Frases sobre fantasia

Uma coleção de frases e citações sobre o tema da fantasia, vida, vida, realidade.

Total 120 citações, filtro:

William Shakespeare photo
Oscar Wilde photo
Freddie Mercury photo
Gerson De Rodrigues photo
Nicolas Chamfort photo

„O amor, tal como existe na sociedade, não passa da troca de duas fantasias e do contato de duas epidermes.“

—  Nicolas Chamfort 1741 - 1794

L'amour, tel qu'il existe dans la société, n'est que l'échange de deux fantaisies et le contact de deux épidermes.
Maximes, pensées, caractères et anecdotes: précédés d'une notice sur sa vie‎ - Página 95 http://books.google.com/books?id=e2cGAAAAQAAJ&pg=PA95, de Sébastien-Roch-Nicolas Chamfort - 1796 - 342 páginas

Gerson De Rodrigues photo

„Homem e o Conhecimento – Uma Alegoria dialética.

Certa vez, um filósofo em busca de conhecimento e sabedoria foi ao encontro de um velho Monge, conhecido por seus grandes feitos na literatura e no conhecimento mundial.

Esse monge, conhecido como ‘’ Thoth o Sábio’’ Vivia no alto de um monte em uma biblioteca pessoal de livros escritos por ele mesmo.

Ao subir o grande monte com muito esforço e dedicação e adentrar os portões de ouro da sagrada biblioteca, o Filósofo se surpreende com aquele velho monge. Que se encontrava sentado em meio aos livros em posição de Lótus expressando tamanha sabedoria.

Com cautela, o Filósofo calmamente indaga uma forte questão ao sábio monge. Questão da qual, nunca a ele foi dirigida antes

― Como podes um homem tão sábio, possuir tamanha certeza de sua vasta sabedoria? Poderias tu, me guiar a sabedoria do mundo?

O Monge, abre calmamente seus olhos que antes estavam fechados e meditando calmamente. Ainda sentado na posição de Lótus, respondeu friamente

― Quem eres essa tola alma que ousas dirigir-me a palavra?

O Filósofo, ao ser chamado de tolo sorriu de maneira irônica com o canto de sua boca.

― Sou apenas um jovem poeta, um velho filósofo, muitas histórias eu escutei sobre ti. Homens que o seguem como um deus, mulheres que o idolatram como um símbolo, crianças que leem seus livros e tornam-se jovens revolucionários. Pensei, se tamanha mente existe, o que seria de mim então? Um tolo. Tu és de fato, o mais sábio dos homens por isso escalei o mais alto dos montes, com o único objetivo de conhecer o mais sábio dos homens.

O Sábio monge, orgulhoso de sua vasta sabedoria sendo elogiada por um jovem Filósofo. Se levanta, e caminha a um de seus muitos livros naquela vasta biblioteca. Pega um deles, intitulado ‘’ A Sabedoria do mundo’’ e então, abre em uma página com uma precisa marcação começando então a leitura de sua citação

― E era a sabedoria de Salomão maior do que a sabedoria de todos os do oriente e do que toda a sabedoria dos egípcios. Tudo isto provei-o pela sabedoria; eu disse: Sabedoria adquirirei; mas ela ainda estava longe de mim. E vinham de todos os povos a ouvir a sabedoria de Salomão, e de todos os reis da terra que tinham ouvido da sua sabedoria. Andai com sabedoria para com os que estão de fora, remindo o tempo. Com ele está a sabedoria e a força; conselho e entendimento

Após escutar tal citação, o Filósofo reconhece que tal pensamento, não poderia ter advindo de tal homem, ele então indagou

― Essa citação do seu livro, não eres da Bíblia sagrada? Tenho certeza que eu poderia encontra-la em Jó 12:13.

O Monge, cai em gargalhadas. Colocando seu livro sobre uma velha mesa, perguntou ao Filósofo.

― E não são os homens diabos copiadores? Todo conhecimento adquirido pelo homem, adveio de outro homem mais sábio.

O Filósofo furioso, começa a caminhar por toda a biblioteca pegando todos os livros e abrindo-os de um a um.

