Frases sobre causa

Uma coleção de frases e citações sobre o tema da causa, ser, homem, outro.

Total 609 citações, filtro:

Immanuel Kant photo
Gerson De Rodrigues photo

„Poema - Samael

Certa vez um arcanjo
que havia sido expulso do paraíso
isolou-se em um profundo abismo
a escrever Poesias

A sua solidão
era como a morte de um buraco negro
primeiro extinguia-se toda a luz que existia em seus olhos
depois suicidava-se
na mais terrível escuridão

Nas auroras do tempo
uma jovem humana
tão bela quanto as canções angelicais

Mas tão triste
quanto ao suicídio de uma criança órfã

Se aproximou do solitário arcanjo
oferecendo a ele todo o seu amor

Durante dois dias
e duas noites

Amaram-se tão completamente
que as estrelas do universo
voltaram a brilhar

Não demorou muito
para que a escuridão voltasse a assombrar os seus corações
pois quando você passa muito tempo no abismo
a sua alma morre a cada segundo

Suas asas tornaram-se negras
e a escuridão em seu peito
afastou a única humana
capaz de amá-lo

Recluso no abismo
afogando-se em miséria
aceitou a solidão como a sua única companhia

Ela nunca foi capaz de deixa-lo
suas poesias conversavam com as suas lágrimas

E a distância em seus corações
os separavam de um amor impossível

A dor se transformou em angustia
e a tristeza em uma terrível tragédia

Ela se envenenou com as suas poesias
e ele a segurou em seus braços pela ultima vez

Existem muitas formas de morrer
mas nenhuma delas causa tanto sofrimento
quanto ao suicídio de um amor sincero
nos corações gélidos de uma alma decadente

A Culpa fez o arcanjo ir a loucura
batendo as suas asas ele viajou até o paraíso
e com as suas próprias mãos
matou todos os deuses

Caminhando descalço sobre o sangue
sagrado de cristo
enforcou com as tripas dos deuses
todos os homens

Espalhando a sua dor pelo mundo
ele se enforcou sobre o túmulo da sua amada…

- Gerson De Rodrigues“

—  Gerson De Rodrigues poeta, escritor e anarquista Brasileiro 1995

Paixão Amor Niilismo Romance Poesia

„Lembre-se da cruz


…Verdadeiramente, este homem era o Filho de Deus. v.39


Na igreja que frequento, há uma enorme cruz à frente do santuário. Ela representa a cruz original onde Jesus morreu — o lugar onde o nosso pecado se depara com a Sua santidade. Ali, Deus permitiu que Seu Filho perfeito morresse por causa de todas as coisas erradas que temos feito, dito ou pensado. Na cruz, Jesus completou o sacrifício necessário para nos salvar da morte que merecemos (Romanos 6:23).

A visão de uma cruz me faz considerar o que Jesus sofreu por nós. Antes de ser crucificado, Ele foi açoitado e nele cuspiram. Os soldados bateram na cabeça dele com madeira e ficaram de joelhos fingindo adorá-lo. Tentaram fazê-lo carregar Sua própria cruz até o lugar onde morreria, mas Jesus estava fisicamente muito fraco após o brutal flagelo. No Gólgota, martelaram os pregos em Sua carne para mantê-lo na cruz em posição vertical. Essas feridas suportaram o peso do Seu corpo, enquanto Ele estava suspenso ali. Seis horas depois, Jesus expirou (Marcos 15:37). Um centurião que testemunhou a morte 
de Jesus declarou: “…Verdadeiramente, este homem era o Filho de Deus” (v.39).

A próxima vez que você vir o símbolo da cruz, repense sobre o significado que ela tem para você. O Filho de Deus sofreu e morreu sobre ela, e, em seguida, ressuscitou para que possamos ter a vida eterna.

A cruz de Cristo revela como é terrível o nosso pecado 
e como é grande o amor de Deus. Jennifer Benson Schuldt“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Nos bastidores

…foram ouvidas as tuas palavras; e, por causa das tuas palavras, é que eu vim. v.12

Minha filha enviou uma mensagem a um amigo, esperando receber logo a resposta. O telefone mostrava que a mensagem fora lida, e ela esperou ansiosa. Momentos depois, frustrada, gemeu de irritação pela demora. A irritação virou preocupação, e ela se questionou se isso significava que havia um problema entre ambos. A resposta veio e ela se sentiu aliviada ao ver que tudo estava bem. O amigo simplesmente levara algum tempo verificando os detalhes necessários.

O profeta Daniel também aguardou ansiosamente por uma resposta. Após receber a visão assustadora de grande guerra, Daniel jejuou e buscou a Deus em humilde oração (10:3,12). Durante três semanas, ficou sem resposta (vv.2,13). Finalmente, um anjo assegurou a Daniel de que suas preces tinham sido ouvidas “desde o primeiro dia”. Nesse meio tempo, o anjo estava lutando em defesa dessas orações. Embora Daniel não soubesse no início, Deus estava agindo durante cada um dos 21 dias que decorreram entre a primeira oração e a vinda do anjo.

Confiar que Deus ouve as nossas orações (Salmo 40:1) pode nos tornar ansiosos quando a resposta divina não vem quando a desejamos. Tendemos a questionar se o Senhor se importa. No entanto, a experiência de Daniel nos lembra de que Deus está agindo em favor dos que ama, mesmo se isso não nos parecer óbvio.

Deus está sempre pronto a agir em favor do Seu povo. Kirsten Holmberg“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

Darcy Ribeiro photo

„Gestão de imagem


Visto que foste precioso aos meus olhos, digno de honra, e eu te amei, darei homens por ti… v.4


Para comemorar o aniversário de 80 anos de Winston Churchill, o parlamento britânico pediu que Graham Sutherland pintasse um retrato dele. “Como você vai me pintar”, Churchill teria perguntado ao artista: “Como anjo ou cão feroz?” Churchill gostava destas duas percepções que causava. Sutherland disse-lhe que o retrataria da maneira que o via.

Churchill não gostou do resultado. Foi retratado largado numa cadeira com a carranca mal-humorada, fiel à realidade. Após a sua apresentação oficial, Churchill escondeu-a em sua adega, e mais tarde, o retrato foi destruído secretamente.

A maioria de nós tem sua autoimagem e quer que outros concordem: seja de sucesso, santidade, beleza ou força. Podemos ir longe para esconder os lados “ocultos”. Talvez, no fundo, temamos que não seremos amados se o lado “bem pessoal” for conhecido.

Quando os israelitas foram levados cativos, eles foram vistos em seu pior momento. Por causa de pecados, Deus permitiu que os inimigos os conquistassem. Mas lhes disse para não temerem, pois os conhecia pelo nome, e estaria com eles em cada situação humilhante (Isaías 43:1,2). Eles estavam seguros em Suas mãos (v.13) e eram “preciosos” (v.4). Apesar de sua “feiura”, Deus os amava.

Deus nos conhece verdadeiramente e mesmo assim nos ama com intensidade (Efésios 3:18).

O profundo amor de Deus significa que podemos realmente 
ser quem somos diante de todos. Sheridan Voysey“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Perdendo para encontrar


…quem […] perde a vida por minha causa achá-la-á. v.39


Quando casei com meu noivo inglês e me mudei para o Reino Unido, pensei que seria uma aventura de 5 anos em uma terra estrangeira. Nunca sonhei que ainda estaria vivendo aqui quase 20 anos depois ou que, às vezes, sentiria que estava perdendo minha vida ao dizer adeus à família, amigos, trabalho e tudo que me era familiar. Entretanto, ao perder meu antigo estilo de vida, encontrei um melhor.

Jesus prometeu o dom contraditório aos Seus apóstolos: encontrar a vida quando a perdemos. Quando Ele enviou os doze discípulos para compartilharem as Suas boas-novas, Ele lhes pediu para que o amassem mais do que a suas mães ou pais, filhos ou filhas (Mateus 10:37). Suas palavras chegaram a uma cultura em que as famílias eram a pedra angular da sociedade e altamente valorizadas. Mas Ele prometeu que, se eles se dispusessem a perder a vida por Sua causa, eles a encontrariam (v.39).

