Frases sobre nobre

Uma coleção de frases e citações sobre o tema da nobre, homem, homens, ser.

Total 196 citações, filtro:

Leonardo Da Vinci photo
Vladimir Nabokov photo
George Orwell photo
William Shakespeare photo

„Ser ou não ser, eis a questão. O que é mais nobre para a alma? Sofrer as pedradas e as setas da fortuna ultrajosa ou tomar armas contra um mar de tribulações e, fazendo-lhes rosto, dar-lhes fim? Morrer… dormir… mais nada. Dizer que, por meio de um sono, acabamos com as angústias e com os mil embates naturais de que é herdeira a carne é um desfecho que se deve ardentemente desejar. Morrer… dormir… dormir! Sonhar talvez! Ah! Aqui é que está o embaraço. Pois que sonhos podem sobrevir naquele sono da morte depois de nos termos libertado deste bulício mortal? Eis o que nos obriga a fazer pausa; eis a reflexão de que procede a calamidade de uma vida tão longa. Com efeito, quem suportaria os açoites e os escárnios desta época, a injustiça do opressor, a contumélia do orgulhoso, os tormentos do amor desprezado, as dilações da lei, a insolência do poder e os maus tratos que o mérito paciente recebe de criaturas indignas, podendo com um simples punhal outorgar a si mesmo tranquilidade? Quem quereria sopesar o fardo, gemer e suar debaixo de uma vida pesadíssima, se o temor dalguma coisa depois da morte - o desconhecido país de cujas raias nenhum viajante ainda voltou - não enleasse a vontade e não fizesse antes padecer os males que temos, do que voar para outros que ignoramos? Assim, a consciência torna-nos a todos covardes; assim o fulgor natural da resolução é amortecido pelo pálido clarão do pensamento; e, assim, empresas enérgicas e de grande alcance torcem o caminho, e perdem o nome de ação.“

—  William Shakespeare dramaturgo e poeta inglês 1564 - 1616

Hamlet

Friedrich Nietzsche photo

„O nobre quer criar alguma coisa nobre e uma nova virtude. O bom deseja o velho e que o velho se conserve.“

—  Friedrich Nietzsche filósofo alemão do século XIX 1844 - 1900

Assim falou Zaratustra

Platão photo
Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Ernest Hemingway photo
Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Comênio photo
Oscar Wilde photo
Giambattista Vico photo
Sathya Sai Baba photo

„Tudo na vida humana não se resume em comida, bebida, sono, morte. Há objetivos mais altos que temos que alcançar em vida. Antes da morte do corpo, temos que cumprir o propósito verdadeiro para o qual viemos a este planeta. Deveríamos resgatar nossa vida nos engajando no serviço aos outros.
Você não é o corpo. O corpo é só o instrumento e o meio para alcançarmos algo mais alto e nobre…Tendo nascido como seres humanos devemos dedicar as nossas vidas ao serviço e à contemplação constante de Deus.
Eu estou preparado para fazer qualquer coisa para servir a humanidade. Eu estou preparado até mesmo para sacrificar a Minha Vida. Semelhantemente você também deve estar sempre pronto para servir os outros… Sempre que seus serviços sejam solicitados você deve responder imediatamente: eu estou pronto; eu estou pronto; eu estou pronto. Desenvolva essa coragem e confiança e escolha um ideal para o mundo.
Utilize todas as pequenas oportunidades para servir o país e a sociedade. Até mesmo uma pequena ajuda a uma mulher idosa desconhecida que cruza seu caminho é serviço. Não pense nunca: 'O que ganho ajudando esta mulher?“

—  Sathya Sai Baba 1926 - 2011

Há grande mérito mesmo neste pequeno serviço. Então, continue servindo. Não há mérito maior que servir os seus irmãos, os seres humanos. Não há redenção sem serviço."
Saindo da Matrix http://www.saindodamatrix.com.br/archives/2005/04/sai_baba.html

