Frases sobre boa

Uma coleção de frases e citações sobre o tema da boa, coisa, ser, vida.

Total 1141 citações, filtro:

William Shakespeare photo
Jair Bolsonaro photo

„Isso nem passa pela minha cabeça. Eles tiveram uma boa educação. Eu sou um pai presente, então não corro este risco.“

—  Jair Bolsonaro 38º Presidente do Brasil 1955

Em participação no programa CQC, após ser questionado sobre se eventualmente um filho fosse homossexual. O Globo, 29/03/2011.
Década de 2010, 2011

„Sementes de dispersão


Mas o que foi semeado em boa terra […] produz a cem, a sessenta e a trinta por um. v.23.


Recebi um e-mail maravilhoso de uma mulher que escreveu: “Sua mãe foi minha professora de primeiro ano em 1958. Ela era uma grande professora, muito gentil, mas rigorosa! Ela nos fez memorizar o Salmo 23 e dizê-lo na frente da classe, e fiquei horrorizado. Mas esse foi o único contato que tive com a Bíblia até 1997, quando me tornei cristão. E as lembranças da Sra. McCasland inundaram minha mente enquanto eu relia a Bíblia.”

Jesus contou a uma grande multidão a parábola sobre o fazendeiro que semeou, e cujas sementes caíram em diferentes tipos de terreno, uma à beira do caminho, outra em solo rochoso, entre espinhos e, por fim, em bom terreno (vv.1-9). Enquanto algumas sementes nunca germinaram, “a semente que cai em terra boa refere-se a alguém que ouve a palavra e a entende” e “produz a cem, a sessenta e a trinta por um” o que foi semeado (v.23).

Durante os 20 anos que a minha mãe lecionou na primeira série nas escolas públicas, a leitura, a escrita e a aritmética, ela espalhou as sementes da bondade e a mensagem do amor de Deus.

O e-mail de seu ex-aluno concluía: “Tive outras influências em minha caminhada cristã mais tarde na vida, é claro. Mas meu coração sempre retorna ao Salmo 23 e à natureza gentil de sua mãe.”

Uma semente do amor de Deus semeado hoje pode produzir uma colheita extraordinária.

Nós semeamos — Deus produz a colheita. David C. McCasland“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

Charles Bukowski photo
Charles Bukowski photo
Émile Durkheim photo
Anne Frank photo
William Shakespeare photo

„Não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso.“

—  William Shakespeare dramaturgo e poeta inglês 1564 - 1616

...
Variante: (...) E aceita que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso.

Helena Blavatsky photo
Fiódor Dostoiévski photo
Cora Coralina photo

„O evangelho viral


…de vós repercutiu a palavra do Senhor […] por toda parte se divulgou a vossa fé para com Deus… v.8


O projeto Textos virais na Universidade Northeastern, em Boston, EUA, está estudando como o conteúdo impresso em 1800 se espalhou pelos jornais, a rede de mídia social daquela época. Se um artigo foi reimpresso 50 vezes ou mais, eles o consideram “viral” para a era industrial. Escrevendo na revista Smithsonian, Britt Peterson observou que um artigo de notícias do século 19 descreve que os cristãos foram executados por sua fé, e que isso apareceu em pelo menos 110 publicações diferentes.

Quando o apóstolo Paulo escreveu aos cristãos de Tessalônica, ele os elogiou por seu testemunho ousado e corajoso para Jesus: “…repercutiu a palavra do Senhor não só na Macedônia e Acaia, mas também por toda parte se divulgou a vossa fé para com Deus…” (v.8). A mensagem do evangelho se tornou viral através dessas pessoas cujas vidas foram transformadas por Jesus Cristo. Apesar das dificuldades e perseguições, elas não poderiam permanecer em silêncio.

Transmitimos a história de perdão e vida eterna em Cristo por meio da bondade em nosso coração, mãos prontas para ajudar e palavras honestas de todos nós que conhecemos o Senhor. O evangelho transforma a nossa vida e a vida daqueles que encontramos.

Que transmitamos as boas-novas para que todos as ouçam hoje!

Não há notícia melhor do que o evangelho. 
Divulgue essa palavra! David C. McCasland“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Veja o que Jesus fez


…E nesse novo serviço de amor queremos também que façam mais do que os outros. 2 Coríntios 8:7 (NTLH)


O menino tinha apenas 8 anos quando anunciou para Wally, um amigo de seus pais: “Eu amo Jesus e quero servir a Deus no exterior algum dia.” Durante os dez anos seguintes ou mais, Wally orou por ele, enquanto o observava crescer. Mais tarde, quando este jovem se inscreveu para servir com uma agência missionária no Mali, Wally lhe disse: “Já estava na hora! Quando ouvi o que você queria fazer, investi algum dinheiro e fui guardando para você, esperando por esta notícia emocionante.” Wally deseja ajudar o próximo e contribuir para levar-lhes as boas-novas de Deus.

Jesus e Seus discípulos precisavam de apoio financeiro enquanto viajavam de cidade em cidade, contando a boa notícia do Seu reino (Lucas 8: 1-3). Um grupo de mulheres que haviam sido curadas de espíritos malignos e doenças ajudou a apoiá-los prestando “…assistência com os seus bens” (v.3). Uma delas foi Maria Madalena, que tinha sido liberta de sete demônios. Outra era Joana, mulher de um funcionário na corte de Herodes. Nada se sabe sobre Suzana e “muitas outras” (v.3), mas sabemos que Jesus tinha atendido as necessidades espirituais delas. Agora elas estavam ajudando Jesus e Seus discípulos compartilhando com eles os seus recursos financeiros.

Quando consideramos o que Jesus fez por nós, o desejo de Ele ajudar os outros, passa a ser nosso também. Vamos perguntar a Deus como Ele quer nos usar.

Jesus deu tudo o que tinha; 
Ele merece tudo o que somos. Anne Cetas“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Isto me traz alegria?

…tudo o que é verdadeiro, […] se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento. v.8

Marie Kondo, jovem japonesa, escreveu o livro A mágica da alegria (Ed. Sextante, 2015), sobre o descarte e a organização e já vendeu dois milhões de cópias em todo o mundo. O objetivo é ajudar as pessoas a livrarem-se de coisas desnecessárias em suas casas e armários, coisas que lhes pesam. Ela sugere que seguremos cada item e nos perguntemos: Isso me traz alegria? Se a resposta for sim, devemos mantê-lo. Se for não, descartá-lo.

Paulo exortou os cristãos de Filipos a buscarem a alegria em seu relacionamento com Cristo. “Alegrai-vos sempre no Senhor; outra vez vos digo: alegrai-vos” (Filipenses 4:4). Em vez de uma vida cheia de ansiedade, ele exortou-os a orar por tudo e permitir que a paz de Deus guarde os seus corações e mentes em Cristo (vv.6,7).

Olhando para as nossas tarefas e responsabilidades diárias, vemos que nem todas são agradáveis. Mas podemos questionar: “De que maneira esta tarefa pode agradar a Deus e a mim também?” Uma mudança no objetivo do que fazemos pode transformar a maneira como nos sentimos a respeito dessas tarefas e responsabilidades.

“Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento” (v.8).

As palavras de despedida de Paulo são alimento para a mente e uma receita para a alegria.

Envolver-se completamente com o Senhor 
é o princípio da alegria. David C. McCasland“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Qual é a ocasião?


Sei que tudo quanto Deus faz durará eternamente… v.14


Arthur, 4 anos, espiou para fora do capuz do seu moletom favorito deixando à vista o seu alegre rostinho. O capuz imitava uma cabeça de jacaré com mandíbulas de pelúcia que pareciam engolir a cabeça dele! Sua mamãe não aprovou o moletom escolhido. Ela queria causar uma boa impressão na visita que fariam a uma família que não viam há tempos.

Então ela lhe disse: “Esse moletom não é apropriado para a ocasião de hoje.”

“É sim!”, Arthur protestou prontamente.

“Sim, e que ocasião você acha que é?”, perguntou ela. Arthur respondeu: “Você sabe, mãe. Vida!” O garoto convenceu a sua mãe a deixar ele vestir o moletom que preferia!

Arthur já aprendeu o que lemos em Eclesiastes 3:12: “…nada há melhor para o homem do que regozijar-se e levar vida regalada”. Esse livro pode parecer deprimente e muitas vezes é incompreendido porque foi escrito a partir de uma perspectiva humana, não divina. O escritor, o rei Salomão, perguntou: “Que proveito tem o trabalhador naquilo com que se afadiga” (v.9)? No entanto, nele vislumbramos a esperança, pois ele também escreveu: “…é dom de Deus que possa o homem comer, beber e desfrutar o bem de todo o seu trabalho” (v.13).