Não temos de nos mudar para o exterior para nos encontrarmos em Cristo. Por meio de serviço e comprometimento, como ocorreu com os discípulos que saíram para compartilhar as boas notícias do reino de Deus, encontramo-nos recebendo mais do que damos por meio do amor abundante que o Senhor derrama sobre nós. É claro que Ele nos ama independentemente do quanto o servimos, e encontramos contentamento, significado e satisfação quando nos dedicamos ao bem-estar dos outros.

Toda perda deixa um espaço que pode ser preenchido 
com a presença de Deus. Amy Boucher Pye“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Sozinho no espaço


…Na verdade, o Senhor está neste lugar, e eu não o sabia. v.16


O astronauta do Apollo 15, Al Worden, sabia o que significava estar no outro lado da lua. Por três dias em 1971, ele voara sozinho em seu módulo de comando, Endeavor, enquanto dois tripulantes trabalhavam a milhares de quilômetros abaixo na superfície da Lua. Suas únicas companheiras eram as estrelas acima, das quais recordava, serem tão espessas que pareciam envolvê-lo em uma camada de luz.

Quando o sol se pôs sobre a primeira noite de Jacó longe de casa, ele sentia-se profundamente sozinho, mas por uma razão diferente. Jacó fugia de seu irmão mais velho que queria matá-lo por roubar a bênção da família, a qual era normalmente concedida ao filho primogênito. No entanto, ao adormecer, Jacó sonhou com uma escada unindo céu e terra. Ao observar os anjos subindo e descendo, ouviu a voz de Deus prometendo estar com ele e abençoar a terra inteira por meio de seus filhos. Quando Jacó acordou, disse: “…o Senhor está neste lugar, e eu não o sabia” (Gênesis 28:16).

Jacó se isolou por causa de seu engano. No entanto, tão certo quanto os seus fracassos, e tão escuro como a noite, ele estava na presença de Alguém cujos planos são sempre melhores e mais abrangentes do que os nossos. O Céu está mais perto do que pensamos, e o “Deus de Jacó” está conosco.

Deus está mais perto do que pensamos. Mart De Haan“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

Adolf Hitler photo

„Tirou-me das profundezas

Do alto, me estendeu ele a mão e me tomou; tirou-me das muitas águas. v.17

Eu observava a água, em constante alerta para os sinais de problemas. Durante os meus turnos de seis horas como salva-vidas, eu ficava ao lado da piscina para garantir a segurança de quem nadava. Deixar o meu posto, ou afrouxar minha atenção, poderia ter graves consequências para quem estava na piscina. Se um nadador estivesse em perigo por causa de um ferimento ou falta de habilidade, era minha responsabilidade tirá-lo da água e colocá-lo em segurança à beira da piscina.

Depois de experimentar a ajuda de Deus na batalha contra os filisteus (2 Samuel 21:15-22), Davi compara o seu resgate a ser tirado de “muitas águas” (22:17). A própria vida de Davi, e a de seus homens, estava em sério perigo por causa dos seus inimigos. Deus animou Davi, enquanto ele se afogava no desastre. Enquanto os salva-vidas são pagos para garantir a segurança dos nadadores, Deus, por outro lado, salvou Davi porque se agradou dele (v.20). Meu coração salta de alegria quando percebo que Deus não cuida de mim e me protege porque é obrigado a isso, mas porque Ele quer.

Quando nos sentimos subjugados pelos problemas da vida, podemos descansar no conhecimento de que Deus, nosso Salva-vidas, vê a nossa luta e, por causa de Seu prazer em nós, nos vigia e protege.

Deus se deleita em salvar Seus filhos. Kirsten Holmberg“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„O que trazemos de volta


Fui moço e […] sou velho, porém jamais vi o justo desamparado, nem a sua descendência a mendigar o pão. v.25


John F. Burns passou 40 anos cobrindo eventos mundiais para um renomado jornal internacional. Num artigo escrito depois de sua aposentadoria em 2015, Burns lembrou-se das palavras de um amigo próximo e colega jornalista que estava morrendo de câncer. “Nunca se esqueça”, seu colega disse: “Não é o quão longe você viajou; é o que você trouxe de volta.”

O Salmo 37 poderia ser considerado a lista de Davi do que ele “trouxe de volta” de sua jornada de vida, de pastor a soldado e rei. O salmo é uma série de dísticos contrastando os ímpios com os justos, e afirmando aqueles que confiam no Senhor.

“Não te indignes por causa dos malfeitores, nem tenhas inveja dos que praticam a iniquidade. Pois eles dentro em breve definharão como a relva e murcharão como a erva verde” (vv.1,2).

“O Senhor firma os passos do homem bom e no seu caminho se compraz; se cair, não ficará prostrado, porque o Senhor o segura pela mão” (vv.23,24).

“Fui moço e já, agora, sou velho, porém jamais vi o justo desamparado, nem a sua descendência a mendigar o pão” (v.25).

O que Deus nos ensinou de nossas experiências na vida? Como experimentamos Sua fidelidade e amor? De que forma o amor do Senhor moldou nossa vida?

Não é o quão longe viajamos na vida que conta, mas o que trouxemos de volta.

À medida que os anos passam, 
a fidelidade de Deus continua se multiplicando. David C. McCasland“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Você está sendo preparado?


…O Senhor me livrou das garras do leão e das do urso; ele me livrará… v.37


Trabalhei em um restaurante de fast-food quando cursava o Ensino Médio. Alguns aspectos do trabalho eram difíceis. Os clientes verbalizavam a sua raiva, e eu me desculpava pela fatia indesejada de queijo no sanduíche que eu não preparara. Ao sair dali, fui trabalhar em minha universidade. Meus empregadores estavam mais interessados em minha experiência na lanchonete do que em meus conhecimentos de informática. Interessava-lhes como eu lidava com as pessoas. Aquela experiência desagradável preparou-me para um trabalho melhor!

O jovem Davi perseverou numa experiência que poderíamos chamar de desagradável. Quando Israel foi desafiado a enviar alguém para combater Golias, ninguém foi corajoso o suficiente para aceitar a tarefa. Ninguém, a não ser Davi. O rei Saul relutou em enviá-lo para lutar, mas Davi explicou que, como pastor, ele tinha lutado e matado um leão e um urso por causa das ovelhas (1 Samuel 17:34-36). Cheio de confiança, ele declarou: “…O Senhor me livrou das garras do leão e das do urso; ele me livrará das mãos deste filisteu…” (v.37).

Ser um pastor de ovelhas não trouxe muito respeito a Davi, mas o preparou para combater Golias e o jovem acabou se tornando o maior rei de Israel. Quem sabe estejamos enfrentando circunstâncias difíceis, mas por meio delas, talvez Deus esteja nos preparando para algo maior!

Deus usa as circunstâncias atuais 
para nos preparar para o futuro. Joe Stowell“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Face a face


Falava o Senhor a Moisés face a face, como qualquer fala a seu amigo… v.11


Embora o mundo esteja conectado como jamais esteve, nada substitui o encontro pessoal. À medida que compartilhamos e rimos juntos, muitas vezes sentimos, quase inconscientemente, as emoções da outra pessoa observando seus movimentos faciais. Aqueles que se amam, familiares ou amigos, gostam de compartilhar face a face uns com os outros.

Vemos essa relação face a face entre o Senhor e Moisés, o homem que Deus escolheu para liderar o Seu povo. A confiança de Moisés cresceu ao longo dos anos, enquanto ele andava com Deus, e continuava a segui-lo, apesar da rebeldia e idolatria do povo. Depois que o povo adorou um bezerro de ouro em vez de adorar o Senhor (Êxodo 32), Moisés estabeleceu uma tenda fora do acampamento para se encontrar com Deus, e o povo tinha que observar de longe (vv.7-11). Quando a coluna de nuvem representando a presença de Deus desceu à tenda, Moisés falou em favor do povo. O Senhor prometeu que Sua Presença iria com eles (v.14).