― Friedrich Nietzsche, Zaratustra, William Godwin, Schopenhauer, mas isso é um absurdo! Como pode se dizer o grande sábio? Se nenhum destes livros foi escrito por você, são apenas ideias de outros homens! Você é uma grande fraude!!

Gritava o filósofo enquanto verificava e arremessava cada livro nas estantes.

O Monge, ainda mantendo sua plena calma, indaga ao Filósofo uma simples questão.

― Poderia me dizer, o que achas sobre Deus?

O Filósofo, escutando tal pergunta simples e tola responde rapidamente sem pestanejar

― Uma fantasia criada por homens, um mero mito, uma ideia, deus a muito tempo morreu e somos hoje homens da ciência!

O Monge caindo em gargalhadas responde

― Ainda não percebeu não é? Tudo o que disse, veio de outras mentes eu poderia categorizar sua resposta com o nome e o livro de cada pensador.

O Filósofo, escutando tal resposta começa a refletir, refletindo ele responde calmamente

― Não… essa resposta veio da minha mente, eu apenas a aprendi ao longo dos anos. No entanto, não me intitulo o grande sábio.

― Então poderia me dar uma resposta a respeito da existência de Deus, sem mencionar ou pensar sobre alguma literatura que leu ou aprendeu durante seus longos anos de vida? Perguntou o Monge.

O Filósofo caminha de um lado para o outro, seus neurônios queimando como um vulcão

― Mas é impossível! Desde os pré-socráticos a mente do homem… vem aprendendo e evoluindo como um coletivo, esse desafio que me propôs é humanamente impossível.

Respondeu o Filósofo com uma tonalidade séria em sua voz.

O Monge calmamente pega um caderno velho, com anotações por todas suas folhas e entrega nas mãos do Filósofo.

― Esta vendo cada anotação? Cada ideia? Todas as ideias que eu tive, toda a reflexão, em algum momento ela nasceu de algum outro homem. Até mesmo Nietzsche se inspirou em Stirner, todos os homens compartilham de uma filosofia coletiva, de uma ciência mental. Não se pode ser sábio, se negar o conhecimento preestabelecido pela humanidade.

O Filósofo confuso, vendo tais anotações enquanto sua mente conectava cada referência literária, coloca o caderno sobre a mesa e pergunta

― Como um monge, intitulado o sábio, nada mais é do que qualquer outro Filósofo, escritor ou homem que pisou nesse planeta? Me diga, o que diferencia você dos outros homens?

O Monge, caminha até o Filósofo enquanto desvia das pilhas de livros, coloca a mão em seu ombro e pede que o siga. Ambos sobem uma escada, que leva ao segundo andar daquela biblioteca. Aonde um grande telescópio apontando para o céu os aguardava

― Por favor, veja com seus próprios olhos

O Filósofo, se aproxima do telescópio e ao observar a imensidão do cosmos é chocado por uma realidade assustadora. Diante de seus olhos, foram apresentadas incontáveis galáxias, planetas e mundos distantes.

O Filósofo é claro, já havia lido em livros de astronomia sobre a imensidão do cosmos, mas nunca de fato o viu com seus próprios olhos.

O Filósofo então, ao tornar-se o sábio monge realizou em sua primitiva mente de macaco, que mesmo lendo todos os livros já escritos. O conhecimento realizado pelo homem, de nada importa para o universo.

Pois tudo que conhecemos, ou iremos conhecer não passa de um leve suspiro de uma criança que acabou de nascer mas morreu logo depois do parto.

A vida, a existência tudo o que conquistamos, ou iremos conquistar. É apenas um grito ecoante de desespero para nos convencer que somos importantes, mas no fundo todos nós sabemos que somos inúteis.

O Velho filósofo, tornou-se o sábio monge.

