Frases de Pepetela

 Pepetela foto

11   2

Pepetela

Data de nascimento: 19. Outubro 1941

Artur Carlos Maurício Pestana dos Santos, conhecido pelo pseudónimo de Pepetela , é um escritor angolano.

A sua obra reflete sobre a história contemporânea de Angola, e os problemas que a sociedade angolana enfrenta. Durante a longa guerra, Pepetela, angolano de ascendência portuguesa, lutou juntamente com MPLA para libertação da sua terra natal. O seu romance, Mayombe, retrata as vidas e os pensamentos de um grupo de guerrilheiros durante aquela guerra. Yaka segue a vida de uma família colonial na cidade de Benguela ao longo de um século, e A Geração da Utopia mostra a desilusão existente em Angola depois da independência. A história angolana antes do colonialismo também faz parte das obras de Pepetela, e pode ser lida em A Gloriosa Família e Lueji. A sua obra nos anos 2000 critica a situação angolana, textos que contam com um estilo satírico incluem a série de romances policiais denominada Jaime Bunda. As suas obras recentes também incluem: Predadores, uma crítica áspera das classes dominantes de Angola, O Quase Fim do Mundo, uma alegoria pós-apocalíptica, e O Planalto e a Estepe, que examina as ligações entre Angola e outros países ex-comunistas. Licenciado em Sociologia, Pepetela é docente da Faculdade de Arquitectura da Universidade Agostinho Neto em Luanda.


„Foi a melhor época da minha vida, a única em que eu estava tranquilo“

„Trago em mim o inconciliável e é este o meu motor.“ Mayombe


„Não há amor resistente à solidão.“ O Planalto e a Estepe

„Tirámos fotografias desse tempo em que os filhos de um e de outro com respectivas proles estiveram reunidos em férias na Itália. Fotografias que agora preenchem vazios.“

„Todos devemos ter percepção das nossas responsabilidades.“ O Tímido e as Mulheres

„A amizade é assim, tem sempre dois lados e devemos realçar o melhor.“ O Tímido e as Mulheres

„Todos os seres vivos merecem o aceno de uma esperança, mesmo se estão inevitavelmente condenados à morte.“ O Tímido e as Mulheres

„Nem tudo na vida é doloroso ou inviável.“ O Tímido e as Mulheres


„As saudades não vencem o medo.“ O Planalto e a Estepe

„A mesma verdade que existe na verdade. Se consome pelo uso. Ou se reforça pela ausência. Ou nem coisa nem outra. O mistério permanece e nos espanta sempre.“ O Planalto e a Estepe

„todos nós sabemos com África sabe se transformar naquela que cada um tem dentro de si.“ O Planalto e a Estepe

„A dor faz-nos cruéis, A dor muito prolongada faz-nos cruéis e indiferentes à crueldade, o que é ainda pior.“ O Planalto e a Estepe


„Penso, como ele, que a fronteira entre a verdade e a mentira é um caminho no deserto. Os homens dividem-se dos dois lados da fronteira. Quantos há que sabem onde se encontra esse caminho de areia no meio da areia?“ Mayombe

„É isso o amor. Manter a ternura pelo mesmo homem, embora se deseje outros a momentos diferentes.“ Mayombe

„Olharam-se. Maravilharam-se. E o amor era a capacidade de se maravilharem a cada instante.“

„a minha vida é o esforço de mostrar a uns e a outros que há sempre lugar para o talvez.“ Mayombe

Autores parecidos