Por causa da morte de Jesus na cruz e Sua ressurreição, não precisamos de alguém como Moisés para falar com Deus por nós. Em vez disso, assim como Jesus afirmou aos Seus discípulos, podemos ter comunhão com Deus através de Cristo (JOÃO 15:15). Nós também podemos nos encontrar com Ele, e falar com o Senhor como alguém que fala a um amigo.

Podemos conversar com o Senhor 
como um verdadeiro amigo. Amy Boucher Pye“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Dar a Jesus


Assim também vós considerai-vos mortos para o pecado, mas vivos para Deus, em Cristo Jesus. Romanos 6:11


Eles o chamam de “A Pegada do Diabo”. É uma impressão em forma de pé no granito em uma colina ao lado de uma igreja. De acordo com a lenda local, a “pegada” aconteceu num dia de outono em 1740, quando o evangelista George Whitefield pregou tão poderosamente que o diabo saltou do campanário da igreja, pousando na rocha ao sair da cidade.

Embora seja apenas uma lenda, a história lembra uma verdade encorajadora da Palavra de Deus. Tiago 4:7 nos lembra: “Sujeitai-vos, portanto, a Deus; mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós.”

Deus nos deu a força que precisamos para enfrentar nosso adversário e as tentações em nossa vida. A Bíblia nos diz que “…o pecado não terá domínio sobre vós” (Romanos 6:14) por causa da graça amorosa de Deus para conosco através de Jesus Cristo. Quando a tentação vem e corremos para Jesus, Ele nos capacita a permanecer em Sua força. Nada que enfrentamos nesta vida é capaz de vencê-lo, porque Ele “venceu o mundo” (João 16:33).

À medida que nos submetemos ao nosso Salvador, e ao mesmo tempo lhe entregamos a nossa vontade em obediência à Palavra de Deus, Ele nos ajuda. Quando nos entregamos a Ele em vez de ceder à tentação, Deus é capaz de lutar as nossas batalhas. Nele podemos vencer.

A oração do santo mais débil é um terror para Satanás. 
Oswald Chambers
James Banks“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„O bem supremo


…Sim, deveras considero tudo como perda, por causa da sublimidade do conhecimento de Cristo Jesus… v.8


Cresci na Jamaica, e meus pais criaram minha irmã e eu para sermos “pessoas boas”. Em casa, bom significava obedecer aos pais, falar a verdade, ir bem na escola, no trabalho e ir à igreja pelo menos na Páscoa e no Natal. Imagino que esta definição de ser boa pessoa seja familiar para muitos, independentemente da cultura. Na verdade, Paulo, em Filipenses 3, usou a definição de ser bom em sua cultura para destacar algo maior.

Paulo, sendo um devoto judeu do primeiro século, seguiu a lei moral de sua cultura ao pé da letra. Ele nasceu na família “certa”, tinha a educação “certa” e praticava a religião “certa”. Era o verdadeiro em termos de ser uma boa pessoa de acordo com o costume judaico. No versículo 4, Paulo escreve que se ele quisesse, poderia se vangloriar de toda a sua bondade. Mas, sendo bom como era, Paulo disse aos seus leitores (e a nós) que há algo mais do que ser bom. Ele sabia que ser apenas bom, não era o mesmo que agradar a Deus.

Paulo escreve nos vv.7,8 que agradar a Deus, envolve conhecer a Jesus. Paulo considerava a sua própria bondade como “lixo” quando comparado com “o valor supremo de conhecer a Cristo Jesus”. Somos bons — e agradamos a Deus — quando a nossa esperança e fé estão em Cristo, e não em nossa bondade.

Somos bons e agradamos a Deus quando nossa esperança e fé 
estão somente em Cristo, não em nossa bondade. Kevin Williams“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Ame o outro primeiro

Nós amamos porque ele nos amou primeiro. v.19

Com paciência ajudamos o nosso filho a se adaptar à nova vida em nossa família. O trauma de seus primeiros dias num orfanato se refletia em alguns comportamentos negativos. Apesar da compaixão pelas dificuldades que ele experimentara antes, senti que me afastava dele emocionalmente por causa desses comportamentos. Envergonhada, compartilhei minha luta com a terapeuta dele. Sua resposta gentil veio ao meu encontro: “Ele precisa que você o alcance primeiro, para mostrar que ele é digno de amor antes que possa agir como alguém amado.”

João conduz os leitores de sua carta a um amor de incrível profundidade e cita o amor de Deus como fonte e motivo para amarmos uns aos outros (1 João 4:7,11). Admito que muitas vezes não demonstro esse amor a outros, sejam eles estranhos, amigos ou meus filhos. No entanto, essas palavras despertam em mim o desejo renovado e a capacidade de fazê-lo: Deus foi primeiro. Ele enviou Seu Filho para demonstrar a plenitude do Seu amor para cada um de nós. Sou grata porque Ele não responde como nós somos propensos a fazer, afastando-se.

Embora as nossas ações pecaminosas não atraiam o amor divino, Deus é inabalável em oferecê-lo a nós (Romanos 5:8). Seu amor foi “primeiro” e isso nos compele a amar uns aos outros em resposta e como reflexo desse amor.

Deus nos amou primeiro para que possamos amar os outros. Kirsten Holmberg“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Silêncio


Até quando, Senhor, clamarei eu, e tu não me escutarás?… 1:2


As aves se espalharam quando os caminhões de distribuição de alimentos passaram pelas cabanas desgastadas da aldeia. As crianças descalças olhavam. Era raro o tráfego nesta “estrada” devastada pela chuva.

De repente, a mansão do prefeito, toda murada, surgiu à vista do comboio. O povo carecia de necessidades básicas, enquanto ele descansava no luxo duma cidade distante.

Tal injustiça nos indigna. E indignou também o profeta de Deus. Quando Habacuque viu a opressão desenfreada, perguntou: “Até quando, Senhor, clamarei eu, e tu não me escutarás?” (v.2). Mas Deus tinha notado, e disse, “Ai daquele que acumula o que não é seu […] Que constrói a sua casa por ganho injusto!” (2:6,9). O julgamento estava chegando!

Alegramo-nos com o julgamento de Deus aos outros, mas Habacuque nos faz dar uma pausa: “O Senhor, porém, está no seu santo templo; cale-se diante dele toda a terra” (2:20). Toda a terra. Os oprimidos e os opressores. Às vezes, o silêncio é a resposta apropriada ao silêncio aparente de Deus!

Por que silêncio? Porque facilmente esquecemos a nossa pobreza espiritual. O silêncio nos permite reconhecer nossa pecaminosidade na presença de um Deus santo.

Habacuque aprendeu a confiar em Deus, e nós também o podemos. Não conhecemos todos os Seus caminhos, mas sabemos que Ele é bom. Nada está além do Seu controle e tempo.

Informa-se o justo da causa dos pobres, 
mas o perverso de nada disso quer saber. Provérbios 29:7 Tim Gustafson“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Ritmos da graça


Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração… v.29


Um amigo e sua esposa, entrando em seus 90 anos e casados há 66 anos, escreveram a história da família para os seus filhos, netos e gerações vindouras. O capítulo final contém “Uma carta de mamãe e papai”, com importantes lições de vida que eles aprenderam. Uma delas me fez parar e fazer um inventário de minha própria vida: “Se você achar que o cristianismo o esgota, drenando sua energia, então você está praticando a religião ao invés de desfrutar de um relacionamento com Jesus Cristo. Sua caminhada com o Senhor não o deixará cansado; vai revigorá-lo, restaurar sua força e energizar sua vida” (vv.28,29).

A paráfrase de Eugene Peterson do convite de Jesus nesta passagem começa: “Você está cansado? Esgotado? Exausto por causa da religião? Caminhe e trabalhe comigo. Aprenda sobre ritmos da graça ilimitada” (MSN).

Quando penso que servir a Deus depende de mim, começo a trabalhar para Ele em vez de andar com Ele. Há uma diferença vital. Se eu não estiver andando com Cristo, meu espírito se torna seco e quebradiço. As pessoas são aborrecimentos, não seres humanos criados à imagem de Deus. Nada parece certo.

