Frases de George G. Byron

George G. Byron photo
70   120

George G. Byron

Data de nascimento: 22. Janeiro 1788
Data de falecimento: 19. Abril 1824
Outros nomes: Lord George Gordon Noel Byron, Lord Byron

George Gordon Byron, 6º Barão Byron FRS , conhecido como Lord Byron, foi um poeta britânico e uma das figuras mais influentes do romantismo. Entre os seus trabalhos mais conhecidos estão os extensos poemas narrativos Don Juan, A Peregrinação de Childe Harold e o curto poema lírico She Walks in Beauty.

Byron é considerado um dos maiores poetas britânicos, e permanece vastamente lido e influente. Ele percorreu toda a Europa, especialmente Itália, onde viveu durante sete anos. No fim da vida, Byron juntou-se à Guerra de independência da Grécia contra o Império Otomano, motivo pelo qual muitos gregos reverenciam-no como um herói nacional. Morreu aos trinta e seis anos de idade de uma febre contraída em Missolonghi. Muitas vezes descrito como o mais extravagante e notório dos maiores poetas românticos, Byron foi tanto festejado quanto criticado em sua vida pelos excessos aristocráticos, incluindo altas dívidas, numerosos casos amorosos com homens e mulheres , além de boatos de uma relação escandalosa com sua meia-irmã, auto-exílio e bissexualidade sendo também um dos primeiros escritores a descrever os efeitos da maconha.[carece de fontes?]Segundo consta, a causa da morte parece ter sido uremia, complicada por febre reumática[carece de fontes?]. Sua filha, Ada Lovelace, colaborou com Charles Babbage para o engenho analítico, sendo considerada assim a mãe da ciência da computação. Wikipedia

Photo: Richard Westall (died 1836) / Public domain

Obras

Don Juan
George G. Byron

„Quando tiramos a vida aos homens, não sabemos, nem o que lhes tiramos, nem o que lhes damos.“

—  George G. Byron

I will trust no man with unlimited lives. When we take those from others, we nor know What we have taken, nor the thing we give.
The works of lord Byron, comprehending the suppressed poems‎ - Volume IX, Página 27 http://books.google.com.br/books?id=uNUIAAAAQAAJ&pg=RA1-PA27, George Gordon N. Byron (6th baron.) - 1822

„Na solidão é quando estamos menos sós.“

—  George G. Byron, A Peregrinação de Childe Harold

In solitude, where we are least alone
Childe Harold's pilgrimage - Página 28 http://books.google.com.br/books?id=vFYCAAAAQAAJ&pg=PA28; de George Gordon N. Byron - 1860 - 80 páginas

„Porque deveria eu pelos outros sofrer quando ninguém por mim irá suspirar?“

—  George G. Byron

Variante: Por que deveria eu pelos outros sofrer, quando ninguém por mim irá suspirar?

„Mata a família de um homem, ele pode suportá-lo; mas guarda-te de meter a mão em seu bolso.“

—  George G. Byron, Don Juan

Kill a man's family, and he may brook it, But keep your hands out of his breeches' pocket.
Don Juan, Canto X - Página 92 http://books.google.com.br/books?id=HLwNAAAAQAAJ&pg=PA92; de George Gordon Byron Byron - Publicado por Printed for John Hunt, 1823 - 151 páginas

Help us translate English quotes

Discover interesting quotes and translate them.

Start translating

„O melhor profeta do mundo é o passado.“

—  George G. Byron

Variante: O melhor profeta do futuro é o passado.

„Sabemos tão pouco do que estamos a fazer
neste mundo, que eu me pergunto a mim próprio se a própria dúvida não está em dúvida.“

—  George G. Byron

Variante: Sabemos tão pouco do que estamos a fazer neste mundo, que eu me pergunto a mim próprio se a própria dúvida não está em dúvida.

„Há loucos em todas as seitas e impostores na maioria. Por que eu deveria acreditar em mistérios que ninguém entende, só porque foram escritos por homens que escolheram confundir loucura com inspiração e que se auto-denominam evangelistas?“

—  George G. Byron

We have fools in all sects, and imposters in most; why should I believe mysteries no one can understand, because written by men who chose to mistake madness for inspiration and style themselves Evangelicals
citado em "Views of religion", Parte 1‎ - Página 263, Rufus King Noyes, Editora L. K. Washburn, 783 páginas

„Na vida do homem, o amor é uma coisa à parte, na da mulher, é toda a vida.“

—  George G. Byron, Don Juan

Man's love is of man's life a thing apart; Tis a woman's whole existence.
"Don Juan", Canto I, CXCIV - página 100 http://books.google.com.br/books?id=JSbiUkpjDuoC&pg=PA100; de George Gordon Byron Byron - Publicado por M. Thomas, 1819 - 194 páginas

„Todos os tempos, quando passados, são bons“

—  George G. Byron

The "good old times" — all times, when old, are good
The Age of Bronze, in: "The Works of Lord Byron: Complete in One Volume", página 554 http://books.google.com.br/books?id=jxc3AAAAIAAJ&pg=RA1-PA554; Por George Gordon Byron Byron, Thomas Moore; Compilado por Thomas Moore; Publicado por John Murray, 1837; 827 páginas

„A morte, assim chamada, é algo que faz os homens lamentarem: e ainda assim um terço da vida é passado no sono.“

—  George G. Byron, Don Juan

Death, so called, is a thing which makes men weep, And yet a third of life is passed in sleep
"Don Juan", canto XIV, página 307 http://books.google.com.br/books?id=V5QOAAAAQAAJ&pg=PA307 in: "The Works of Lord Byron Complete in One Volume"; Por George Gordon Byron Byron; Colaborador H. L. Brönner; Publicado por Printed by and for H.L. Broenner, 1826; 776 páginas

Aniversários de hoje
Joseph Conrad photo
Joseph Conrad30
1857 - 1924
Colette photo
Colette23
1873 - 1954
Ernesto Geisel photo
Ernesto Geisel5
militar e político brasileiro, 29º presidente do Brasil 1907 - 1996
Lenny Bruce photo
Lenny Bruce8
1925 - 1966
Outros 46 aniversários hoje