Jean Baptiste Alphonse Karr photo
Pedro II do Brasil photo
Charlie Chaplin photo
Ruy Barbosa photo
Helen Keller photo
Pedro Nava photo

„Nós não tivemos esse erro, ao contrário, usamos e abusamos da pimenta que nos veio da África, mas, por outro lado, temos como política imigratória, o não Ter política e, sim, um open door imprevidente e perigoso. No caminho que adotamos, podemos dar numa maionese perfeita, mas, como estes molhos, quando mal batidos - podemos desandar. O Brasil é sempre menos de portugueses e emigrantes e mais de indesejáveis entrantes - esquecendo que cada galego, por mais bruto e rude que seja, traz-nos cromossomos semelhantes aos navegadores, colonizadores e degredados - mantendo a nossa possibilidade de repetir um Nunálvares, um Mestre de Alviz, um Camões, um Herculano, um Egas Moniz, um Eça, um Antônio Nobre, um Fernando Pessoa. E não são eles mesmos que já repontaram aqui nos que escorraçaram o batavo e o francês e no gênio de José de Alencar, Machado de Assis, Manuel Bandeira e Carlos Drummond de Andrade? Eu sei que não é possível princípios racistas no Brasil. Mas ao menos tenhamos uma imigração onde se procure manter a boa unidade do galinheiro. Não falo em unidade racial, Deus me livre! Peço é unidade cultural. Impossível é continuar nessa tentativa absurda de cruzar galinha com papagaio e pato com pomba-rola. Isso que se vê por aí não é democracia nem falta de preconceito, não, meus quindins. Isso não dá ovo e chama-se burrice. Mantenhamo-nos um pouco caboclos (orgulhosamente), bastante mulatos (gloriosamente), mas, principalmente, sejamos lusitanos. Vinde a nós portugas, galegos, mondrongos - mesmo se fordes da mesma massa de degredados que chegaram com os primeiros povoadores. O que esses tão degredados eram, não tinha nada demais. Ladrões? Assassinos? Nada disto. Criminosos sexuais, simpáticos bandalhos. Baste ler as Ordenanças e verificar a maioria dos motivos de degredo para o Brasil: comer mulher alheia, deflorar, estuprar, ser corno complacente e mais, e mais, e mais ainda - entretanto, nada de se temer. Fazer lembrar as delinqüências brejeiras de que um juiz mineiro que conheci, dizia, com inveja e depois de julgar -serem, exatamente, as que ele, juiz, tinha vontade de perpetrar.“

—  Pedro Nava, livro Baú de Ossos

Baú de Ossos

Thomas Mann photo
Edgar Allan Poe photo

„E nenhum poema será tão grande, tão nobre, tão verdadeiramente digno do nome de poesia quanto aquele que foi escrito tão só e apenas pelo prazer de escrever um poema.“

—  Edgar Allan Poe Escritor, poeta e crítico americano 1809 - 1849

no poem will be so great, so noble, so truly worthy of the name of a poem, as that which has been written solely for the pleasure of writing a poem.
citado em "Current opinion": Volume 54, Current Literature Pub. Co., 1913
Atribuídos

Rasputin photo

„Czar de todas as Rússias, tenho o pressentimento de que até o final do ano eu deixarei este mundo. Serei assassinado, já não estarei entre vós. Se eu for morto por gente do povo, gente como eu, tu não tens nada a temer, continuarás no trono. Mas, se eu for morto por nobres, as mãos deles ficarão manchadas pelo meu sangue. Eles se odiarão e matarão uns aos outros. Dentro de 25 anos não restará um único nobre neste país. Nenhum parente teu, nenhum de teus filhos sobreviverá mais de dois anos. O povo russo dará cabo de todos. Assim, depois que eu desaparecer, tem cuidado, pensa bem, protege-te. Diz a todos os teus que derramei meu sangue por eles. Reza, reza, sê forte, pensa em tua família.“

—  Rasputin Místico russo 1869 - 1916

No início de dezembro em 1916, Rasputin enviou a Nicolau II uma carta profética http://www2.uol.com.br/historiaviva/artigos/rasputin_se_recusa_a_morrer.html, na qual fazia uma predição para a família real Romanov que suporia o assassinato do próprio czar, da czarina e de todos os seus filhos.
Rasputin foi morto no dia 30 de dezembro de 1916. Um ano e meio depois, na madrugada de 16 para 17 de julho de 1918, a família real foi assassinada pelos bolcheviques.'

