Frases sobre jovem

Uma coleção de frases e citações sobre o tema da jovem, ser, vida, vida.

Total 492 citações, filtro:

Friedrich Hölderlin photo
Ralph Waldo Emerson photo
Charles Bukowski photo
Platão photo
Platão photo
John Green photo

„Posso morrer jovem, ela disse, mas pelo menos morro inteligente.“

—  John Green Escritor, empresário e vlogger norte-americano 1977

Alasca Young, p.54
Quem é Você, Alasca? (2005)

Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Luís IX de França photo
Rosa Luxemburgo photo
Enéas Carneiro photo
Cesare Pavese photo
Gerson De Rodrigues photo
Menandro photo

„Morre jovem quem é estimado pelo céu.“

—  Menandro autor grego da comédia nova -342 - -291 a.C.

Gerson De Rodrigues photo

„Diálogo entre o Padre e o Filósofo - Uma Dialética Niilista

Sentado nas beiradas sujas do décimo terceiro andar de um prédio abandonado, estava um filósofo decidido em acabar com a sua vida

Abel um de seus amigos mais religiosos, considerou a hipótese de que seria uma grande ideia enviar um padre para conversar com ele, afim de convence-lo de que a vida segundo Abel

‘’ Era um presente de deus’’ e deveria ser vivida, e que o suicídio era uma péssima escolha.

O Bravo e corajoso padre então foi chamado, e com sua bíblia nas mãos subiu até o décimo terceiro andar deste prédio. Sentou-se então ao lado do filósofo, enquanto ambos eram observados por uma multidão de pessoas preocupadas.

O Filósofo parecia tranquilo, a vida já não existia em seu olhar e ele observava atentamente o horizonte ignorando completamente aquele estranho porem caricato padre sentado ao seu lado.

O Padre tranquilo segurava a sua bíblia como se estivesse segurando as próprias mãos de cristo, a coragem e a determinação de salvar aquele jovem filosofo do suicídio era a sua missão, e sem hesitar perguntou

- Oh meu filho por que renunciais a vida? tão belas que és, tão lindas que és, dada a nós por deus, e paga com o sangue de cristo que morreu por nós para que você não precise morrer hoje.

O Filósofo escutando as palavras do padre, observava atentamente o horizonte, e sem responder permanecia em silencio, o padre por sua vez continuava o discurso.

- Meu filho, observe a beleza do mundo essas montanhas ao fundo, esses prédios cheios de vida, se não fosse a vida o que seriamos de nós? A vida é tudo que temos, nosso único tesouro, nosso maior presente.

O Padre ainda determinado abre a sua bíblia em uma parte que já estava marcada e começa a ler

- Amados, amemo-nos uns aos outros; porque o amor é de Deus; e qualquer que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. 1 João 4:7

E no momento em que o filósofo escuta as palavras bíblicas, ele sorri e pela primeira vez olha para o padre, ainda com os olhos sem vida já morto por dentro, mas com um sorriso sincero perguntou ao padre

- Por que vives padre?

O Padre sem pestanejar, de supetão logo respondeu

- Eu vivo por cristo, e cristo vive em mim, eu vivo pela igreja e pelo amor que eu tenho a aqueles que seguem a jesus. Eu vivo, porque a vida é bela, porque amo aqueles próximos a mim, amo a minha família e a minha igreja.

O Filósofo sorrindo, pergunta novamente ao padre mas desta vez com um tom um pouco mais sério

- Por que vives padre?

O Padre sem entender, pois já havia respondido a pergunta gagueja levemente e responde

- E.. eu, eu.. vi.. vivo por cristo, vivo por aqueles que amo, e pela igreja! O Suicídio é um pecado sem retorno e a vida é o presente mais belo que deus poderia nos dar. Ele enviou seu próprio filho para se sacrificar por nós, em pró de nossas vidas pecaminosas.

O Filósofo vira o seu rosto para frente, observando o horizonte respira tranquilamente e pergunta outra vez com uma tonalidade calma em sua voz

- Por que vives padre?

O Padre já sem resposta, demora a alguns segundos para pensar em uma, segura sua bíblia com toda sua força suando frio com a outra mão agarra com ainda mais forças a beirada do prédio, descontrolado o padre grita

- O CRISTÃO VIVE PELA Fé!! E Eu tenho fé em cristo, fé na vida, fé de que ambos sairemos deste prédio de mãos dadas!

Com os braços cruzados, o Filósofo olha para baixo, e sorri para o abismo, e o abismo sorri de volta. Sorrindo então ele olha para o padre e novamente pergunta de maneira serena e calma

- Por que você vive padre?

O Padre sem reação olha para baixo, e o abismo sorri para ele e ele pula para o abismo.“

—  Gerson De Rodrigues poeta, escritor e anarquista Brasileiro 1995

„Boa companhia


…o Espírito da verdade, […] habita convosco e estará em vós. v.17


A mulher idosa não falava com ninguém nem pedia nada no lar onde estava. Parecia que ela simplesmente não existia, balançando-se em sua velha e ruidosa cadeira. Ela não recebia muitos visitantes, então uma jovem enfermeira costumava visitá-la no quarto em seus intervalos de folga. Sem fazer perguntas à mulher para tentar fazê-la falar, ela simplesmente puxava outra cadeira e balançava ao lado da senhora. Depois de vários meses, a mulher idosa disse a ela: “Obrigada por se balançar comigo.” Ela estava grata pela companhia.

Antes de voltar ao Céu, Jesus prometeu enviar um companheiro constante aos Seus discípulos. Ele lhes disse que não os deixaria sozinhos, mas enviaria o Espírito Santo para habitar com eles: “o Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê, nem o conhece; vós o conheceis, porque ele habita convosco e estará em vós” (João 14:17). Essa promessa ainda é verdadeira para os cristãos hoje. Jesus disse que o Deus triúno faz Sua “morada” em nós (v.23).

O Senhor é nosso próximo e fiel companheiro durante toda a nossa vida. Ele nos guiará em nossas lutas mais profundas, perdoará nossos pecados, ouvirá cada oração silenciosa e assumirá os fardos que não podemos suportar.

Podemos desfrutar de Sua doce companhia hoje.

O coração do cristão 
é a morada do Espírito Santo. Anne Cetas“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

Arthur Schopenhauer photo

„Vista pelos jovens, a vida é um futuro infinitamente longo; vista pelos velhos, um passado muito breve.“

—  Arthur Schopenhauer filósofo alemão 1788 - 1860

Denn vom Standpunkte der Jugend aus gesehen, ist das Leben eine unendlich lange Zukunft; vom Standpunkte des Alters aus, eine sehr kurze Vergangenheit
Arthur Schopenhauer: Lichtstrahlen aus seinen Werken : mit einer Biographie und Charakteristik Schopenhauer's, página 252 https://books.google.com.br/books?id=oPUGAAAAcAAJ&pg=PA252, Arthur Schopenhauer - Brockhaus, 1862 - 256 páginas

Ville Valo photo
Virginia Woolf photo
Lao Tsé photo
Phyllis Chesler photo
Plauto photo

„Embeber-se da Palavra


Guardem […] as leis que eu lhes estou dando hoje e não deixem de ensiná-las aos seus filhos… vv.6,7


Quando o nosso filho Xavier era pequeno, nós o levamos para visitar um aquário. Ao entrar no edifício, mostrei-lhe uma grande escultura suspensa no teto. “Veja. Uma baleia jubarte.” Ele arregalou os olhos, dizendo “é enorme!”