Quando sinto que estou praticando a religião em vez de desfrutar de um relacionamento com Jesus, é hora de desvencilhar-me do fardo e caminhar com Ele em seus “ritmos da graça ilimitada”.

Jesus deseja que andemos com Ele. David C. McCasland“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Alguém para confiar


Muitos proclamam a sua própria benignidade; mas o homem fidedigno, quem o achará? Provérbios 20:6


“Não posso confiar em ninguém”, minha amiga choramingou. “Quando confio, eles me ferem.” Sua história me irritou, um ex-namorado espalhara rumores sobre ela, após se separarem. Lutando para confiar novamente, depois de uma infância cheia de dor, essa traição parecia mais uma confirmação de que as pessoas não eram confiáveis.

Eu lutava para encontrar palavras que pudessem confortá-la. Mas não podia lhe dizer que estava errada sobre como é difícil encontrar alguém para confiar plenamente, que a maioria das pessoas são gentis e confiáveis. Sua história era dolorosamente familiar, lembrando-me de traições inesperadas em minha vida. A Bíblia é honesta sobre a natureza humana. Em Provérbios 20: 6, o autor exprime o mesmo lamento de minha amiga, lembrando sempre a dor da traição.

O que posso dizer é que a crueldade dos outros é parte da história. Embora as feridas dos outros sejam reais e dolorosas, Jesus tornou possível o amor genuíno. Em João 13:35, Jesus disse aos discípulos que o mundo saberia que eles eram os Seus seguidores por causa do amor deles. Embora alguns ainda possam nos ferir, por causa de Jesus, haverá sempre aqueles que, compartilhando Seu amor livremente, nos apoiarão e cuidarão de nós incondicionalmente. Em Seu amor infalível encontramos a cura, a comunhão e a coragem de amar os outros como Ele o fez.

Jesus tornou possível o amor verdadeiro. Monica Brands“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„A beleza do fracasso


Sacrifícios agradáveis a Deus são o espírito quebrantado; […] não o desprezarás, ó Deus. v.17


Kintsugi é a secular arte japonesa de remendar cerâmica quebrada. O pó de ouro misturado com resina é usado para rejuntar peças quebradas ou preencher rachaduras, fazendo uma ligação impressionante. Em vez de tentar esconder o reparo, essa arte faz algo bonito com os pedaços quebrados.

A Bíblia diz que Deus também valoriza o nosso quebrantamento, quando genuinamente nos arrependemos do pecado que cometemos. Após Davi cometer adultério com Bate-Seba e planejar a morte do marido dela, o profeta Natã o confrontou, e ele se arrependeu. A oração de Davi logo depois, nos dá uma visão do que Deus deseja: “…não te comprazes em sacrifícios; […] e não te agradas de holocaustos. Sacrifícios agradáveis a Deus são o espírito quebrantado; coração compungido e contrito…” (vv.16,17).

Quando o nosso coração está abatido por causa do pecado, Deus o restaura com o inestimável perdão oferecido generosamente por nosso Salvador na cruz. Ele nos recebe com amor quando nos humilhamos diante dele, e a intimidade é restaurada.

Como Deus é misericordioso! Consideremos o Seu desejo por um coração humilde e a deslumbrante beleza da Sua bondade, ao orarmos hoje: “Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração, prova- -me e conhece os meus pensamentos; vê se há em mim algum caminho mau e guia-me pelo caminho eterno” (SALMO 139:23,24).

A “tristeza segundo Deus produz arrependimento 
para a salvação” e conduz à alegria. 2 Coríntios 7:10 James Banks“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Devo perdoar?


…Assim como o Senhor vos perdoou, assim também perdoai vós. Colossenses 3:13


Cheguei cedo à minha igreja para ajudar a preparar um evento. Uma mulher estava chorando na extremidade oposta do santuário. Ela tinha sido cruel e feito fofocas a meu respeito no passado, então eu rapidamente afoguei os seus soluços com o barulho de um aspirador de pó. Por que eu deveria me preocupar com alguém que não gostava de mim?

Quando o Espírito Santo me lembrou o quanto Deus me perdoara, atravessei a sala e fui até ela. A mulher compartilhou que o seu bebê estava no hospital por alguns meses. Choramos, nos abraçamos e oramos por sua filha. Depois de acertar as nossas diferenças, agora somos boas amigas.

Em Mateus 18, Jesus compara o reino dos céus a um rei que decidiu resolver suas contas. Um servo que devia uma enorme quantidade de dinheiro implorou por misericórdia. Logo depois de o rei ter cancelado a dívida dele, aquele criado rastreou e condenou um homem que lhe devia muito menos do que o que ele próprio devia ao rei. Quando o rei soube disso, o servo perverso foi aprisionado por causa de seu próprio espírito implacável (vv.23-34).

Escolher perdoar não desculpa o pecado nem fecha os olhos às injustiças feitas a nós, nem minimiza as nossas mágoas. Oferecer o perdão simplesmente nos liberta para desfrutarmos da dádiva imerecida da misericórdia de Deus, quando o convidamos a realizar belas obras de restabelecimento da paz em nossa vida e em nossos relacionamentos.

Perdoar os outros demonstra nossa confiança no direito de Deus 
em julgar de acordo com a Sua perfeição e bondade. Xochitl Dixon“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Ele sempre ouve


Perto está o Senhor de todos os que o invocam, de todos os que o invocam em verdade. Salmo 145:18


Meu pai era homem de poucas palavras. Ele sofreu perda auditiva no serviço militar e usava aparelhos. Mas um dia quando mamãe e eu falávamos um pouco mais do que ele achava necessário, ele nos disse: “Se quero paz e tranquilidade, tudo o que tenho a fazer é isso.” Levantou suas mãos num único movimento, desligou os aparelhos auditivos, cruzou as mãos atrás da cabeça e fechou os olhos sorrindo sereno.

Rimos, pois para ele, a conversa estava encerrada!

Naquele dia, a atitude dele fez-me lembrar como Deus é diferente de nós. Ele sempre quer ouvir os Seus filhos. Vemos isso numa das orações mais curtas na Bíblia. Um dia Neemias, copeiro do rei Artaxerxes da Pérsia, estava triste na presença do rei. Temeroso, quando o rei lhe perguntou o motivo, Neemias confessou que era por causa de Jerusalém, conquistada por seus ancestrais, estar em ruínas. Neemias relata, “Disse-me o rei: Que me pedes agora? Então, orei ao Deus dos céus e disse ao rei…” (4,5).

A oração dele durou apenas um instante, mas Deus a ouviu. E Deus movido pela petição do Seu servo, respondeu as muitas orações de Neemias que já tinham sido feitas em favor de Jerusalém. Naquele momento, Artaxerxes atendeu o pedido de Neemias para reconstruir a cidade.

Não é reconfortante saber que Deus se importa o suficiente para ouvir todas as nossas orações, da menor a maior?

O nosso Deus é grande o suficiente 
para ouvir a menor das vozes. James Banks“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Ele entende e se importa


Certamente, ele tomou sobre si as nossas enfermidades e as nossas dores levou sobre si… v.4


Quando lhe foi perguntado se ele achava que a ignorância e a apatia eram problemas na sociedade moderna, o homem brincou: “Não sei e não me importo.”

Acho que muitas pessoas desanimadas se sentem assim sobre o mundo e as pessoas de hoje. Mas quando se trata das perplexidades e preocupações de nossa vida, Jesus as entende perfeitamente, e se importa profundamente. Em Isaías 53, temos uma profecia do Antigo Testamento sobre a crucificação de Jesus, que nos dá um vislumbre do que Ele enfrentou em nosso lugar. “Ele foi oprimido e humilhado, […] como cordeiro foi levado ao matadouro…” (v.7). “…por causa da transgressão do meu povo, foi ele ferido” (v.8). “…ao Senhor agradou moê-lo, fazendo-o enfermar; quando der ele a sua alma como oferta pelo pecado, verá a sua posteridade e prolongará os seus dias; e a vontade do Senhor prosperará nas suas mãos” (v.10).