Sábio, por reconhecer o seu lugar no nada, como um nada. Pois mesmo com todo o conhecimento do mundo, o nosso mundo é apenas um pontinho luminoso no céu…“

—  Gerson De Rodrigues poeta, escritor e anarquista Brasileiro 1995

Marilyn Monroe photo
Luiz Inácio Lula da Silva photo
Fiódor Dostoiévski photo
John Cleese photo
Renée Zellweger photo

„Eu não cresci com a fantasia que o homem da minha vida chegaria num cavalo branco.“

—  Renée Zellweger 1969

Renée Zellweger, atriz, que aos 35 anos diz que não perde tempo procurando sua alma gêmea
Fonte: IstoÉ Gente. Data: 15 de Novembro de 2004.
Fonte: Frases, Eliane Trindade; Diógenes Campanha, IstoÉ Gente, 24 de Janeiro de 2005 http://www.terra.com.br/istoegente/275/frases/index.htm,

Jean De La Fontaine photo
Aleister Crowley photo
Luiz Inácio Lula da Silva photo

„Depende, eu gostaria de saber o que é ser machista. Vou colocar minha situação para que entenda se isso é machismo, ou não. Muitas pessoas me criticam pelo fato de minha mulher não ter uma participação política como eu tenho. E eu acho que ela não tem que ter, porque eu tenho três filhos e alguém precisa cuidar deles. Eu não posso pagar uma empregada, assim quem tem que cuidar deles é a mulher. Quer queira, quer não, o cara que tem uma vida política como a minha não pode falar, bem eu vou chegar em casa pra lavar a louça, trocar a cama, dar banho na molecada. Seria fantasia e mentira dizer isso. Então se isso é ser machista, eu sou machista. (Silêncio) Eu gosto de tomar banho e que minha mulher leve a roupa pra mim no banheiro. A Marisa ainda corta as unhas do meu pé, me espreme os cravos, trata de mim, e eu acho que ela se sente bem fazendo isso. Eu não admito, por exemplo, as madames que falam em independência e liberdade e colocam uma empregada doméstica ganhando cinco mil cruzeiros por mês e ainda ficam comentando: minha empregada até vê televisão, até almoça na mesa comigo. Então você quer sua liberdade subordinando uma outra pessoa num regime escravocrata?“

—  Luiz Inácio Lula da Silva político brasileiro, 35º presidente do Brasil 1945

Sobre machismo. À revista Homem, 1981.
Gerais, 1981
Fonte: Linhares.Info http://linhares.info/veja-o-que-pensava-lula-sobre-mulheres-e-homossexuais-no-comeco-da-carreira/

Aldous Huxley photo
Karl Marx photo
Walt Disney photo

„Quando fazemos fantasia, não devemos perder de vista a realidade.“

—  Walt Disney Cofundador da The Walt Disney Company 1901 - 1966

When we do fantasy, we must not lose sight of reality
citado em "The Disney version: the life, times, art, and commerce of Walt Disney" - página 200, Richard Schickel - Ivan R. Dee, 1997, ISBN 1566631580, 9781566631587 - 384 páginas
Atribuídas

Júlio César de Mello e Souza photo

„Sem o sonho e a fantasia a ciência se abastarda.“

—  Júlio César de Mello e Souza 1895 - 1974

Beremiz para o califa e seus convidados.
O homem que calculava

Ian McEwan photo
Theodor Seuss Geisel photo
Affonso Romano de Sant'Anna photo
Gustave Flaubert photo

„Entre os apetites da carne, a ambição do dinheiro e as melancolias da paixão, tudo confundia-se num mesmo sofrimento; e em lugar de desviar seu pensamento, agarrava-se mais a ele, excitando a dor e procurando em toda a parte ocasiões para excitá-lo. Irritava-se com um prato mal servido ou com uma porta entreaberta, lamentava-se pelo veludo que não possuía, pela felicidade que lhe faltava, por seus sonhos grandes demais, por sua casa por demais acanhada.
O que a exasperava era que Charles não parecia suspeitar de seu suplício. Sua convicção de que a fazia feliz parecia-lhe um insulto imbecil e sua segurança nesse ponto parecia-lhe ingratidão. Para quem então era ela sensata? Não era ele o obstáculo para qualquer felicidade, a causa de toda miséria e como o bico pontudo daquela fivela, daquela correia complexa que a fechava por todos os lados?
Portanto, tranferiu somente para ele o ódio denso que resultava de seus desgostos e cada esforço para diminuí-lo serviu apenas para aumentá-lo; pois àquela dor inútil acrescentavam-se outros motivos de desespero e ela contribuía ainda mais para seu afastamento. Mesmo a doçura para consigo mesma provocava-lhe rebeliões. A mediocridade doméstica empurrava-a para fantasias luxuosas, a ternura matrimonial a desejos adúlteros. Teria desejado que Charles lhe batesse, para poder detestá-lo com maior razão, vingar-se dele. Espantava-se às vezes com as conjecturas atrozes que lhe vinham à cabeça; e seria preciso continuar a sorrir, ouvir repetir que era feliz, fingir sê-lo e deixar que acreditassem?“