Gerson De Rodrigues photo
Giovanni Papini photo
Sócrates photo
Samuel Taylor Coleridge photo
Thomas More photo

„São muito numerosos os nobres que vivem ociosamente como verdadeiros zangões; eles vivem do suor dos outros e esfolam e sugam o sangue dos vassalos que vivem em suas terras.“

—  Thomas More, livro Utopia

Utopia, Página 14 http://books.google.com.br/books?ei=KPRbVLHuA7HCsASc4oD4Aw&hl=pt-BR&id=GvxHAAAAYAAJ&dq=utopia+zang%C3%B5es&focus=searchwithinvolume&q=zang%C3%B5es, Sir Thomas More (Saint) - Prefácio: João Almino; Tradução: Anah de Melo Franco - IPRI, 2004 - 167 páginas.
"Tantus est ergo nobilium numerus, qui non ipsi modo degant ociosi tanquam fuci laboribus aliorum, quos puta suorum praediorum colonos augendis reditibus ad uiuum usque radunt."
De Optimo Reipublicae Statu, Deque nova insula Utopia. Página 36 https://la.wikisource.org/wiki/Pagina:Utopia,_More,_1518.djvu/37, Thomas More - Froben, 1518 - 190 páginas.
Utopia (1516)

Charles Darwin photo
Luiz Inácio Lula da Silva photo
Buda photo

„Um homem só é nobre quando consegue sentir piedade por todas as criaturas“

—  Buda Foi um príncipe e fundador do budismo -563 - -483 a.C.

Johann Wolfgang von Goethe photo

„A fidelidade é o esforço de uma alma nobre para igualar-se a outra maior que ela.“

—  Johann Wolfgang von Goethe escritor alemão 1749 - 1832

Fidelity, in this case, is the effort of a noble soul struggling to become equal with one exalted above it.
Wilhelm Meister's apprenticeship and travels: From the German. In 3 volumes: Volume 1 - Página 244 http://books.google.com.br/books?id=7rw7AAAAcAAJ&pg=PA244, Johann Wolfgang von Goethe - Chapman and Hall, 1842

Sócrates photo
Woody Allen photo
Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Johann Wolfgang von Goethe photo
Confucio photo
Søren Kierkegaard photo

