Frases sobre lugar

Uma coleção de frases e citações sobre o tema da lugar, outro, todo, ser.

Total 1182 citações, filtro:

Jair Bolsonaro photo
Fiódor Dostoiévski photo
Pablo Neruda photo
Lygia Fagundes Telles photo
Charles Spurgeon photo
Charles Spurgeon photo
Carl Sagan photo

„Em algum lugar, algo incrível está esperando para ser descoberto.“

—  Carl Sagan grande cientista do séc XX, criador da aclamada série Cosmos: An Personal Voyager e desenvolvedor no conteúdo dos Disco… 1934 - 1996

Essa frase foi criada pelo repórter Sharon Begley no fim de um artigo da Newsweek de 1977 com um perfil estendido de Carl Sagan. É a conclusão final sobre o trabalho de Sagan e o tópico de vidas extra-terrestres hipotéticas. Quote Investigator https://quoteinvestigator.com/2013/03/18/incredible/
Mal atribuída
Variante: Em algum lugar, alguma coisa incrível está esperando para ser conhecida.

Nicole Krauss photo
Émile Durkheim photo
Amy Lee photo

„Estou ansiosa. É engraçado, porque esse é o primeiro show da turnê. No começo, geralmente você toca em lugares pequenos, só para fãs. Provavelmente vamos cometer alguns erros, mas vai dar tudo certo. O que importa é a diversão“

—  Amy Lee 1981

Sobre o show no Rock In Rio 2011.
Verificadas
Fonte: G1. Data: 1 de outubro de 2011.
Fonte: 'Vamos cometer erros, mas vai dar tudo certo', diz líder do Evanescence, Braulio Lorentz, G1, 1 de outubro de 2011 http://g1.globo.com/rock-in-rio/2011/noticia/2011/10/vamos-cometer-erros-mas-vai-dar-tudo-certo-diz-lider-do-evanescence.html,

Gerson De Rodrigues photo

„Poema – Daforin

Eu sou um parasita
Para aqueles que me amam
Desgracei as suas vidas
Com o meu nascimento

Agora vos entrego o meu suicídio
Para que vocês possam sorrir por um dia;

Não veem que estou
Destruindo suas vidas?

Me enforquem
Para que eu possa faze-los viver!

Há uma assombração
Que caminha ao meu lado
Desde os primórdios da minha infância

Todas as vezes que eu tento ser feliz
Ela começa a chorar

Suas lágrimas transformam-se em
Maldições que transformam o meu
Sorriso em gritos de dor

Gritando como um lunático
Eu suplico para que todos
Vocês vão embora

Eu só quero ficar sozinho
Com o diabo e ouvi-lo chorar

Sentindo a sujeira do mundo
Corroer a minha pele

Não entendo como vocês
Podem amar um monstro como eu;

Há uma assombração
Que caminha ao meu lado
Desde os primórdios da minha infância

Todas as vezes que eu tento
Levantar da cama

Ela se deita em meu lugar
Me prendendo a este quarto
Um escravo das suas paranoias

Escutei os sussurros de
Uma criança maldita
Lamentando o seu nascimento

Como a morte pré-matura
De estrelas incandescentes

Desejamos a escuridão do nada
E o martírio de todas as coisas

Me usem!
Como um porco
Pronto ao abate!

Me odeiem!
Como o diabo odeia
O crucifixo!

Eu sou as trevas
Nos olhos daqueles
Que perderam as suas esperanças

Nas minhas poesias
Há metáforas que escondem
A data do meu suicídio

Mas vocês só se importam
Com o poeta

E não com o sangue
Jorrado dos meus punhos;

Há uma assombração
Que caminha ao meu lado
Desde os primórdios da minha infância

E ela faz todos que eu amo sofrer
Todas as vezes que eu tento abrir
O meu coração

Ela me transforma em um monstro
Capaz de corroer as suas entranhas
E sugar a sua felicidade

Eu sou um parasita
Para aqueles que me amam
Desgracei as suas vidas
Com o meu nascimento

Agora vos entrego o meu suicídio
Para que vocês possam sorrir por um dia…
- Gerson De Rodrigues“

—  Gerson De Rodrigues poeta, escritor e anarquista Brasileiro 1995

Niilismo Morte Deus Existencialismo Vida Nietzsche

Thomas Stearns Eliot photo
Sigmund Freud photo
Charles Bukowski photo
Oscar Wilde photo
Jorge Amado photo
Diógenes de Sinope photo

„Na casa de um rico não há lugar para se cuspir, a não ser em sua cara.“

—  Diógenes de Sinope -404 - -322 a.C.