Nós servimos a um Deus que nos dá boas coisas para desfrutar. Tudo o que Ele faz “durará eternamente” (v.14). À medida que o reconhecemos e seguimos os Seus ensinos de amor, Ele incute e inspira em nós o Seu propósito, significado e alegria de viver.

O Senhor, que o criou, 
quer ser o centro de sua vida. Tim Gustafson“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Nada falta


Deus pode fazer-vos abundar […] a fim de que […] superabundeis em toda boa obra. 2 Coríntios 9:8


Imagine fazer uma viagem sem bagagem. Sem necessidades básicas. Sem trocas de roupa. Sem dinheiro ou cartões de crédito. Soa insensato e aterrorizante, não?

Mas foi exatamente isso o que Jesus disse aos Seus doze discípulos para fazerem quando os enviou em sua primeira missão de pregar e curar. “Ordenou-lhes que nada levassem para o caminho, exceto um bordão; nem pão, nem alforje, nem dinheiro; que fossem calçados de sandálias e não usassem duas túnicas” (Marcos 6:8,9).

Contudo, mais adiante, quando os estava preparando para o seu trabalho após Ele partir, Jesus disse aos Seus discípulos: “…Quem tem bolsa, tome-a, como também o alforje; e o que não tem espada, venda a sua capa e compre uma” (Lucas 22:36). Então, qual é a questão aqui? Trata-se de confiar em que Deus proverá.

Referindo-se à primeira viagem, Jesus perguntou aos discípulos: “…Quando vos mandei sem bolsa, sem alforje e sem sandálias, faltou-vos, porventura, alguma coisa?…”. E eles responderam: “…Nada…” (v.35). Os discípulos tiveram tudo o que precisaram para realizar o que Deus os havia chamado a fazer. Ele foi capaz de supri-los com o poder de fazer a Sua obra (Marcos 6:7).

Será que nós confiamos que Deus suprirá as nossas necessidades? Estamos também assumindo responsabilidade pessoal e planejamento? Tenhamos fé de que Ele nos dará o que precisarmos para realizar a Sua obra.

A vontade de Deus feita ao Seu modo nunca deixará de receber a 
Sua provisão. Hudson Taylor, fundador da Missão do interior da China Poh Fang Chia“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Perdendo para encontrar


…quem […] perde a vida por minha causa achá-la-á. v.39


Quando casei com meu noivo inglês e me mudei para o Reino Unido, pensei que seria uma aventura de 5 anos em uma terra estrangeira. Nunca sonhei que ainda estaria vivendo aqui quase 20 anos depois ou que, às vezes, sentiria que estava perdendo minha vida ao dizer adeus à família, amigos, trabalho e tudo que me era familiar. Entretanto, ao perder meu antigo estilo de vida, encontrei um melhor.

Jesus prometeu o dom contraditório aos Seus apóstolos: encontrar a vida quando a perdemos. Quando Ele enviou os doze discípulos para compartilharem as Suas boas-novas, Ele lhes pediu para que o amassem mais do que a suas mães ou pais, filhos ou filhas (Mateus 10:37). Suas palavras chegaram a uma cultura em que as famílias eram a pedra angular da sociedade e altamente valorizadas. Mas Ele prometeu que, se eles se dispusessem a perder a vida por Sua causa, eles a encontrariam (v.39).

Não temos de nos mudar para o exterior para nos encontrarmos em Cristo. Por meio de serviço e comprometimento, como ocorreu com os discípulos que saíram para compartilhar as boas notícias do reino de Deus, encontramo-nos recebendo mais do que damos por meio do amor abundante que o Senhor derrama sobre nós. É claro que Ele nos ama independentemente do quanto o servimos, e encontramos contentamento, significado e satisfação quando nos dedicamos ao bem-estar dos outros.

Toda perda deixa um espaço que pode ser preenchido 
com a presença de Deus. Amy Boucher Pye“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Crescendo ao vento


…Quem é este que até o vento e o mar lhe obedecem? v.41


Imagine o mundo sem o vento. Os lagos seriam calmos. As folhas não voariam pelas ruas. Mas com o ar parado, quem esperaria que as árvores caíssem de repente? Foi o que aconteceu em uma cúpula de vidro de 1,2 hectares construída no deserto do Arizona, EUA. Dentro de uma enorme bolha sem vento, chamada Biosfera 2, as árvores cresceram mais rapidamente do que o normal, até desabarem de repente. Os pesquisadores acabaram achando uma explicação. As árvores necessitavam do estresse do vento para crescerem fortes.

Jesus permitiu que os Seus discípulos sofressem ventos fortes para fortalecerem sua fé (Marcos 4:36-41). Durante uma travessia noturna por águas conhecidas, uma tempestade repentina foi excessiva até mesmo para aqueles pescadores experientes. O vento e as ondas inundavam o barco enquanto Jesus, exausto, dormia na popa. Em pânico, eles o acordaram. Seu Mestre não se importava por estarem prestes a morrer? Em que Ele pensava? Então, eles começaram a descobrir. Jesus disse ao vento e às ondas para se acalmarem — e lhes perguntou por que ainda não tinham fé nele.

Se o vento não houvesse soprado, os discípulos nunca teriam perguntado: “…Quem é este que até o vento e o mar lhe obedecem?” (Marcos 4:41).

Hoje, viver numa bolha protetora pode parecer uma boa ideia. Mas quão forte seria a nossa fé se não pudéssemos descobrir por nós mesmos o Seu reconfortante “acalma-te” quando os ventos das circunstâncias uivam?

Deus nunca dorme. Mart De Haan“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Aprenda com o passado


“…Tornai-vos para mim, diz o Senhor dos Exércitos, e eu me tornarei para vós outros…” v.3


Quantas vezes percebemos que entramos “numa furada” e nos prometemos que não repetiremos o mesmo erro para, pouco depois, fazermos tudo de novo? Quem nunca o fez? Isso acontece porque esquecemos das lições do passado.

Deus usou o profeta Zacarias para dizer aos israelitas que voltaram do cativeiro babilônico que aprendessem as lições de sua própria história. Eles achavam que sua missão era reconstruir o Templo destruído por Nabucodonosor, 70 anos antes. Mas vemos Deus lhes ensinando que a principal missão deles era voltar para Ele. “Lembrem-se! Não é o Templo, sou eu!”, dizia o Senhor.

Deus enfatiza que Ele deseja que o nosso coração seja o templo onde Ele habita para sempre. Os antepassados dos israelitas possuíam o Templo, mas não tinham compromisso com o Senhor. E essa geração não possuía um Templo, mas se tivessem compromisso com Deus, a bênção estaria sobre eles. A mensagem central é: coloque Jesus como o primeiro, como o Senhor. Quando invertemos a meta de nossa vida, até as coisas boas podem, devagarinho, nos afastar de Deus. Podemos estar cheios de boas intenções, mas longe do propósito do Senhor para nós.

O Senhor tem mais para você do que os bens materiais, mas Ele lhe diz: “Volte para mim!”. Quando nos voltamos para Deus, Ele se volta para nós em graça e misericórdia.

Você aprenderá com essa lição do passado? Senhor, revela a mim o Teu propósito para a minha vida.

O Senhor os ajuda e os livra; […] porque nele buscam refúgio. 
Salmo 37:40 Paschoal Piragine Junior“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Boa companhia


…o Espírito da verdade, […] habita convosco e estará em vós. v.17


A mulher idosa não falava com ninguém nem pedia nada no lar onde estava. Parecia que ela simplesmente não existia, balançando-se em sua velha e ruidosa cadeira. Ela não recebia muitos visitantes, então uma jovem enfermeira costumava visitá-la no quarto em seus intervalos de folga. Sem fazer perguntas à mulher para tentar fazê-la falar, ela simplesmente puxava outra cadeira e balançava ao lado da senhora. Depois de vários meses, a mulher idosa disse a ela: “Obrigada por se balançar comigo.” Ela estava grata pela companhia.

Antes de voltar ao Céu, Jesus prometeu enviar um companheiro constante aos Seus discípulos. Ele lhes disse que não os deixaria sozinhos, mas enviaria o Espírito Santo para habitar com eles: “o Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê, nem o conhece; vós o conheceis, porque ele habita convosco e estará em vós” (João 14:17). Essa promessa ainda é verdadeira para os cristãos hoje. Jesus disse que o Deus triúno faz Sua “morada” em nós (v.23).