„Quem alcançou neste mundo grandeza igual à dessa bendita mulher, a mãe de Deus, a virgem Maria? No entanto, como se fala dela? A sua grandeza não provém do fato de ter sido bendita entre as mulheres, e se uma estranha coincidência não levasse a assembléia a pensar com a mesma desumanidade do predicador, qualquer jovem devia, seguramente, perguntar: Por que não fui eu também bendita entre as mulheres? Se se não possuísse outra resposta, de forma alguma acharia ter de rejeitar esta pergunta, pretextando a sua falta de senso; porque, no abstrato, em presença de um favor, todos temos mesmos direitos. São esquecidos a tribulação, a angústia, o paradoxo. Meu pensamento é tão puro como o de qualquer outro; e ele purifica-se, exercendo-se sobre as coisas. E se não se enobrecer pode-se então esperar pelo espanto; porque se essas imagens foram alguma vez evocadas jamais poderão ser esquecidas. E se contra elasse peca, extraem da sua muda cólera uma terrível vingança, mais terrível do que os rugidos de dez ferozes críticos. Maria, indubitavelmente, deu à luz o filho graças a um milagre, mas no decorrer de tal acontecimento foi como todas as outras mulheres, e esse tempo é o da angústia, da tribulação e do paradoxo. O anjo foi, sem dúvida, um espírito caritativo, mas não foi complacente porque não foi dizer a todas as outras virgens de Israel: Não desprezeis Maria, porque lhe sucedeu o extraordinário. Apresentou-se perante ela só e ninguém a pôde compreender. No entanto, que outra mulher foi mais ofendida do que Maria? Pois não é também verdade que aquele a quem Deus abençoa é também amaldiçoado com o mesmo sopro do seu espírito? É desta forma que se torna necessário, espiritualmente, compreender Maria. Ela não é, de maneira alguma, uma formosa dama que brinca com um deus menino, e até me sinto revoltado ao dizer isto e muito mais ao pensar na afetação e ligeireza de tal concepção. Apesar disso, quando diz: sou a serva do Senhor, ela é grande e imagino que não deve ser difícil explicar por que razão se tornou mãe de Deus. Não precisa, absolutamente nada, da admiração do mundo, tal como Abraão não necessita de lágrimas, porque nem ela foi uma heroína, nem ele foi um herói. E não se tornaram grandes por terem escapado à tribulação, ao desespero e ao paradoxo, mas precisamente porque sofreram tudo isso. Há grandeza em ouvir dizer ao poeta, quando apresenta o seu herói trágico à admiração dos homens: chorai por ele; merece-o; porque é grandioso merecer as lágrimas dos que são dignos de as derramar; há grandeza em ver o poeta conter a multidão, corrigir os homens e analisá-los um por um para verificar se são dignos de chorar pelo herói, porque as lágrimas dos vulgares chorões profanam o sagrado. Contudo ainda é mais grandioso que o cavaleiro da fé possa dizer ao nobre caráter que quer chorar por ele: não chores por mim, chora antes por ti próprio.“

—  Søren Kierkegaard 1813 - 1855

Daisaku Ikeda photo

„Apetites "Abutre"

Concentre sua mente nas coisas acima, não nas coisas da terra. - Escritura de hoje :
Colossenses 3: 1-10

Ao dirigir ao longo de uma rodovia, tenho visto frequentemente abutres voando alto, descendo e subindo novamente com as correntes de ar. De vez em quando, um pequeno grupo deles pode ser visto sentado na estrada, rasgando e engolindo a carcaça de alguma criatura infeliz. Tenho a impressão de que essas aves feias estão sempre à procura do que é repugnante e repulsivo!

Algumas pessoas são assim. Nada parece satisfazê-los mais do que festejar o que é pecaminoso, corrupto e imoral. Os livros e revistas que lêem, os programas de TV que assistem, as conversas em que se envolvem e as atividades que realizam revelam um apetite semelhante a um abutre.

Quão melhor é a dieta espiritual que a Bíblia sugere: “Quaisquer que sejam as coisas verdadeiras, sejam as coisas nobres, sejam as coisas justas, sejam as puras, sejam as coisas amáveis, as coisas boas, se houver alguma virtude e se houver algo louvável, medite nessas coisas ”(Filipenses 4: 8).

Que tipo de “comida” você prefere? Não seja como o abutre. Antes, “como recém-nascidos, desejem o leite puro da palavra, para que você cresça assim” (1Pe 2: 2).

Refletir e Orar
Ó filho de Deus, guarda bem os teus olhos
de qualquer coisa que manche o coração;
Abandone as coisas que sujam a mente -
Seu Pai quer que você se separe. —Fasick

