Frases sobre discussão

Uma coleção de frases e citações sobre o tema da discussão.

Tópicos relacionados

Total 78 citações, filtro:


Clement Attlee photo
Anne Frank photo
Publicidade
Cesare Pavese photo
 Salazar photo

„Comunicando-se com cuidado

Guardarei os meus caminhos, para não pecar com a minha língua. - Escritura de hoje :
Colossenses 4: 1-6

Os seres humanos são mais que meros animais; nós fomos feitos à imagem de Deus. Como pessoas, podemos nos comunicar uns com os outros com palavras - algo que os animais não podem fazer. Usamos palavras como amor e patriotismo para compartilhar nossas idéias e emoções. Pense nas horas que passamos conversando, seja em conversas casuais sobre trivialidades ou discussões profundas sobre questões importantes.

Temos todos os tipos de dispositivos para nos ajudar a nos comunicar. Temos telefones, aparelhos de fax, quadros de avisos de computador, correio de voz, rádios, aparelhos de TV e, é claro, materiais impressos de todos os tipos.

A Bíblia reconhece que a comunicação, um componente central de nossas vidas, precisa ser monitorada com grande cuidado. Por exemplo, Paulo exortou: “Que a vossa fala seja sempre com graça, temperada com sal, para que saibais como deves responder a cada um” (Cl 4: 6). E James advertiu: “Nenhum homem pode domar a língua. É um mal indisciplinado, cheio de veneno mortal ”(3: 8).

Precisamos guardar nossos lábios, fazendo a oração de Davi no Salmo 19:14 da nossa oração diária: “Que as palavras da minha boca e a meditação do meu coração sejam aceitáveis ​​à sua vista, ó Senhor, minha força e meu Redentor.”

Refletir e Orar
Tome meus lábios, e deixe que eles sejam
Cheios de mensagens para Ti;
Tome minha voz e deixe-me cantar
Sempre, somente, para o meu rei. —Havergal

Cuidado com o que você diz, ou você pode dizer o que vier à mente. Vernon Grounds“

—  ministério_pão_diário

„Comunicando-se com cuidado

Guardarei os meus caminhos, para não pecar com a minha língua. - Escritura de hoje :
Colossenses 4: 1-6

Os seres humanos são mais que meros animais; nós fomos feitos à imagem de Deus. Como pessoas, podemos nos comunicar uns com os outros com palavras - algo que os animais não podem fazer. Usamos palavras como amor e patriotismo para compartilhar nossas idéias e emoções. Pense nas horas que passamos conversando, seja em conversas casuais sobre trivialidades ou discussões profundas sobre questões importantes.

Temos todos os tipos de dispositivos para nos ajudar a nos comunicar. Temos telefones, aparelhos de fax, quadros de avisos de computador, correio de voz, rádios, aparelhos de TV e, é claro, materiais impressos de todos os tipos.

A Bíblia reconhece que a comunicação, um componente central de nossas vidas, precisa ser monitorada com grande cuidado. Por exemplo, Paulo exortou: “Que a vossa fala seja sempre com graça, temperada com sal, para que saibais como deves responder a cada um” (Cl 4: 6). E James advertiu: “Nenhum homem pode domar a língua. É um mal indisciplinado, cheio de veneno mortal ”(3: 8).

Precisamos guardar nossos lábios, fazendo a oração de Davi no Salmo 19:14 da nossa oração diária: “Que as palavras da minha boca e a meditação do meu coração sejam aceitáveis ​​à sua vista, ó Senhor, minha força e meu Redentor.”

Refletir e Orar
Tome meus lábios, e deixe que eles sejam
Cheios de mensagens para Ti;
Tome minha voz e deixe-me cantar
Sempre, somente, para o meu rei. —Havergal

Cuidado com o que você diz, ou você pode dizer o que vier à mente. Vernon Grounds“

—  ministério_pão_diário

„Livre-se do pecado


…já não serei convosco, se não eliminardes do vosso meio a coisa roubada. v.12


O prazo de entrega de texto pairava sobre mim, e a discussão com o meu marido ainda girava em minha mente. Olhei para o cursor piscando, as pontas dos dedos no teclado. Ele também estava errado, Senhor.

A tela do computador ficou preta e franzi os cenhos. Não reconhecer meus erros estava mais do que dificultando o meu trabalho. Estava prejudicando o meu relacionamento com meu marido e meu Deus.