—  Gustave Flaubert, Madame Bovary

Madame Bovary

Herman Melville photo
Andrea Dworkin photo
Ninon De Lenclos photo

„O amor é a comédia na qual os actos são mais curtos e os intervalos mais compridos. Como, portanto, ocupar o tempo dos intervalos senão com a fantasia?“

—  Ninon De Lenclos 1620 - 1705

Variante: O amor é a comédia na qual os atos são mais curtos e os intervalos mais compridos. Como, portanto, ocupar o tempo dos intervalos senão com a fantasia?

Andy Warhol photo
Quintiliano photo
Michel Foucault photo
Júlio Dinis photo
Vladimír Iljič Lenin photo
Carl Sagan photo

„A vida é apenas uma visão momentânea das maravilhas deste assombroso universo, e é triste que tantos se desgastem sonhando com fantasias espirituais.“

—  Carl Sagan grande cientista do séc XX, criador da aclamada série Cosmos: An Personal Voyager e desenvolvedor no conteúdo dos Disco… 1934 - 1996

João Bosco (músico) photo
Lewis Carroll photo
Sigmund Freud photo
Marqués de Sade photo

„Todos os princípios morais universais são puras fantasias.“

—  Marqués de Sade Aristocrata francês e escritor libertino 1740 - 1814

Júlio Dinis photo
Hugo Von Hofmannsthal photo
Luís Vaz de Camões photo
Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Patrick Rothfuss photo
Clarice Lispector photo
Clarice Lispector photo
Cornelia Funke photo

„Porque o medo mata tudo", Mo lhe dissera um dia, "a razão, o coração e até mesmo a fantasia.“

—  Cornelia Funke 1958

Companhia das Letras, 2010. p. 115
Coração de tinta

Francisco Goya photo

„A fantasia, isolada da razão produz monstros simplesmente impossíveis. Anexado a ela, no entanto, é a mãe da arte e fonte de seus desejos.“

—  Francisco Goya pintor e gravador espanhol 1746 - 1828

La fantasía, aislada de la razón, solo produce monstruos imposibles. Unida a ella, en cambio, es la madre del arte y fuente de sus deseos.

Giambattista Vico photo

„A fantasia é tanto mais robusta quanto mais débil for o raciocínio.“

—  Giambattista Vico 1668 - 1744

La fantasia è tanto più robusta quanto più debole è il raziocinio.
Principi di Scienza nuova‎ - Página 137 http://books.google.com.br/books?id=AIEtAAAAMAAJ&pg=PA137, de Giambattista Vico - G. Truffi, 1831

Henry James photo
Herbert George Wells photo
Honoré De Balzac photo
Michel Tournier photo

„Questiono-me se a guerra não é provocada senão pelo único objectivo de permitir ao adulto voltar a ser criança, regredir com alívio à idade das fantasias e dos soldadinhos de chumbo.“

—  Michel Tournier Escritor Françês 1924 - 2016

Je me demande si la guerre n'éclate pas dans le seul but de permettre à l'adulte de faire l'enfant, de régresser avec soulagement jusqu'à l'âge des panoplies et des soldats de plomb
Le roi des Aulnes: roman‎ - Página 309, de Michel Tournier - Publicado por Gallimard, 1970 - 395 páginas

Patrick Dempsey photo
Michelle Pfeiffer photo
Armando Nogueira photo

„Choremos a alegria de uma campanha admirável em que o Brasil fez futebol de fantasia, fazendo amigos. Fazendo irmãos em todos os continentes.“

—  Armando Nogueira 1927 - 2010

Sobre a Conquista do Tri em 1970
Bola na rede‎ - Página 163, Armando Nogueira - J. Olympio, 1973 - 191 páginas

