio, o padre por sua vez continuava o discurso.

- Meu filho, observe a beleza do mundo essas montanhas ao fundo, esses prédios cheios de vida, se não fosse a vida o que seriamos de nós? A vida é tudo que temos, nosso único tesouro, nosso maior presente.

O Padre ainda determinado abre a sua bíblia em uma parte que já estava marcada e começa a ler

- Amados, amemo-nos uns aos outros; porque o amor é de Deus; e qualquer que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. 1 João 4:7

E no momento em que o filósofo escuta as palavras bíblicas, ele sorri e pela primeira vez olha para o padre, ainda com os olhos sem vida já morto por dentro, mas com um sorriso sincero perguntou ao padre

- Por que vives padre?

O Padre sem pestanejar, de supetão logo respondeu

- Eu vivo por cristo, e cristo vive em mim, eu vivo pela igreja e pelo amor que eu tenho a aqueles que seguem a jesus. Eu vivo, porque a vida é bela, porque amo aqueles próximos a mim, amo a minha família e a minha igreja.

O Filósofo sorrindo, pergunta novamente ao padre mas desta vez com um tom um pouco mais sério

- Por que vives padre?

O Padre sem entender, pois já havia respondido a pergunta gagueja levemente e responde

- E.. eu, eu.. vi.. vivo por cristo, vivo por aqueles que amo, e pela igreja! O Suicídio é um pecado sem retorno e a vida é o presente mais belo que deus poderia nos dar. Ele enviou seu próprio filho para se sacrificar por nós, em pró de nossas vidas pecaminosas.

O Filósofo vira o seu rosto para frente, observando o horizonte respira tranquilamente e pergunta outra vez com uma tonalidade calma em sua voz

- Por que vives padre?

O Padre já sem resposta, demora a alguns segundos para pensar em uma, segura sua bíblia com toda sua força suando frio com a outra mão agarra com ainda mais forças a beirada do prédio, descontrolado o padre grita

- O CRISTÃO VIVE PELA Fé!! E Eu tenho fé em cristo, fé na vida, fé de que ambos sairemos deste prédio de mãos dadas!

Com os braços cruzados, o Filósofo olha para baixo, e sorri para o abismo, e o abismo sorri de volta. Sorrindo então ele olha para o padre e novamente pergunta de maneira serena e calma

- Por que você vive padre?

O Padre sem reação olha para baixo, e o abismo sorri para ele e ele pula para o abismo.“

—  Gerson De Rodrigues poeta, escritor e anarquista Brasileiro 1995

„O grito por amor

Amados, amemo-nos uns aos outros, porque o amor é de Deus. - 1 João 4: 7

Um pai sentou-se à sua mesa debruçado sobre suas contas mensais quando seu filho entrou correndo e anunciou: “Pai, porque este é seu aniversário e você tem 55 anos, eu vou te dar 55 beijos, um para cada ano. ! ”Quando o menino começou a cumprir sua palavra, o pai exclamou:“ Oh, André, não faça isso agora; Estou muito ocupado!"

O jovem imediatamente ficou em silêncio enquanto as lágrimas brotavam em seus grandes olhos azuis. Apologeticamente, o pai disse: "Você pode terminar mais tarde." O menino não disse nada, mas silenciosamente se afastou, com a decepção escrita em todo o rosto. Naquela noite, o pai disse: "Venha e termine os beijos agora, Andrew". Mas o menino não respondeu.

Pouco tempo depois desse incidente, o garoto se afogou. Seu pai de coração partido escreveu: "Se ao menos eu pudesse dizer a ele o quanto lamento minhas palavras impensadas e posso ter certeza de que ele sabe o quanto meu coração está doendo".

O amor é uma via de mão dupla. Qualquer ato amoroso deve ser calorosamente aceito ou será tomado como rejeição e pode deixar uma cicatriz. Se estamos muito ocupados para dar e receber amor, estamos ocupados demais. Nada é mais importante do que responder com amor ao clamor por amor daqueles que estão próximos e preciosos para nós.

Senhor, ensina-nos o segredo do amor,
o amor que você está pedindo hoje;
Então ajude-nos a amar uns aos outros -
Por isso, oramos sinceramente. —Anon.