Na cruz, Jesus voluntariamente suportou nosso pecado e culpa. Ninguém jamais sofreu mais do que nosso Senhor por nós. Cristo sabia o que custaria para salvar-nos de nossos pecados e, em amor, Ele voluntariamente pagou (vv.4-6).

Por causa da ressurreição de Jesus dentre os mortos, Ele está vivo e conosco ainda hoje. Seja qual for a situação que enfrentamos, Jesus a entende e se preocupa. E Ele vai nos amparar.

Ele não está aqui, mas ressuscitou… 
Lucas 24:6 David C. McCasland“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Esquecido por nossa causa


…De maneira alguma te deixarei, nunca jamais te abandonarei. Hebreus 13:5


Ter um amigo por perto torna a dor mais suportável? Foi feito um estudo fascinante para responder a essa pergunta e saber como o cérebro reage à perspectiva de dor, e se reage de maneira diferente se uma pessoa enfrenta a ameaça de dor sozinho, segurando a mão de um estranho, ou de alguém que lhe é próximo.

Fizeram-se os testes em dezenas de pares, e os resultados foram consistentes. Quando uma pessoa estava só ou segurando a mão de um estranho, na expectativa de um choque, as regiões do cérebro que processam o perigo iluminavam-se. Ao segurar as mãos de alguém de confiança, o cérebro relaxava. A presença de um amigo fez a dor parecer mais suportável.

Jesus precisava de conforto ao orar no jardim do Getsêmani. Ele sabia que estava prestes a enfrentar traição, prisão e morte. Ele pediu aos Seus amigos mais próximos para ficarem e orarem com Ele, dizendo-lhes que a Sua alma estava “profundamente triste” (v.38). Mas Seus amigos dormiram.

Jesus enfrentou a agonia, sem o conforto da mão de alguém para segurar. Mas por Ele suportar essa dor, podemos ter a certeza de que Deus nunca nos deixará nem nos abandonará (Hebreus 13:5). Jesus sofreu para que jamais venhamos a experimentar a separação do amor de Deus (Romanos 8:39). A companhia do Senhor faz qualquer coisa que tenhamos que enfrentar ser mais suportável.

Por causa do amor de Deus, 
nunca estamos realmente sozinhos. Amy Peterson“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

Marco Aurelio photo

„Mais penosas são as consequências da ira do que as suas causas.“

—  Marco Aurelio 121 - 180

Variante: Muito mais dolorosas são as consequências da raiva do que suas causas.

Keanu Reeves photo
Sócrates photo
Marco Aurelio photo
Olavo de Carvalho photo
Daisaku Ikeda photo
Malala Yousafzai photo
Spinoza photo

„O ódio é a tristeza acompanhada da ideia de uma causa exterior.“

—  Spinoza Filósofo Holandês 1632 - 1677

Variante: O amor é a alegria acompanhada da ideia de uma causa exterior.

Friedrich Schiller photo

„A violência é sempre terrível, mesmo quando a causa é justa.“

—  Friedrich Schiller 1759 - 1805

Variante: A violência é sempre terrível,
mesmo quando a causa é justa.

Luiz Inácio Lula da Silva photo

„Vocês não podem imaginar o que significa para alguém como eu, que não teve as oportunidades escolares que todo jovem deveria ter, mas que sempre acreditou no potencial libertador do conhecimento, e que a vida inteira apoiou a luta pela educação, tornar-se Doutor Honoris Causa dessas magníficas universidades.“

—  Luiz Inácio Lula da Silva político brasileiro, 35º presidente do Brasil 1945

Ao receber o título de Doutor Honoris Causa de cinco universidades do Rio de Janeiro
Fonte: Discurso pronunciado em 4 de maio de 2012 http://www.pt.org.br/noticias/view/lula_agradece_as_universidades_e_diz_que_dia_sera_inesquecivel_em_sua_vida
Educação, 2012

Gerson De Rodrigues photo

„Cartas Póstumas

Eu vivi uma vida de Rebeldia Neguei os deuses e gritei por Anarquia Nas canções mais lindas escrevi versos de Poesia Fui uma alma abandonada que amou a Melancolia Que nos momentos mais sombrios se encontrou na Filosofia

No momento enquanto escrevo essa carta, estou decidido em me matar. Essa é uma vontade constante que a muito tempo me assombra. Todas as vezes em que estou decidido em acabar com tudo, eu simplesmente invento uma nova mentira.

E quando eu menos percebo, lá estou eu vivendo como todos os outros sem perceber o barulho das correntes em nossos pés…

Talvez, quando estiveres lendo essa carta daqui a cinco ou cinquenta anos eu já esteja morto. Ou talvez eu tenha encontrado motivos para viver, motivos o suficiente que me façam ler estes versos no futuro e dizer

- Tolo, como ousas dizer tamanha estupidez?

O Futuro é incerto. Eu fico me perguntando, todas as vezes em que me pego refletindo sobre a minha morte Quantos livros eu publiquei enquanto estava vivo? Quantas aulas eu dei? Quantas pessoas eu influenciei? Quantas vidas eu salvei? Será que… eu fiz o meu trabalho como Filósofo? Ou o tempo me apagou de sua história?

De qualquer forma, todos seremos apagados um dia. Então a resposta para essa pergunta de fato não importa.

Oh sim, eu vivi uma vida interessante. Tive uma juventude repleta de rebeldia e anarquia e aos vinte e três me vi publicando meu primeiro livro de Filosofia. Aquele jovem rebelde que só sabia gritar ‘’ Anarquia’’ hoje é um professor de Filosofia.

Quem diria não é mesmo? Em quantos momentos da minha juventude eu não jurei que o dia seguinte seria o último, e aqui estou eu, vivo e escrevendo.

Talvez esses momentos de escuridão com a assombração da morte cantando em meus ouvidos sejam de fato passageiros, ou talvez na pior das hipóteses eu simplesmente esteja me entregando a ela aos poucos.

Existem tantas coisas que eu poderia conquistar, tantos outros livros a publicar, pessoas para amar, causas para se lutar, alunos para ensinar…

Mas tudo que eu quero nesse momento é o direito de me suicidar.

Para aqueles que ficam, meus pais e meus amigos:

Nenhuma mãe deveria enterrar o seu filho, e nenhum amigo deveria chorar sobre o tumulo do outro. Embora eu de fato sinta um carinho enorme por todos vocês, sinto que a minha história seria de maior relevância com um ponto final em seu caminho.

Aos vermes que se alimentarem do meu corpo putrefato, desejo a vocês boa sorte. Algum dia, seremos ambos poeira no abismo do espaço e nenhuma diferença existirá dos homens aos vermes.

E Para aqueles que estiverem lendo essa carta. Vivam!! Pois para mim já é tarde demais…“

—  Gerson De Rodrigues poeta, escritor e anarquista Brasileiro 1995

Suicídio Morte Niilismo Cartas Costumas - Gerson De Rodrigues
Variante: Cartas Póstumas

Eu vivi uma vida de Rebeldia
Neguei os deuses e gritei por Anarquia
Nas canções mais lindas escrevi versos de Poesia
Fui uma alma abandonada que amou a Melancolia
Que nos momentos mais sombrios se encontrou na Filosofia

No momento enquanto escrevo essa carta, estou decidido em me matar. Essa é uma vontade constante que a muito tempo me assombra. Todas as vezes em que estou decidido em acabar com tudo, eu simplesmente invento uma nova mentira.

E quando eu menos percebo, lá estou eu vivendo como todos os outros sem perceber o barulho das correntes em nossos pés...

Talvez, quando estiveres lendo essa carta daqui a cinco ou cinquenta anos eu já esteja morto. Ou talvez eu tenha encontrado motivos para viver, motivos o suficiente que me façam ler estes versos no futuro e dizer

- Tolo, como ousas dizer tamanha estupidez?