Peguei o celular, engoli o orgulho e pedi perdão. Saboreei a reconciliação quando o meu cônjuge se desculpou também, agradeci a Deus e terminei o artigo que devia, em tempo.

Os israelitas experimentaram a dor do pecado pessoal e a alegria da restauração. Josué advertiu o povo de Deus para não se enriquecerem na batalha de Jericó (Josué 6:18), mas Acã roubou os itens capturados e os escondeu em sua tenda (7:1). Somente após seu pecado ser exposto e tratado (vv.4-12), a nação reconciliou-se com seu Deus.

Como Acã, nem sempre reconhecemos como o fato de “esconder o pecado em nossa tenda” desvia o nosso coração de Deus e afeta os que nos rodeiam. Reconhecer Jesus como Senhor, admitir nosso pecado e buscar o perdão é a base para os relacionamentos saudáveis e fiéis com Deus e com os outros. Submetendo-nos diariamente ao nosso Criador e Sustentador, podemos servi-lo e desfrutar da Sua presença — juntos.

Deus pode purificar o nosso coração do pecado 
que destrói nossa intimidade com Ele e com os outros. Xochitl Dixon“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

Gerson De Rodrigues photo

„O Duplo - Uma Alegoria Niilista

Sentado em seu quarto com a corda nas mãos, o filósofo exausto enfrentava seu lado obscuro.

Não suporto mais as dores que me afligem, aonde se escondem as motivações? Estariam elas enterradas junto ao tumulo de deus?

Disse o filósofo em um tom sereno, sozinho, naquele quarto abandonado, andando de um lado para o outro

― Então desista! O Que te impede de colocar a corda sobre o pescoço e se deleitar com a morte?

Diziam as vozes em sua mente

Cale-se!! Deve existir algum motivo, alguma razão, alguma circunstância para se viver. Algo tão solido, que as dores que afligem meu coração não me torne um escravo da melancolia

Gritou o filósofo arremessando a corda para longe

― Mas você não encontrou certo? Estas inexplicáveis dores te assombram desde a infância, e a muito tempo vem mentindo para si mesmo que isso ou aquilo é o que te mantem vivo. E agora? O que restou? Todos que você um dia amou não passam de cadáveres!

Disse a voz em um tom fino e calmo

Mas (...) eu ainda tenho os meus livros. O Que me diz sobre eles? Meus trabalhos serão lembrados para sempre! Um filósofo não é útil vivo...

Dizia o Filósofo enquanto pegava uma de suas obras nas mãos, sentindo orgulho de si mesmo.

A voz doce, fala calmamente em seu ouvido

― O Que é a filosofia? Se não aforismos da mente de um grupo de primatas na fração de um ponto. Não seja egoísta, nós dois sabemos que um dia toda a realização da humanidade irá desaparecer no tempo

Com esse pensamento aonde iremos? Se todos pensarmos assim, todo o conhecimento da humanidade irá parar no tempo, o que sugere? Pensas que tem a resposta para tudo? Acha que morrer é a solução?

Disse o filósofo encarando o espelho

― Eu? Eu não posso sugerir nada, não se esqueça que está sozinho, sempre esteve, e assim morrerá! Chegou ao ponto de delirar e discutir consigo mesmo! Ainda acha que um homem louco gritando sozinho em um quarto vazio merece viver? Se tudo que tem de valor em sua vida patética são livros, eu é que te pergunto...

O Que sugere?

Não há nenhuma sugestão, nenhuma forma de resolver isso, a não ser no leito de morte.

― Então continue, vá em frente, coloque as cordas sobre seu pescoço e desista!

O Filósofo caminha até o canto do quarto, pega a corda, e a coloca sobre o seu pescoço

― Você nunca foi nada, nunca poderá ser nada, e este é o seu destino, morrer como um nada!

Cale-se...

Disse o filósofo em voz baixa, enquanto ajeitava a corda em seu pescoço. Ele então caminha até o espelho e o encara por alguns minutos...

― Há um intrínseco Niilismo em nossas vidas...

Disse a voz em sua mente, de maneira tão suave que a própria escuridão o abraçou

Essa não é a nossa primeira discussão, e não será a última...

Disse o filósofo ainda encarando o espelho com a corda no pescoço

― Então a dor passou não é? Flertar com a morte sempre cura as mais profundas feridas.

Passou (...) agora sinto a melancolia preenchendo todo o meu ser

― Talvez, o grande significado por trás da vida humana, seja simplesmente alimentar os vermes em nosso leito de morte.