Meu marido perguntou-me: “Como ele conhece essa palavra?”

“Deve ter nos ouvido dizer isso.” Encolhi os ombros, espantada que o nosso bebê tinha absorvido o vocabulário que nunca o ensináramos intencionalmente.

Em Deuteronômio 6, Deus incentivou o Seu povo a ser intencional sobre ensinar as gerações mais jovens a conhecer e obedecer às Escrituras. À medida que os israelitas aumentassem o seu conhecimento sobre Deus, eles e seus filhos seriam mais propensos a crescer em reverência a Deus e a desfrutar as recompensas que vêm por conhecê-lo intimamente, amando-o completamente e seguindo-o obedientemente (vv.2-5).

Ao saturar intencionalmente o nosso coração e nossa mente com as Escrituras (v.6), estaremos melhor preparados para compartilhar o amor e a verdade de Deus com as crianças durante nossas atividades cotidianas (v.7). Liderando pelo exemplo, podemos equipar e encorajar os jovens a reconhecer e respeitar a autoridade e a relevância da verdade imutável de Deus (vv.8,9).

À medida que as palavras de Deus fluem naturalmente de nosso coração e da nossa boca, podemos deixar um forte legado de fé para ser transmitido de geração em geração (4:9).

As palavras que escolhemos determinam o que falamos, 
vivemos e passamos para os que nos rodeiam. Xochitl Dixon“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

Diógenes de Sinope photo
Charles Louis Montesquieu photo
Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Tupac Shakur photo
Jean Jacques Rousseau photo

„Toda a educação da mulher deve ser relacionada ao homem. Agradá-los, ser-lhes útil, fazer-se amada e honrada por eles, educá-los quando jovens, cuidá-los quando adultos, aconselhá-los, consolá-los, torna-lhes a vida útil e agradável - São esses os deveres das mulheres em todos os tempos e o que lhes deve ser ensinado desde a infância.“

—  Jean Jacques Rousseau, livro Emílio, ou Da Educação

Ainsi, toute l’éducation des femmes doit être relative aux hommes. Leur plaire, leur être utile, se faire aimer et honorer d’eux, les élever jeunes, les soigner grands, les conseiller, les consoler, leur rendre la vie agréable et douce : voilà les devoirs des femmes en tout temps, et ce qu’on doit leur apprendre dès l’enfance.
Émile - Página 370 http://books.google.com.br/books?id=CI89AAAAYAAJ&pg=PA370, Jean-Jacques Rousseau - A. Belin, 1817
Emile

„O pilar e o anel em forma de círculo representam os princípios masculino e feminino. Na Grécia antiga o pilar era o "hérnia" que ficava do lado de fora da casa representando Hermes, enquanto a lareira redonda no interior simbolizava Héstia. Na índia e em outras partes do leste, o pilar e o círculo ficam "copulados". O lingam, ou símbolo fálico, penetra o yoni ou anel feminino, o qual se estende sobre ele como num jogo infantil de arremesso de argolas. Lá o pilar e o círculo juntavam-se, enquanto os gregos e os romanos conservavam esses mesmos dois símbolos de Hermes e Héstia relacionados, mas à parte. Para enfatizar mais essa separação, Héstia é uma deusa virgem que nunca será penetrada, como também a mais velha deusa olímpica. Ela é tia solteirona de Hermes considerado como o mais jovem deus olímpico - uma união altamente improvável.
Desde os tempos gregos as culturas ocidentais têm enfatizado a dualidade, uma divisão ou diferenciação entre masculino e feminino, mente e corpo, logos e eros, ativo e receptivo, que depois se tornaram valores superiores e inferiores, respectivamente. Quando Héstia e Hermes eram ambos honrados nos lares e templos, os valores femininos de Héstia eram os mais importantes, e ela recebia as mais altas honras. Na época havia uma dualidade complementar. Héstia desde então foi desvalorizada e esquecida. Seus fogos sagrados não são mais cuidados e o que ela representa não é mais honrado.
Quando os valores femininos de Héstia são esquecidos e desonrados, a importância do santuário interior, interiorização para encontrar significado e paz, e da família como santuário e fonte de calor ficam diminuídos ou são perdidos. Além disso, o sentimento de uma ligação básica com os outros desaparece, como desaparece também a necessidade dos cidadãos de uma cidade, país ou da terra se ligarem por um elo espiritual comum.
Num nível místico, os arquétipos de Héstia e de Hermes se relacionam através da imagem do fogo sagrado no centro. Hermes-Mercúrio era o espírito alquímico Mercúrio, imaginado como fogo elementar. Tal fogo era considerado a fonte do conhecimento místico, simbolicamente localizado no centro da Terra.
Héstia e Hermes representam idéias arquetípicas do espírito e da alma. Hermes é o espírito que põe fogo na alma. Nesse contexto, Hermes é como o vento que sopra a brasa no centro da lareira, fazendo-a acender-se. Do mesmo modo, as idéias podem excitar sentimentos profundos, ou as palavras podem tornar consciente o que foi inarticuladamente conhecido e iluminado o que foi obscuramente percebido.“

—  Jean Shinoda Bolen 1936

Goddesses in Everywoman

Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Dan Brown photo
Pedro II do Brasil photo
Oscar Wilde photo
Gerson De Rodrigues photo

„Poema – Sloniec

Nas auroras do tempo
muito antes dos homens
caminharem pela terra

Um arcanjo que odiava
todos os deuses
batia as suas asas na mais ríspida solidão

Certa vez,
enquanto vagava pelo universo
escutou os lamentos de um anjo;

Sloniec chorava,
e as suas lágrimas partiram
o seu coração

Aquele arcanjo de asas negras
que viveu toda a sua vida
atormentado pelas suas angustias

Comoveu-se com as lágrimas
daquele anjo

E ao perguntar porque
ela estava chorando

O anjo respondeu que havia
cometido o maior de todos os pecados

Ela havia se apaixonado pelo Arcanjo
enquanto observava ele vagando
em sua própria solidão

Assustado com o Amor
que nunca havia sentido

O Arcanjo bateu as suas asas
e isolou-se nos confins
de um buraco negro

Devido ao pecado de Amar
os deuses baniram a alma
daquele anjo
no corpo de uma criança humana

O Arcanjo enfurecido,
se rebelou
contra os deuses

E com as suas próprias mãos
derrubou os portões dos céus

Enforcando todos os deuses e arcanjos
em suas próprias tripas
fazendo das suas vísceras
poesias de sangue

E como um último ato
enquanto chorava olhando
as estrelas

Baniu a si mesmo
para o reino dos homens

Reencarnando
em um jovem Poeta;

Ele havia crescido sem lembrar
do seu passado

Mas durante toda a sua vida
afogava-se em lágrimas
que ele nunca soube
de onde vinham

Sloniec era a mais bela
humana que já havia caminhado pela terra
o seu sorriso era como a Lua e as Estrelas
lábios que nos beijam e nos levam a loucura