Nada é mais caro do que amar - exceto não amar. Henry G. Bosch“

—  ministério_pão_diário

„Queijo e bolachas

Quem deseja tornar-se grande entre vós, seja ele teu servo. - Escritura de hoje : Mateus 20: 20-28

Eli Black era um homem de negócios brilhante, mais conhecido por dois eventos em sua vida: ele planejou a aquisição multimilionária do conglomerado United Fruit e saltou para a morte do 42º andar do prédio da Pan Am em Nova York.

No livro An American Company, um executivo descreveu um almoço de negócios que teve com Eli Black. Quando a garçonete trouxe um prato de queijo e bolachas como aperitivo, Black estendeu a mão e pegou-as, colocou-as na mesa, bloqueou-as com os braços e continuou falando. O executivo não comia há horas e insinuava que gostaria de um biscoito. Mas Black agiu como se não o tivesse ouvido e continuou a reunião de negócios.

Depois de um tempo, Black colocou um biscoito e queijo na ponta dos dedos e continuou a falar. Vários momentos depois, Black colocou o biscoito no prato do executivo e bloqueou o resto como antes. Ficou claro que Black estava no comando, manipulando os outros como quisesse.

Quando jogar "siga o líder", verifique quem está na frente da linha. Eli Black, apesar de todo o seu poder, acabou por suicidar-se. Jesus Cristo, em toda a Sua humildade, acabou sendo o Salvador do mundo.

Refletir e Orar
Controlando a vida de outras pessoas
É um traço de muitos líderes,
mas atendendo às necessidades de outras pessoas
O Senhor considera ótimo. —Sesper

Somente quem serve é qualificado para liderar. Haddon W. Robinson“

—  ministério_pão_diário

„Como posso perdoar?

Se você não perdoar aos homens as suas transgressões, nem o seu Pai perdoará as suas transgressões. - Mateus 6:15

Algumas das mágoas da vida são tão profundas e dolorosas que perdoar as pessoas que as causaram parece impossível. No entanto, Jesus diz que não podemos experimentar o Seu perdão se tivermos um espírito implacável.

Na Segunda Guerra Mundial, Corrie Ten Boom e sua irmã Betsie foram presos por esconder judeus e foram enviados para um campo de concentração alemão. Betsie morreu uma morte lenta e terrível como resultado do tratamento cruel.

Então, em 1947, Corrie falou sobre o perdão de Deus para uma igreja em Munique. Depois, um homem a procurou. Ela o reconheceu como um dos guardas que a maltrataram e a Betsie. Ele disse a ela que se tornara cristão e, com a mão estendida, pediu perdão a ela. Corrie lutou com seus sentimentos, mas quando ela recordou as palavras de Jesus em Mateus 6:15, ela sabia que tinha que perdoar. Ela silenciosamente orou: "Jesus, ajude-me!" E enfiou a mão na mão de seu antigo atormentador.

Alguém disse: “O perdão não é um caso de 'amnésia santa' que apaga o passado. Em vez disso, é a experiência de cura que drena o veneno da ferida ”.

Deus nos pede para fazer pelos outros o que Ele fez por nós através de Jesus Cristo. Ele nos dará força para perdoar.

Senhor Jesus, nos dê graça cada dia
Para que possamos seguir em Seu caminho,
Especialmente quando alguma alma não amada
Precisa que o nosso perdão seja completo. —DJD

Já que todos nós precisamos de perdão, devemos sempre perdoar.
Dennis J. DeHaan“

—  ministério_pão_diário

„Feito à mão por Deus

Nossa aflição leve. . . está trabalhando para nós um peso muito maior e eterno de glória. -
Escritura de hoje :
2 Coríntios 4: 8-18

O piano Steinway foi preferido por teclados como Rachmaninoff, Horowitz, Cliburn e Liszt - e por um bom motivo. É um instrumento habilmente trabalhado que produz som fenomenal.

Os pianos Steinway são construídos hoje da mesma forma que há 140 anos, quando Henry Steinway começou seu negócio. Duzentos artesãos e 12.000 peças são necessários para produzir um desses magníficos instrumentos. O mais crucial é o processo de dobrar o aro, onde 18 camadas de bordo são dobradas em torno de uma prensa de ferro para criar a forma de um Steinway grand. Cinco camadas de verniz são aplicadas e esfregadas à mão para dar ao piano seu brilho externo. O instrumento então vai para a sala de Pounder, onde cada chave é testada 10.000 vezes para garantir a qualidade e durabilidade.