O novo nascimento cria um novo apetite e requer uma nova dieta. Richard DeHaan“

—  ministério_pão_diário

Bruce Lee photo

„A finalidade do homem é a ação, não o pensamento, embora este seja nobre.“

—  Bruce Lee Ator chinês-americano, artista marcial 1940 - 1973

Atribuídas, Aforismos

William Shakespeare photo

„Raciocinai assim com a vida: Se te perco, perco uma coisa que somente os loucos querem conservar. Não passas de um sopro, exposto a todas as influências do ar e que, hora após hora, deterioram esta habitação em que moras. És meramente o joquete da morte, pois procuras sempre evitá-la pela fuga e, apesar disto, corres sempre em direção a ela. Não és nobre, porque todas as voluptuosidades, que são teu patrimônio, são acalentadas pelas baixezas. Estás longe de ser valente, pois temes o aguilhão terno e brando de um verme. O que tens de melhor em ti é o sono e que tantas vezes provocas; entretanto, temes grosseiramente a morte que não passa de um sono. Tu não és tu mesmo, pois tua existência é o resultado de milhares de grãos que saem do pó. Não és feliz, porque o que tu não tens, tu te esforças para adquirir e o que possuis, tu esqueces. Não és constante, pois tua natureza, segundo as fases da Lua, sofre estranhas alterações. Se és rico, és pobre; pois, semelhante a um asno cujo lombo está vergado ao peso de lingotes, só carregas as tuas riquezas um único dia e a morte te livra delas. Não tens amigos, pois o fruto de tuas próprias entranhas que te chama de ''pai'', o mais puro de teu sangue saído de teus próprios rins, maldiz a gota, a lepra e o catarro, que não te acabam bem depressa. Não tens juventude nem velhice, e, por assim dizer, não passas de um sesta depois do jantar que sonha um pouco com as duas idades; pois toda tua feliz juventude é passada fazendo-se velha e solicitando esmolas da paralítica velhice. Quando, no fim, fores velho e rico, já não terás calor, sentimento, força, nem beleza, para tornares agradáveis tuas riquezas. Que te sobra ainda nisto que traz o nome de Vida? O outras mil formas de morte ainda estão ocultas nesta vida e, contudo tememos a morte que nivela todas estas misérias.“

—  William Shakespeare, Measure for Measure

Measure for Measure
Variante: Raciocinai assim com a vida: Se te perco, perco uma coisa que somente os loucos querem conservar. Não passas de um sopro, exposto a todas as influências do ar e que, hora após hora, deterioram esta habitação em que moras. És meramente o joquete da morte, pois procuras sempre evitá-la pela fuga e, apesar disto, corres sempre em direção a ela. Não és nobre, porque todas as voluptuosidades, que são teu patrimônio, são acalentadas pelas baixezas. Estás longe de ser valente, pois temes o aguilhão terno e brando de um verme. O que tens de melhor em ti é o sono e que tantas vezes provocas; entretanto, temes grosseiramente a morte que não passa de um sono. Tu não és tu mesmo, pois tua existência é o resultado de milhares de grãos que saem do pó. Não és feliz, porque o que tu não tens, tu te esforças para adquirir e o que possuis, tu esqueces. Não és constante, pois tua natureza, segundo as fases da Lua, sofre estranhas alterações. Se és rico, és pobre; pois, semelhante a um asno cujo lombo está vergado ao peso de lingotes, só carregas as tuas riquezas um único dia e a morte te livra delas. Não tens amigos, pois o fruto de tuas próprias entranhas que te chama de ''pai'', o mais puro de teu sangue saído de teus próprios rins, maldiz a gota, a lepra e o catarro, que não te acabam bem depressa. Não tens juventude nem velhice, e, por assim dizer, não passas de um sesta depois do jantar que sonha um pouco com as duas idades; pois toda tua feliz juventude é passada fazendo-se velha e solicitando esmolas da paralítica velhice. Quando, no fim, fores velho e rico, já não terás calor, sentimento, força, nem beleza, para tornares agradáveis tuas riquezas. Que te sobra ainda nisto que traz o nome de Vida? Outras mil formas de morte ainda estão ocultas nesta vida e, contudo tememos a morte que nivela todas estas misérias.

