Frases sobre copo

Uma coleção de frases e citações sobre o tema da copo.

Tópicos relacionados

Total 43 citações, filtro:


Bruce Lee photo
Guy De Maupassant photo
Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Ajahn Chah photo

„Força interior

[Eu oro] que Ele lhe concederia. . . para ser fortalecido com poder através do Seu Espírito no homem interior. Escritura de hoje :
Efésios 3: 14-21

Uma grande empresa extrai substâncias contaminantes de tambores de aço por sucção. Bombas poderosas puxam os materiais para fora dos barris, mas os trabalhadores devem regular cuidadosamente a força dessas bombas. Se eles tirarem muito ar, os tambores entrarão em colapso como copos de papel, porque a pressão externa excederá a pressão interna.

Da mesma forma, quando a adversidade e as dificuldades entram em nossas vidas, a menos que Deus nos fortaleça de dentro, seremos incapazes de resistir às pressões de fora. É verdade que obtemos um apoio sólido de entes queridos e amigos cristãos, mas é o nosso homem interior espiritual, “fortalecido com poder através do Seu Espírito”, que nos sustenta e nos impede de desmoronar.

O Espírito trabalha para nos fortalecer e renovar nossas mentes à medida que lemos a Palavra de Deus e oramos. Se negligenciarmos as Escrituras, raramente falarmos com o Senhor e pararmos de ter comunhão com Ele, cresceremos fracos e vulneráveis. Então, seremos incapazes de resistir à pressão da tentação ou do problema.

Vamos pedir ao Senhor que desenvolva nossa força interior para que, quando os golpes e fardos da vida nos pressionar, não cederemos. - DCE

Refletir e Orar
Ajude-nos, ó Senhor, quando vierem problemas
Confiar na sua Palavra e não sucumbir
E ajudar-nos a não nos desviar
Mas na Sua força e amor habitam. —DJD

O poder de Cristo em você é maior que a pressão dos problemas ao seu redor. David C. Egner“

—  ministério_pão_diário

„Entre os dedos

Quem na concha de sua mão mediu as águas e tomou a medida dos céus a palmos?… v.12

Depois que derrubei desajeitadamente meu copo no balcão do restaurante, a bebida derramada caiu feito cascata da borda ao chão. Por pura vergonha, tentei segurar aquela cachoeira com as mãos fechadas feito concha. Meus esforços foram quase inúteis; a maior parte da bebida escorreu entre os meus dedos. Por fim, as palmas das mãos viradas para cima continham pouco mais do que uma colher de sopa daquele líquido, e meus pés estavam em meio àquela poça.

Isso se assemelha a minha vida em muitos dias. Luto para resolver problemas, supervisionar detalhes e controlar circunstâncias. Mas não importa o quanto tente, minhas mãos fracas são incapazes de controlar todas as partes. Algo invariavelmente desliza por entre meus dedos e cai aos meus pés, deixando-me sobrecarregada. Nenhum contorcer das mãos ou apertar dos dedos com mais força me torna capaz de lidar com todos os detalhes da situação.

Mas para Deus é possível. Isaías nos diz que Deus pode medir as águas de todos os oceanos e rios do globo e também da chuva na concha das Suas mãos (40:12). Somente as mãos dele são grandes o suficiente para isso. Não precisamos tentar segurar mais do que Ele projetou para as nossas mãos poderem sustentar. Quando nos sentimos sobrecarregados, podemos confiar os nossos cuidados e preocupações em Suas habilidosas mãos.

Podemos confiar em Deus para lidar com as circunstâncias que nos oprimem. Kirsten Holmberg“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