Seguidores de Jesus Cristo também estão sendo "feitos à mão". Somos pressionados, formados e moldados para nos tornar mais semelhantes a Ele. Somos polidos, às vezes no aflição, até que “brilhemos”. Somos testados no laboratório da experiência humana cotidiana. O processo nem sempre é agradável, mas podemos perseverar com esperança, sabendo que nossas vidas refletirão cada vez mais a beleza da santidade para o eterno louvor de Deus.

Refletir e Orar
Pense nisso
É Deus se curvando, moldando ou me polindo agora mesmo? Qual é a minha atitude: estou agradecendo e louvando a Deus, ou estou reclamando do processo?

Os julgamentos não pretendem nos provocar, mas nos provar. David C. Egner“

—  ministério_pão_diário

„Nas mãos dele

Todos os seus santos estão na sua mão. - Escritura de hoje :
Deuteronômio 33: 1-3,26-29

Em seu leito de morte, o pregador britânico Charles Simeon sorriu brilhantemente e perguntou às pessoas reunidas em seu quarto: "O que você acha que me dá conforto especialmente neste momento?"

Quando todos permaneceram em silêncio, ele exclamou: “A criação! Eu me pergunto: 'Jeová criou o mundo ou eu?' Ele fez! Agora, se Ele fez o mundo e todas as esferas do universo, Ele certamente pode cuidar de mim. Nas mãos de Jesus posso com segurança cometer o meu espírito!

Hudson Taylor, fundador da China Inland Mission, nos últimos meses de sua vida disse a um amigo: “Eu sou tão fraco. Eu não posso ler minha Bíblia. Eu não posso nem rezar. Só posso ficar deitada nos braços de Deus como uma criancinha e confiar.

Tanto Simeão quanto Taylor sabiam que o Deus Todo-Poderoso que criou o universo os mantinha em suas mãos. Moisés teve a mesma certeza quando abençoou os filhos de Israel antes de morrer (Deut. 33). Eles poderiam encarar o futuro com confiança, porque o Deus que os libertara também os preservaria.

Nós certamente não precisamos ter medo, então, quando entramos em um novo ano. Deus nunca abandonará Seus filhos redimidos. Nós podemos nos alegrar que nosso grande Criador nos mantém em Suas mãos. E isso é verdade para todo filho de Deus.

Refletir e Orar
O Deus que fez o firmamento,
Quem fez o mar mais profundo,
O Deus que colocou as estrelas no lugar
É o Deus que cuida de mim. —Berg

O Deus que detém o universo é o Deus que está te segurando. Henry G. Bosch“

—  ministério_pão_diário

Madre Teresa de Calcutá photo
Arthur Schopenhauer photo
Henry David Thoreau photo
Ezra Pound photo
Patrick Rothfuss photo
Martha Medeiros photo
William Blake photo
Nitiren Daishonin photo
Josemaría Escrivá de Balaguer photo

„O conhecimento próprio leva-nos como que pela mão à humildade.“

—  Josemaría Escrivá de Balaguer Santo da Igreja Católica Apostólica Romana, fundador da prelazia Santa Cruz e Opus Dei 1902 - 1975

Madre Teresa de Calcutá photo
Max Lucado photo
Mia Couto photo
Mia Couto photo
Gerson De Rodrigues photo

„Homem e o Conhecimento – Uma Alegoria dialética.

Certa vez, um filósofo em busca de conhecimento e sabedoria foi ao encontro de um velho Monge, conhecido por seus grandes feitos na literatura e no conhecimento mundial.

Esse monge, conhecido como ‘’ Thoth o Sábio’’ Vivia no alto de um monte em uma biblioteca pessoal de livros escritos por ele mesmo.

Ao subir o grande monte com muito esforço e dedicação e adentrar os portões de ouro da sagrada biblioteca, o Filósofo se surpreende com aquele velho monge. Que se encontrava sentado em meio aos livros em posição de Lótus expressando tamanha sabedoria.

Com cautela, o Filósofo calmamente indaga uma forte questão ao sábio monge. Questão da qual, nunca a ele foi dirigida antes

― Como podes um homem tão sábio, possuir tamanha certeza de sua vasta sabedoria? Poderias tu, me guiar a sabedoria do mundo?