Parte em ser Niilista, é compreender nosso lugar no cosmos. Nós não significamos nada, e a vida é repleta de dor e sofrimento.

O Niilismo, te entrega a chave do conhecimento para compreender esses fatos e seguir em frente, flertamos com o suicídio, mas não nos suicidamos, pois compreendemos a realidade ao nosso redor.“

—  Gerson De Rodrigues 1995

Winston Churchill photo
Richard Dawkins photo
Douglas Adams photo

„Um imenso animal leiteiro aproximou-se da mesa de Zaphod Beeblebrox. Era um enorme e gordo quadrúpede do tipo bovino, com olhos grandes e protuberantes, chifres pequenos e um sorriso nos lábios que era quase simpático.
– Boa noite – abaixou-se e sentou-se pesadamente sobre suas ancas –, sou o Prato do Dia. Posso sugerir-lhes algumas partes do meu corpo? – Grunhiu um pouco, remexeu seus quartos traseiros buscando uma posição mais confortável e olhou pacificamente para eles.
Seu olhar se deparou com olhares de total perplexidade de Arthur e Trillian, uma certa indiferença de Ford Prefect e a fome desesperada de Zaphod Beeblebrox.
– Alguma parte do meu ombro, talvez? – sugeriu o animal. – Um guisado com molho de vinho branco?
– Ahn, do seu ombro? – disse Arthur, sussurrando horrorizado.
– Naturalmente que é do meu ombro, senhor – mugiu o animal, satisfeito –, só tenho o meu para oferecer.
Zaphod levantou-se de um salto e pôs-se a apalpar e sentir os ombros do animal, apreciando.
– Ou a alcatra, que também é muito boa – murmurou o animal. – Tenho feito exercícios e comido cereais, de forma que há bastante carne boa ali. – Deu um grunhido brando e começou a ruminar. Engoliu mais uma vez o bolo alimentar. – Ou um ensopado de mim, quem sabe? – acrescentou.
– Você quer dizer que este animal realmente quer que a gente o coma? – cochichou Trillian para Ford.
– Eu? – disse Ford com um olhar vidrado. – Eu não quero dizer nada.
– Isso é absolutamente horrível – exclamou Arthur -, a coisa mais repugnante que já ouvi.
– Qual é o problema, terráqueo? – disse Zaphod, que agora observava atentamente o enorme traseiro do animal.
– Eu simplesmente não quero comer um animal que está na minha frente se oferecendo para ser morto – disse Arthur. – É cruel!
– Melhor do que comer um animal que não deseja ser comido – disse Zaphod.
– Não é essa a questão – protestou Arthur. Depois pensou um pouco mais a respeito. – Está bem – disse –, talvez essa seja a questão. Não me importa, não vou pensar nisso agora. Eu só... ahn...
O Universo enfurecia-se em espasmos mortais.
– Acho que vou pedir uma salada – murmurou.
– Posso sugerir que o senhor pense na hipótese de comer meu fígado? Deve estar saboroso e macio agora, eu mesmo tenho me mantido em alimentação forçada há meses.
– Uma salada verde – disse Arthur, decididamente.
– Uma salada? – disse o animal, lançando um olhar de recriminação para ele.
– Você vai me dizer – disse Arthur – que eu não deveria comer uma salada?
– Bem – disse o animal –, conheço muitos legumes que têm um ponto de vista muito forte a esse respeito. E é por isso, aliás, que por fim decidiram resolver de uma vez por todas essa questão complexa e criaram um animal que realmente quisesse ser comido e que fosse capaz de dizê-lo em alto e bom tom. Aqui estou eu!
Conseguiu inclinar-se ligeiramente, fazendo uma leve saudação.
– Um copo d’água, por favor – disse Arthur.
– Olha – disse Zaphod –, nós queremos comer, não queremos uma discussão. Quatro filés malpassados, e depressa. Faz 576 bilhões de anos que não comemos.
O animal levantou-se. Deu um grunhido brando.
– Uma escolha muito acertada, senhor, se me permite. Muito bem – disse –, agora é só eu sair e me matar.
Voltou-se para Arthur e deu uma piscadela amigável.
– Não se preocupe, senhor, farei isso com bastante humanidade.“

—  Douglas Adams escritor e comediante britânico 1952 - 2001
The Restaurant at the End of the Universe

Dale Carnegie photo
 Prótagorás photo
Nelson Piquet photo

Help us translate English quotes

Discover interesting quotes and translate them.

Start translating