António Lobo Antunes photo
Douglas Adams photo

„Um imenso animal leiteiro aproximou-se da mesa de Zaphod Beeblebrox. Era um enorme e gordo quadrúpede do tipo bovino, com olhos grandes e protuberantes, chifres pequenos e um sorriso nos lábios que era quase simpático.
– Boa noite – abaixou-se e sentou-se pesadamente sobre suas ancas –, sou o Prato do Dia. Posso sugerir-lhes algumas partes do meu corpo? – Grunhiu um pouco, remexeu seus quartos traseiros buscando uma posição mais confortável e olhou pacificamente para eles.
Seu olhar se deparou com olhares de total perplexidade de Arthur e Trillian, uma certa indiferença de Ford Prefect e a fome desesperada de Zaphod Beeblebrox.
– Alguma parte do meu ombro, talvez? – sugeriu o animal. – Um guisado com molho de vinho branco?
– Ahn, do seu ombro? – disse Arthur, sussurrando horrorizado.
– Naturalmente que é do meu ombro, senhor – mugiu o animal, satisfeito –, só tenho o meu para oferecer.
Zaphod levantou-se de um salto e pôs-se a apalpar e sentir os ombros do animal, apreciando.
– Ou a alcatra, que também é muito boa – murmurou o animal. – Tenho feito exercícios e comido cereais, de forma que há bastante carne boa ali. – Deu um grunhido brando e começou a ruminar. Engoliu mais uma vez o bolo alimentar. – Ou um ensopado de mim, quem sabe? – acrescentou.
– Você quer dizer que este animal realmente quer que a gente o coma? – cochichou Trillian para Ford.
– Eu? – disse Ford com um olhar vidrado. – Eu não quero dizer nada.
– Isso é absolutamente horrível – exclamou Arthur -, a coisa mais repugnante que já ouvi.
– Qual é o problema, terráqueo? – disse Zaphod, que agora observava atentamente o enorme traseiro do animal.
– Eu simplesmente não quero comer um animal que está na minha frente se oferecendo para ser morto – disse Arthur. – É cruel!
– Melhor do que comer um animal que não deseja ser comido – disse Zaphod.
– Não é essa a questão – protestou Arthur. Depois pensou um pouco mais a respeito. – Está bem – disse –, talvez essa seja a questão. Não me importa, não vou pensar nisso agora. Eu só… ahn…
O Universo enfurecia-se em espasmos mortais.
– Acho que vou pedir uma salada – murmurou.
– Posso sugerir que o senhor pense na hipótese de comer meu fígado? Deve estar saboroso e macio agora, eu mesmo tenho me mantido em alimentação forçada há meses.
– Uma salada verde – disse Arthur, decididamente.
– Uma salada? – disse o animal, lançando um olhar de recriminação para ele.
– Você vai me dizer – disse Arthur – que eu não deveria comer uma salada?
– Bem – disse o animal –, conheço muitos legumes que têm um ponto de vista muito forte a esse respeito. E é por isso, aliás, que por fim decidiram resolver de uma vez por todas essa questão complexa e criaram um animal que realmente quisesse ser comido e que fosse capaz de dizê-lo em alto e bom tom. Aqui estou eu!
Conseguiu inclinar-se ligeiramente, fazendo uma leve saudação.
– Um copo d’água, por favor – disse Arthur.
– Olha – disse Zaphod –, nós queremos comer, não queremos uma discussão. Quatro filés malpassados, e depressa. Faz 576 bilhões de anos que não comemos.
O animal levantou-se. Deu um grunhido brando.
– Uma escolha muito acertada, senhor, se me permite. Muito bem – disse –, agora é só eu sair e me matar.
Voltou-se para Arthur e deu uma piscadela amigável.
– Não se preocupe, senhor, farei isso com bastante humanidade.“

—  Douglas Adams, livro The Restaurant at the End of the Universe

The Restaurant at the End of the Universe

Milan Kundera photo

„Jean-Marc ergueu-se para ir buscar a garrafa de conhaque e dois copos. E, depois, de uma golada: - No fim da minha visita ao hospital, ele começou a contar recordações. Recordou-me aquilo que eu teria dito quando tinha dezasseis anos. Nesse momento compreendi o único sentido da amizade tal como hoje é praticada. A amizade é indispensável ao homem para o bom funcionamento da sua memória. Lembrar-se do passado, trazê-lo sempre consigo, é talvez a condição necessária para conservar, como se costuma dizer, a integridade do eu. Pare o eu não encolha, para que mantenha o seu volume, é preciso regar as recordações como as flores de uma vaso, e essa rega exige um contacto regular com testemunhas do passado, isto é, com amigos. Eles são o nosso espelho, a nossa memória; não se exige anda deles, apenas que de vez em quando puxem o lustro a esse espelho para que nos possamos mirar nele. Mas estou –me nas tintas para o que fazia no liceu! O que sempre desejei desde a primeira juventude, talvez desde a infância, foi algo completamente diferente: a amizade como um valor acima de todos os outros. Gostava de dizer: entre a verdade e o amigo, escolho sempre o amigo. Dizia-o por provocação, mas pensava-o a sério. Hoje sei que essa máxima era arcaica. Podia ser válida para Aquiles, o amigo de Pátroclo, para os mosqueteiros de Alexandre Dumas, até ao Sancho, que apesar dos desacordos era um verdadeiro amigo do seu amo. Mas já não o é para nós. Vou tão no meu pessimismo que hoje posso preferir a verdade à amizade.“

—  Milan Kundera, livro Identity

Identity

Chico Buarque photo

„É sempre bom lembrar
Que um copo vazio
Está cheio de ar“

—  Chico Buarque compositor, cantor e escritor brasileiro 1944

Nélson Rodrigues photo

Help us translate English quotes

Discover interesting quotes and translate them.

Start translating
João Cabral de Melo Neto photo
Ambrose Bierce photo
Mansour al-Hallaj photo

„O Amado não bebe uma gota de água sem ver seu rosto no copo. Deus é Aquele que flui entre o pericárdio e o coração, assim como o fluxo de lágrimas das pálpebras.“

—  Mansour al-Hallaj 858 - 922

Como citado em As dimensões místicas do Islã http://uncpress.unc.edu/browse/book_detail?title_id=583 (1978) por Annemarie Schimmel
Orígem

Mariza photo
Nora Roberts photo
Erwin Schrödinger photo
Jules Verne photo

„Eu trocaria uma mina de diamantes por um copo de água pura da nascente.“

—  Jules Verne escritor francês 1828 - 1905

Viagem ao Centro da Terra (1864)

„Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Etiam egestas wisi a erat. Morbi imperdiet, mauris ac auctor dictum.“