In the rich man's house the only place to spit is in his face.
como citado in: Art in America - Volume 82 - Página 25, Frederic Fairchild Sherman - Brandt Art Publications, 1939
Atribuídas

Sigmund Freud photo
Sigmund Freud photo

„Não, nossa ciência não é uma ilusão. Ilusão seria imaginar que aquilo que a ciência não nos pode dar, podemos conseguir em outro lugar.“

—  Sigmund Freud 1856 - 1939

Nein, unsere Wissenschaft ist keine Illusion. Eine Illusion aber wäre es zu glauben, daß wir anderswoher bekommen könnten, was sie uns nicht geben kann
Gesammelte Werke: Bd. Werke aus den Jahren 1925-1931. 5. Aufl. 1976‎ - Página 380, Sigmund Freud, Anna Freud - S. Fischer, 1976 - 605 páginas

Dilma Rousseff photo
Arthur Schopenhauer photo
Arthur Schopenhauer photo
Jean Baudrillard photo

„O único referente que ainda funciona é o da maioria silenciosa. Todos os sistemas atuais funcionam sobre essa entidade nebulosa, sobre essa substância flutuante cuja existência não é mais social mas estatística, e cujo único modo de aparição é o da sondagem. Simulação no horizonte do social, ou melhor, no horizonte em que o social já desapareceu.

O fato de a maioria silenciosa (ou as massas) ser um referente imaginário não quer dizer que ela não existe. Isso quer dizer que não há mais representação possível. As massas não são mais um referente porque não têm mais natureza representativa. Elas não se expressam, são sondadas. Elas não se refletem, são testadas.
(…)Bombardeadas de estímulos, de mensagens e de testes, as massas não são mais do que um jazigo opaco, cego, como os amontoados de gases estelares que só são conhecidos através da análise do seu espectro luminoso - espectro de radiações equivalente às estatísticas e às sondagens. Mais exatamente: não é mais possível se tratar de expressão ou de representação, mas somente de simulação de um social para sempre inexprimível e inexprimido. Esse é o sentido do seu silêncio. Mas esse silêncio é paradoxal - não é um silêncio que fala, é um silêncio que proíbe que se fale em seu nome. E, nesse sentido, longe de ser uma forma de alienação, é uma arma absoluta.

Ninguém pode dizer que representa a maioria silenciosa, e esta é sua vingança. As massas não são mais uma instância à qual se possa referir como outrora se referia à classe ou ao povo. Isoladas em seu silêncio, não são mais sujeito (sobretudo, não da história), elas não podem, portanto, ser faladas, articuladas, representadas, nem passar pelo “estágio do espelho” político e pelo ciclo das identificações imaginárias. Percebe-se que poder resulta disso: não sendo sujeito, elas não podem ser alienadas - nem em sua própria linguagem (elas não têm uma), nem em alguma outra que pretendesse falar por elas. Fim das esperanças revolucionárias. Porque estas sempre especularam sobre a possibilidade de as massas, como da classe proletária, se negarem enquanto tais. Mas a massa não é um lugar de negatividade nem de explosão, é um lugar de absorção e de implosão.“

—  Jean Baudrillard, livro In the Shadow of the Silent Majorities

In the Shadow of the Silent Majorities

Arthur Schopenhauer photo

„Ler quer dizer pensar com uma cabeça alheia, em lugar da própria.“

—  Arthur Schopenhauer filósofo alemão 1788 - 1860

Lesen heißt, mit einem fremden Kopf statt des eigenen zu denken.
Schopenhauer como citado in: Stundenbuch für Letternfreunde: Besinnliches und Spitziges über Schreiber und Schrift, Leser und Buch, página 70, Horst Kliemann - Georg Kurt Schauer, 1954 - 186 páginas
Atribuídas

John Milton photo
Santos Dumont photo
Kofi Annan photo
Adam Smith photo

„Pessoas do mesmo ofício raramente se encontram, mesmo que em alegria ou diversão, mas se tiver lugar, a conversa acaba na conspiração contra o público, ou em qualquer artifício para fazer subir os preços.“

—  Adam Smith 1723 - 1790

People of the same trade seldom meet together, even for merriment and diversion, but the conversation ends in a conspiracy against the public, or in some contrivance to raise prices
An inquiry into the nature and causes of the wealth of nations. With notes, and an additional vol., by D. Buchanan - Volume 1, Página 215 http://books.google.com.br/books?id=l2EUAAAAQAAJ&pg=PA215, Adam Smith, David Buchanan - 1814
Atribuídas