O Futuro é incerto. Eu fico me perguntando, todas as vezes em que me pego refletindo sobre a minha morte
Quantos livros eu publiquei enquanto estava vivo?
Quantas aulas eu dei?
Quantas pessoas eu influenciei?
Quantas vidas eu salvei?
Será que... eu fiz o meu trabalho como Filósofo?
Ou o tempo me apagou de sua história?

De qualquer forma, todos seremos apagados um dia. Então a resposta para essa pergunta de fato não importa.

Oh sim, eu vivi uma vida interessante. Tive uma juventude repleta de rebeldia e anarquia e aos vinte e três me vi publicando meu primeiro livro de Filosofia. Aquele jovem rebelde que só sabia gritar ‘’ Anarquia’’ hoje é um professor de Filosofia.

Quem diria não é mesmo? Em quantos momentos da minha juventude eu não jurei que o dia seguinte seria o último, e aqui estou eu, vivo e escrevendo.

Talvez esses momentos de escuridão com a assombração da morte cantando em meus ouvidos sejam de fato passageiros, ou talvez na pior das hipóteses eu simplesmente esteja me entregando a ela aos poucos.

Existem tantas coisas que eu poderia conquistar, tantos outros livros a publicar, pessoas para amar, causas para se lutar, alunos para ensinar...

Mas tudo que eu quero nesse momento é o direito de me suicidar.

Para aqueles que ficam, meus pais e meus amigos:

Nenhuma mãe deveria enterrar o seu filho, e nenhum amigo deveria chorar sobre o tumulo do outro. Embora eu de fato sinta um carinho enorme por todos vocês, sinto que a minha história seria de maior relevância com um ponto final em seu caminho.

Aos vermes que se alimentarem do meu corpo putrefato, desejo a vocês boa sorte. Algum dia, seremos ambos poeira no abismo do espaço e nenhuma diferença existirá dos homens aos vermes.

E Para aqueles que estiverem lendo essa carta. Vivam!! Pois para mim já é tarde demais...

- Gerson De Rodrigues

„Bíblia de Maria

Deleitar-me-ei em teus mandamentos, que amo. - Salmo 119: 47

Quando Mary Jones tinha 10 anos, ela começou a economizar para algo especial que ela queria comprar. Ela tomava conta, cuidava dos jardins dos vizinhos e vendia ovos de suas próprias galinhas. Quando ela tinha 16 anos, ela acumulou dinheiro suficiente para conseguir o que queria desesperadamente.

Foi um carro novo? Um guarda-roupa novo? Uma Nintendo? Não, Mary Jones tinha 16 anos no ano de 1800, e o que ela estava economizando era uma Bíblia. Mas não havia lugar para comprar um na minúscula aldeia galesa onde ela morava, então ela caminhou até Bala - a 40 quilômetros de distância. O Rev. Thomas Charles tinha uma Bíblia para vender e, depois de alguns convencimentos, Mary o convenceu a vender para ela.

Por causa da fome de Maria pela Bíblia, o Rev. Charles e outros começaram a discutir a necessidade de tornar as Escrituras mais prontamente disponíveis. A Sociedade Britânica e Estrangeira da Bíblia foi fundada e, nos 100 anos seguintes, distribuiu mais de 200 milhões de cópias da Palavra de Deus em todo o mundo. Para Maria, nada era mais importante que a Bíblia, e sua persistência pagava enormes dividendos espirituais.

Nós apreciamos tanto a Palavra de Deus? Quantas vezes até atravessamos a sala para pegar a Bíblia e lê-la?

Senhor, ajuda-nos a valorizar a tua palavra.

Apegue-se à Bíblia - este maravilhoso tesouro
traz vida eterna e salva o homem caído;
Certamente seu valor nenhum mortal pode medir -
Busque sua bênção, ó alma, enquanto você puder. —Anon.

Muitas pessoas armazenam a Bíblia em uma prateleira em vez de em seu coração.
Dave Branon“

—  ministério_pão_diário

„Apenas para pecadores

O cobrador de impostos. . . Bateu o peito, dizendo: “Deus, misericordia-me pecador!” - Lucas 18:13

Um artigo no The Grand Rapids Press descreveu uma mulher que superou seu hábito de beber, mas só depois que ela admitiu que tinha um problema. Ela disse que o "momento emocional" veio quando ela disse: "Sou Betty e sou alcoólatra".

Ela vinha dizendo que sua fala arrastada, sonolência e outros problemas se deviam à medicação que tomava para uma doença crônica. Mas a família sabia a causa real e a confrontou. Como resultado, ela finalmente enfrentou seu problema. Antes disso, ela era um caso sem esperança. Mas quando ela disse: "Sou alcoólatra", havia esperança.

É da mesma maneira com a salvação. Enquanto uma pessoa der desculpas por seu comportamento pecaminoso, ele nunca experimentará a libertação. É somente quando ele admite: "Eu sou um pecador e não posso salvar a mim mesmo", que o Senhor o livrará do pecado e de suas terríveis conseqüências. O orgulhoso e arrogante fariseu de Lucas 18 foi perdido. O cobrador de impostos, no entanto, reconheceu sua pecaminosidade e “foi justificado em sua casa” (v.14).

Se você nunca fez isso antes, admita sua culpa e receba o Senhor Jesus como seu Salvador. Lembre-se, a salvação é apenas para pecadores.

Nada consegui, mas o que recebi,
Grace concedeu desde que eu acreditei;
Gozando excluído, orgulho que eu abato
- sou apenas um pecador salvo pela graça! -Cinzento

Jesus pode transformar o pecador mais sujo no melhor santo. Richard DeHaan“

—  ministério_pão_diário

„Uma vida que satisfaz

Quem perder a vida por minha causa e pelo evangelho salvará. -
Escritura de hoje : Marcos 8: 34-38

Em seu livro Enfrentando a solidão, J. Oswald Sanders escreve: “A rodada de prazer ou a acumulação de riqueza são apenas tentativas vãs de escapar da dor persistente. . . . O milionário geralmente é um homem solitário, e o comediante é frequentemente mais infeliz do que seu público ”.

Sanders continua enfatizando que ser bem sucedido muitas vezes não produz satisfação. Em seguida, ele se refere a Henry Martyn, um ilustre estudioso, como um exemplo do que ele está falando.

Martyn, um estudante da Universidade de Cambridge, foi homenageado com apenas 20 anos de idade por suas conquistas em matemática. De fato, ele recebeu o maior reconhecimento possível nesse campo. E ainda assim ele sentiu um vazio por dentro. Ele disse que, em vez de encontrar satisfação em suas realizações, ele "apenas captou uma sombra".

Depois de avaliar os objetivos de sua vida, Martyn viajou para a Índia como missionário aos 24 anos. Quando ele chegou, ele orou: "Senhor, deixe-me queimar por você." Nos próximos sete anos que precederam sua morte, ele traduziu Novo Testamento em três línguas orientais difíceis. Essas realizações notáveis ​​certamente não estavam passando por “sombras”.

Real cumprimento vem em seguir a Cristo. Uma vida vivida plenamente para o Senhor é uma vida que verdadeiramente satisfaz.

Refletir e Orar
Se nos comprometermos com Cristo
e seguirmos Seu caminho,
Ele nos dará a vida que satisfaz
Com propósito para cada dia. —Sesper

Uma vida plena é uma vida cheia de amor pelo Senhor e pelos outros. Richard DeHaan“

—  ministério_pão_diário

„A tarefa sem fim

Ore ao Senhor da colheita para enviar trabalhadores. - Escritura de hoje :
Mateus 9: 35-10: 15

Uma missionária escreve sobre seu campo de serviço: “Fomos forçados a fechar algumas de nossas estações por falta de recursos e falta de missionários. Este é o choro em todo lugar hoje. As maiores denominações - confrontadas com um déficit crescente em seu esforço missionário - terão que chamar para casa um grande número de trabalhadores dos diferentes campos no próximo ano. Com todo o luxo que temos, a causa de Cristo deve sofrer perdas? ”

Embora pareça que poderia ter sido escrito ontem, este pedido de ajuda foi escrito em 1926 por Johanna Veenstra, uma missionária do Sudão. A declaração apareceu em um livro que ela escreveu descrevendo seu trabalho missionário pioneiro na África.