O Senhor é nosso próximo e fiel companheiro durante toda a nossa vida. Ele nos guiará em nossas lutas mais profundas, perdoará nossos pecados, ouvirá cada oração silenciosa e assumirá os fardos que não podemos suportar.

Podemos desfrutar de Sua doce companhia hoje.

O coração do cristão 
é a morada do Espírito Santo. Anne Cetas“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Perdoado!


Ando errante como ovelha desgarrada; procura o teu servo… Salmo 119:176


Um de meus amigos, às vezes, tinha uma surpresa para sua família quando chegava a casa, vindo do seu trabalho. Ele passava pela porta da frente e gritava: “Você está perdoado!” Não era porque os membros da família o tivessem ofendido e precisassem de seu perdão. Ele estava lhes lembrando que, embora sem dúvida tivessem pecado ao longo do dia, tinham sido totalmente perdoados pela graça de Deus.

O apóstolo João nos fornece estas palavras a respeito da graça: “Se, porém, andarmos na luz, como ele está na luz, mantemos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado. Se dissermos que não temos pecado nenhum, a nós mesmos nos enganamos, e a verdade não está em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça” (1 João 1:7-9).

“Andar na luz” é uma metáfora que significa seguir a Jesus: insiste João, imitar Jesus com a ajuda do Espírito significa que nos unimos aos apóstolos na comunhão da fé. Somos cristãos autênticos. Mas, ele prossegue, não vamos nos enganar: às vezes fazemos escolhas erradas. No entanto, a graça é concedida sem medida, e podemos usufruir do perdão que precisamos.

A boa palavra para hoje é: Somos imperfeitos; porém somos perdoados por Jesus!

Monitore o seu coração diariamente 
para evitar afastar-se da sabedoria de Deus. David H. Roper“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Além das etiquetas


…Deus prova o seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores. v.8


Certa igreja na minha cidade tem um cartão de boas-vindas único que capta o amor e a graça de Deus para todos. Ele diz: “Se você é: santo, pecador, perdedor, vencedor” — seguido por muitos outros termos usados para descrever as pessoas em dificuldades — “alcoólatra, hipócrita, trapaceiro, amedrontador, desajustado… Você é bem-vindo aqui.” Um dos pastores me disse: “Lemos esse cartão em voz alta juntos em nossos cultos todos os domingos.”

Quantas vezes aceitamos rótulos e permitimos que eles definam quem somos. E com que facilidade rotulamos os outros. Mas a graça de Deus desafia os rótulos porque está enraizada em Seu amor, não em nossa autopercepção. Se nos vemos como maravilhosos ou terríveis, capazes ou desamparados, podemos receber a vida eterna como um presente dele. O apóstolo Paulo relembrou aos seguidores de Jesus em Roma que “…Cristo, quando nós ainda éramos fracos, morreu a seu tempo pelos ímpios” (Romanos 5:6).

O Senhor não exige que mudemos por nosso próprio poder. Em vez disso, Ele nos convida a vir como somos para encontrar esperança, cura e liberdade nele. “Deus prova o seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores” (v.8). O Senhor está pronto e disposto a nos receber tal como somos.

O perdão de Deus desafia as nossas falhas ou orgulho. David C. McCasland“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„O bem supremo


…Sim, deveras considero tudo como perda, por causa da sublimidade do conhecimento de Cristo Jesus… v.8


Cresci na Jamaica, e meus pais criaram minha irmã e eu para sermos “pessoas boas”. Em casa, bom significava obedecer aos pais, falar a verdade, ir bem na escola, no trabalho e ir à igreja pelo menos na Páscoa e no Natal. Imagino que esta definição de ser boa pessoa seja familiar para muitos, independentemente da cultura. Na verdade, Paulo, em Filipenses 3, usou a definição de ser bom em sua cultura para destacar algo maior.

Paulo, sendo um devoto judeu do primeiro século, seguiu a lei moral de sua cultura ao pé da letra. Ele nasceu na família “certa”, tinha a educação “certa” e praticava a religião “certa”. Era o verdadeiro em termos de ser uma boa pessoa de acordo com o costume judaico. No versículo 4, Paulo escreve que se ele quisesse, poderia se vangloriar de toda a sua bondade. Mas, sendo bom como era, Paulo disse aos seus leitores (e a nós) que há algo mais do que ser bom. Ele sabia que ser apenas bom, não era o mesmo que agradar a Deus.

Paulo escreve nos vv.7,8 que agradar a Deus, envolve conhecer a Jesus. Paulo considerava a sua própria bondade como “lixo” quando comparado com “o valor supremo de conhecer a Cristo Jesus”. Somos bons — e agradamos a Deus — quando a nossa esperança e fé estão em Cristo, e não em nossa bondade.

Somos bons e agradamos a Deus quando nossa esperança e fé 
estão somente em Cristo, não em nossa bondade. Kevin Williams“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Hora de florescer


…Senhor, deixa-a ainda este ano, até que eu escave ao redor dela e lhe ponha estrume. v.8


Na primavera passada, decidi derrubar a roseira perto da nossa porta dos fundos. Nos três anos em que morávamos em nossa casa, não havia produzido muitas flores, e seus feios e infrutíferos ramos estavam agora se espalhando em todas as direções.

Mas andei muito ocupado, e meu plano de jardinagem foi adiado. Foi melhor assim, pois apenas algumas semanas mais tarde, a roseira explodiu em flores como eu nunca tinha visto antes. Centenas de flores brancas, grandes e ricas em perfume, pendiam sobre a porta dos fundos, fluíam para o nosso quintal e se espalhavam no chão com belas pétalas.

O renascimento da minha roseira me lembrou a parábola de Jesus sobre a figueira em Lucas 13:6-9. Em Israel, era costume dar três anos para as figueiras produzirem frutos. Se não dessem, eram cortadas para que o solo pudesse ser melhor utilizado. Nessa parábola de Jesus, um jardineiro pede ao seu patrão que dê a uma árvore em particular um quarto ano para produzir. No contexto (vv.1-5), a parábola implica isso: os israelitas não tinham vivido como deveriam, e Deus poderia julgá-los justamente. Mas Deus é paciente e concedera tempo extra para que eles se voltassem a Ele, fossem perdoados e florescessem.

Deus quer que todas as pessoas floresçam e tem-lhes dado tempo extra para que isso ocorra. Se ainda estamos caminhando em direção à fé ou orando por família e amigos incrédulos, Sua paciência é uma boa notícia para todos nós.

Deus deu ao mundo um tempo extra 
para que respondam a Sua oferta de perdão. Sheridan Voysey“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Razão para cantar


Salmodiai a Deus, cantai louvores; salmodiai ao nosso Rei, cantai louvores. Salmo 47:6


Cantar muda o cérebro! Os estudos mostram que ao cantarmos, o nosso corpo libera hormônios que aliviam a ansiedade e estresse. Indicam também que quando as pessoas cantam em conjunto, os batimentos cardíacos sincronizam-se.

Em Efésios 5:19, Paulo encoraja a igreja a compartilhar com salmos, hinos e canções espirituais. A Bíblia ensina: “Cante louvores” mais de 50 vezes.

O povo de Deus demonstra sua confiança no Senhor, por meio de cânticos ao marchar para a batalha (2 Crônicas 20). Os inimigos se dirigiam para o povo de Judá e, alarmado, o rei Jeosafá chamou a todos, e liderou a comunidade em intensa oração. Eles não se alimentaram, apenas oraram: “…não sabemos nós o que fazer; porém os nossos olhos estão postos em ti” (v.12). No dia seguinte, partiram. Eles não eram liderados por seus guerreiros mais ferozes, mas por seu canto. E acreditavam na promessa de Deus de que seriam libertos sem ter de enfrentar lutas (v.17).

Enquanto cantavam e caminhavam rumo ao conflito, seus inimigos lutaram uns contra outros! Quando o povo de Deus chegou ao campo de batalha, os combates tinham terminado. Deus salvou o Seu povo enquanto eles marchavam pela fé para o desconhecido, cantando louvores ao Senhor.

Deus nos encoraja a louvá-lo por boas razões. Se estamos ou não marchando para a batalha, louvar a Deus tem poder para mudar os nossos pensamentos, nosso coração e nossa vida.

Os corações em sintonia com Deus 
cantam os Seus louvores. Amy Peterson“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Paz perfeita


Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como a dá o mundo. Não se turbe o vosso coração… v.27


Uma amiga compartilhou comigo que durante anos ela procurou paz e contentamento. Ela e seu marido construíram um negócio bem-sucedido, e compraram uma casa enorme, roupas extravagantes e joias caras. Mas nem esses bens nem suas amizades com pessoas influentes satisfaziam suas aspirações internas de paz. Um dia, quando ela se sentia triste e desesperada, um amigo lhe falou sobre as boas-novas de Jesus. Nele ela encontrou o Príncipe da Paz, e a sua compreensão da verdadeira paz e do contentamento mudou para sempre.