Mas o seu coração era triste
e o suicídio vagava ao seu lado;

Enquanto planejava se enforcar
em uma destas noites solitárias

O jovem poeta foi atraído
pela mais bela das sinfonias

Uma voz tão doce
que fariam flores nascer
em um coração suicida

Sem compreender
aquele nefasto sentimento
o jovem poeta jurou pelos deuses
que havia matado

Que iria amar e proteger
aquela garota
que fez suas asas
crescerem novamente…

- Gerson De Rodrigues“

—  Gerson De Rodrigues poeta, escritor e anarquista Brasileiro 1995

Niilismo Morte Deus Existencialismo Vida Nietzsche

Gerson De Rodrigues photo

„Poema – Sodoma

No esgoto dos ratos
Os suicidas trepam com as baratas
Para esquecer o seu medo da morte

Enquanto aqueles que já se mataram
Participam de orgias com a mãe de cristo
Em busca de salvação
Da condenação divina;

Há uma jovem neste exato momento
Que teve o seu coração partido

Ela jura que a arma na gaveta do seu pai
Pode solucionar todos os seus problemas

Enquanto o seu vizinho ao lado
Chora todas as manhãs

Com uma única chance
De faze-la sorrir

O quão irônica é a vida?
Enquanto padres estupram crianças

Mães rezam para que cristo as protejam
Do homem que as violentam todos os dias

Como uma sinfonia composta por
Beethoven e apreciada pelo Diabo
A vida e a morte caminham de mãos dadas

Enquanto nós meros mortais
Clamamos por um abraço daqueles
Que nos apunhalaram pelas costas

Um homem de sessenta anos
Teve o seu coração partido
Mais vezes do que todos os seus filhos

Hoje ele chora sozinho em sua sala de estar
Se perguntando por que não teve coragem
De se matar aos dezesseis anos

Talvez porque a dor em seu coração
Não fosse tão forte
Quanto a sua vontade de viver mais um dia?

Vivemos vidas miseráveis
Enquanto nos perdemos em ambições
De uma vida feliz e um amor sincero

Existe um boato no inferno
Que todas as almas felizes são condenadas
Ao abismo da melancolia

Enquanto aqueles que sofreram em vida
São abraçados pelo acalanto amor
De um anjo apaixonado

Mas todos nós sabemos que
Os contos bíblicos são mentiras

Contadas por homens que queimavam
Mulheres inocentes
Em fogueiras de pura covardia e terror

Blasfêmias ofendem mais
Do que crianças morrendo de fome

Ou adolescentes cortando seus pulsos
Enquanto seus pais dizem que o sangue
Que escorre pelas suas veias
É pura frescura

Uma mulher inocente
Foi estuprada por um monstro imundo

Ela se enforca se sentindo culpada
E o crápula é aplaudido pelos vermes
Que chamam de amigos

Vivemos em uma sociedade doente
E o suicídio para alguns é o remédio
Menos doloroso…
- Gerson De Rodrigues“

—  Gerson De Rodrigues poeta, escritor e anarquista Brasileiro 1995

Fonte: Filosofia Niilismo

Ernest Renan photo
Francis Bacon photo

„As esposas são amantes dos homens mais jovens, companheiras para a meia-idade e amas para os velhos.“

—  Francis Bacon, livro Essays

Wives are young men's mistresses, companions for middle age, and old men's nurses
Essays (1625); Of Marriage and Single Life [A vida de casados e solteiros]

Haile Selassie photo
Jules Renard photo
Stephen King photo
Yamamoto Tsunetomo photo
Antoine de Saint-Exupéry photo
George Sand photo
Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Charles Bukowski photo
Richelle Mead photo
Aristofanés photo

„Absolutamente De Confiança

Aquele que prometeu é fiel. - Escritura de hoje : Hebreus 6: 13-20

Um jovem pára-quedista admitiu ter ficado assustado na primeira vez que pulou. Não havia nada além de um grande pedaço de tecido entre ele e a morte. E se esse tecido fosse quebrado acidentalmente? E se o seu ripcord não funcionasse e o pára-quedas não conseguisse abrir?

Mas quando ele pulou, tudo funcionou perfeitamente. Apoiado por aquele guarda-chuva que preservava a vida sobre sua cabeça, o homem flutuou em direção à terra. Ele disse: "Eu tive uma libertação do medo e uma sensação maravilhosa de alegria".

E as promessas que Deus faz na Bíblia? Eles nos manterão em tempos de crise? Tudo depende se acreditamos que sejam promessas de Deus - não apenas palavras impressas, marcas pretas em papel branco, nem simplesmente as suposições de seres humanos falíveis como nós. Por serem as promessas de Deus, podemos nos apegar a elas com segurança. Isso trará alívio do medo e dará uma profunda paz interior.

Através dos tempos, nosso Deus tem sido confiado milhões e milhões de vezes. E ele nunca foi provado indigno de confiança. Portanto, vamos confiar nele hoje e acrescentar nosso testemunho pessoal ao de uma infinidade de irmãos que descobriram que nosso Deus prometedor é infalivelmente fiel.

Refletir e Orar
Permanecendo sobre as promessas que não podem falhar,
Quando as tempestades uivantes da dúvida e do medo atacarem,
pela Palavra viva de Deus eu prevalecerei,
Permanecendo nas promessas de Deus. —Carter

Confiar na fidelidade de Deus dissipa nosso medo. Vernon Grounds“

—  ministério_pão_diário

George Washington Carver photo

„Até que ponto você vai na vida depende de você ser gentil com o jovem, compassivo com o idoso, misericordioso com o esforçado e tolerante com o fraco e o forte. Porque algum dia na vida você terá sido todos deles.“

—  George Washington Carver 1864 - 1943

citado em Ócio Criativo.
How far you go in life depends on your being tender with the young, compassionate with the aged, sympathetic with the striving, and tolerant of the weak and strong. Because someday in your life you will have been all of these
como citado em "Forbes", Volume 133, Edições 1-5‎ - Página 316, Bertie Charles Forbes - Forbes Inc., 1984
Fonte: Acesso em 14 de Março de 2010. Disponível em: http://www.ociocriativo.com.br/frases/pesquisa.cgi?cmd=txt&ref=1074534147&id=1268614433 http://www.ociocriativo.com.br/frases/pesquisa.cgi?cmd=txt&ref=1074534147&id=1268614433

Émile Durkheim photo

„A educação é uma socialização da jovem geração pela geração adulta.“

—  Émile Durkheim Sociólogo francês 1858 - 1917

Fonte: Revista Nova Escola, 166, out03 http://novaescola.abril.com.br/ed/166_out03/html/pensadores.htm

Gerson De Rodrigues photo

„Poema - Samael

Certa vez um arcanjo
que havia sido expulso do paraíso
isolou-se em um profundo abismo
a escrever Poesias

A sua solidão
era como a morte de um buraco negro
primeiro extinguia-se toda a luz que existia em seus olhos
depois suicidava-se
na mais terrível escuridão