Leonardo Da Vinci photo
Anatole France photo

„A morte da dúvida


…Se eu não vir nas suas mãos o sinal dos cravos, e ali não puser o dedo, […] de modo algum acreditarei. 20:25


Nós o conhecemos como Tomé, o incrédulo (João 20:24-29), mas o rótulo não é inteiramente justo. Afinal de contas, quantos de nós teríamos acreditado se o nosso líder executado tivesse ressuscitado? Na verdade, poderíamos muito bem chamá-lo de “Tomé, o corajoso”. Afinal, Tomé mostrou coragem impressionante à medida que Jesus submeteu-se, propositadamente, aos acontecimentos que levaram à Sua morte.

Por ocasião da morte de Lázaro, Jesus tinha dito: “Vamos outra vez para a Judeia” (João 11:7), levando a um protesto dos discípulos. “Rabi”, disseram, “…ainda agora os judeus procuravam apedrejar-te, e voltas para lá?” (v.8). Foi Tomé quem disse: “Vamos também nós para morrermos com ele” (v.16).

As intenções de Tomé provaram ser mais nobres do que as suas ações. Após a prisão de Jesus, Tomé fugiu com o restante para o pátio do sumo sacerdote, deixando Pedro e João para acompanhar Cristo. Apenas João seguiu Jesus todo o caminho até a cruz (Mateus 26:56).

Apesar de ter testemunhado a ressurreição de Lázaro (JOÃO 11:38-44), o cético Tomé ainda não conseguia crer que o Senhor crucificado havia vencido a morte. Isto é, até tê-lo visto ressuscitado e exclamar: “Senhor meu e Deus meu!” (JOÃO 20:28). A resposta de Jesus deu a garantia ao cético e conforto incomensurável para nós: “…Porque me viste, creste? Bem-aventurados os que não viram e creram” (v.29).

A verdadeira dúvida busca pela luz; 
a incredulidade se contenta com a escuridão. Tim Gustafson“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Uma jornada de fé


…para que creiais que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e para que, crendo, tenhais vida em seu nome. v.31


Desde sua primeira publicação em 1880, o romance Ben-Hur: um conto sobre Cristo, de Lew Wallace, nunca ficou fora do catálogo. É considerado o livro cristão mais influente do século 19, e sempre atrai novos leitores, uma vez que tece a verdadeira história de Jesus com a de um fictício jovem e nobre judeu chamado Ben-Hur.

Amy Lifson, editora, escreveu numa conceituada revista que este livro transformou a vida do autor: “À medida que Ben-Hur guiava os leitores através de cenas da Paixão, ele também orientava o caminho para Wallace crer em Jesus.” O autor afirmou: “Vi o Nazareno executar obras que nenhum mero homem poderia realizar.”

Nos evangelhos, o registro da vida de Jesus nos permite caminhar ao lado dele, testemunhar Seus milagres e ouvir Suas palavras. O evangelho de João conclui com as palavras: “…fez Jesus diante dos discípulos muitos outros sinais que não estão escritos neste livro. Estes, porém, foram registrados para que creiais que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e para que, crendo, tenhais vida em seu nome” (João 20:30,31).

Assim como a pesquisa de Wallace, a leitura bíblica e o escrever sobre o Senhor o levaram a crer em Jesus, a Palavra de Deus gera a transformação da mente e do coração. E por meio dessa transformação, temos a vida eterna em Jesus e por meio dele.

Muitos livros podem informar, 
mas somente a Bíblia pode transformar. David C. McCasland“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

William Shakespeare photo
Jean Racine photo
Jean Jacques Rousseau photo

„É muito difícil pensar nobremente quando se pensa apenas em viver.“

—  Jean Jacques Rousseau, livro Confessions

Il est trop difficile de penser noblement quand on ne pense que pour vivre.
Les confessions - Página 418 http://books.google.com.br/books?id=55wH2YeYr7oC&pg=PA418, Jean-Jacques Rousseau - 1782
Les confessions

