„Sob suas asas


Cobrir-te-á com as suas penas, sob suas asas, estarás seguro; a sua verdade é pavês e escudo. v.4


Quando penso em proteção, não penso automaticamente nas penas de um pássaro. Embora elas pareçam uma forma frágil de proteção, há algo a mais.

As penas de pássaro são um exemplo incrível do projeto de Deus. As penas têm uma parte lisa e uma parte fofa. A parte lisa tem farpas duras com ganchos minúsculos que bloqueiam como se fossem os dentes de um zíper. A parte fofa mantém um pássaro quente. Juntas, ambas protegem o pássaro do vento e da chuva. Mas muitos pássaros-bebês são cobertos com penugem e suas penas ainda não se tornaram inteiramente desenvolvidas. Assim, uma ave-mãe precisa cobri-los no ninho com suas próprias penas para protegê-los do vento e da chuva.

A imagem de Deus que nos cobre com suas penas no Salmo 91:4 e em outras passagens da Bíblia (Salmo 17:8) é de conforto, acolhimento e proteção. A imagem que nos vem à mente é a de uma ave-mãe cobrindo os seus filhotes. Como um pai cujos braços são um lugar seguro para recuar de uma tempestade assustadora ou de uma dor, a presença reconfortante de Deus traz segurança e proteção contra as tempestades emocionais da vida.

Embora atravessemos problemas e angústias, podemos enfrentá-los sem medo, enquanto nossos rostos estão voltados para Deus. Ele é o nosso “ refúgio” (91:2,4,9).

Quando o medo fizer a esperança se desvanecer, corra para Deus, 
o refúgio que você pode alcançar de joelhos. Linda Washington“

Última atualização 20 de Novembro de 2020. História

Citações relacionadas

Fernando Pessoa photo
Fernando Pessoa photo
Fernando Pessoa photo
Fernando Pessoa photo

„As vezes ouço passar o vento; e só de ouvir o vento passar, vale a pena ter nascido.“

—  Fernando Pessoa poeta português 1888 - 1935

Variante: As vezes ouço passar o vento; e só de ouvir o vento passar, vale a pena ter nascido

Esopo photo
David Herbert Lawrence photo

„Eu nunca vi algo selvagem ter pena de si mesmo, um pássaro cairá morto de um galho sem jamais ter sentido pena de si mesmo.“

—  David Herbert Lawrence 1885 - 1930

"I never saw a wild thing / Sorry for itself. / A small bird will drop frozen dead from a bough / without ever having felt sorry for itself."
The Complete poems of D. H. Lawrence, Página 13 http://books.google.com.br/books?id=cQYRp8EQrzUC&pg=PR13, David Herbert Lawrence, Wordsworth Editions, 1994 - 352 páginas.

Henry Miller photo
Marguerite Yourcenar photo
Fernando Pessoa photo
Immanuel Kant photo
Augusto Cury photo
Isabel I de Inglaterra photo
Cecília Meireles photo
Chico Anysio photo
George Bernard Shaw photo

„Aprecio a convalescença! É a parte que faz a doença valer a pena!“

—  George Bernard Shaw, Back to Methuselah

I enjoy convalescence. It is the part that makes the illness worth while
Back to Methuselah: A metabiological pentateuch - Volume 2, página 68, Bernard Shaw - Brentano's, 1921 - 300 páginas

Tópicos relacionados