Jesus falou palavras de tal paz aos Seus amigos depois da última ceia juntos (João 14), quando os preparou para os acontecimentos que logo seguiriam: Sua morte, ressurreição e a vinda do Espírito Santo. Descrevendo a paz — diferente de tudo o que o mundo pode dar — Ele queria que eles aprendessem como encontrar a sensação de bem-estar mesmo em meio a dificuldades.

Mais tarde, quando o Jesus ressuscitado apareceu aos discípulos amedrontados após Sua morte, Ele os cumprimentou, dizendo: “Paz seja convosco!” (JOÃO 20:19). Agora Ele poderia dar-lhes, e a nós também, uma nova compreensão do descanso que há nele. Assim, podemos encontrar a percepção da confiança muito mais profunda do que nossos sentimentos sempre em mudança.

Jesus veio trazer paz a nossa vida 
e ao nosso mundo. Amy Boucher Pye“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Que haja honra


Guardai-vos de exercer a vossa justiça diante dos homens, com o fim de serdes vistos por eles… v.1


Sempre fiquei impressionado com a solene e magnífica simplicidade da mudança da guarda no Túmulo dos Desconhecidos no Cemitério Nacional de Arlington, EUA. O evento cuidadosamente coreografado é um tributo em honra aos soldados cujos nomes e sacrifícios são “conhecidos, apenas por Deus”. Igualmente emocionantes são os passos de ritmo constante quando as multidões se vão: de um lado a outro, hora após hora, dia a dia, mesmo no pior dos climas.

Em setembro de 2003, o furacão Isabel estava chegando em Washington, DC, e os guardas foram informados de que poderiam procurar abrigo durante o pior momento da tempestade. Surpreendentemente os guardas se recusaram! Eles desinteressadamente resistiram em seu posto para honrar a memória dos soldados abatidos, mesmo diante de um furacão.

Creio que nos ensinamentos de Jesus, em Mateus 6:1-6, está o desejo dele de que vivamos com devoção implacável e altruísta para com Ele. A Bíblia nos ensina a praticar boas obras e a viver em santidade, mas estes são atos de adoração e obediência (vv.4-6), não atitudes para nos gloriarmos (v.2). O apóstolo Paulo endossa esta fidelidade por toda a vida quando nos pede que façamos de nossos corpos “um sacrifício vivo” (Romanos 12:1).

Senhor, que os nossos momentos particulares e públicos falem de nossa devoção e compromisso contigo.

Quanto mais servimos a Cristo, 
menos serviremos a nós mesmos. Randy Kilgore“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Disfuncional


…pois todos pecaram e carecem da glória de Deus. v.23


A palavra disfuncional é frequentemente usada para descrever indivíduos, famílias, relacionamentos, organizações e até governos. Enquanto funcional significa que algo funciona bem, disfuncional é o oposto — é algo quebrado, que não está funcionando corretamente, incapaz de corresponder ao que foi projetado para fazer.

Em sua carta aos Romanos, o apóstolo Paulo começa por descrever uma humanidade espiritualmente disfuncional (1:18-32). Somos todos parte dessa rebeldia: “todos se extraviaram, à uma se fizeram inúteis; não há quem faça o bem, não há nem um sequer […]. Pois todos pecaram e carecem da glória de Deus” (3:12,23).

A boa notícia é que todos são “justificados gratuitamente, por sua graça, mediante a redenção que há em Cristo Jesus. […] a quem Deus propôs, no seu sangue, como propiciação, mediante a fé” (vv.24,25). Quando convidamos Cristo para habitar em nós e aceitamos a oferta de vida nova e perdão de Deus, estamos no caminho para nos tornarmos a pessoa que Ele nos criou para sermos. Não nos tornamos imediatamente perfeitos, mas já não temos de permanecer avariados e disfuncionais.

Pelo Espírito Santo, recebemos a força diária para honrar a Deus no que dizemos e fazemos e para nos despojar “do velho homem” e nos revestir “do novo homem, criado segundo Deus, em justiça e retidão procedentes da verdade” (EFÉSIOS 4:22-24).

Aproximarmo-nos de Cristo nos ajuda a viver 
como Ele planejou que vivêssemos. David C. McCasland“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Devo perdoar?


…Assim como o Senhor vos perdoou, assim também perdoai vós. Colossenses 3:13


Cheguei cedo à minha igreja para ajudar a preparar um evento. Uma mulher estava chorando na extremidade oposta do santuário. Ela tinha sido cruel e feito fofocas a meu respeito no passado, então eu rapidamente afoguei os seus soluços com o barulho de um aspirador de pó. Por que eu deveria me preocupar com alguém que não gostava de mim?

Quando o Espírito Santo me lembrou o quanto Deus me perdoara, atravessei a sala e fui até ela. A mulher compartilhou que o seu bebê estava no hospital por alguns meses. Choramos, nos abraçamos e oramos por sua filha. Depois de acertar as nossas diferenças, agora somos boas amigas.

Em Mateus 18, Jesus compara o reino dos céus a um rei que decidiu resolver suas contas. Um servo que devia uma enorme quantidade de dinheiro implorou por misericórdia. Logo depois de o rei ter cancelado a dívida dele, aquele criado rastreou e condenou um homem que lhe devia muito menos do que o que ele próprio devia ao rei. Quando o rei soube disso, o servo perverso foi aprisionado por causa de seu próprio espírito implacável (vv.23-34).

Escolher perdoar não desculpa o pecado nem fecha os olhos às injustiças feitas a nós, nem minimiza as nossas mágoas. Oferecer o perdão simplesmente nos liberta para desfrutarmos da dádiva imerecida da misericórdia de Deus, quando o convidamos a realizar belas obras de restabelecimento da paz em nossa vida e em nossos relacionamentos.

Perdoar os outros demonstra nossa confiança no direito de Deus 
em julgar de acordo com a Sua perfeição e bondade. Xochitl Dixon“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Aprender a língua


…encontrei também um altar no qual está inscrito: AO DEUS DESCONHECIDO. v.23


Eu estava numa pequena igreja da Jamaica e disse em meu melhor dialeto local, “Wah Gwan, Jamaica?” A reação foi melhor do que eu esperava, com os sorrisos e aplausos que recebi em troca.

Eu tinha dito apenas a saudação padrão: “O que está acontecendo?” Em Patois [pa-twa], mas para eles estava dizendo: “Preocupo-me o suficiente para falar a sua língua.” Claro que eu não sabia continuar, mas abri uma porta para comunicação.

Quando Paulo, esteve diante do povo de Atenas, ele os fez saber que conhecia a cultura deles, ao mencionar que tinha observado o seu altar ao “AO DEUS DESCONHECIDO”, e ao citar um de seus poetas. Nem todos acreditavam na mensagem de Paulo sobre a ressurreição de Jesus, mas alguns disseram: “A respeito disso te ouviremos noutra ocasião” (Atos 17:32).

À medida que compartilhamos com os outros sobre Jesus e a salvação que Ele oferece, as lições das Escrituras nos mostram que devemos investir o nosso tempo com outras pessoas, aprender um pouco de sua língua, demonstrando interesse e como uma maneira de abrir a porta para anunciar-lhes as boas-novas (1 Coríntios 9:20-23).

Quando descobrimos, “Wah Gwan?” com os outros, será fácil compartilhar o que Deus tem feito em nossa vida.

Antes de anunciar sobre Cristo aos outros, 
deixe-os ver o quanto você se importa com eles. Dave Branon“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„As pequenas coisas


Toda boa dádiva e todo dom perfeito são lá do alto… Tiago 1:17


Minha amiga Glória me ligou emocionada. Ela não podia sair de casa, exceto para ir ao médico. Por isso, entendi por que ela estava tão feliz em me dizer: “Meu filho colocou um novo alto-falante em meu computador e agora posso ir à igreja!” Agora ela podia ouvir a transmissão ao vivo do culto de sua igreja, estava feliz pela bondade de Deus e pelo: “melhor presente que o meu filho poderia ter me dado”!

Glória me ensina sobre ter o coração agradecido. Apesar de suas muitas limitações, ela é grata por pequenas coisas — pores de sol, ajuda da família e dos vizinhos, momentos tranquilos com Deus e a possibilidade de permanecer em seu próprio apartamento. A vida inteira Deus proveu por suas necessidades e ela fala dele a todos que a visitam ou telefonam.