Nas auroras do tempo
uma jovem humana
tão bela quanto as canções angelicais

Mas tão triste
quanto ao suicídio de uma criança órfã

Se aproximou do solitário arcanjo
oferecendo a ele todo o seu amor

Durante dois dias
e duas noites

Amaram-se tão completamente
que as estrelas do universo
voltaram a brilhar

Não demorou muito
para que a escuridão voltasse a assombrar os seus corações
pois quando você passa muito tempo no abismo
a sua alma morre a cada segundo

Suas asas tornaram-se negras
e a escuridão em seu peito
afastou a única humana
capaz de amá-lo

Recluso no abismo
afogando-se em miséria
aceitou a solidão como a sua única companhia

Ela nunca foi capaz de deixa-lo
suas poesias conversavam com as suas lágrimas

E a distância em seus corações
os separavam de um amor impossível

A dor se transformou em angustia
e a tristeza em uma terrível tragédia

Ela se envenenou com as suas poesias
e ele a segurou em seus braços pela ultima vez

Existem muitas formas de morrer
mas nenhuma delas causa tanto sofrimento
quanto ao suicídio de um amor sincero
nos corações gélidos de uma alma decadente

A Culpa fez o arcanjo ir a loucura
batendo as suas asas ele viajou até o paraíso
e com as suas próprias mãos
matou todos os deuses

Caminhando descalço sobre o sangue
sagrado de cristo
enforcou com as tripas dos deuses
todos os homens

Espalhando a sua dor pelo mundo
ele se enforcou sobre o túmulo da sua amada…

- Gerson De Rodrigues“

—  Gerson De Rodrigues poeta, escritor e anarquista Brasileiro 1995

Paixão Amor Niilismo Romance Poesia

Gerson De Rodrigues photo

„Homem e o Conhecimento – Uma Alegoria dialética.

Certa vez, um filósofo em busca de conhecimento e sabedoria foi ao encontro de um velho Monge, conhecido por seus grandes feitos na literatura e no conhecimento mundial.

Esse monge, conhecido como ‘’ Thoth o Sábio’’ Vivia no alto de um monte em uma biblioteca pessoal de livros escritos por ele mesmo.

Ao subir o grande monte com muito esforço e dedicação e adentrar os portões de ouro da sagrada biblioteca, o Filósofo se surpreende com aquele velho monge. Que se encontrava sentado em meio aos livros em posição de Lótus expressando tamanha sabedoria.

Com cautela, o Filósofo calmamente indaga uma forte questão ao sábio monge. Questão da qual, nunca a ele foi dirigida antes

― Como podes um homem tão sábio, possuir tamanha certeza de sua vasta sabedoria? Poderias tu, me guiar a sabedoria do mundo?

O Monge, abre calmamente seus olhos que antes estavam fechados e meditando calmamente. Ainda sentado na posição de Lótus, respondeu friamente

― Quem eres essa tola alma que ousas dirigir-me a palavra?

O Filósofo, ao ser chamado de tolo sorriu de maneira irônica com o canto de sua boca.

― Sou apenas um jovem poeta, um velho filósofo, muitas histórias eu escutei sobre ti. Homens que o seguem como um deus, mulheres que o idolatram como um símbolo, crianças que leem seus livros e tornam-se jovens revolucionários. Pensei, se tamanha mente existe, o que seria de mim então? Um tolo. Tu és de fato, o mais sábio dos homens por isso escalei o mais alto dos montes, com o único objetivo de conhecer o mais sábio dos homens.

O Sábio monge, orgulhoso de sua vasta sabedoria sendo elogiada por um jovem Filósofo. Se levanta, e caminha a um de seus muitos livros naquela vasta biblioteca. Pega um deles, intitulado ‘’ A Sabedoria do mundo’’ e então, abre em uma página com uma precisa marcação começando então a leitura de sua citação

― E era a sabedoria de Salomão maior do que a sabedoria de todos os do oriente e do que toda a sabedoria dos egípcios. Tudo isto provei-o pela sabedoria; eu disse: Sabedoria adquirirei; mas ela ainda estava longe de mim. E vinham de todos os povos a ouvir a sabedoria de Salomão, e de todos os reis da terra que tinham ouvido da sua sabedoria. Andai com sabedoria para com os que estão de fora, remindo o tempo. Com ele está a sabedoria e a força; conselho e entendimento

Após escutar tal citação, o Filósofo reconhece que tal pensamento, não poderia ter advindo de tal homem, ele então indagou

― Essa citação do seu livro, não eres da Bíblia sagrada? Tenho certeza que eu poderia encontra-la em Jó 12:13.

O Monge, cai em gargalhadas. Colocando seu livro sobre uma velha mesa, perguntou ao Filósofo.

― E não são os homens diabos copiadores? Todo conhecimento adquirido pelo homem, adveio de outro homem mais sábio.

O Filósofo furioso, começa a caminhar por toda a biblioteca pegando todos os livros e abrindo-os de um a um.

― Friedrich Nietzsche, Zaratustra, William Godwin, Schopenhauer, mas isso é um absurdo! Como pode se dizer o grande sábio? Se nenhum destes livros foi escrito por você, são apenas ideias de outros homens! Você é uma grande fraude!!

Gritava o filósofo enquanto verificava e arremessava cada livro nas estantes.

O Monge, ainda mantendo sua plena calma, indaga ao Filósofo uma simples questão.

― Poderia me dizer, o que achas sobre Deus?

O Filósofo, escutando tal pergunta simples e tola responde rapidamente sem pestanejar

― Uma fantasia criada por homens, um mero mito, uma ideia, deus a muito tempo morreu e somos hoje homens da ciência!

O Monge caindo em gargalhadas responde

― Ainda não percebeu não é? Tudo o que disse, veio de outras mentes eu poderia categorizar sua resposta com o nome e o livro de cada pensador.

O Filósofo, escutando tal resposta começa a refletir, refletindo ele responde calmamente

― Não… essa resposta veio da minha mente, eu apenas a aprendi ao longo dos anos. No entanto, não me intitulo o grande sábio.

― Então poderia me dar uma resposta a respeito da existência de Deus, sem mencionar ou pensar sobre alguma literatura que leu ou aprendeu durante seus longos anos de vida? Perguntou o Monge.

O Filósofo caminha de um lado para o outro, seus neurônios queimando como um vulcão

― Mas é impossível! Desde os pré-socráticos a mente do homem… vem aprendendo e evoluindo como um coletivo, esse desafio que me propôs é humanamente impossível.

Respondeu o Filósofo com uma tonalidade séria em sua voz.

O Monge calmamente pega um caderno velho, com anotações por todas suas folhas e entrega nas mãos do Filósofo.

― Esta vendo cada anotação? Cada ideia? Todas as ideias que eu tive, toda a reflexão, em algum momento ela nasceu de algum outro homem. Até mesmo Nietzsche se inspirou em Stirner, todos os homens compartilham de uma filosofia coletiva, de uma ciência mental. Não se pode ser sábio, se negar o conhecimento preestabelecido pela humanidade.

O Filósofo confuso, vendo tais anotações enquanto sua mente conectava cada referência literária, coloca o caderno sobre a mesa e pergunta

― Como um monge, intitulado o sábio, nada mais é do que qualquer outro Filósofo, escritor ou homem que pisou nesse planeta? Me diga, o que diferencia você dos outros homens?