O Monge, abre calmamente seus olhos que antes estavam fechados e meditando calmamente. Ainda sentado na posição de Lótus, respondeu friamente

― Quem eres essa tola alma que ousas dirigir-me a palavra?

O Filósofo, ao ser chamado de tolo sorriu de maneira irônica com o canto de sua boca.

― Sou apenas um jovem poeta, um velho filósofo, muitas histórias eu escutei sobre ti. Homens que o seguem como um deus, mulheres que o idolatram como um símbolo, crianças que leem seus livros e tornam-se jovens revolucionários. Pensei, se tamanha mente existe, o que seria de mim então? Um tolo. Tu és de fato, o mais sábio dos homens por isso escalei o mais alto dos montes, com o único objetivo de conhecer o mais sábio dos homens.

O Sábio monge, orgulhoso de sua vasta sabedoria sendo elogiada por um jovem Filósofo. Se levanta, e caminha a um de seus muitos livros naquela vasta biblioteca. Pega um deles, intitulado ‘’ A Sabedoria do mundo’’ e então, abre em uma página com uma precisa marcação começando então a leitura de sua citação

― E era a sabedoria de Salomão maior do que a sabedoria de todos os do oriente e do que toda a sabedoria dos egípcios. Tudo isto provei-o pela sabedoria; eu disse: Sabedoria adquirirei; mas ela ainda estava longe de mim. E vinham de todos os povos a ouvir a sabedoria de Salomão, e de todos os reis da terra que tinham ouvido da sua sabedoria. Andai com sabedoria para com os que estão de fora, remindo o tempo. Com ele está a sabedoria e a força; conselho e entendimento

Após escutar tal citação, o Filósofo reconhece que tal pensamento, não poderia ter advindo de tal homem, ele então indagou

― Essa citação do seu livro, não eres da Bíblia sagrada? Tenho certeza que eu poderia encontra-la em Jó 12:13.

O Monge, cai em gargalhadas. Colocando seu livro sobre uma velha mesa, perguntou ao Filósofo.

― E não são os homens diabos copiadores? Todo conhecimento adquirido pelo homem, adveio de outro homem mais sábio.

O Filósofo furioso, começa a caminhar por toda a biblioteca pegando todos os livros e abrindo-os de um a um.

― Friedrich Nietzsche, Zaratustra, William Godwin, Schopenhauer, mas isso é um absurdo! Como pode se dizer o grande sábio? Se nenhum destes livros foi escrito por você, são apenas ideias de outros homens! Você é uma grande fraude!!

Gritava o filósofo enquanto verificava e arremessava cada livro nas estantes.

O Monge, ainda mantendo sua plena calma, indaga ao Filósofo uma simples questão.

― Poderia me dizer, o que achas sobre Deus?

O Filósofo, escutando tal pergunta simples e tola responde rapidamente sem pestanejar

― Uma fantasia criada por homens, um mero mito, uma ideia, deus a muito tempo morreu e somos hoje homens da ciência!

O Monge caindo em gargalhadas responde

― Ainda não percebeu não é? Tudo o que disse, veio de outras mentes eu poderia categorizar sua resposta com o nome e o livro de cada pensador.

O Filósofo, escutando tal resposta começa a refletir, refletindo ele responde calmamente

― Não… essa resposta veio da minha mente, eu apenas a aprendi ao longo dos anos. No entanto, não me intitulo o grande sábio.

― Então poderia me dar uma resposta a respeito da existência de Deus, sem mencionar ou pensar sobre alguma literatura que leu ou aprendeu durante seus longos anos de vida? Perguntou o Monge.

O Filósofo caminha de um lado para o outro, seus neurônios queimando como um vulcão

― Mas é impossível! Desde os pré-socráticos a mente do homem… vem aprendendo e evoluindo como um coletivo, esse desafio que me propôs é humanamente impossível.

Respondeu o Filósofo com uma tonalidade séria em sua voz.

O Monge calmamente pega um caderno velho, com anotações por todas suas folhas e entrega nas mãos do Filósofo.

― Esta vendo cada anotação? Cada ideia? Todas as ideias que eu tive, toda a reflexão, em algum momento ela nasceu de algum outro homem. Até mesmo Nietzsche se inspirou em Stirner, todos os homens compartilham de uma filosofia coletiva, de uma ciência mental. Não se pode ser sábio, se negar o conhecimento preestabelecido pela humanidade.