Não sabemos quais as dificuldades que o autor do Salmo 116 encontrou. Alguns comentários bíblicos dizem que foi, provavelmente, doenças, pois ele disse, “Laços de morte me cercaram…” (v.3). Mas ele agradeceu ao Senhor por ser justo e cheio de compaixão, quando ele estava “prostrado” (vv.5,6).

Quando estamos nos sentindo fracos, pode ser difícil olhar para cima. No entanto, se o fizermos, veremos que Deus é o Doador de todas as boas dádivas em nossa vida — grandes e pequenas — e aprendemos a dar-lhe graças.

O louvor a Deus é natural 
quando você conta as suas bênçãos. Anne Cetas“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„O piano encolhido


…aquele que começou boa obra em vós há de completá-la até ao Dia de Cristo Jesus. v.6


Durante três anos consecutivos, meu filho participou de um recital de piano. No último ano em que tocou, eu o vi subir os degraus do palco e preparar a sua estante. Ele tocou duas músicas e depois sentou-se ao meu lado e sussurrou: “Mãe, este ano o piano era menor.” Eu lhe respondi: “O piano é o mesmo. Foi você que cresceu.”

Muitas vezes, o crescimento espiritual e o crescimento físico acontecem lentamente ao longo do tempo. É um processo contínuo que envolve tornar-se mais semelhante a Jesus, e isso acontece à medida que somos transformados pela renovação da nossa mente (Romanos 12:2).

Quando o Espírito Santo age em nós, Ele nos conscientiza do nosso pecado. Para honrar a Deus, esforçamo-nos para mudar. Às vezes, experimentamos sucesso, mas em outros momentos, tentamos e falhamos. Parece que nada muda, desanimamos. Podemos comparar o fracasso com a falta de progresso, quando na verdade, com frequência estamos no meio do processo.

O crescimento espiritual envolve o Espírito Santo, a nossa vontade de mudar e tempo. Em certos pontos em nossa vida, podemos olhar para trás e ver que crescemos espiritualmente. Que Deus nos dê a fé para continuar a acreditar que “…aquele que começou boa obra em vós há de completá-la até ao Dia de Cristo Jesus” (FILIPENSES 1:6).

O crescimento espiritual é um processo. Jennifer Benson Schuldt“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„O dom de dar


Cada um contribua segundo tiver proposto no coração, […] porque Deus ama a quem dá com alegria. 2 Coríntios 9:7


Certo pastor deu vida à frase “Ele te daria a própria roupa”, quando entregou este desafio perturbador à sua igreja: “O que aconteceria se tirássemos nossos casacos e os déssemos aos necessitados?” Em seguida, tirou o seu e colocou-o aos pés do púlpito. Dezenas de outros seguiram o seu exemplo. Eles fizeram isso no inverno, de modo que a volta para casa foi menos confortável naquele dia. Porém, para dezenas de pessoas em necessidade, a estação ficou um pouco mais aquecida.

Quando João Batista percorreu o deserto da Judeia, ele tinha um aviso severo para a multidão que veio ouvi-lo. “…Raça de víboras”, ele disse. “Produzi, pois, frutos dignos de arrependimento…” (Lucas 3:7,8). Assustados, perguntaram-lhe: “O que devemos fazer então?” Ele os respondeu com um conselho: “Quem tem duas túnicas, reparta com quem não tem; e quem tiver comida, faça o mesmo” (vv.10,11). O verdadeiro arrependimento produz um coração generoso.

“Deus ama a quem dá com alegria”, portanto a nossa doação jamais deve basear-se em culpa ou pressão (2 CORÍNTIOS 9:7). Mas quando doamos de boa vontade e generosamente, descobrimos que realmente é mais abençoador dar do que receber.

A alma generosa prosperará, e quem dá a beber será dessedentado. 
Provérbios 11:25 Tim Gustafson“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„O que dura para sempre?


Tu, porém, és sempre o mesmo, e os teus anos jamais terão fim. v.27


Meu amigo ao passar dificuldades escreveu: “Ao refletir sobre os últimos semestres da vida estudantil, muitas coisas mudaram. É assustador. Nada dura para sempre.”

Na verdade, muitas coisas podem acontecer em dois anos: mudança de carreira, novas amizades, doença, morte. Boas ou más, as mudanças podem estar à espreita ao virar da esquina, esperando para atacar! Simplesmente não sabemos. Que conforto é saber que o nosso amoroso Pai celestial não muda.

O salmista diz: “Tu, porém, és sempre o mesmo, e os teus anos jamais terão fim” (Salmo 102:27.). É imensa a implicação desta verdade. Significa que Deus é para sempre amoroso, justo e sábio. Como o professor de Bíblia, Arthur W. Pink, afirma maravilhosamente: “Sejam quais tenham sido os atributos de Deus antes da criação do Universo, são exatamente os mesmos agora, e permanecerão para sempre.”

No Novo Testamento, Tiago escreve: “Toda boa dádiva e todo dom perfeito são lá do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não pode existir variação ou sombra de mudança” (1:17). Em nossas circunstâncias de mudança, podemos sempre ter a certeza de que nosso bom Deus é sempre consistente com o Seu caráter. Ele é a fonte de tudo que é bom, e tudo que Ele faz é bom.

Pode parecer que nada durará para sempre, mas Deus permanecerá consistentemente bom para os que são Seus.

Aquele que sustém o Universo 
jamais desiste de você. Poh Fang Chia“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

Arthur Schopenhauer photo
Karl Marx photo

„O caminho do inferno está pavimentado de boas intenções.“

—  Karl Marx filósofo, economista e sociólogo alemão 1818 - 1883

Martinho Lutero photo
Confucio photo
René Descartes photo
Sócrates photo

„Meu conselho é que se case; se você arrumar uma boa esposa, será feliz; se arrumar uma esposa ruim, se tornará um filósofo.“

—  Sócrates -470 - -399 a.C.

Sócrates]] citado em "Manual Do Homem Separado" - Página 147, Jayme Asktein, 7Letras, 2004, ISBN 8575771221, 9788575771228
Atribuídas

Marco Aurelio photo
Cesare Pavese photo
Adam Smith photo

„O que pode ser acrescentado à felicidade do homem que goza de boa saúde, não tem dívidas e está com a consciência limpa?“

—  Adam Smith 1723 - 1790

What can be added to the happiness of a man who is in health, who is out of debt, and has a clear conscience?
The theory of moral sentiments: To which is added a dissertation on the origin of languages - Página 62 http://books.google.com.br/books?id=67kIAAAAQAAJ&pg=PA62&lpg=PA62&source=bl&ots=0-p7klr7xK&sig=3Jz1iKFE_acmDiN6fltb6fKDWQE&hl=pt-BR&sa=X&ei=aaEiUIafA4TO9AS17IGYAQ&redir_esc=y#v=onepage&f=false, Adam Smith - Printed for A. Millar, A. Kincaid and J. Bell in Edinburgh; and sold by T. Cadell, 1767 - 478 páginas

Lao Tsé photo
Platão photo
Madre Teresa de Calcutá photo

„As pessoas boas merecem nosso amor; as pessoas ruins, precisam dele.“

—  Madre Teresa de Calcutá Santa da Igreja Católica 1910 - 1997

Atribuídas

Nitiren Daishonin photo
Sócrates photo
Abraham Lincoln photo
Gerson De Rodrigues photo

„Cartas Póstumas

Eu vivi uma vida de Rebeldia Neguei os deuses e gritei por Anarquia Nas canções mais lindas escrevi versos de Poesia Fui uma alma abandonada que amou a Melancolia Que nos momentos mais sombrios se encontrou na Filosofia

No momento enquanto escrevo essa carta, estou decidido em me matar. Essa é uma vontade constante que a muito tempo me assombra. Todas as vezes em que estou decidido em acabar com tudo, eu simplesmente invento uma nova mentira.

E quando eu menos percebo, lá estou eu vivendo como todos os outros sem perceber o barulho das correntes em nossos pés…

Talvez, quando estiveres lendo essa carta daqui a cinco ou cinquenta anos eu já esteja morto. Ou talvez eu tenha encontrado motivos para viver, motivos o suficiente que me façam ler estes versos no futuro e dizer

- Tolo, como ousas dizer tamanha estupidez?

O Futuro é incerto. Eu fico me perguntando, todas as vezes em que me pego refletindo sobre a minha morte Quantos livros eu publiquei enquanto estava vivo? Quantas aulas eu dei? Quantas pessoas eu influenciei? Quantas vidas eu salvei? Será que… eu fiz o meu trabalho como Filósofo? Ou o tempo me apagou de sua história?