O Monge, caminha até o Filósofo enquanto desvia das pilhas de livros, coloca a mão em seu ombro e pede que o siga. Ambos sobem uma escada, que leva ao segundo andar daquela biblioteca. Aonde um grande telescópio apontando para o céu os aguardava

― Por favor, veja com seus próprios olhos

O Filósofo, se aproxima do telescópio e ao observar a imensidão do cosmos é chocado por uma realidade assustadora. Diante de seus olhos, foram apresentadas incontáveis galáxias, planetas e mundos distantes.

O Filósofo é claro, já havia lido em livros de astronomia sobre a imensidão do cosmos, mas nunca de fato o viu com seus próprios olhos.

O Filósofo então, ao tornar-se o sábio monge realizou em sua primitiva mente de macaco, que mesmo lendo todos os livros já escritos. O conhecimento realizado pelo homem, de nada importa para o universo.

Pois tudo que conhecemos, ou iremos conhecer não passa de um leve suspiro de uma criança que acabou de nascer mas morreu logo depois do parto.

A vida, a existência tudo o que conquistamos, ou iremos conquistar. É apenas um grito ecoante de desespero para nos convencer que somos importantes, mas no fundo todos nós sabemos que somos inúteis.

O Velho filósofo, tornou-se o sábio monge.

Sábio, por reconhecer o seu lugar no nada, como um nada. Pois mesmo com todo o conhecimento do mundo, o nosso mundo é apenas um pontinho luminoso no céu…“

—  Gerson De Rodrigues poeta, escritor e anarquista Brasileiro 1995

Gerson De Rodrigues photo

„Cartas Póstumas

Eu vivi uma vida de Rebeldia Neguei os deuses e gritei por Anarquia Nas canções mais lindas escrevi versos de Poesia Fui uma alma abandonada que amou a Melancolia Que nos momentos mais sombrios se encontrou na Filosofia

No momento enquanto escrevo essa carta, estou decidido em me matar. Essa é uma vontade constante que a muito tempo me assombra. Todas as vezes em que estou decidido em acabar com tudo, eu simplesmente invento uma nova mentira.

E quando eu menos percebo, lá estou eu vivendo como todos os outros sem perceber o barulho das correntes em nossos pés…

Talvez, quando estiveres lendo essa carta daqui a cinco ou cinquenta anos eu já esteja morto. Ou talvez eu tenha encontrado motivos para viver, motivos o suficiente que me façam ler estes versos no futuro e dizer

- Tolo, como ousas dizer tamanha estupidez?

O Futuro é incerto. Eu fico me perguntando, todas as vezes em que me pego refletindo sobre a minha morte Quantos livros eu publiquei enquanto estava vivo? Quantas aulas eu dei? Quantas pessoas eu influenciei? Quantas vidas eu salvei? Será que… eu fiz o meu trabalho como Filósofo? Ou o tempo me apagou de sua história?

De qualquer forma, todos seremos apagados um dia. Então a resposta para essa pergunta de fato não importa.

Oh sim, eu vivi uma vida interessante. Tive uma juventude repleta de rebeldia e anarquia e aos vinte e três me vi publicando meu primeiro livro de Filosofia. Aquele jovem rebelde que só sabia gritar ‘’ Anarquia’’ hoje é um professor de Filosofia.

Quem diria não é mesmo? Em quantos momentos da minha juventude eu não jurei que o dia seguinte seria o último, e aqui estou eu, vivo e escrevendo.

Talvez esses momentos de escuridão com a assombração da morte cantando em meus ouvidos sejam de fato passageiros, ou talvez na pior das hipóteses eu simplesmente esteja me entregando a ela aos poucos.

Existem tantas coisas que eu poderia conquistar, tantos outros livros a publicar, pessoas para amar, causas para se lutar, alunos para ensinar…

Mas tudo que eu quero nesse momento é o direito de me suicidar.

Para aqueles que ficam, meus pais e meus amigos:

Nenhuma mãe deveria enterrar o seu filho, e nenhum amigo deveria chorar sobre o tumulo do outro. Embora eu de fato sinta um carinho enorme por todos vocês, sinto que a minha história seria de maior relevância com um ponto final em seu caminho.

Aos vermes que se alimentarem do meu corpo putrefato, desejo a vocês boa sorte. Algum dia, seremos ambos poeira no abismo do espaço e nenhuma diferença existirá dos homens aos vermes.

E Para aqueles que estiverem lendo essa carta. Vivam!! Pois para mim já é tarde demais…“

—  Gerson De Rodrigues poeta, escritor e anarquista Brasileiro 1995

Suicídio Morte Niilismo Cartas Costumas - Gerson De Rodrigues
Variante: Cartas Póstumas

Eu vivi uma vida de Rebeldia
Neguei os deuses e gritei por Anarquia
Nas canções mais lindas escrevi versos de Poesia
Fui uma alma abandonada que amou a Melancolia
Que nos momentos mais sombrios se encontrou na Filosofia

No momento enquanto escrevo essa carta, estou decidido em me matar. Essa é uma vontade constante que a muito tempo me assombra. Todas as vezes em que estou decidido em acabar com tudo, eu simplesmente invento uma nova mentira.

E quando eu menos percebo, lá estou eu vivendo como todos os outros sem perceber o barulho das correntes em nossos pés...

Talvez, quando estiveres lendo essa carta daqui a cinco ou cinquenta anos eu já esteja morto. Ou talvez eu tenha encontrado motivos para viver, motivos o suficiente que me façam ler estes versos no futuro e dizer

- Tolo, como ousas dizer tamanha estupidez?

O Futuro é incerto. Eu fico me perguntando, todas as vezes em que me pego refletindo sobre a minha morte
Quantos livros eu publiquei enquanto estava vivo?
Quantas aulas eu dei?
Quantas pessoas eu influenciei?
Quantas vidas eu salvei?
Será que... eu fiz o meu trabalho como Filósofo?
Ou o tempo me apagou de sua história?

De qualquer forma, todos seremos apagados um dia. Então a resposta para essa pergunta de fato não importa.

Oh sim, eu vivi uma vida interessante. Tive uma juventude repleta de rebeldia e anarquia e aos vinte e três me vi publicando meu primeiro livro de Filosofia. Aquele jovem rebelde que só sabia gritar ‘’ Anarquia’’ hoje é um professor de Filosofia.

Quem diria não é mesmo? Em quantos momentos da minha juventude eu não jurei que o dia seguinte seria o último, e aqui estou eu, vivo e escrevendo.

Talvez esses momentos de escuridão com a assombração da morte cantando em meus ouvidos sejam de fato passageiros, ou talvez na pior das hipóteses eu simplesmente esteja me entregando a ela aos poucos.

Existem tantas coisas que eu poderia conquistar, tantos outros livros a publicar, pessoas para amar, causas para se lutar, alunos para ensinar...

Mas tudo que eu quero nesse momento é o direito de me suicidar.

Para aqueles que ficam, meus pais e meus amigos:

Nenhuma mãe deveria enterrar o seu filho, e nenhum amigo deveria chorar sobre o tumulo do outro. Embora eu de fato sinta um carinho enorme por todos vocês, sinto que a minha história seria de maior relevância com um ponto final em seu caminho.