Quase 70 anos depois, a tarefa de proclamar o evangelho ainda é tão formidável e a necessidade de ajudantes ainda é imponente. De fato, não mudou desde que Jesus declarou: “A colheita é realmente abundante, mas os trabalhadores são poucos. Rogai, pois, ao Senhor da seara que mande trabalhadores para a sua seara ”(Mateus 9: 37-38). Ele próprio iniciou o trabalho há 2.000 anos enviando 12 homens com a mensagem de boas novas.

Entrar em todo o mundo com o evangelho é uma tarefa interminável. Se vamos ao Sudão, viajamos para outro lugar distante ou ficamos em casa, também é nossa tarefa.

Refletir e Orar
Longe, longínquo, nas trevas pagãs,
Milhões de almas perdem-se para sempre;
Quem, quem irá, a história da salvação contando,
Olhando para Jesus, não se importando com o custo? —McGranahan

Uma coisa que não podemos fazer sobre missões - não podemos fugir de nossa responsabilidade. Dave Branon“

—  ministério_pão_diário

„Dois tipos de medo

Oh, teme o senhor, você seus santos! Salmo 34: 90 amor perfeito expulsa o medo. - Escritura de hoje : 1 João 4: 11-21

Eu senti medo quando pensei em ir para casa. Por causa do meu descuido, nossa adorável TV de console tinha caído do porta-malas do meu carro e estava muito danificada. Não, eu não estava com medo de que minha esposa gritasse comigo ou me batesse. O que eu temia era o olhar de decepção que eu veria no rosto dela. Ainda casa era o lugar que eu quis ser.

Meu medo era o tipo de medo que deveríamos sentir em relação a Deus. Esse é o medo maduro defendido no Salmo 34: 9 e muitas outras passagens das Escrituras. É o medo de desapontar o Senhor porque o amamos muito e porque apreciamos muito o Seu amor por nós.

O medo da punição é um medo imaturo. Esse é o medo que é expulso pelo “amor perfeito” mencionado em 1 João 4:18. Esse tipo de medo não é totalmente ruim, no entanto. Muitas vezes, é um fator que faz com que uma pessoa acredite em Cristo, e também pode manter um cristão de pecado grave. Mas à medida que crescemos em nossa fé, obedecemos a Deus porque o amamos tanto que não queremos desapontá-lo. Agradar a Ele será nosso supremo desejo.

Senhor, livra-nos de um medo imaturo de castigo, desenvolvendo em nós uma profunda consciência do Teu amor e um profundo desejo de agradar-Te.

Refletir e Orar
O nosso amor pode crescer mais e mais
À medida que nos aproximamos de Deus
Para que tenhamos medo de desagradá-lo
Mais do que tememos Sua vara. —Sesper

O maior motivo para obedecer a Deus é o desejo de agradá-lo. Herbert Vander Lugt“

—  ministério_pão_diário

Charles Bukowski photo

„Muito cara legal foi parar debaixo de uma ponte por causa de uma mulher.“

—  Charles Bukowski Poeta, Escritor e Romancista 1920 - 1994

Atribuídas

Confucio photo
Emily Dickinson photo
Citát „O hábito de tudo tolerar pode ser a causa de muitos erros e de muitos perigos.“
Cícero photo

„A tarefa sem fim

Ore ao Senhor da colheita para enviar trabalhadores. - Escritura de hoje :
Mateus 9: 35-10: 15

Uma missionária escreve sobre seu campo de serviço: “Fomos forçados a fechar algumas de nossas estações por falta de recursos e falta de missionários. Este é o choro em todo lugar hoje. As maiores denominações - confrontadas com um déficit crescente em seu esforço missionário - terão que chamar para casa um grande número de trabalhadores dos diferentes campos no próximo ano. Com todo o luxo que temos, a causa de Cristo deve sofrer perdas? ”

Embora pareça que poderia ter sido escrito ontem, este pedido de ajuda foi escrito em 1926 por Johanna Veenstra, uma missionária do Sudão. A declaração apareceu em um livro que ela escreveu descrevendo seu trabalho missionário pioneiro na África.

Quase 70 anos depois, a tarefa de proclamar o evangelho ainda é tão formidável e a necessidade de ajudantes ainda é imponente. De fato, não mudou desde que Jesus declarou: “A colheita é realmente abundante, mas os trabalhadores são poucos. Rogai, pois, ao Senhor da seara que mande trabalhadores para a sua seara ”(Mateus 9: 37-38). Ele próprio iniciou o trabalho há 2.000 anos enviando 12 homens com a mensagem de boas novas.

Entrar em todo o mundo com o evangelho é uma tarefa interminável. Se vamos ao Sudão, viajamos para outro lugar distante ou ficamos em casa, também é nossa tarefa.

Refletir e Orar
Longe, longínquo, nas trevas pagãs,
Milhões de almas perdem-se para sempre;
Quem, quem irá, a história da salvação contando,
Olhando para Jesus, não se importando com o custo? —McGranahan

Uma coisa que não podemos fazer sobre missões - não podemos fugir de nossa responsabilidade. Dave Branon“

—  ministério_pão_diário

„Dois tipos de medo

Oh, teme o senhor, você seus santos! Salmo 34: 90 amor perfeito expulsa o medo. - Escritura de hoje : 1 João 4: 11-21

Eu senti medo quando pensei em ir para casa. Por causa do meu descuido, nossa adorável TV de console tinha caído do porta-malas do meu carro e estava muito danificada. Não, eu não estava com medo de que minha esposa gritasse comigo ou me batesse. O que eu temia era o olhar de decepção que eu veria no rosto dela. Ainda casa era o lugar que eu quis ser.

Meu medo era o tipo de medo que deveríamos sentir em relação a Deus. Esse é o medo maduro defendido no Salmo 34: 9 e muitas outras passagens das Escrituras. É o medo de desapontar o Senhor porque o amamos muito e porque apreciamos muito o Seu amor por nós.

O medo da punição é um medo imaturo. Esse é o medo que é expulso pelo “amor perfeito” mencionado em 1 João 4:18. Esse tipo de medo não é totalmente ruim, no entanto. Muitas vezes, é um fator que faz com que uma pessoa acredite em Cristo, e também pode manter um cristão de pecado grave. Mas à medida que crescemos em nossa fé, obedecemos a Deus porque o amamos tanto que não queremos desapontá-lo. Agradar a Ele será nosso supremo desejo.

Senhor, livra-nos de um medo imaturo de castigo, desenvolvendo em nós uma profunda consciência do Teu amor e um profundo desejo de agradar-Te.

Refletir e Orar
O nosso amor pode crescer mais e mais
À medida que nos aproximamos de Deus
Para que tenhamos medo de desagradá-lo
Mais do que tememos Sua vara. —Sesper

O maior motivo para obedecer a Deus é o desejo de agradá-lo. Herbert Vander Lugt“

—  ministério_pão_diário

„Disposto a saltar

Quem perde a vida por minha causa salvá-lo-á. - Escritura de hoje : Lucas 9: 18-26

O revolucionário russo Vladimir Ilyich Lenin falou dos comunistas como "homens mortos em licença". Aqueles dedicados seguidores da filosofia ateísta estavam dispostos a morrer pela causa, e cada novo dia era simplesmente um alívio.

Se as pessoas estavam dispostas a arriscar tudo por uma causa baseada em uma mentira, quanto mais nós, que conhecemos a Cristo, estaríamos dispostos a fazê-lo pela verdade! Jesus disse àqueles que queriam ser Seus discípulos que eles tinham que estar dispostos a segui-Lo até a morte. Era para ser um compromisso de toda a sua vida, não importa o custo.

