Frases de Rafael Jenuino

32   0

Rafael Jenuino

Nós não verificar a identidade deste autor, pode não ser uma pessoa famosa.

Rafael Jenuino - que falta uma descrição mais detalhada do autor.

Citações Rafael Jenuino


„... Passou um furação no copo com água, A coagulação do sangue parou. O crime estava feito.“

„Uma virtude percorre minhas veias, a poesia se revela no meu tato, tenho muito pra contar... Tenho muito pra viver!“


„... É espantoso, é admirável enxergar a verdade nos furos de tuas mãos... e receber a vida da morte revogada.“

„O medo grita no olhar. A fala se some diante da multidão.“

„E por haver notas agudas minha mente desacelera...“

„Ainda não percebestes? Eu sempre fui uma interrogação... Eu sempre fui um verbo sem pronuncia.“

„A viuvez da solidão deixa de existir, deixa de nos perseguir, virará retalhos, peça de uns vestuários antigos e sobrepostos no mofo da congelada falta de te perder novamente.“

„... Já lhe contei muito sobre minha ausência, e deve ser por isso que me descubro em um derramar de água só, já que não tenho muito pra contar, vejo-me, diz a língua.“


„... Aí percebo que sou a preciosa forma de enxugar as lágrimas, e que sou a porta de saída de muita gente, sou um salvador temporário.“

„Amor: trata-se de uma entrega, algo sagrado e pessoal, porém banalizaram tudo. As minha pétalas, o meu respirar, a minha consagração a ti...“

„Sentir, esperar as gotículas caírem. Soprar o bastante pra me perder em várias questões. Dá um passo, hoje, agora e sempre. Esbarrar nas asas do Eternizado!“

„Insaciável o bastante para provar das estrelas do infinito... Tenho fome!“


„Em vista pelo não se ter, o meu ver não é mais predestinado, é empurrado por água a baixo, sem ao mesmo eu querer, sem ao mesmo os pulmões se encherem de ar.“

„... Queria andar em rua vazia, rua deserta, há ruas que quero pra mim, coisa de gente egoísta, sabe...“

„Já nos satisfazíamos por instantes, imaginávamos os beijos, os toques, o respirar leve e intolerante.“

„... e chove dentro da minha espera. A inundação é inevitável, porém o meu respirar é de liberdade! Dessa forma durmo tranquilo...“