Aos vermes que se alimentarem do meu corpo putrefato, desejo a vocês boa sorte. Algum dia, seremos ambos poeira no abismo do espaço e nenhuma diferença existirá dos homens aos vermes.

E Para aqueles que estiverem lendo essa carta. Vivam!! Pois para mim já é tarde demais...

- Gerson De Rodrigues

Gerson De Rodrigues photo

„Prelúdios & Niilismo

O Niilismo é o fim de tudo que um dia foi ou irá ser. Como as flores que nascem sobre as tumbas ou um buraco negro que extingue a luz. O Niilismo não tem nada a nos oferecer

O Niilismo não depende do homem, ou de sua filosofia

A Simples ausência do ser e do não ser, o Cosmos em sua plenitude no início de sua mais simplória origem, é a verdadeira e singela representação do que é o Niilismo.

O Que é o Niilista?

O Niilista nasce ainda em sua juventude. Com a realização empírica e filosófica de que os deuses, o estado e a igreja não passam de criações humanas e o valor imposto a estas criações são deveras superestimadas.

E lá, em sua juventude, é tomado pela rebeldia, e assombrado pela melancolia. Para o jovem Niilista, as aulas de ciências e filosofia, atuam como uma introdução à sua verdadeira essência. E conforme o conhecimento e a realização do nada tomarem conta do mesmo, mais cedo será atribuído a ele o nada do qual pertences.

A partir de uma certa idade, o Niilismo torna-se a representação de sua liberdade, e a melancolia um estado natural de sua essência. Quanto mais próximo a velhice, maior a realização do Niilista sobre o seu lugar no universo.

O Niilista não pode ser alguma coisa, pois alguma coisa possui significado, desejos, sentido ou esperança. O Niilista, é a ausência do ser e do não ser o nada em sua verdadeira forma e significado – O Niilismo, tal como o universo, não depende do homem. Pois vive em sinfonia com o tempo.

O Tempo é capaz de enterrar todos nós, assim como enterrou todos os deuses e eventualmente irá enterrar toda nossa espécie.

Após a extinção da nossa espécie, o Niilismo continuará a vagar pelo cosmos, até que de fato não sobre nada, nenhuma estrela, nenhum planeta, nenhuma vida ou deus. O Niilismo então em seu âmbito de solidão e insignificância cósmica na sua mais pura essência assombrará o nada por toda a eternidade.“

—  Gerson De Rodrigues poeta, escritor e anarquista Brasileiro 1995

Luiz Inácio Lula da Silva photo

„Vocês não podem imaginar o que significa para alguém como eu, que não teve as oportunidades escolares que todo jovem deveria ter, mas que sempre acreditou no potencial libertador do conhecimento, e que a vida inteira apoiou a luta pela educação, tornar-se Doutor Honoris Causa dessas magníficas universidades.“

—  Luiz Inácio Lula da Silva político brasileiro, 35º presidente do Brasil 1945

Ao receber o título de Doutor Honoris Causa de cinco universidades do Rio de Janeiro
Fonte: Discurso pronunciado em 4 de maio de 2012 http://www.pt.org.br/noticias/view/lula_agradece_as_universidades_e_diz_que_dia_sera_inesquecivel_em_sua_vida
Educação, 2012

Winston Churchill photo
Augusto Cury photo

„A maioria dos jovens da atualidade não tem sonho, nem maus nem bons. Eles não têm uma causa para lutar.“

—  Augusto Cury Psiquiatra e Escritor brasileiro 1958

filhos brilhantes professores fascinates

„Se apenas…


…Senhor, se estiveras aqui, meu irmão não teria morrido. v.32


À medida que saíamos do estacionamento, meu marido dirigiu devagar para esperar por uma jovem em sua bicicleta. Quando Tom assentiu para ela ir primeiro, ela sorriu, acenou e seguiu pedalando. Momentos depois, um motorista estacionado abriu sua porta, batendo na ciclista derrubando-a no asfalto. Com as pernas sangrando, ela chorou ao examinar a sua bicicleta dobrável.

Refletindo sobre o acidente: Se a tivéssemos feito esperar. Se o motorista tivesse cuidado ao abrir a porta. Se apenas… As dificuldades surgem quando ficamos questionando… E se…eu soubesse que meu filho estava andando com adolescentes que estavam bebendo. Se ao menos tivessem diagnosticado o câncer mais cedo…

Quando surgem problemas inesperados, às vezes, questionamos a bondade de Deus. Podemos até sentir o desespero que Marta e Maria experimentaram quando o seu irmão morreu. Se Jesus tivesse vindo quando Ele soube que Lázaro estava doente! (João 11:21,32).

Como Marta e Maria, nem sempre entendemos por que as coisas difíceis nos acontecem. Mas podemos descansar no conhecimento de que Deus está desenvolvendo os Seus propósitos para um bem maior. Em todas as circunstâncias, podemos confiar na sabedoria do nosso fiel e amoroso Deus.

Confiar em Deus na luz é fácil, mas confiar nele 
em meio às trevas — isso é fé. C. H. Spurgeon Cindy Hess Kasper“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

Platão photo
Jair Bolsonaro photo
Jair Bolsonaro photo

„Quero deixar patente minha revolta com a grande mídia, um tanto quanto servil, que criticou duramente o Colégio Militar de Porto Alegre apenas porque nove entre 84 alunos resolveram eleger entre Conde Drácula, Hércules, Nostradamus, Rainha Catarina, Átila - só faltou FHC -, Hitler como personalidade histórica mais admirada. Se eles tivessem eleito FHC, logicamente estariam elegendo o pai do Governo mais corrupto da História do Brasil, porque ele não admite que nenhuma denúncia de corrupção seja apurada por esta Casa. Ele não é exemplo para a juventude. Um colégio sério, com o Colégio Militar de Porto Alegre, para que tenha qualidade, tem de ter liberdade de expressão. Reitere-se que os alunos - a maioria é formada por menores - pagam por esta revista, portanto têm liberdade de escrever o que bem entenderem. Devemos respeitar esta juventude que começa, a partir destes debates e desta matéria na imprensa, a se preparar para ser, no futuro. Ao mesmo tempo, gostaria de criticar o Centro de Comunicação Social do Exército, que anunciou que vai acompanhar a revista. Esses garotos, entre tantos outros, são filhos de militares e estão realmente carentes de ordem e de disciplina neste país. Enquanto o nosso presidente da República não dá exemplo disso, eles têm que eleger aqueles que souberam, de uma forma ou de outra, impor ordem e disciplina, se bem que, como o jovem aluno do Colégio Militar que não foi para a Escola preparatória de Cadetes do Exército, de nome Roberto Dias Torres Júnior, nós também não concordemos com as atrocidades cometidas por Adolf Hitler.“

—  Jair Bolsonaro 38º Presidente do Brasil 1955

Década de 1990, 1998

Dilma Rousseff photo
Jair Bolsonaro photo
Joseph Goebbels photo

„Uma jovem pátria surgirá quando a frente socialista for sólida.“

—  Joseph Goebbels Ministro da Propaganda do Partido Nazista Alemão 1897 - 1945

Fonte: Die verfluchten Hakenkreuzler. Etwas zum Nachdenken. Munich: Verlag Frz. Eher, 1932.