De qualquer forma, todos seremos apagados um dia. Então a resposta para essa pergunta de fato não importa.

Oh sim, eu vivi uma vida interessante. Tive uma juventude repleta de rebeldia e anarquia e aos vinte e três me vi publicando meu primeiro livro de Filosofia. Aquele jovem rebelde que só sabia gritar ‘’ Anarquia’’ hoje é um professor de Filosofia.

Quem diria não é mesmo? Em quantos momentos da minha juventude eu não jurei que o dia seguinte seria o último, e aqui estou eu, vivo e escrevendo.

Talvez esses momentos de escuridão com a assombração da morte cantando em meus ouvidos sejam de fato passageiros, ou talvez na pior das hipóteses eu simplesmente esteja me entregando a ela aos poucos.

Existem tantas coisas que eu poderia conquistar, tantos outros livros a publicar, pessoas para amar, causas para se lutar, alunos para ensinar…

Mas tudo que eu quero nesse momento é o direito de me suicidar.

Para aqueles que ficam, meus pais e meus amigos:

Nenhuma mãe deveria enterrar o seu filho, e nenhum amigo deveria chorar sobre o tumulo do outro. Embora eu de fato sinta um carinho enorme por todos vocês, sinto que a minha história seria de maior relevância com um ponto final em seu caminho.

Aos vermes que se alimentarem do meu corpo putrefato, desejo a vocês boa sorte. Algum dia, seremos ambos poeira no abismo do espaço e nenhuma diferença existirá dos homens aos vermes.

E Para aqueles que estiverem lendo essa carta. Vivam!! Pois para mim já é tarde demais…“

—  Gerson De Rodrigues poeta, escritor e anarquista Brasileiro 1995

Suicídio Morte Niilismo Cartas Costumas - Gerson De Rodrigues
Variante: Cartas Póstumas

Eu vivi uma vida de Rebeldia
Neguei os deuses e gritei por Anarquia
Nas canções mais lindas escrevi versos de Poesia
Fui uma alma abandonada que amou a Melancolia
Que nos momentos mais sombrios se encontrou na Filosofia

No momento enquanto escrevo essa carta, estou decidido em me matar. Essa é uma vontade constante que a muito tempo me assombra. Todas as vezes em que estou decidido em acabar com tudo, eu simplesmente invento uma nova mentira.

E quando eu menos percebo, lá estou eu vivendo como todos os outros sem perceber o barulho das correntes em nossos pés...

Talvez, quando estiveres lendo essa carta daqui a cinco ou cinquenta anos eu já esteja morto. Ou talvez eu tenha encontrado motivos para viver, motivos o suficiente que me façam ler estes versos no futuro e dizer

- Tolo, como ousas dizer tamanha estupidez?

O Futuro é incerto. Eu fico me perguntando, todas as vezes em que me pego refletindo sobre a minha morte
Quantos livros eu publiquei enquanto estava vivo?
Quantas aulas eu dei?
Quantas pessoas eu influenciei?
Quantas vidas eu salvei?
Será que... eu fiz o meu trabalho como Filósofo?
Ou o tempo me apagou de sua história?

De qualquer forma, todos seremos apagados um dia. Então a resposta para essa pergunta de fato não importa.

Oh sim, eu vivi uma vida interessante. Tive uma juventude repleta de rebeldia e anarquia e aos vinte e três me vi publicando meu primeiro livro de Filosofia. Aquele jovem rebelde que só sabia gritar ‘’ Anarquia’’ hoje é um professor de Filosofia.

Quem diria não é mesmo? Em quantos momentos da minha juventude eu não jurei que o dia seguinte seria o último, e aqui estou eu, vivo e escrevendo.

Talvez esses momentos de escuridão com a assombração da morte cantando em meus ouvidos sejam de fato passageiros, ou talvez na pior das hipóteses eu simplesmente esteja me entregando a ela aos poucos.

Existem tantas coisas que eu poderia conquistar, tantos outros livros a publicar, pessoas para amar, causas para se lutar, alunos para ensinar...

Mas tudo que eu quero nesse momento é o direito de me suicidar.

Para aqueles que ficam, meus pais e meus amigos:

Nenhuma mãe deveria enterrar o seu filho, e nenhum amigo deveria chorar sobre o tumulo do outro. Embora eu de fato sinta um carinho enorme por todos vocês, sinto que a minha história seria de maior relevância com um ponto final em seu caminho.

Aos vermes que se alimentarem do meu corpo putrefato, desejo a vocês boa sorte. Algum dia, seremos ambos poeira no abismo do espaço e nenhuma diferença existirá dos homens aos vermes.

E Para aqueles que estiverem lendo essa carta. Vivam!! Pois para mim já é tarde demais...

- Gerson De Rodrigues

„Integridade moral de Deus

O Senhor vinga e fica furioso. . . . O Senhor é bom. . . e Ele conhece aqueles que confiam nEle. - Naum 1: 2,7

Bertrand Russell tornou-se ateu depois de ler as palavras de Jesus sobre o inferno. Ele aparentemente queria um Deus que nunca se zangasse ou punisse ninguém. O Dr. Russell certamente não gostaria que a leitura das Escrituras de hoje, que fala de Deus como Aquele que “vinga e está furioso”.

Pessoalmente, eu teria dificuldade em acreditar em um Deus que nunca se zangou e não puniu o pecado. Tal Deus não seria um bom Deus. O que você acha, por exemplo, de uma testemunha de um assassinato brutal que não sentiu emoção e permaneceu indiferente para punir o transgressor? Você consideraria essa pessoa uma boa pessoa? Dificilmente!

Deus nos dá um livre arbítrio e geralmente não nos impede de realizar nossas escolhas erradas. Mas Ele nos considera responsáveis ​​e nos julgará.

Nos dias de Naum, os ninivitas eram um povo cruel que cometiam atrocidades inacreditáveis. Mas o profeta assegurou aos israelitas que Deus viu a iniquidade daquelas pessoas, ficou enfurecido com isso e punia-os justamente.

Eu sou grato que Deus possui esse tipo de integridade moral. Dá-me razão para confiar nEle para guardar todas as Suas promessas, e isso me assegura que Ele corrigirá todos os erros da história.

Às vezes parece que o pecado é ignorado
E o mal tem o seu caminho;
Mas não se engane, os olhos de Deus não estão fechados;
Ele vai nos julgar algum dia. —Sesper

O julgamento de Deus pode não ser imediato, mas é inevitável. Herbert Vander Lugt“

—  ministério_pão_diário

„Menino chicoteando

[Deus] fez Aquele que não conheceu pecado ser pecado por nós. - Escritura de hoje :
2 Coríntios 5: 12-21

Ao longo da história, as famílias reais receberam tratamento especial. Muitas vezes eles estavam isentos de manter a lei ou receber punição ou até mesmo disciplina. Mas as crianças reais ainda precisavam saber que, quando se comportavam mal, mereciam ser punidas. Quando um príncipe ou princesa desobedecia ou fazia mal no trabalho escolar, a punição era dada a um “menino chicoteado”. Não havia dúvida de quem realmente estava em falta, mas era simplesmente impensável para um criado espancar uma pessoa de realeza.

A cruz do Calvário dá uma visão completamente diferente de lidar com a transgressão. Embora o empregado esteja em falta, a realeza recebe a punição. Jesus Cristo, o Príncipe da Glória, tomou nosso lugar quando morreu na cruz. Ele se tornou voluntariamente nosso “menino chicoteado” e pagou a penalidade pelos nossos pecados.

Quanto devemos a Jesus Cristo! Como poderíamos esquecer que fomos comprados por um preço! Isso é o que manteve Paul indo quando homens menores poderiam ter desistido. Ele estava confiante de que, porque temos um substituto, Deus não está zangado conosco. A justiça de Sua Majestade foi satisfeita. Somos livres para viver e amar como nunca antes.

Que nos motive a contar aos outros as boas novas! —HWR Haddon W. Robinson

Refletir e Orar
Quando Jesus tomou nosso castigo,
a ira de Deus foi satisfeita;
Agora podemos viver em paz com Ele
porque para nós Cristo morreu. —Sesper

Cristo se tornou uma maldição para removermos a maldição de nós. Haddon W. Robinson“

—  ministério_pão_diário

„A tarefa sem fim

Ore ao Senhor da colheita para enviar trabalhadores. - Escritura de hoje :
Mateus 9: 35-10: 15

Uma missionária escreve sobre seu campo de serviço: “Fomos forçados a fechar algumas de nossas estações por falta de recursos e falta de missionários. Este é o choro em todo lugar hoje. As maiores denominações - confrontadas com um déficit crescente em seu esforço missionário - terão que chamar para casa um grande número de trabalhadores dos diferentes campos no próximo ano. Com todo o luxo que temos, a causa de Cristo deve sofrer perdas? ”

Embora pareça que poderia ter sido escrito ontem, este pedido de ajuda foi escrito em 1926 por Johanna Veenstra, uma missionária do Sudão. A declaração apareceu em um livro que ela escreveu descrevendo seu trabalho missionário pioneiro na África.