Em seu livro One Crowded Hour, Tim Bowden descreve um incidente em Bornéu em 1964. Os lutadores nepaleses conhecidos como Gurkhas foram perguntados se estariam dispostos a pular de aviões em combate contra os indonésios. Os Gurkhas não entenderam claramente o que estava envolvido, mas eles disseram bravamente que fariam isso, pedindo apenas que o avião voasse lentamente sobre uma área pantanosa e não mais de 100 pés. Quando lhes foi dito que os pára-quedas não teriam tempo para abrir a essa altura, os gurkhas responderam: "Oh, você não mencionou pára-quedas antes!"

Jesus nos chama para segui-lo com um tipo semelhante de compromisso e coragem, dispostos a arriscar tudo por amor a ele.

Refletir e Orar
Indiferente! Mestre, quem conhecerá a ti
as tuas ranchas, que porás as tuas próprias?
Não! Nós ofereceríamos os corações que nós Te devemos,
Viva pelo Teu amor e Tua glória somente. —Havergal

Podemos não caminhar para a estaca do mártir, mas devemos caminhar nos passos do Mestre. Haddon W. Robinson“

—  ministério_pão_diário

Adolf Hitler photo
Frédéric Bastiat photo

„A lei perverteu-se por influência de duas causas bem diferentes: o egoísmo estúpido e a falsa filantropia.“

—  Frédéric Bastiat, livro A Lei

La Loi s'est pervertie sous l'influence de deux causes bien différentes : l'égoïsme inintelligent et la fausse philanthropie.
La Loi - Página 8 https://books.google.com.br/books?id=JsJYAAAAcAAJ&pg=PA8, Frédéric Bastiat - 1850, 80 páginas
A Lei

Albert Einstein photo

„O mundo é perigoso não por causa daqueles que fazem o mal, mas por causa daqueles que vêem e deixam o mal ser feito.“

—  Albert Einstein 1879 - 1955

Variante: O mundo é um lugar perigoso de se viver, não por causa daqueles que fazem o mal, mas sim por causa daqueles que observam e deixam o mal acontecer.

Immanuel Kant photo
William James photo
Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Jonathan Edwards photo
Friedrich Nietzsche photo

„A maneira mais pérfida de prejudicar uma causa é defendê-la propositalmente com más razões.“

—  Friedrich Nietzsche filósofo alemão do século XIX 1844 - 1900

Die perfideste Art einer Sache zu schaden ist, sie absichtlich mit fehlerhaften Gründen zu verteidigen
Nietzsche's werke ... - Volume 5, Página 190, Friedrich Wilhelm Nietzsche - C. G. Naumann, 1905

Confucio photo
William Blake photo
Spinoza photo
Friedrich Nietzsche photo
Søren Kierkegaard photo
Jigoro Kano photo

„Não se envergonhe por causa de um erro, você estaria cometendo uma falta.“

—  Jigoro Kano 1860 - 1938

Atribuídas

Kito Aya photo
Platão photo
Avicena photo

„O conhecimento de qualquer coisa, dado que todas as coisas tem causas, não é adquirido ou conhecido por completo a menos que seja conhecido por suas causas.“

—  Avicena 980 - 1037

"Da Medicina, (c. 1020) http://www.fordham.edu/halsall/source/1020Avicenna-Medicine.html

Luiz Inácio Lula da Silva photo
António Lobo Antunes photo
Baltasar Gracián photo

„A defesa de uma má causa é sempre pior que a própria causa.“

—  Baltasar Gracián, livro Oráculo Manual e Arte de Prudência

Aforismo 214
A Arte da Prudência

Hermann Hesse photo

„Se eu sei o que é o amor, é por sua causa.“

—  Hermann Hesse, livro Narziss und Goldmund

Wenn ich trotzdem weiß, was Liebe ist, so ist es deinetwegen.
Narziß und Goldmund (1930)

Afonso Henriques de Lima Barreto photo
Darcy Ribeiro photo
William Shakespeare photo

„Ser grande, é abraçar uma grande causa.“

—  William Shakespeare dramaturgo e poeta inglês 1564 - 1616

John Wesley photo

„Qualquer que seja a causa natural, o pecado é a verdadeira causa de todos os terremotos.“

—  John Wesley Líder do movimento metodista 1703 - 1791

and sin the moral cause of earthquakes, ( whatever the natural cause may be)
"Sermão CXXXVIII" (1750) in "The works of the Rev. John Wesley", Volume 7‎ - Página 384 http://books.google.com.br/books?id=T-I7AAAAYAAJ&pg=RA1-PA384, John Wesley - J. & J. Harper, 1826

Björk photo
Marcelo Gleiser photo
Monteiro Lobato photo

„Eu me acho capaz de escrever para os Estados Unidos por causa do meu pendor para escrever para crianças. Acho o americano sadiamente infantil.“

—  Monteiro Lobato escritor brasileiro 1882 - 1948

"A barca de Gleyre: quarenta anos de correspondencia literaria entre Monteiro Lobato e Godofredo Rangel" – p. 468, de José Bento Monteiro Lobato, Godofredo Rangel – Companhia Editora Nacional, 1944 – 504 pp
De Norte a Sul o povo lamuria a sua desgraça e chora envergonhado o que perdeu. Tinha um rei, tem sátrapas. Tinha dinheiro, tem dívidas. Tinha justiça, tem cambalachos de toga. Tinha Parlamento, tem ante-salas de fâmulos. Tinha o respeito do estrangeiro, tem irrisão e desprezo. Tinha moralidade, tem o impudor deslavado. Tinha soberania, tem cônsules estrangeiros assessorando ministros. Tinha estadistas, tem pêgas. Tinha vontade, tem medo. Tinha leis, tem estado de sítio. Tinha liberdade de imprensa, tem censura. Tinha brio, tem fome. Tinha Pedro II, tem ... não tem! Era. Não é
Trecho "REVISTA DO BRASIL",  vol. IX, Ano III, nº 36, p. 387-391, São Paulo, dezembro de 1918

Cícero photo
José Saramago photo
Khalil Gibran photo

„Se eu conhecesse a causa da minha ignorância, seria um sábio.“

—  Khalil Gibran 1883 - 1931

Atribuídas

Fiódor Dostoiévski photo
Franz Bardon photo
Allan Kardec photo
Ruy Barbosa photo
Gisele Bündchen photo
Daisaku Ikeda photo
Charles Dickens photo
Martin Luther King Junior photo

„Quem não tem uma causa pela qual morrer não tem motivo para viver.“

—  Martin Luther King Junior líder do movimento dos direitos civis dos negros nos Estados Unidos 1929 - 1968

John Milton photo
Cesare Beccaria photo
Richard Dawkins photo
Amos Oz photo
José Saramago photo

„Por causa e em nome de Deus é que se tem permitido e justificado tudo, principalmente o mais horrendo e cruel.“

—  José Saramago escritor português 1922 - 2010

"O factor Deus", publicado em jornal “Público” de 18/09/2001
citado em "A ficção cética‎" - página 127 http://books.google.com.br/books?id=5s_TNYqZz2UC&pg=PA127, de Gustavo Bernardo - Publicado por Annablume, 2004 ISBN 8574194433, 9788574194431 - 272 páginas

Ludwig von Mises photo

„Se alguém rejeita o laissez faire por causa da falibilidade do homem e fraqueza moral, deve-se, pela mesma razão, também rejeitar cada tipo de ação governamental.“

—  Ludwig von Mises economista austríaco 1881 - 1973

If one rejects laissez faire on account of man's fallibility and moral weakness, one must for the same reason also reject every kind of government action.
Planning for Freedom (1952), p. 44

Aristoteles photo

„Assim, cada ação deve ser devida a uma ou outra das sete causas: acaso, natureza, compulsão, hábito, raciocínio, raiva ou apetite.“

—  Aristoteles, Retórica

Livro I, 1369.a5
Das partes dos animais, Retórica
Variante: Todas as ações humanas têm uma ou mais destas sete causas: acaso, natureza, compulsões, hábito, razão, paixão e desejo.

Arthur Schopenhauer photo
Barack Obama photo
Charlie Chaplin photo

„Quem está distante sempre nos causa maior impressão“

—  Charlie Chaplin Comediante, ator e cineasta britânico 1889 - 1977

Maximilien Robespierre photo