Millôr Fernandes photo

„Qualquer idiota consegue ser jovem. É preciso muito talento pra envelhecer.“

—  Millôr Fernandes cartunista, humorista e dramaturgo brasileiro. 1923 - 2012

Nicolau Maquiavel photo
Milton Hatoum photo
Albert Einstein photo
Ruy Barbosa photo

„Ser jovem é trazer dentro do coração todo o ardor do sol.“

—  Ruy Barbosa político, escritor e jurista brasileiro 1849 - 1923

Thaíde photo

„Sou contra qualquer tipo de violência, por isso não posso me posicionar a favor da redução da maioridade antes de saber que há serviços de educação e saúde para os jovens aqui fora. Não adianta as pessoas falarem que querem justiça se estão sendo injustas. Não tem um curso ou uma escola onde eles possam aprender.“

—  Thaíde rapper, compositor, produtor, apresentador e ator brasileiro 1967

como citado in: Jovem Pan http://jovempanfm.uol.com.br/panico/gente-ensaiava-na-rua-e-dancava-na-cadeia-diz-rapper-thaide-sobre-regime-militar.html: “A gente ensaiava na rua e dançava na cadeia”, diz rapper Thaíde sobre regime militar , 27/05/2015 13h45 . - Atualizado em 13/04/2016 05h00

Adélia Prado photo
Gerson De Rodrigues photo
Ovidio photo
Sócrates photo
Cora Coralina photo
Ricardo Araújo Pereira photo

„A vida também é andar à porrada com jovens, e com pessoas de meia idade.“

—  Ricardo Araújo Pereira 1974

" Ultra Boys da Arrifana ", Mixórdia de Temáticas 06-03-2014

Gabriel García Márquez photo

„Era ainda jovem demais para saber que a memória do coração elimina as más lembranças e enaltece as boas e que graças a este artifício conseguimos suportar o passado.“

—  Gabriel García Márquez, livro El amor en los tiempos del cólera

Love in the Time of Cholera
Variante: Era ainda jovem demais para saber que a memória do coração elimina as más lembranças e enaltece as boas e que graças a esse artifício conseguimos suportar o passado.

Ville Valo photo
Søren Kierkegaard photo

„Quem alcançou neste mundo grandeza igual à dessa bendita mulher, a mãe de Deus, a virgem Maria? No entanto, como se fala dela? A sua grandeza não provém do fato de ter sido bendita entre as mulheres, e se uma estranha coincidência não levasse a assembléia a pensar com a mesma desumanidade do predicador, qualquer jovem devia, seguramente, perguntar: Por que não fui eu também bendita entre as mulheres? Se se não possuísse outra resposta, de forma alguma acharia ter de rejeitar esta pergunta, pretextando a sua falta de senso; porque, no abstrato, em presença de um favor, todos temos mesmos direitos. São esquecidos a tribulação, a angústia, o paradoxo. Meu pensamento é tão puro como o de qualquer outro; e ele purifica-se, exercendo-se sobre as coisas. E se não se enobrecer pode-se então esperar pelo espanto; porque se essas imagens foram alguma vez evocadas jamais poderão ser esquecidas. E se contra elasse peca, extraem da sua muda cólera uma terrível vingança, mais terrível do que os rugidos de dez ferozes críticos. Maria, indubitavelmente, deu à luz o filho graças a um milagre, mas no decorrer de tal acontecimento foi como todas as outras mulheres, e esse tempo é o da angústia, da tribulação e do paradoxo. O anjo foi, sem dúvida, um espírito caritativo, mas não foi complacente porque não foi dizer a todas as outras virgens de Israel: Não desprezeis Maria, porque lhe sucedeu o extraordinário. Apresentou-se perante ela só e ninguém a pôde compreender. No entanto, que outra mulher foi mais ofendida do que Maria? Pois não é também verdade que aquele a quem Deus abençoa é também amaldiçoado com o mesmo sopro do seu espírito? É desta forma que se torna necessário, espiritualmente, compreender Maria. Ela não é, de maneira alguma, uma formosa dama que brinca com um deus menino, e até me sinto revoltado ao dizer isto e muito mais ao pensar na afetação e ligeireza de tal concepção. Apesar disso, quando diz: sou a serva do Senhor, ela é grande e imagino que não deve ser difícil explicar por que razão se tornou mãe de Deus. Não precisa, absolutamente nada, da admiração do mundo, tal como Abraão não necessita de lágrimas, porque nem ela foi uma heroína, nem ele foi um herói. E não se tornaram grandes por terem escapado à tribulação, ao desespero e ao paradoxo, mas precisamente porque sofreram tudo isso. Há grandeza em ouvir dizer ao poeta, quando apresenta o seu herói trágico à admiração dos homens: chorai por ele; merece-o; porque é grandioso merecer as lágrimas dos que são dignos de as derramar; há grandeza em ver o poeta conter a multidão, corrigir os homens e analisá-los um por um para verificar se são dignos de chorar pelo herói, porque as lágrimas dos vulgares chorões profanam o sagrado. Contudo ainda é mais grandioso que o cavaleiro da fé possa dizer ao nobre caráter que quer chorar por ele: não chores por mim, chora antes por ti próprio.“

—  Søren Kierkegaard 1813 - 1855

Virginia Woolf photo
Dom Hélder Câmara photo
Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
John Steinbeck photo
Martha Medeiros photo

„Se uma mulher conseguir manter o dom de ser velha quando jovem e jovem quando velha, ela sempre saber o que vem depois.“

—  Martha Medeiros escritora e jornalista brasileira 1961

Crônica: O jogo da velha - Trem Bala

Ralph Waldo Emerson photo

„Conselho que eu ouvi darem a um jovem: 'Faça sempre o que você tem medo de fazer.“

—  Ralph Waldo Emerson 1803 - 1882

It was high counsel that I once heard given to a young person, 'always do what you are afraid to do'.
"Essay VIII" in: Essays, by ralph waldo emerson‎ - Página 120 http://books.google.com.br/books?id=qzzSREp_83MC&pg=PA120, de Ralph Waldo Emerson - Publicado por Forgotten Books, 1906 ISBN 1605069744, 9781605069746 - 557 páginas

Jack Kerouac photo

„Nosso Coração - Seu Lar

Eis que estou à porta e bato. Se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, eu irei a ele. - Apocalipse 3:20

Em uma conversa com um menino de 9 anos, um trabalhador da juventude contava a história de Adão e Eva e como o pecado entrou no mundo. Ele disse ao menino que Jesus morreu para pagar a penalidade por seus pecados e que, se pedisse em seu coração, Ele entraria. Naquela noite, o menino convidou Jesus para salvá-lo.

Alguns dias depois, o jovem disse à esposa do jovem trabalhador: "Não preciso mais falar com Deus a longa distância". "Por que não?", Perguntou ela. Apontando para seu coração, ele respondeu: "Porque Ele está a apenas 10 polegadas de distância."

