Frases de Humberto del Maestro

18   0

Humberto del Maestro

Nós não verificar a identidade deste autor, pode não ser uma pessoa famosa.

Humberto del Maestro - que falta uma descrição mais detalhada do autor.

Citações Humberto del Maestro


„Natal em festejo!
Os filhos não me visitam...
Papai sem presentes.“

„A chuva tardia
deixou perfumes de terra
nas ruas molhadas.“


„Ao primeiro susto,
os pombais, cheios de arrulhos,
ficaram vazios.“

„Não tenho certeza,
mas acho que os grilos gostam
da minha janela.“

„Seus cachos de seda
são borboletas douradas
brincando na brisa.“

„Doze anos em flor!
A linda menina ainda
não pensa no amor.“

„Muita brisa à noite.
Dos jasmineiros da rua,
perfumes e flores.“

„Na velha roseira,
entre as folhas e os espinhos,
uma aranha tece.“


„é quase noitinha
o céu entorna no poente
um copo de vinho“

„Os beijos da tarde
são feitos de mil fragrâncias
de velhas saudades.“

„Não é meia-noite
e as mariposas cansadas
já dormem nas praças.“

„Começo de chuva...
A tempestade faz festa,
no meio da rua.“


„A noite flutua
e as rosas dormem mimosas
aos beijos da lua.“

„A lua, cansada,
adormeceu por instantes
no leito do rio.“

„Longa chuvarada...
Nos matos e nas lagoas,
um canto de vida.“

„Sentei-me na praia
e quando dou pela coisa
o mar me beijava.“