Friedrich Hölderlin photo
Eça de Queiroz photo
Dante Alighieri photo

„Amor e coração nobre são uma única coisa.“

—  Dante Alighieri italiano autor da epopéia, A divina comédia, considerado um entre os maiores poetas de todos os tempos; sua obra teve g… 1265 - 1321

António Lobo Antunes photo
Charles Darwin photo
Albert Schweitzer photo
Isaac Asimov photo
Albert Einstein photo

„A vida de um indivíduo só faz sentido se ajuda a tornar a vida das demais criaturas mais nobres e mais bela.“

—  Albert Einstein 1879 - 1955

Revista Galileu nº 161
Filosofia de vida

Bertrand Russell photo
Esopo photo
Arthur Schopenhauer photo
Jorge Amado photo
Sófocles photo
Johann Wolfgang von Goethe photo

„Uma pessoa nobre atrai os nobres e sabe conservá-los.“

—  Johann Wolfgang von Goethe escritor alemão 1749 - 1832

Ein edler Mensch zieht edle Menschen an Und weiß sie fest zu halten, wie ihr thut.
Goethe's Schriften, Volume 6‎ - Página 7 http://books.google.com.br/books?id=-SQHAAAAQAAJ&pg=PA7, Johann Wolfgang von Goethe, Daniel Chodowiecki, Angelica Kauffmann - G. J. Göschen,1790

Nicolás Boileau photo
Robert Green Ingersoll photo
Carlos Bernardo Gonzalez Pecotche photo
Friedrich Schiller photo
Pitirim Sorokin photo
Lin Yutang photo

„Além da nobre arte de conseguir fazer as coisas, existe a nobre arte de deixar as coisas por fazer. A sabedoria da vida consiste na eliminação do que não é essencial.“

—  Lin Yutang 1895 - 1976

Besides the noble art of getting things done, there is the noble art of leaving things undone. The wisdom of life consists in the elimination of non-essentials.
citado em "Pearls of Wisdom : A Harvest of Quotations From All Ages" (1987) por Jerome Agel and Walter D. Glanze, p. 46
Atribuídas

Nélson Rodrigues photo

„A grande vaia é mil vezes mais forte, mais poderosa, mais nobre do que a grande apoteose. Os admiradores corrompem.“

—  Nélson Rodrigues escritor e dramaturgo brasileiro 1912 - 1980

Coleção das obras (volume 12) - página 173, Nelson Rodrigues, Ruy Castro - Companhia das Letras, 1997, ISBN 8571646678, 9788571646674 - 183 páginas

Antoine de Rivarol photo

„Há algo maior do que o orgulho, e mais nobre do que a vaidade, a modéstia; e algo mais raro que a modéstia é a simplicidade.“

—  Antoine de Rivarol 1753 - 1801

Il y a quelque chose de plus haut que l'orgueil, et de plus noble que la vanité, c'est la modestie ; et quelque chose de plus rare que la modestie, c'est la simplicité.
"Discours préliminaire du Nouveau dictionnaire de la langue française: première partie : de l'homme, de ses facultés intellectuelles et de ses idées premières et fondamentales ; suivi de De l'universalité de la langue française : sujet proposé par l'Académie de Berlin en 1785"‎ - Página 171 http://books.google.com.br/books?id=AyAVAAAAQAAJ&pg=PA171, Antoine de Rivarol - chez Cocheris, 1797 - 240 páginas

Aristoteles photo
Aristoteles photo
Virginia Woolf photo
William Somerset Maugham photo
Esopo photo

„A gratidão é a virtude das almas nobres.“

—  Esopo -620 - -564 a.C.