Quase 70 anos depois, a tarefa de proclamar o evangelho ainda é tão formidável e a necessidade de ajudantes ainda é imponente. De fato, não mudou desde que Jesus declarou: “A colheita é realmente abundante, mas os trabalhadores são poucos. Rogai, pois, ao Senhor da seara que mande trabalhadores para a sua seara ”(Mateus 9: 37-38). Ele próprio iniciou o trabalho há 2.000 anos enviando 12 homens com a mensagem de boas novas.

Entrar em todo o mundo com o evangelho é uma tarefa interminável. Se vamos ao Sudão, viajamos para outro lugar distante ou ficamos em casa, também é nossa tarefa.

Refletir e Orar
Longe, longínquo, nas trevas pagãs,
Milhões de almas perdem-se para sempre;
Quem, quem irá, a história da salvação contando,
Olhando para Jesus, não se importando com o custo? —McGranahan

Uma coisa que não podemos fazer sobre missões - não podemos fugir de nossa responsabilidade. Dave Branon“

—  ministério_pão_diário

„Orando em público

Quando você orar, você não será como os hipócritas. - Escritura de hoje : Mateus 6: 5-8

Quando Jesus disse às pessoas que orassem em segredo, Ele não quis dizer que orar em público é errado. O que Ele condenou são orações insinceras feitas apenas para impressionar as pessoas. Todos nós podemos sentir essa tentação sutil às vezes.

Um grupo de delegados de uma conferência cristã parou em um restaurante movimentado para almoçar e estava sentado em várias mesas ao redor da sala. Pouco antes de comer, um membro anunciou em voz alta: “Vamos rezar!” As cadeiras mudaram e as cabeças giraram. Em seguida, seguiu-se uma longa “bênção” que fez mais para esfriar a comida do que os corações quentes. Finalmente, em meio a risadinhas e resmungos, veio o bem-vindo “Amém”.

Contraste essa história com outra cena. Um professor de história de uma grande universidade estadual estava almoçando com sua família no refeitório da escola. Quando começaram a refeição, o seu pequeno menino de 3 anos gritou: “Oh papai, esquecemos de rezar!” “Bem, querida”, disse o homem, “você oraria por nós?” “Querido Jesus”, ela disse. começou, “obrigado pela nossa boa comida e todas essas pessoas legais. Amém. ”Das mesas vizinhas vieram“ amens ”de professores e alunos que foram tocados pela simples e sincera oração daquela criança.

Que todas as nossas orações públicas sejam assim.

Refletir e Orar
Embora as linhas para o céu devam ser sempre
afinadas a orar incessantemente,
vamos dar esse cuidado extra especial
para guardar nossas palavras na oração pública. HGB

Se oramos para pegar o ouvido do homem, não podemos esperar alcançar o ouvido de Deus. Dennis J. DeHaan“

—  ministério_pão_diário

„Apetites "Abutre"

Concentre sua mente nas coisas acima, não nas coisas da terra. - Escritura de hoje :
Colossenses 3: 1-10

Ao dirigir ao longo de uma rodovia, tenho visto frequentemente abutres voando alto, descendo e subindo novamente com as correntes de ar. De vez em quando, um pequeno grupo deles pode ser visto sentado na estrada, rasgando e engolindo a carcaça de alguma criatura infeliz. Tenho a impressão de que essas aves feias estão sempre à procura do que é repugnante e repulsivo!

Algumas pessoas são assim. Nada parece satisfazê-los mais do que festejar o que é pecaminoso, corrupto e imoral. Os livros e revistas que lêem, os programas de TV que assistem, as conversas em que se envolvem e as atividades que realizam revelam um apetite semelhante a um abutre.

Quão melhor é a dieta espiritual que a Bíblia sugere: “Quaisquer que sejam as coisas verdadeiras, sejam as coisas nobres, sejam as coisas justas, sejam as puras, sejam as coisas amáveis, as coisas boas, se houver alguma virtude e se houver algo louvável, medite nessas coisas ”(Filipenses 4: 8).

Que tipo de “comida” você prefere? Não seja como o abutre. Antes, “como recém-nascidos, desejem o leite puro da palavra, para que você cresça assim” (1Pe 2: 2).

Refletir e Orar
Ó filho de Deus, guarda bem os teus olhos
de qualquer coisa que manche o coração;
Abandone as coisas que sujam a mente -
Seu Pai quer que você se separe. —Fasick

O novo nascimento cria um novo apetite e requer uma nova dieta. Richard DeHaan“

—  ministério_pão_diário

Machado de Assis photo
Raduan Nassar photo
Daisaku Ikeda photo
Marilyn Monroe photo

„A tarefa sem fim

Ore ao Senhor da colheita para enviar trabalhadores. - Escritura de hoje :
Mateus 9: 35-10: 15

Uma missionária escreve sobre seu campo de serviço: “Fomos forçados a fechar algumas de nossas estações por falta de recursos e falta de missionários. Este é o choro em todo lugar hoje. As maiores denominações - confrontadas com um déficit crescente em seu esforço missionário - terão que chamar para casa um grande número de trabalhadores dos diferentes campos no próximo ano. Com todo o luxo que temos, a causa de Cristo deve sofrer perdas? ”

Embora pareça que poderia ter sido escrito ontem, este pedido de ajuda foi escrito em 1926 por Johanna Veenstra, uma missionária do Sudão. A declaração apareceu em um livro que ela escreveu descrevendo seu trabalho missionário pioneiro na África.

Quase 70 anos depois, a tarefa de proclamar o evangelho ainda é tão formidável e a necessidade de ajudantes ainda é imponente. De fato, não mudou desde que Jesus declarou: “A colheita é realmente abundante, mas os trabalhadores são poucos. Rogai, pois, ao Senhor da seara que mande trabalhadores para a sua seara ”(Mateus 9: 37-38). Ele próprio iniciou o trabalho há 2.000 anos enviando 12 homens com a mensagem de boas novas.

Entrar em todo o mundo com o evangelho é uma tarefa interminável. Se vamos ao Sudão, viajamos para outro lugar distante ou ficamos em casa, também é nossa tarefa.

Refletir e Orar
Longe, longínquo, nas trevas pagãs,
Milhões de almas perdem-se para sempre;
Quem, quem irá, a história da salvação contando,
Olhando para Jesus, não se importando com o custo? —McGranahan

Uma coisa que não podemos fazer sobre missões - não podemos fugir de nossa responsabilidade. Dave Branon“

—  ministério_pão_diário

„Orando em público

Quando você orar, você não será como os hipócritas. - Escritura de hoje : Mateus 6: 5-8

Quando Jesus disse às pessoas que orassem em segredo, Ele não quis dizer que orar em público é errado. O que Ele condenou são orações insinceras feitas apenas para impressionar as pessoas. Todos nós podemos sentir essa tentação sutil às vezes.

Um grupo de delegados de uma conferência cristã parou em um restaurante movimentado para almoçar e estava sentado em várias mesas ao redor da sala. Pouco antes de comer, um membro anunciou em voz alta: “Vamos rezar!” As cadeiras mudaram e as cabeças giraram. Em seguida, seguiu-se uma longa “bênção” que fez mais para esfriar a comida do que os corações quentes. Finalmente, em meio a risadinhas e resmungos, veio o bem-vindo “Amém”.

Contraste essa história com outra cena. Um professor de história de uma grande universidade estadual estava almoçando com sua família no refeitório da escola. Quando começaram a refeição, o seu pequeno menino de 3 anos gritou: “Oh papai, esquecemos de rezar!” “Bem, querida”, disse o homem, “você oraria por nós?” “Querido Jesus”, ela disse. começou, “obrigado pela nossa boa comida e todas essas pessoas legais. Amém. ”Das mesas vizinhas vieram“ amens ”de professores e alunos que foram tocados pela simples e sincera oração daquela criança.

Que todas as nossas orações públicas sejam assim.

Refletir e Orar
Embora as linhas para o céu devam ser sempre
afinadas a orar incessantemente,
vamos dar esse cuidado extra especial
para guardar nossas palavras na oração pública. HGB

Se oramos para pegar o ouvido do homem, não podemos esperar alcançar o ouvido de Deus. Dennis J. DeHaan“

—  ministério_pão_diário

„É de Deus!