O Filósofo confuso, vendo tais anotações enquanto sua mente conectava cada referência literária, coloca o caderno sobre a mesa e pergunta

― Como um monge, intitulado o sábio, nada mais é do que qualquer outro Filósofo, escritor ou homem que pisou nesse planeta? Me diga, o que diferencia você dos outros homens?

O Monge, caminha até o Filósofo enquanto desvia das pilhas de livros, coloca a mão em seu ombro e pede que o siga. Ambos sobem uma escada, que leva ao segundo andar daquela biblioteca. Aonde um grande telescópio apontando para o céu os aguardava

― Por favor, veja com seus próprios olhos

O Filósofo, se aproxima do telescópio e ao observar a imensidão do cosmos é chocado por uma realidade assustadora. Diante de seus olhos, foram apresentadas incontáveis galáxias, planetas e mundos distantes.

O Filósofo é claro, já havia lido em livros de astronomia sobre a imensidão do cosmos, mas nunca de fato o viu com seus próprios olhos.

O Filósofo então, ao tornar-se o sábio monge realizou em sua primitiva mente de macaco, que mesmo lendo todos os livros já escritos. O conhecimento realizado pelo homem, de nada importa para o universo.

Pois tudo que conhecemos, ou iremos conhecer não passa de um leve suspiro de uma criança que acabou de nascer mas morreu logo depois do parto.

A vida, a existência tudo o que conquistamos, ou iremos conquistar. É apenas um grito ecoante de desespero para nos convencer que somos importantes, mas no fundo todos nós sabemos que somos inúteis.

O Velho filósofo, tornou-se o sábio monge.

Sábio, por reconhecer o seu lugar no nada, como um nada. Pois mesmo com todo o conhecimento do mundo, o nosso mundo é apenas um pontinho luminoso no céu…“

—  Gerson De Rodrigues poeta, escritor e anarquista Brasileiro 1995

Francis Scott Fitzgerald photo

„Foi a única coisa que eu quis muito, … E quando a obtive, ela virou pó na minha mão.“

—  Francis Scott Fitzgerald 1896 - 1940

Os Belos e Malditos (1925)

Cazuza photo
Aristoteles photo
Luiz Inácio Lula da Silva photo

„Durante 30 anos fomos a economia que mais cresceu no mundo. O que aconteceu é que não houve distribuição da renda produzida. Pouco dinheiro na mão de muitos significa distribuição de renda, muito dinheiro na mão de poucos significa concentração de renda“

—  Luiz Inácio Lula da Silva político brasileiro, 35º presidente do Brasil 1945

Sua opinião sobre o desenvolvimento econômico nos governos anteriores.
Fonte: G1 http://g1.globo.com/Noticias/Politica/0,,MUL1569128-5601,00-LULA+SUGERE+CRIACAO+DE+MINISTERIO+DA+MICRO+E+PEQUENA+EMPRESA.html, 14/04/10
Gerais, 2010

William Blake photo

„Ver um mundo em um grão de areia/ e um paraíso numa flor selvagem/ Segure o infinito na palma da sua mão/ e a eternidade em uma hora.“

—  William Blake, Auguries of Innocence

To see a World in a Grain of Sand / And a Heaven in a Wild Flower / Hold Infinity in the palm of your hand / And Eternity in an hour
William Blake in "Auguries of Innocence" of the: "Songs and Ballads"

Benjamin Franklin photo

„Aqueles que abrem mão da liberdade essencial por um pouco de segurança temporária não merecem nem liberdade nem segurança.“

—  Benjamin Franklin político e fundador dos EUA 1706 - 1790

Those who would give up Essential Liberty to purchase a little Temporary Safety, deserve neither Liberty nor Safety.
A primeira variante foi escrita por Franklin, mas quase certamente o seu pensamento original, por vezes é atribuído pouco antes 17 de fevereiro de 1775, como parte das suas notas para uma proposição à Assembléia Pensilvânia. http://books.google.com/books?id=W2MFAAAAQAAJ&pg=PA270&lpg=PA270t#PPA270,M1
A segunda variante foi usada como um lema na página de título de uma histórica revisão da Constituição e de governo da Pensilvânia. (1759) Este livro foi publicado por Franklin; seu autor era Richard Jackson http://www.futureofthebook.com/stories/storyReader$605, que citou um escrito de Franklin para a Assembléia da Pensilvänia: Resposta ao Governador, 11 de novembro de 1755.