Oswald de Andrade photo
Arnaldo Jabor photo

„Ela nos dá respaldo de astro, a gente fica envolto numa aura de fantasia que nem sempre corresponde à realidade. Isso me angustia porque é impossível ter todas as mulheres sem ser um sultão num harém. Eu não tenho tempo nem condições“

—  Arnaldo Jabor 1940

Arnaldo Jabor, escritor, cineasta e comentarista, falando sobre a inesperada fama de símbolo sexual que a televisão proporciona
Fonte: Revista ISTOÉ Gente, edição 277 - 29/11/2004 http://www.terra.com.br/istoegente/277/frases/index.htm

Ann Druyan photo

„Ao contrário das fantasias dos fundamentalistas, não houve conversão no leito de morte, nenhum refúgio de última hora numa visão consoladora do céu ou uma vida após a morte. Para Carl, o que mais importava era a verdade, e não apenas aquilo que poderia fazer com que nos sentíssemos melhor. Mesmo nessa hora, quando qualquer um seria perdoado por se afastar da realidade de nossa situação, Carl foi inabalável.“

—  Ann Druyan 1949

Contrary to the fantasies of the fundamentalists, there was no deathbed conversion, no last minute refuge taken in a comforting vision of a heaven or an afterlife. For Carl, what mattered most was what was true, not merely what would make us feel better. Even at this moment when anyone would be forgiven for turning away from the reality of our situation, Carl was unflinching. As we looked deeply into each other's eyes, it was with a shared conviction that our wondrous life together was ending forever
Ann Druyan, esposa de Carl Sagan, em epílogo do livro "Billions and billions: thoughts on life and death at the brink of the millennium" - página 225, Carl Sagan, Random House, 1997, ISBN 0679411607, 9780679411604, 241 páginas

Carmo Dalla Vecchia photo

„Toda mulher gosta de ser dominada. Faz parte da natureza feminina… Eu gosto de uma brincadeira. Umas fantasias de Zorro, de enfermeira“

—  Ronnie Marruda 1956

Ronnie Marruda, ator que faz o papel de Cigano em Senhora do Destino; citado em Revista ISTOÉ Gente, edição 282 http://www.terra.com.br/istoegente/282/frases/index.htm, 10/01/2005

Celso Furtado photo
Ashleigh Brilliant photo

„Abandonei a minha busca pela verdade, e agora estou procurando uma boa fantasia“

—  Ashleigh Brilliant 1933

I have abandoned my search for truth, and am now looking for a good fantasy.
título da obra "I have abandoned my search for truth, and am now looking for a good fantasy: more brilliant thoughts", de Ashleigh Brilliant - Woodbridge Press Pub. Co., 1980, ISBN 0912800909, 9780912800905 - 160 páginas

Eliana (apresentadora) photo

„Eu sei o que quero, principalmente na cama. Mando ver nas fantasias, invento personagens e vario nas lingeries. Gosto das fantasias de enfermeira e de colegial.“

—  Eliana (apresentadora) Apresentadora e cantora brasileira 1973

sobre como apimentava a relação com Eduardo Guedes
Fonte: Revista IstoÉ Gente. Edição 381 http://www.terra.com.br/istoegente/381/frases/index.htm.

Lygia Fagundes Telles photo
Andy Warhol photo
Paolo Mantegazza photo
Ramón De Campoamor Y Campoosorio photo
Cazuza photo
Sigmund Freud photo
Artur da Távola photo
Johann Gottfried Von Herder photo
Luigi Pirandello photo
Friedrich Schiller photo
Eça de Queiroz photo
Sigmund Freud photo
Tati Bernardi photo
Marisa Monte photo
Eça de Queiroz photo
Charles Baudelaire photo
Jacobo Timerman photo
Leo Longanesi photo
Agostinho da Silva photo
Martha Medeiros photo
Vinícius de Moraes photo

„Se o amor é fantasia, eu me encontro ultimamente em pleno carnaval.“

—  Vinícius de Moraes cantor, poeta, compositor e diplomata brasileiro 1913 - 1980

Samuel Butler (1835-1902) photo
Friedrich Schiller photo
Isaac Asimov photo
Maya Angelou photo
Louis-ferdinand Céline photo
Nélson Rodrigues photo