“A minha prata é minha e o meu é o ouro”, diz o Senhor dos Exércitos. - Escritura de hoje :
Ageu 2: 1-9

Minha amiga Cindy assina o The Tightwad Gazette, um boletim dedicado a "promover a economia como um estilo de vida alternativo viável". A publicação mensal é repleta de idéias que poupam dinheiro, como limpar filtros de forno e reutilizá-los e usar jornal picado para lixo de gatos. Cindy me diz que viver de acordo com a filosofia da Gazeta pode economizar muito dinheiro para as pessoas.

Agora, concordo que um modo de vida livre de gastos pode levar a sérios problemas. Por isso, é inteligente fazer compras com sabedoria e seguir princípios de boa administração. Mas para algumas pessoas, o fato de ser um tightwad assume um significado mais profundo. Eles se tornam obcecados em economizar cada centavo ou acumular coisas para se protegerem no caso de um colapso econômico. Eles colocam sua confiança em sua própria desenvoltura em vez de em Deus e em sua capacidade de satisfazer suas necessidades.

Não importa quão grande seja a quantidade que economizamos, no entanto, ela não pode se comparar com as riquezas que Deus tem. Ele é dono de tudo! Ele é dono de toda a prata e ouro na terra (Ag 2: 8). A terra e tudo nela são Seus (Sl 24: 1; 50: 10-11).

Sim, Aquele que prometeu atender às nossas necessidades tem todos os recursos do universo para apoiá-lo. E Ele dá sem medida.

Refletir e Orar
Deus possui as riquezas da terra
E todo o seu tesouro oculto,
Assim Ele certamente dará a todos os
Seus filhos sem medida. —Fasick

Ser rico em Deus é melhor do que ser rico em bens. David C. Egner“

—  ministério_pão_diário

„Pressão Majoritária

Pilatos, querendo agradar a multidão, soltou Barrabás para eles; e ele entregou Jesus. . . ser crucificado. - Escritura de hoje :
Marcos 15: 1-15

Os políticos às vezes decidem questões com base na pressão majoritária e não no princípio do certo e do errado. Algum tempo atrás, um governador do estado declarou que ele pessoalmente acredita que o aborto está errado. Mas ele disse que, como funcionário público, ele apoiaria a vontade da maioria.

Pilatos agia da mesma maneira em relação a Jesus. Embora soubesse que não havia verdade nas acusações contra Cristo, ele cedeu à pressão da multidão. Consequentemente, seu nome é registrado na infâmia.

Poucos de nós estão na posição de funcionários nomeados e eleitos que devem agradar a maioria para manter seus empregos. Ainda estamos sujeitos ao mesmo tipo de pressão. Um estudante universitário cristão me disse que um dia ele estava levando três acompanhantes para casa depois de um jogo de futebol. Eles queriam parar em um bar conhecido por atividades indecentes, mas ele não queria. Os três estudantes vieram de boas casas e eram populares na faculdade. Ele queria agradá-los e sentiu uma tremenda pressão para ir contra sua consciência. Por um momento ele hesitou, mas com a ajuda do Senhor resistiu à tentação e dirigiu-se para um restaurante familiar.

Senhor, ajude-nos a resistir à pressão majoritária quando isso nos conduzir pelo caminho do pecado.

Refletir e Orar
Se fizermos o que é bom e certo,
devemos ser verdadeiros dentro de nós;
Se cedermos ao que está errado
Nós entorpecemos nosso senso de pecado. —DJD

A menos que dependamos do poder de Deus dentro de nós, nos renderemos às pressões ao nosso redor. Herbert Vander Lugt“

—  ministério_pão_diário

„Agradecido por tudo


Comerás, e te fartarás, e louvarás o Senhor, teu Deus, pela boa terra que te deu. v.10


Na Austrália, dirigir entre cidades tão distantes e a fadiga podem causar acidentes. Assim, nas férias, são montadas paradas de descanso nas principais rodovias e voluntários oferecem café gratuito. Nós gostamos de aproveitar essas paradas durante nossas viagens longas.

Numa das viagens, paramos para pedir o nosso café. A atendente entregou duas xícaras, e cobrou 2 dólares. Perguntei-lhe o porquê, e ela nos mostrou o sinal na placa. Ali apenas o motorista recebia o café grátis; os passageiros tinham que pagar. Irritado, disse-lhe que isso era publicidade falsa, paguei o que pediu e saí. De volta ao carro, minha esposa apontou o meu erro: eu tinha transformado um presente num direito adquirido e sido ingrato pelo que recebera. Ela estava certa.

Quando Moisés conduziu os israelitas para a Terra Prometida, ele os exortou a serem agradecidos (v.10). Graças às bênçãos de Deus, a terra era abundante, mas eles poderiam facilmente tratar esta prosperidade como algo que mereciam (vv.17,18). A partir disso, os judeus desenvolveram a prática de dar graças em cada refeição, por mínima que seja. Para eles, tudo era um presente.

Voltei ao balcão e pedi desculpas. O café grátis era um presente imerecido e eu precisava agradecer.

Seja grato a Deus até mesmo 
pela menor das dádivas. Sheridan Voysey“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

Vincent Van Gogh photo
Lya Luft photo
Charles Louis Montesquieu photo
Lya Luft photo
Marilyn Monroe photo
Fernando Pessoa photo
Heráclito photo
René Descartes photo

„As paixões são todas boas por natureza e nós apenas temos de evitar o seu mau uso e os seus excessos.“

—  René Descartes 1596 - 1650

como citado in: Memórias de um espermatozóide irrequieto - Página 185, Maria Guinot - Ancora Editora, 2004 - 203 páginas
Atribuídas

Olavo de Carvalho photo
Mary Shelley photo
Marco Aurelio photo
Platão photo
Arthur Schopenhauer photo
Jair Bolsonaro photo
Sócrates photo

„Em todo o caso, casai-vos. Se vos couber em sorte uma boa esposa, sereis felizes; se vos calhar uma má, tornar-vos-eis filósofos, o que é excelente para os homens.“

—  Sócrates -470 - -399 a.C.

By all means marry. If you get a good wife, you'll be happy. If you get a bad one, you'll become a philosopher ...and that's a good thing for any man.
Sócrates citado em Krētē: monthly publication of the Pancretan Association of America - Página 22, Pan-Cretan Association of America - 1998
Atribuídas

Cesare Pavese photo
Nitiren Daishonin photo
Sócrates photo
Carl Gustav Jung photo
Pablo Picasso photo

„Nunca conseguirás convencer um rato de que um gato traz boa sorte.“

—  Pablo Picasso pintor espanhol 1881 - 1973

Atribuídas

Arthur Schopenhauer photo

„decepção contínua e desilusão, bem como a natureza geral da vida, apresentam-se como previsto e calculado para despertar a convicção de que nada vale nossos esforços, nossos esforços e nossas lutas, que todas as coisas boas estão vazias e fugazes, que o mundo em todos os lados está falido, e que a vida é um negócio que não cobre os custos…“

—  Arthur Schopenhauer filósofo alemão 1788 - 1860

that continual deception and disillusionment, as well as the general nature of life, present themselves as intended and calculated to awaken the conviction that nothing whatever is worth our exertions, our efforts, and our struggles, that all good things are empty and fleeting, that the world on all sides is bankrupt, and that life is a business that does not cover the costs…
The world as will and representation, Volume 2 - página 574, Arthur Schopenhauer, Dover Publications, 1969
O Mundo como Vontade e Como Representação

Fernando Henrique Cardoso photo

„A droga tem de ser discutida de uma maneira mais ampla. Enquanto não se entender que boa parte da questão da droga tem a ver com a proibição, por exemplo, da maconha, e tem a ver com a falta de tratamento; enquanto não se induzirem as pessoas a entender que a droga é também uma questão de saúde, e não apenas de repressão; enquanto não se diminuir o consumo, você vai ter gente se arriscando e fazendo tráfico.“

—  Fernando Henrique Cardoso Sociólogo e político brasileiro, ex-presidente do Brasil 1931

Fernando Henrique Cardoso (ex-presidente do Brasil); Fonte: iG. Ações precisam ir além da repressão ao tráfico, diz FHC http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/rj/acoes+precisam+ir+alem+da+repressao+ao+trafico+diz+fhc/n1237839104674.html. 25 de novembro de 2010.
Atribuídas

Leonardo Boff photo
Roberto Campos photo
Ronnie Radke photo
Machado de Assis photo
Sigmund Freud photo
Jair Bolsonaro photo