William Shakespeare photo
António Lobo Antunes photo
Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
John Davison Rockefeller photo

„Eu acredito no valor supremo do indivíduo e em seu direito à vida, liberdade e a busca da felicidade.

Eu acredito que todo direito implica uma responsabilidade; toda oportunidade, uma obrigação; cada possessão, um dever.

Creio que a lei foi feita para o homem e não para o homem pela lei; esse governo é o servo do povo e não seu mestre.

Eu acredito na dignidade do trabalho, seja com a cabeça ou a mão; que o mundo não deve a ninguém viver, mas que deve a todo homem uma oportunidade de ganhar a vida.

Acredito que a economia é essencial para uma vida bem ordenada e que a economia é um requisito primordial de uma estrutura financeira sólida, seja no governo, nos negócios ou nos assuntos pessoais.

Acredito que a verdade e a justiça são fundamentais para uma ordem social duradoura.

Eu acredito na santidade de uma promessa, que a palavra de um homem deve ser tão boa quanto o seu vínculo, que o caráter - não riqueza, poder ou posição - é de valor supremo.

Creio que a prestação de serviço útil é o dever comum da humanidade e que somente no fogo purificador do sacrifício é a escória do egoísmo consumido e a grandeza da alma humana libertada.

Acredito em um Deus todo-sábio e todo-amoroso, nomeado por qualquer nome, e que a maior realização do indivíduo, maior felicidade e maior utilidade sejam encontradas em viver em harmonia com a Sua vontade.

Eu acredito que o amor é a melhor coisa do mundo; que só ele pode superar o ódio; esse direito pode e triunfará sobre o poder.“

—  John Davison Rockefeller Personalidade 1839 - 1937

Jair Bolsonaro photo
Carlos Ruiz Zafón photo
Nicolau Maquiavel photo
Roberto Campos photo
Friedrich Nietzsche photo
Augusto dos Anjos photo
Adélia Prado photo
Audrey Hepburn photo
Augusto Cury photo
James Joyce photo

„Masturbação! É impressionante como ela está sempre à nossa mão!“

—  James Joyce escritor irlandês do século XX, mais conhecido por escrever Ulisses 1882 - 1941

José Saramago photo
William Blake photo
Isabel Allende photo
Virginia Woolf photo
Ray Bradbury photo
Paulo Freire photo
Anita Loos photo

„Beijando-me a mão, far-me-ás sentir muito bem; mas um diamante com safira durará para sempre.“

—  Anita Loos, livro Gentlemen Prefer Blondes

kissing your hand may make you feel very good but a diamond and a sapphire bracelet lasts forever.
Gentlemen Prefer Blondes: The Illuminating Diary of a Professional Lady - página 101, Por Anita Loos, Ralph Barton, Ilustrado por Ralph Barton, Publicado por Boni & Liveright, 1925, 216 páginas

Clarice Lispector photo

„Dá-me a tua mão desconhecida que a vida está me doendo e eu não sei como falar- a realidade é delicada demais, só a realidade é delicada, minha irrealidade e minha imaginação são mais pesadas.“

—  Clarice Lispector, livro A Paixão segundo G.H.

"A paixão segundo G.H.: romance" - Página 34; de Clarice Lispector - Publicado por Editôra Sabiá, 1964 - 182 páginas
A paixão segundo G.H.
Variante: Dá-me a tua mão desconhecida, que a vida está me doendo, e não sei como falar – a realidade é delicada demais, só a realidade é delicada, minha irrealidade e minha imaginação são mais pesadas.

Ruy Barbosa photo
Martha Medeiros photo
Rabindranath Tagore photo
Martha Medeiros photo
Raul Seixas photo

„Levante sua mão sedenta. E recomece a andar. Não pense Que a cabeça agüenta se você parar.“

—  Raul Seixas cantor e compositor brasileiro 1945 - 1989

Variante: Tente. Levante sua mão sedente e recomece a andar. Não pense que a cabeça aguenta se você parar. Tente outra vez.