Gratitude is the sign of noble souls
Esopo in: The Lion and the Shepherd (O Leão e o Pastor)

Fernando Pessoa photo

„É nobre ser tímido, ilustre não saber agir, grande não ter jeito para viver.“

—  Fernando Pessoa poeta português 1888 - 1935

"Autobiografia sem Factos". (Assírio & Alvim, Lisboa, 2006, p. 86)
Autobiografia sem Factos

Fernando Pessoa photo

„Só a esterilidade é nobre e digna. Só o matar o que nunca foi é alto e perverso e absurdo.“

—  Fernando Pessoa poeta português 1888 - 1935

"Autobiografia sem Factos". Assírio & Alvim, Lisboa, 2006, p. 289
Autobiografia sem Factos

Fidel Castro photo
Francis Bacon photo

„As obras e fundações mais nobres nasceram de homens sem filhos.“

—  Francis Bacon, livro Essays

Certainly the best works, and of greatest merit for the public, have proceeded from the unmarried or childless men; which both in affection and means, have married and endowed the public.
Essays (1625); Of Marriage and Single Life [A vida de casados e solteiros]

Francois Rabelais photo

„Um homem nobre nunca odeia um bom vinho: é um preceito monarcal“

—  Francois Rabelais 1494 - 1553

Jamais un homme noble ne hait le bon vin : c'est un précepte monacal.
"Oeuvres complètes Gargantua Pantagruel Le tiers livre Le quart livre Le cinquième et dernier livre Lettres et oeuvres diverses Gargantua Pantagruel Le tiers livre Le quart livre Le cinquième et dernier livre Lettres et oeuvres diverses" - Página 11; de François Rabelais, Guy Demerson, Michel Renaud, Geneviève Demerson - Publicado por Editions du Seuil, 1995 - 1579 páginas

Friedrich Nietzsche photo
Edmondo De Amicis photo

„Mestre, depois de pai, é o nome mais nobre e mais doce que um homem pode dar a outro.“

—  Edmondo De Amicis 1846 - 1908

Fonte: Revista Caras http://www.caras.com.br, Edição de Terça-feira, 17 de outubro de 2006.

Henry David Thoreau photo
William Henry Harrison photo

„Nada mais há que corrompe, nada mais destrutivo dos sentimentos mais nobres e mais bons de nossa natureza, que o exercício do poder ilimitado.“

—  William Henry Harrison Militar e político estadunidense, 9° presidente dos Estados Unidos da América 1773 - 1841

There is nothing more corrupting, nothing more destructive of the noblest and finest feelings of our nature, than the exercise of unlimited power.

Bahá'u'lláh photo

„Muitos impulsos humanos nobres morrem porque há ninguém ouvir sua expressão“

—  Rodan de Alexandria

citado por "Growing with the Seasons: A Sharing of Insights Into the Creative Aspects of Organic Gardening"; Por Vicky Giannangelo; Publicado por Sunstone Press, 2008; ISBN 0865346267, 9780865346260; 208 páginas ; books.google http://books.google.com/books?id=pCDNmYt__soC&pg=PA100&dq=Rodan+of+Alexandria&lr=&as_brr=3&client=firefox-a&hl=pt-BR

Herbert Hoover photo

„Sendo um político é uma profissão pobre. Sendo um funcionário público é um nobre.“

—  Herbert Hoover 1874 - 1964

Being a politician is a poor profession. Being a public servant is a noble one.
On Growing Up: Letters to American Boys & Girls (Em crescer: Cartas para meninos & meninas americanos) (1962); também citado por Herbert Hoover em Growing Up: Letters from and to American Children (1990) editado por Timothy Walch

Ricardo Araújo Pereira photo
Harvey Spencer Lewis photo
Allan Kardec photo
Simone Bittencourt de Oliveira photo

„Um nobre exemplo torna fáceis as ações difíceis.“

—  Johann Goethe

Variante: Um nobre exemplo torna fáceis as acções difíceis.

Marquês de Maricá photo
Antero de Figueiredo photo
Marquês de Vauvenargues photo
Giacomo Leopardi photo
Marquês de Maricá photo

„Nobre e ilustrada é a ambição que tem por objecto a sabedoria e a virtude.“

—  Marquês de Maricá 1773 - 1848

Variante: Nobre e ilustrada é a ambição que tem por objeto a sabedoria e a virtude.

Friedrich Nietzsche photo