Surpreendente! Cristo, por quem todas as coisas foram criadas (Colossenses 1:16), vem a viver no coração de um pecador para que ele ou ela sinta um relacionamento íntimo com Deus. Esse é o milagre do novo nascimento.

Essa proximidade, no entanto, pode ser perdida se nos tornarmos mornos em nosso amor por Jesus. É por isso que Ele retrata a si mesmo como estando do lado de fora do nosso coração esperando para ser convidado para que esse senso de intimidade possa ser renovado (Apocalipse 3:20). A desobediência pode romper essa íntima comunhão, mas ela pode ser restaurada pelo arrependimento, abrindo-se de novo a porta do nosso coração para Ele e permitindo que Ele assuma o controle total mais uma vez. Jesus quer que tenhamos a garantia permanente de que Ele está ainda mais perto do que a 10 polegadas de distância.

Quão triste quando chamas de amor queimam
em corações que, uma vez que o seu calor sabia!
Mas Cristo livremente concederá graça
E fará com que aquele amor brilhe novamente. —DJD

Para renovar seu amor por Cristo, revise o amor de Cristo por você. Dennis J. DeHaan“

—  ministério_pão_diário

„Quando Jesus se entristeceu

[Jesus] foi movido de compaixão por eles e curou seus doentes. - Escritura de hoje :
Mateus 14: 1-21

Muitos anos atrás, uma mulher do interior da Flórida recebeu notícias de que seu filho havia sido morto na guerra. Pouco tempo depois, ela foi vista em seu jardim.

"Simplesmente não é apropriado", repreendeu um vizinho, que achou inapropriado jardinar, em vez de ficar de luto.

“Amigo”, disse Effie Mae, “sei que você está falando sério, mas Jim se alegrou ao ver as coisas verdes crescendo porque isso significava que sua mãe e os jovens estariam comendo. Esta é a enxada dele, e quando eu procuro quase posso sentir suas grandes e fortes mãos sob as minhas e ouvir sua voz dizendo: "Que bom, mãe, isso é bom". Trabalhar é a única lápide que posso dar a ele.

Jesus também sofreu a dor da dor quando foi informado da morte de João Batista, mas isso não o impediu de Seu trabalho. Após um breve período de solidão (Mateus 14:13), Sua grande compaixão levou-o a curar os enfermos e alimentar a multidão de 5.000.

Seu coração está quebrado hoje? A vida parece vazia? Você sente vontade de desistir? Há esperança no exemplo do Mestre. Aceite os deveres que estão diante de você. Dedique-os a Deus. Recuse o luxo da autopiedade. Faça algo para aliviar o fardo dos outros. Lembre-se de como Jesus lidou com Sua tristeza; Ele vai te fortalecer para fazer o mesmo.

Refletir e Orar
Há um destino que nos faz irmãos:
Nenhum vai sozinho;
Tudo o que enviamos para a vida dos outros.
Volta para o nosso. - Markham

Aliviar o sofrimento de outro é esquecer o próprio. Lincoln Dennis J. DeHaan“

—  ministério_pão_diário

„O grito por amor

Amados, amemo-nos uns aos outros, porque o amor é de Deus. - 1 João 4: 7

Um pai sentou-se à sua mesa debruçado sobre suas contas mensais quando seu filho entrou correndo e anunciou: “Pai, porque este é seu aniversário e você tem 55 anos, eu vou te dar 55 beijos, um para cada ano. ! ”Quando o menino começou a cumprir sua palavra, o pai exclamou:“ Oh, André, não faça isso agora; Estou muito ocupado!"

O jovem imediatamente ficou em silêncio enquanto as lágrimas brotavam em seus grandes olhos azuis. Apologeticamente, o pai disse: "Você pode terminar mais tarde." O menino não disse nada, mas silenciosamente se afastou, com a decepção escrita em todo o rosto. Naquela noite, o pai disse: "Venha e termine os beijos agora, Andrew". Mas o menino não respondeu.

Pouco tempo depois desse incidente, o garoto se afogou. Seu pai de coração partido escreveu: "Se ao menos eu pudesse dizer a ele o quanto lamento minhas palavras impensadas e posso ter certeza de que ele sabe o quanto meu coração está doendo".

O amor é uma via de mão dupla. Qualquer ato amoroso deve ser calorosamente aceito ou será tomado como rejeição e pode deixar uma cicatriz. Se estamos muito ocupados para dar e receber amor, estamos ocupados demais. Nada é mais importante do que responder com amor ao clamor por amor daqueles que estão próximos e preciosos para nós.

Senhor, ensina-nos o segredo do amor,
o amor que você está pedindo hoje;
Então ajude-nos a amar uns aos outros -
Por isso, oramos sinceramente. —Anon.

Nada é mais caro do que amar - exceto não amar. Henry G. Bosch“

—  ministério_pão_diário

Simone de Beauvoir photo
Gabriel García Márquez photo
Giovanni Verga photo
Justin Bieber photo
Paul McCartney photo
Ivan Illich photo
David Foster Wallace photo

„É questão de certo interesse perceber que as artes populares dos EUA da virada do milênio tratam a anedonia e o vazio interno como coisas descoladas e cool. De repente são vestígios da glorificação romântica do mundo e sofisticada e aí consumida por pessoas mais jovens que não apenas consomem arte mas a examinam em busca de pistas de como ser chique, cool - e não esqueça que, para os jovens em geral, ser chique e cool é o mesmo que ser admirado, aceito e incluído e portanto assolitário. Esqueça a dita pressão-dos-pares. É mais tipo uma fome-de-pares. Não? Nós entramos numa puberdade espiritual em que nos ligamos ao fato de que o grande horror transcendente é a solidão, fora o enjaulamento em si próprio. Depois que chegamos a essa idade, nós agora daremos ou aceitaremos qualquer coisa, usaremos qualquer máscara para nos encaixar, ser parte-de, não estar Sós, nós os jovens. As artes dos EU são o nosso guia para a inclusão. Um modo-de-usar. Elas nos mostram como construir máscaras de tédio e de ironia cínica ainda jovens, quando o rosto é maleável o suficiente para assumir a forma daquilo que vier a usar. E aí ele se prende ao rosto, o cinismo cansado que nos salva do sentimentalismo brega e do simplismo não sofisticado. Sentimento é igual a simplismo neste continente (ao menos desde a Reconfiguração). […] Hal, que é vazio mas não é besta, teoriza privadamente que o que passa pela transcendência descolada do sentimentalismo é na verdade algum tipo de medo de ser realmente humano, já que ser realmente humano (ao menos como ele conceitualiza essa ideia) é provavelmente ser inevitavelmente sentimental, simplista, pró-brega e patético de modo geral, é ser de alguma maneira básica e interior para sempre infantil, um tipo de bebê de aparência meio estranha que se arrasta anacliticamente pelo mapa, com grandes olhos úmidos e uma pele macia de sapo, crânio enorme, baba gosmenta. Uma das coisas realmente americanas no Hal, provavelmente, é como ele despreza o que na verdade gera a sua solidão: esse horrendo eu interno, incontinente de sentimentos e necessidades, que lamenta e se contorce logo abaixo da máscara vazia e descolada, a anedonia.“

—  David Foster Wallace 1962 - 2008

William Shakespeare photo