António Lobo Antunes photo
Leonardo Da Vinci photo

„O casamento é como enfiar a mão num saco de serpentes na esperança de puxar uma enguia.“

—  Leonardo Da Vinci pintor renascentista 1452 - 1519

Variante: O casamento é como enfiar a mão num saco de serpentes na esperança de apanhar uma enguia.

Anaxagorás photo

„O homem é inteligente porque tem uma mão.“

—  Anaxagorás -500 - -428 a.C.

Variante: O homem é inteligente porque tem irmãos.

Thomas Jefferson photo

„Não gastes o teu dinheiro antes de o teres na mão.“

—  Thomas Jefferson 3º presidente dos Estados Unidos da América 1743 - 1826

Jeremy Bentham photo
Martha Medeiros photo
Jorge Amado photo
António Lobo Antunes photo

„Por vezes, ao sexto ou sétimo cálice, sinto que quase o consigo, que estou prestes a consegui-lo, que as pinças canhestras do meu entendimento vão colher, numa cautela cirúrgica, o delicado núcleo do mistério, mas
logo de imediato me afundo no júbilo informe de uma idiotia pastosa a que me arranco no dia seguinte, a golpes de aspirina e sais de frutos, para tropeçar nos chinelos a
caminho do emprego, carregando comigo a opacidade irremediável da minha existência,
tão densa de um lodo de enigmas como pasta de açúcar na chávena matinal. Nunca lhe aconteceu isto, sentir que está perto, que vai lograr num segundo a aspiração adiada e eternamente perseguida anos a fio, o projeto que é ao mesmo tempo o seu desespero e a sua esperança, estender a mão para agarrá-lo numa alegria incontrolável e tombar, de súbito, de costas, de dedos cerrados sobre nada, à medida que a aspiração ou o projecto se afastam tranquilamente de si no trote miúdo da indiferença, sem a fitarem sequer?
Mas talvez que você não conheça essa espécie horrorosa de derrota, talvez que a
metafísica constitua apenas para si um incômodo tão passageiro como uma comichão efémera, talvez que a habite a jubilosa leveza dos botes ancorados, balouçando devagar
numa cadência autônoma de berços. Uma das coisas, aliás, que me encanta em si, permita-me que lho afirme, é a inocência, não a inocência inocente das crianças e dos
polícias, feita de uma espécie de virgindade interior obtida à custa da credulidade ou da
estupidez, mas a inocência sábia, resignada, quase vegetal, diria, dos que aguardam dos
outros e deles próprios o mesmo que você e eu, aqui sentados, esperamos do empregado
que se dirige para nós chamado pelo meu braço no ar de bom aluno crônico: uma vaga
atenção distraída e o absoluto desdém pela magra gorjeta da nossa gratidão.“

—  António Lobo Antunes, livro Os Cus de Judas

Os Cus de Judas

Jack London photo
Lygia Fagundes Telles photo
Ray Bradbury photo
Dilma Rousseff photo
Pablo Neruda photo
Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Susan B. Anthony photo
Jacques-Yves Cousteau photo
George G. Byron photo

„Mata a família de um homem, ele pode suportá-lo; mas guarda-te de meter a mão em seu bolso.“

—  George G. Byron, Don Juan

Kill a man's family, and he may brook it, But keep your hands out of his breeches' pocket.
Don Juan, Canto X - Página 92 http://books.google.com.br/books?id=HLwNAAAAQAAJ&pg=PA92; de George Gordon Byron Byron - Publicado por Printed for John Hunt, 1823 - 151 páginas

Pierre Joseph Proudhon photo
Roger Bacon photo
Francis Collins photo
John Ronald Reuel Tolkien photo

„A mão queimada ensina melhor. Depois disso o conselho sobre o fogo chega ao coração.“

—  John Ronald Reuel Tolkien, O Senhor dos Anéis

Gandalf
O Senhor dos Anéis - Vol. 2 - As duas torres. São Paulo: Martins Fontes, 1994. p. 298
Verificadas, O Senhor dos Anéis

Castro Alves photo
Liev Tolstói photo
Falcão (músico) photo

„A mão que joga a pedra, é a mesma que apedreja.“

—  Falcão (músico) cantor brasileiro 1957

na música "Lends Picantis In Ânus Autrem Q'sucus Est"

Bertrand Russell photo
Donald Trump photo